A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
SCM-Vacinação

Pré-visualização | Página 1 de 3

Saúde da Criança e da Mulher 
Medicina Anhembi Morumbi 
 
1 
Vacinação Infantil 
Saúde da Criança e da Mulher 
Medicina Anhembi Morumbi 
 
2 
• CONCEITOS 
VACINAS INATIVADAS (“MORTAS”): Hepatite B, Tetravalente (DTP/Hib), 
Pentavalente, Pneumocócica, Meningocócica, VIP, Hepatite A, DTP, dT, 
Influenza, HPV. 
VACINAS ATENUADAS (“VIVAS”): BCG, Rotavítus, Poliomelite Oral, Febre 
Amarela, Tríplice Viral, Varicela. 
VACINAS COMBINADAS: são aquelas que contêm no mesmo frasco antígenos de 
agentes infecciosos diferentes (por exemplo, a vacina tríplice viral – contra o 
sarampo, caxumba e rubéola – e a vacina tríplice bacteriana – contra difteria, 
tétano e coqueluche). 
VACINAS CONJUGADAS: são aquelas em que um produto imunologicamente 
menos potente, por exemplo, um polissacarídeo, é juntado a um outro produto 
imunologicamente mais potente, por exemplo, uma proteína, com o objetivo de 
aumentar sua capacidade imunogênica (vacinas conjugadas contra hemófilos, 
contra o pneumococo e contra o meningococo C). 
OBS: Quando a vacinação é iniciada fora da idade idealmente recomendada, os 
esquemas podem ser adaptados de acordo com a idade de início, respeitando os 
intervalos mínimos entre as doses. 
➔ BCG 
DOENÇA EVITADA: Formas graves de tuberculose. 
COMPOSIÇÃO: Bacilos vivos de cepa de Mycobacterium bovis com virulência 
atenuada (bacilo Calmette – Guérin). 
CONTRAINDICAÇÕES: Imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasias 
malignas; tratamento com corticosteroides em dose elevada (equivalente a 
prednisona na dose de 2 mg/kg/dia ou mais para crianças, ou de 20 mg/dia ou 
mais para adultos, por mais de duas semanas) ou submetidas a outras 
terapêuticas imunodepressoras (quimioterapia, radioterapia etc.); Grávidas. 
PRECAUÇÕES: A vacina deverá ser adiada até três meses após o tratamento com 
imunodepressores ou com corticoides em dose elevada; Adiar a vacinação quando 
o peso ao nascer for inferior a 2000 g. 
VIA DE ADMINISTRAÇÃO: Intradérmica. 
ESQUEMA VACINAL: Dose única, ao nascimento ou na 1ª visita a unidade de 
saúde. NÃO REVACINAR mesmo em crianças que não apresentam cicatriz no 
local da aplicação após 6 meses. 
Saúde da Criança e da Mulher 
Medicina Anhembi Morumbi 
 
3 
Em recém-nascidos, filhos de mãe que utilizaram imunossupressores na gestação, 
ou com história familiar de imunossupressão, a vacinação poderá ser adiada ou 
contraindicada. 
EVENTOS ADVERSOS: 
 Lesões locais e regionais mais frequentes 
a) Úlcera com diâmetro maior que 1 cm (não cicatrização ate 12 semanas = 
isoniazida – antibiótico utilizado no tratamento e prevenção da 
tuberculose e da tuberculose inativa.) 
b) Abcesso subcutâneo frio (Isoniazida) 
c) Abcesso subcutâneo quente (antibiótico para processo infeccioso agudo) 
d) Linfadenopatia regional supurada (isoniazida) ou não supurada 
(acompanhar) 
e) Cicatrização queloide (expectar) 
f) Reação lupóide (esquema tríplice). 
 Lesões resultantes de disseminação. Podem ser localizadas ou generalizadas e 
sua incidência é bastante rara. 
a) Lesões localizadas: em pele, osteoarticulares, em linfonodos, em um único 
órgão. 
b) Lesões generalizadas, acometendo mais de um órgão. 
O melhor momento para se vacinar a criança é ao nascimento. 
Formas graves de tuberculose: Meningite tuberculosa (meningo tuberculose) e 
Tuberculose miliar. 
 
➔ HEPATITE B 
DOENÇA EVITADA: Hepatite B. 
COMPOSIÇÃO: Vacina produzida por tecnologia DNA recombinante. A vacina é 
produzida pela inserção (recombinação genética) do plasmídeo contendo o gene 
para o HbsAg (antígeno de superfície do vírus da Hepatite B) no interior de 
leveduras. As células do levedo produzem, então, o antígeno recombinante de 
superfície (rHBsAg) que é purificado por vários métodos físico-quimicos. 
CONTRAINDICAÇÕES: Anafilaxia prévia a qualquer componente da vacina; 
Púrpura trombocitopênica pós-vacinal. 
Saúde da Criança e da Mulher 
Medicina Anhembi Morumbi 
 
4 
PRECAUÇÕES: Na ocorrência de doenças agudas febris moderadas ou graves, 
recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não 
se atribuir a vacina as manifestações da doença. 
VIA DE ADMNISTRAÇÃO: Intramuscular. 
ESQUEMA VACINAL: 4 doses (0,2,4 e 6 meses). 
 RN prematuro com idade gestacional menor que 33 semanas ou peso menor 
que 2000 gramas: 4 doses com esquema 0-2-4 e 6 meses. 
A primeira dose deve ser aplicada preferencialmente nas primeiras 12 horas de 
vida. 
➔ PENTAVALENTE (DTP/Hib e Hepatite B) 
DOENÇAS EVITADAS: Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções 
por Haemophilus influenzae tipo b, Hepatite B. 
COMPOSIÇÃO: Toxóide diftérico purificado, toxóide tetânico purificado, 
suspensão de células inteiras de Bordetella pertussis inativada + polissacarídeo 
capsular de Haemophilus influenzae conjugado com toxóide tetânico (carreador 
protéico) e Hepatite B. 
CONTRAINDICAÇÕES: Reação anafilática ou encefalopatia aguda grave 
subsequente a aplicação da vacina (fazer DTPa); Síndrome hipotônica 
hiporresponsiva, nas primeiras 48 hrs após a vacinação (fazer DTPa); Após 
completar 7 anos de vida (fazer dT). 
PRECAUÇÕES: Doença agudas febris moderadas ou graves: adiar a vacinação até 
a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir a vacina as manifestações 
da doença; Portadores de doenças neurológicas crônicas e com risco de 
descompensação devido a febre, tais como cardiopatias e pneumopatias graves 
(fazer DTPa); Recém-nascidos prematuros (< 31 semanas ou < 1000g) (fazer 
DTPa), na 1ª dose de tetravalente ou enquanto permanecer internado na unidade 
neonatal. 
VIA DE ADMINISTRAÇÃO: Intramuscular. 
 ESQUEMA VACINAL: 3 doses (aos 2,4 e 6 meses). 
 Reforços: 1º aos 15 meses (6 meses a 1 ano após a 3ª dose) -> DTP 
 2 º aos 5 anos (entre 4 e 6 anos de vida) -> DTP 
Saúde da Criança e da Mulher 
Medicina Anhembi Morumbi 
 
5 
EVENTOS ADVERSOS: Manifestações Locais -> vermelhidão, calor, 
endurecimento e edema, acompanhados ou não de dor, pouco intensos e restritos 
ao local da aplicação, nódulo indolor no local da injeção, abcessos. 
 Manifestações Sistêmicos -> Febre (investigar outras 
causas), sonolência, vômitos, choro persistente, anorexia, episódio hipotônico-
hiporresponsivo (EHH) – completar esquema com DTPa, Convulsao – completar 
esquema com DTPa, Encefalopatia – completar esquema com dupla infantil (DT), 
Reações de Hipersensibilidade (anafilaxia, alterações cutâneas), Apnéia. 
➔ ROTAVÍRUS (VORH) 
DOENÇA EVITADA: Diarreia por rotavírus. 
COMPOSIÇÃO: vírus isolados de humanos e atenuados (vacina monovalente, 
sorotipo G1 (P8) da cepa RIX4414. 
CONTRAINDICAÇÕES: Imunodeficiencia; uso de medicamentos 
imunossupressores; alergia grave (urticária disseminada, broncoespasmo, 
laringoespasmo e choque anafilático) a algum dos componentes da vacina, ou a 
dose prévia desta vacina; Doença do aparelho gastrointestinal (doença 
gastrointestinal crônica, malformação congênita do trato digestivo ou história 
prévia de invaginação intestinal). 
PRECAUÇÕES: Doença aguda febril moderada a grave; Crinaças filhas de mae 
soropositiva para HIV podem ser vacinadas desde que não haja sinais clínicos ou 
laboratoriais de imunodepressão; Vômitos e diarreia: a criança com quadro de 
diarreia leve sem desidratação pode ser vacinada e crianças com quadro

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.