A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Relatório preparo e padronização de solução padrão de NaOH

Pré-visualização|Página 1 de 13

UNIVERSIDADE DE FORTALEZA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
Curso de Farmácia
Solução padrão
Thaís Maria de Sousa Mororó Menezes
09 de mar de 2022

Sumário
Introdução 2
Desenvolvimento teórico 2
Objetivos 4
Objetivo principal 4
Metodologia 5
Parte 1 5
Reagentes 5
Vidrarias 5
Equipamentos 5
Parte 2 6
Reagentes 6
Vidrarias 6
Equipamentos 6
Resultado e discussão 7
Parte 1 7
Parte 2 9
Considerações finais 11
Parte 1 11
Parte 2 11
Bibliografia 12
1

Introdução
Desenvolvimento teórico
Na química analítica é primordial que se conheça a maior parte dos erros, a fim de minimizá-los e
levá-los em contas nos resultados. Para isso, os reagentes utilizados nas práticas precisam ser
consideradas padrão. Uma substância padrão apresenta um grau de pureza em torno de 100% e
apresenta um erro de até 0,05%. Como nem todas as substâncias se comportam da mesma forma
elas são divididas em padrão primário e padrão secundário.
Para um substância ser considerada padrão primário ela precisa ser lida, de fácil obtenção,
purificação, dessecação e conservação, suas impurezas devem ser facilmente identificáveis em
ensaios qualitativos e seu teor de impureza não deve ser superior a 0,01% - 0,03% e seja
higroscópica, não absorva umidade do ambiente, e eflorescente. Essas substâncias têm as vantagens
de serem mais esveis e podem ser pesadas e usadas diretamentes. As substâncias de padrão
secundário têm suas concentrações obtidas por análise química a partir de soluções de padrão
primário e apresentam concentrações próximas dos desejados.
Com as substâncias padrões se desenvolvem soluções padrões que são soluções de concentrações
exatamente conhecidas e indispensáveis para realizar análises volumétricas, pois é ela que servirá de
comparação das concentrações. Por conta dessa necessidade de precisão, as soluções padrões
passam por um por um processo chamado de padronização, no qual é descoberto sua real
concentração.
O processo de padronização é feito por meio de uma titulação. Titulação pode ser definida como a
adição de uma solução padrão, ou de referência a uma solução que contém o soluto que se deseja
realizar, mas no caso da titulação para padronização é a adicionado a solução que se deseja saber a
concentração a uma solução de padrão primário, na qual se conhece a concentração e/ou massa e
ou volume. Em ambas as descrições, ocorre uma coisa em comum, a mistura das soluções sempre
resulta em uma reação, geralmente uma reação de neutralização,e é a partir do conhecimento desta
que se consegue calcular as concentrações.
Na prática realizada foram preparadas e padronizadas 2 soluções de hidróxido de sódio(NaOH).
Primeiro foi necessário estimar o quanto de soluto deveria ser usado a partir da molaridade(fórmula
1) que se desejava. Com as soluções prontas, foram encontradas as verdadeiras concentrações das
soluções. Para isso foi realizada uma titulação e usando para a reação de neutralização um ácido
fraco. Quando 1 mol da base reagir com o 1 mol do ácido a solução seria neutralizada com a
formação de um sal, no entanto o pH do meio ao final da reação não se tornará neutro devido a
reação ter sido feita com uma base forte e um ácido fraco, o que torna o meio um pouco alcalino. É
explorando esse ponto do pH que se sabe que chegou ao final da reação.
M = n/V fórmula 1
n = m/MM fórmula 4
2