A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Fisiopatologia de verminoses causadas por helmintos - Esquistossomose, teníase, cisticercose, ancilostomíase, ascaridíase,

Pré-visualização | Página 2 de 2

○ eco-doppler-cardiografia: exame de escolha na avaliação da hipertensão pulmonar esquistossomótica
Teníase
● provocada pela forma adulta da Taenia solium ou Taenia saginata no intestino delgado do homem
● modo de transmissão: ingesta de carne de boi ou de porco mal cozida, que contém as larvas
● período de infecção: 3 meses após a ingesta da larva → parasita adulto encontrado no intestino delgado
Sintomas
● frequentemente assintomática
● infecção com T. saginata: dor, náusea, fraqueza, perda de peso (acelerado crescimento do verme: competição
nutricional com o hospedeiro)
○ maior frequência: alterações na motricidade e secreção digestiva
○ eosinofilia
○ ocasionalmente: penetração de proglote no apêndice → apendicite obstrução intestinal pela massa do estróbilo
Cisticercose
● causada pela larva da Taenia solium nos tecidos
● cisticercose: ovos de Taenia solium (auto-infecção interna, externa ou heteroinfecção)
● período de incubação: 15 dias a anos após a infecção
○ filo: Platyhelminthes
○ classe: Cestoidea
○ ordem: Cyclophyllida
○ família: Teniidae
○ espécies: Taenia sollium e
Taenia saginata
● morfologia: corpo alongado e dividido em segmentos: escólex (cabeça), colo
(pescoço), estróbilo (corpo)
● ciclo de vida
○ reservatório: homem é o único HD da forma adulta da Taenia solium e da Taenia
saginata + suíno ou bovino são os HI por apresentarem a forma larvária nos seus
tecidos
Sintomas
● penetração do cisticerco → manifestações clínicas
● fixação do cisticerco aos tecidos → início do processo patogênico
○ compressão mecânica e deslocamento do tecido pelo crescimento e localização do cisticerco → obstrução do fluxo
de líquidos orgânicos
○ processo inflamatório ao redor do cisticerco → patologia e clínica dependem do tamanho, fase de desenvolvimento
e resposta imune
Neurocisticercose
● reação local
○ processo inflamatório
○ após a morte e degradação do parasito → liberação de Ag → resposta imune com formação de granuloma
○ absorção do cisticerco e calcificação
● reações gerais
○ cefaleia
○ ataques epileptiformes
○ desordem mental
○ hipertensão intracraniana
Cisticercose ocular
● cisticerco alcança globo ocular e instala-se na retina
● crescimento: deslocamento da retina ou perfuração
● reação inflamatória: evolução natural é opacificação dos meios, desorganização
intra-ocular, perda da visão
Cisticercose muscular
● provoca poucas alterações
● cisticercos desenvolvem reação local → envolvido por matriz fibrosa → tende a
calcificar-se após a morte
● em grande quantidade → provocam dor, especialmente na musculatura esquelética
Ancilostomíase
● infecção intestinal causada por nematódeos
● assintomática em infecções leves
● crianças com parasitismo intenso → hipoproteinemia e atraso no desenvolvimento físico e mental
● frequente (depende da intensidade da infecção) → anemia ferropriva
● agente etiológico
○ família: Ancylostomidae
○ subfamília: Ancylostomidae
○ Ancylostomidae duodenale
○ subfamília: Bunostominae
○ Necator americanus
● ciclo biológico
Sintomas
● anemia, hipoproteinemia, insuficiência cardíaca, anasarca, migração da larva através dos pulmões → hemorragia e
pneumonite
● anemia ferropriva: parasitas intestinais → podem reduzir em até 20% o ferro ingerido na dieta → deficiência de ferro
circulante → diminuição na capacidade do trabalho físico e mental + comprometimento da resposta imunológica →
maior número de infecções, alterações psicológicas e comportamentais → irritabilidade, fadiga, atenção diminuída,
anorexia
Diagnóstico
● clínico: prurido característico, aparência anêmica, icterícia
● laboratorial:
○ método de Lutz: achado de ovos no exame parasitológico de fezes
○ Kato-Kat: contagem de ovos
○ hemograma completo
● diferencial: anemia por outras etiologias, outras parasitoses
Ascaridíase
● causada por helminto
● habitualmente: assintomática
● pode manifestar-se por dor abdominal, diarréia, náuseas e anorexia
● grande nº de vermes → obstrução intestinal
● ciclo pulmonar da larva → manifestações pulmonares → broncoespasmo, hemoptise e pneumonite
● agente etiológico: Ascaris lumbricoides
● ciclo biológico
Sintomas
● obstrução intestinal, volvo, perfuração intestinal, colecistite, colelitíase, pancreatite aguda, abscesso hepático
Diagnóstico
● clínico: pouco sintomática: difícil de ser diagnosticada em exame clínico
○ gravidade da doença determinada pelo nº de vermes que infectam cada pessoa
● laboratorial: ovos nas fezes → método de Lato-Katz é bastante eficiente e recomendado pela OMS
○ em infecções exclusivamente com vermes fêmeas → todos os ovos expelidos serão inférteis
○ em infecções somente com vermes machos → exame de fezes será consistentemente negativo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.