Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Proc. Dec - 6

Pré-visualização | Página 1 de 2

PROCESSO DECISÓRIO
6 AULA
Profº : André Barros
Centralização e Descentralização
• Nas organizações, quanto mais alto o nível hierárquico, mais alto o
cargo, mais autoridade o indivíduo possui.
• Autoridade, de maneira geral, é o direito de conduzir pessoas e
recursos e de tomar decisões nas tarefas a serem executadas.
• Quanto maior o nível de autoridade de determinado cargo ou pessoa,
também maiores são as responsabilidades desse indivíduo.
• Autoridade e responsabilidade precisam estar equilibradas em cada
nível hierárquico.
Centralização e Descentralização
O que vai influenciar na tomada de decisão?
Cultura Organizacional
Grau de Formalização
Ambiente
Forma de distribuição do poder
Tamanho da empresa (porte)
Tecnologia e recursos utilizados
A estratégia da empresa para com o mercado
Delegação
• O termo delegar refere‑se à transferência de tarefa ou autoridade de
um chefe para seu subordinado.
• Transferindo‑se essa autoridade, cria‑se também uma
responsabilidade ao indivíduo para a execução do que foi delegado,
porém o gestor continua tendo responsabilidade sobre o que delegou
e a quem delegou a tarefa e seus consequentes resultados, pois tal
responsabilidade é indelegável.
Importância da delegação
• Equipe mais produtiva em decorrência do aumento considerável de
Motivação;
• Reduzir a burocracia;
• Diminuição do tempo total do processo;
• Melhora do desempenho e desenvolvimento do time.
Ainda permite ao gestor coordenar projetos mais complexos e de
abrangência maior. A amplitude de controle torna‑se maior.
• O gestor terá seu tempo mais otimizado, engajando‑se em decisões
que sejam especificamente para seu cargo.
• Praticando‑se a delegação, novas lideranças estarão sendo treinadas e
desenvolvidas.
Regras Básicas na Delegação:
� Ter certeza que o indivíduo seja comprometido e competente para tal
� O nível de autoridade deve ser compatível com as atividades exercidas
por ele.
� A comunicação deve ser clara e precisa, não deixando dúvidas sobre
as atividades e os resultados esperados para aquela tarefa.
� A motivação da equipe, por meio de recompensas a partir dos
resultados apresentados, é importante.
� Manter a equipe motivada.
� Estabelecimento de controles eficazes para monitorar adequadamente
os resultados.
� Treinamento e desenvolvimento dos seus subordinados, bem como
auxiliá‑los de maneira adequada em suas atividades.
Regras Básicas na Delegação:
� Deve‑se evitar perda excessiva de poder, porém é preciso estar
disposto a “abrir mão” de determinadas atividades.
� Ter canais de comunicação adequados.
� Aceitar os erros das outras pessoas.
� Aumentar o nível de participação dos subordinados.
� Perceber que os subordinados têm muito a contribuir no processo
decisório na área de sua especialização.
� Incentivar os subordinados a tomarem decisões.
� Evitar críticas desnecessárias e excessivas.
� Deixar claro o que deve ser feito e quais os resultados esperados,.
� Promover incentivos adequados para que os subordinados sintam‑se
seguros, dispostos e capazes de aceitar maior delegação.
Centralização
� Refere-se ao poder de decisão concentrado predominantemente na
alta administração.
� São muitos os motivos que influenciam um gestor ou uma cultura
organizacional para um estilo de tomada de decisão mais
centralizado. Onde podemos destacar:
• Condições internas;
• Fatores do ambiente da empresa;
• Maneira de ser do executivo/dono.
Centralização do Poder nas Organizações?
� manter um nível de maior integração na empresa;
� manter a uniformidade de ações e decisões;
� administrar com mais eficiência as urgências;
� evitar que um funcionário possa lhe fazer sombra;
� a estrutura organizacional da empresa não possibilitar a
descentralização;
� aumentar o nível de controle das atividades da empresa.
Centralização
Vantagens da centralização:
• Maior controle (menos níveis hierárquicos)
• Uniformidade nos procedimentos e decisões;
• Boa comunicação vertical (facilita a interação)
• Facilidade no controle e avaliação;
• Evita desperdícios e duplicação de tarefas.
 
Desvantagens da centralização:
• Decisões tomadas longe da área do problema;
• Demora na tomada de decisões;
• Alta dependência dos departamentos da organização.
• Ineficiência no uso dos recursos.
DESCENTRALIZAÇÃO
• Acontece quando a organização diminui a concentração da tomada
de decisão na alta administração da empresa, havendo então a
delegação a seus diversos níveis hierárquicos.
• Isso é necessário quando:
❑ a carga de trabalho da alta gestão está volumosa e/ou complexa;
❑ existe demora no processo de decisão;
❑ há aumento da necessidade de desenvolvimento do nível gerencial
dos executivos da média/baixa administração;
❑ existe a necessidade de elevar a participação e motivação do time.
DESCENTRALIZAÇÃO
❖ Vantagens da descentralização:
• Autonomia para os líderes;
• Agilidade na tomada de decisão;
• Criatividade na solução do problema;
• Menor dependência de outras áreas;
• Utilização e otimização dos recursos;
• Motivação e retenção de talentos;
• Utilização de conhecimentos e experiências diferentes;
❖ Desvantagens da descentralização:
• Falta de uniformidade nas decisões;
• Dificuldade de controle;
• Tendência ao desperdício e à duplicação;
• Comunicação menos eficiente;
• Problemas com avaliação e responsabilização;
Empowerment
• Através do processo de descentralização do poder, surge um novo
fenômeno dentro do campo coorporativo: Empowerment
(Empoderamento).
• Tal conceito tem como finalidade delegar poder de decisão e dar
autonomia ao indivíduo, aumentando a participação dos funcionários
na gestão organizacional em processos decisórios associados às
estratégias das empresas, elevando o comprometimento do
colaborador com a organização, pois estes passam a se sentir “parte”
da organização.
• Visto que muitos colaboradores são “barrados” pela burocracia da
cultura organizacional, e muitas vezes não se utiliza do seu
potencial, em prol da organização.
Objetivos Básicos do Empowerment
• Facilitar o atingimento das estratégias do negócio.
• Desenvolver novos líderes que possam tomar decisões adequadas e
assertivas.
• Contribuir para a descentralização do poder.
• Permitir que o número de decisões para os níveis mais baixos da
organização aumente.
• Liberar o espírito empreendedor e a criatividade dos colaboradores.
• Aumentar a velocidade de resposta para os clientes.
• Criar um ambiente proativo.
• Comprometer mais as pessoas.
• Auxiliar na motivação dos indivíduos, através do sentimento de
pertencimento
Observações antecipadas ao processo de
Empowerment
• analisar as causas da centralização e dependência;
• modificar o estilo de gestão;
• migrar do modelo de dependência para o empreendedor;
• ter atenção às metas e prazos;
• que as equipes tenham capacidade de autogerenciamento,
focando‑se nas metas estratégicas estabelecidas pela alta direção da
organização;
• treinar os líderes de equipes para atuarem com liderança;
• treinar e desenvolver os gestores da organização nas competências
de:
• — educador;
• — facilitador;
• — integrador;
• — articulador.
Vantagens do Empowerment
• Foco no cliente e redução de custos.
• Maior direcionamento alinhado às metas e aos objetivos estratégicos
da organização.
• Maior comprometimento com valores, crenças e resultados da
organização por parte dos colaboradores.
• Redução do tempo para tomada de decisão.
• Alívio do “peso” do líder sobrecarregado e mudança da situação dos
empregados ociosos.
• Maior quantidade de ações implantadas, além de rapidez nessa
implementação e eficácia quanto à qualidade e à produtividade.
• Concretização das estratégias de negócios da empresa.
• Aumento da autoestima e da motivação dos colaboradores.
• Maior sinergia entre seus membros, resultando em melhor ambiente
de trabalho.
Obstáculos ao empowerment
• Insegurança..
• Falta de capacidade gerencial
• Falta de confiança nos subordinados.
• Falsa racionalização.
• Analogamente, há inúmeras barreiras que impedem
Página12