A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
80944680

Pré-visualização | Página 4 de 6

com o objeto. 
A arte da dobradura são trabalhos, em análises dos reflexos da criança a partir da psicomotricidade, nos elementos cores e desenvoltura. Todo material é preparado em partes distintas, apenas para as crianças dobrares e criarem seu conceito simbólico através do significado, valores, a importância e a necessidade que desempenha um determinado objeto.
Para a finalização a cantigas de rodas, com as músicas folclóricas, não podia faltar. Como determinar a finalizar de uma metodologia com chave-de- ouro. A partir, de então, os brinquedos produzidos ficavam de lado, para entrar a expressividade da canção e os movimentos coordenados, como, os passinhos e gestos, visando o equilíbrio e descontração na arte da dança, pela linguagem corporal e a linguagem cantada. No decorrer das experiências em laboratório educativo, fica restrita a análise do desenvolvimento a ação psicomotora e cognitiva das crianças em sala de aula, conforme o quadro abaixo. 
Figura 4; tema: “O sons na arte do meio-transportes”, procede doa formação de uma ordem ao período de durante, dos aspectos de percepção da criança em sala de aula.
 
Figura 4: Resultados obtidos da aplicação do Projeto de Musicalização “O sons na arte do meio-transportes”, com as deferidas análises, no campo educacional cognitivo, psicomotror e instrumentalização. Redigidos e coletados pela Profª.Especialista Vanuza Almeida Prado – 56603808.
A questão avaliativa do ensino direciona a evolução da percepção nas estruturas rítmicas, o qual proporciona a emissão sonora vocal dos níveis de experiências vividas[footnoteRef:23]. O suporte de sintonização da percepção temporal, obstruir na criança a memória curto prazo, direcionados nas informações auditivas e informações visuais. Para Jean Le Boulch (1988), as estrutura rítmicas constituem a percepção do tempo sucessivo, dando suporte a memorização do sucessivo imediato. Obstruindo certo número de acontecimentos do presente e a aptidão de perceber as formas temporais, que representam a estruturas rítmicas. [23: Le mécanisme de La synchronisation sensori-motrice”. (L´ANNÉE PSYCHOLOGIQUE, 1958).] 
10. O desenvolvimento da metodologia
A aprendizagem significativa valoriza as propostas didáticas em função das técnicas de avaliação, nas construções de significados e conceitos[footnoteRef:24]. As significâncias lógicas estabelecem as relações entre o múltiplo e o conhecer. Obtendo da lógica o significado da aprendizagem. Para Wittrol (1986), o processo de pensamento do aprendiz, são conhecimentos prévios dos fatores sociocultural, sócio-afetivo e das experiências no decorrer da aprendizagem. A aprendizagem constrói o conhecimento, atribuindo aos significados e sentidos, nas comunicações interpessoais e intrínsecas ao ato de ensinar. Existem duas exigências fundamentais para a construção da aprendizagem significativa; a primeira é o conteúdo lógico e interno. A segunda é o conteúdo de forma não arbitrária, incluindo desse modo uma rede de significados e conceitos. [24: Os significados constroem a atividades e a participação dos alunos no conetxto escolar. (AUSUBEL 1983-1982). ] 
Nesse sentido, a metodologia é composta de conceitos, passa através ciência dos significados para o objeto do sujeito em aspecto de transformação, pelos moldes do ensino. A pesquisa, dos fatores disciplinar tem concorrido para novas adaptações que valorizam os meios educativos e avaliativos, no qual o aprendiz assimila, processa, interpreta e confere as significações nos estímulos da mediação do professor[footnoteRef:25]. [25: O conhecimento, na ação, e interação da construção dos processos educativos. (COLL, 1994).] 
São esses parâmetros educacionais, em que a musicalidade se insere, para compreender as novas experiências, constituindo os fatores culturais-educacionais, nas situações concretas da psicomotricidade e cognitiva do aprendiz. A construção de conhecimento são características de novas estruturas que abrange um diferencial comunicativo entre os conceitos e a ciência. 
O conhecimento educativo das crianças, são de procedência dos fatores sócio-familiar que dissimulam nos processos educacionais, quando os fatores não compactuam com os estímulos na metodologia, a aprendizagem carece dos conceitos, deflagrando o aprendiz em quadro limitativo, sem as opções de expandir ou de imergir as experiências no campo educacional, neste parecer a aprendizagem se torna mecânica. 
11. A arte da linguagem musical
A linguagem musical está representada em suas formas distintas perceptivas, sensoriais, analíticas e expressivas. 
Em arte o fator de clareza, envolve a razão, que difere os sentidos dotados de conhecimentos. Para o alemão Alexandre Baumgarten (1914-1962), a teoria do belo se manifesta, através das artes, da experiência sensorial, distinta da lógica que conduz o fenômeno artístico. 
A música tem suas bases, que distingue a cultura, retratando a experiência do sujeito ao seu contexto social, em busca deste belo significativo. 
O sujeito social, busca as teorias da percepção que, envolve a atenção e a interpretação musical, como um auto-controle psicomotor na execução da expressividade ou no domínios do conhecimento. 
A aprendizagem significativa constrói o sujeito no discerne educativo expressando seu saber em bases condutivas, refazendo seu trajeto nos conceitos didáticos, adquirindo a experiência do saber, no conhecimento social e humano. Para monteiro (1997) educar é a produção de uma linguagem social, nas competências educativas. Dessa forma, a música expressa o belo, através da dança, da arte, dos instrumentos, das cores, envolvendo o sujeito na cultura do saber, para uma análise crítica e científica.
A linguagem musical na educação envolve basicamente todas as disciplinas da educação, posso impor as condições científicas e abrir um teorema sobre a propagação das ondas sonoras. O campo para construção apenas deste conhecimento é amplo, é necessário à interdisciplinaridade e transdisciplinaridade, para obtermos um padrão de conceitos técnicos e científicos, com bases sólidas e conclusões precisas. 
Na educação infantil a linguagem da música envolve todo trabalho psicomotor, cognitivo e a socialização da criança[footnoteRef:26]. É neste sentido que analisamos cuidadosamente todos os passos de desenvolvimento metodológico e os conceitos aplicativos dos temas em decorrente do calendário educativo, juntamente com a coordenação pedagógica e os professores. Para um resultado eficaz os temas da musicalidade, são divididos em quatro etapas bem distintas; uma abordagem receptiva, a atividades de concentração, um momento de euforia, o momento de descontração. Em cada etapa, são transferidos todos os temas relativos ao calendário anual são inseridas nas atividades musicais. [26: O sujeito sociável constrói um mundo de conhecimento. ( BECKER, 2001). ] 
12. A oficina de construção
Na construção de conhecimentos, a música exercer um papel fundamental nas análises dos conceitos. A criança passa a construir seu próprio instrumento musical a partir de uma necessidade. O foco da experiência é a criatividade, e como analisamos cada etapa, se torna uma missão ministrar os valores da arte na musicalidade, a partir da construção do instrumento, envolvemos tanto as sucatas, quantos os materiais didáticos, para manutenção e preparo dos instrumentos, seja ele o violão, os chocalhos, os tambores, as caixas de repiques, ou até mesmos os pratos de baterias. 
O campo da construção em oficina projeta à criança a liberdade da criação, com as diversidades de materiais, multicoloridos, e a gama de opções para realizações. Quando realizamos as oficinas, cada instrumento produzido pela criança, à mesma leva para casa como recordação ou lembrança dos momentos de criatividade, em cada detalhe há a assimetria e designer de criatividade em arte.
A oficina musical retrata o diferencial da aprendizagem mecânica, para uma ampla gama de conhecimento técnico, onde o aprendiz passa a ser o condutor de um determinado conhecimento[footnoteRef:27], a partir

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.