Buscar

Seminários Temáticos em Educação - Camila

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Seminários Temáticos em Educação
	Nome do aluno(a): Camila dos Santos Duarte
	RGM: 23868473
	Curso: Pedagogia EAD Semestre: 5º
	Tipo de Linguagem: Linguagemns de rua
	Trabalho analisado ( link ou nome da obra): Carnaval
	Tutor (a):
Unidade V – Linguagens da rua – Blocos Carnavalescos
Introdução
	Quando falamos de linguagem de rua se destaca o carnaval, que é uma das maiores festas vividas no país. Muita música, fantasias, brilhos e cores fazem parte da comemoração que movimenta toda a população por dias e fascina os espectadore, e foliões.
Desenvolvimento
	O carnaval é uma das maiores comemorações no Brasil, são 5 dias de comemorações trazendo além da alegria as ruas, uma enorme movimentação na economia do país. Porém a sua origem vem do antigo festival português, o Entrudo e só chegou no século XVII ao Brasil. 
	A comemoração era feita com muita música, ovos e farinhas e após ser considerado crime no século XIX, a elite brasileira passou a fazer grandes bailes de carnaval em clubes fechados. No final do século as classes populares começaram a organizar e reviver a tradição da festa nas ruas, foi quando os blocos e cordões de carnaval começaram a surgir e apenas no século XXI as primeiras marchinhas surgiram.
	Os blocos de rua são formados por bandas, carros estéreos ou trio elétricos e existem vários espalhados pelo país, entre eles temos os blocos de enredo que são comuns no Rio de Janeiro, que têm samba enredo e desfiles; blocos líricos que são comuns em Pernambuco onde o destaque ficam nas músicas como o frevo e antigas marchas carnavalesca, além de desfile da população fantasiada; os blocos sujos são comuns no Rio de Janeiro e São Paulo onde a população vãoá rua fantasiadas, cantando marchas, sambas e músicas que remetem ao seu cotidiano ou critica a politica, entre outros.
Considerações Finais
	Na linguagem de rua o bloco de rua é mais que uma festa é uma manifestação que traz multiplicidade, reunindo diferentes públicos e muita diversidade á rua. Além de fazer parte dos movimentos artístico-cultural, suas letras trazem um debate político, onde na sua maioria a população pede por mudanças no país, além de gerar conhecimento narrando a rotina diária da população e eventos históricos. 
Referências
SIMAS, L. A. O carnaval e o samba na cultura brasileira.
(https://www.youtube.com/watch?v=YK083GApA48&t=12s)
Material teórico - Unidade V. Seminários temáticos em Educação. Universidade Cruzeiro do Sul, 2022.

Outros materiais