Buscar

AULA 3- Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 37 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 37 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 37 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 1/37
Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
Prof. Cylan Delgado
Descrição
Definição e conceituação histórica da saúde e da segurança no ambiente de trabalho, os fundamentos da política
nacional da saúde do trabalhador, os indicadores de saúde e doenças laborais e os aspectos do sistema de gestão de
acidentes em empresas.
Propósito
A Psicologia Organizacional e sua aplicação em diversos campos de estudo é importante para o psicólogo na prevenção
de doenças e riscos nas áreas da saúde e da segurança do trabalhador. A área da Saúde e Segurança no Trabalho pode
promover prevenção e intervenção em parceria com o campo da Psicologia.
Objetivos
Módulo 1
Principais pesquisas da saúde no ambiente de trabalho
Reconhecer a evolução do campo da Saúde e Segurança no Trabalho ao longo da história e as principais doenças
comprovadamente relacionadas ao trabalho.
Módulo 2
Indicadores de saúde relacionados ao trabalho
Identificar os conceitos de indicadores e agravos relacionados ao trabalho, suas utilidades e formas de obtenção.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 2/37
Módulo 3
Programa de gestão de Saúde e Segurança no Trabalho
Reconhecer os aspectos de um programa de gestão de Saúde e Segurança no Trabalho e a importância do psicólogo
em relação à saúde do trabalhador.
Introdução
A Psicologia tem se expandido ligando diversos campos de estudo, sobretudo nas áreas organizacionais e do trabalho.
Isso tem se refletido na atuação do psicólogo nas organizações, especialmente, em Saúde e Segurança no Trabalho.
Dados publicados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) indicam que, todos os anos, dois milhões de
mulheres e homens morrem devido a acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Anualmente, em todo o mundo, 160
milhões de pessoas adoecem em consequência de sua atividade laboral e ocorrem 270 milhões de acidentes de trabalho.
Esses números preocupantes são suficientes para demonstrar que todo tipo de profissional deve ter conhecimento sobre
o tema Saúde e Segurança no Trabalho, em especial aquele que atua, ou pretende atuar, na área da saúde.
No primeiro módulo, vamos conhecer como esse tema foi tratado na Antiguidade; as primeiras evidências de que
existiam doenças que eram ocasionadas por atividades laborais; como, quando e por que ocorreu um processo de
melhoria na forma e no local de trabalho; e tomar conhecimento das principais enfermidades decorrentes do trabalho. No
segundo módulo, vamos aprender o que são e para que servem os indicadores e agravos relacionados ao trabalho, e,
ainda, compreender alguns deles e como são obtidos os dados estatísticos para calculá-los. Finalmente, no terceiro
módulo, vamos nos familiarizar com a gestão da Saúde e Segurança no Trabalho e relacioná-la à atuação do psicólogo e
ao seu campo de atuação.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 3/37
1 - Principais pesquisas da saúde no ambiente de trabalho
Ao �nal deste módulo, você será capaz de reconhecer a evolução do campo da Saúde e Segurança no
Trabalho ao longo da história e as principais doenças comprovadamente relacionadas ao trabalho.
Conceituação histórica sobre riscos no trabalho
Trabalho e saúde na Era Antiga
Descrito no Novo Testamento no Evangelho de Lucas, o desmoronamento da torre de Siloé foi a causa da morte de 18
pessoas que, muito provavelmente, eram trabalhadores. Em papiros egípcios são encontradas referências às condições
de saúde de trabalho da época. Nesses documentos, fisiatras descrevem sintomas típicos observados em operários que
trabalhavam na construção de pirâmides.
Na Grécia antiga, há mais de 2000 anos, um trabalhador que extraía metais em minas sentindo cólicas estomacais foi
atendido por Hipócrates, considerado o pai da Medicina. Ao avaliar essa enfermidade, o médico diagnosticou-a como
intoxicação por chumbo (saturnismo), descrevendo-a com precisão para a época.
Com percepção semelhante, registros do tempo dos romanos identificam o sofrimento imposto aos mineiros que
adoeciam devido à execução de um tipo de serviço que envolvia exposição frequente a agentes nocivos à saúde, tais
como chumbo, mercúrio e poeiras em geral. Há relatos, inclusive, de alguns escravos que utilizavam máscaras, feitas de
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 4/37
tecido ou bexiga de carneiro, na tentativa de reduzir a inalação desses vapores e poeiras.
Primeiras pesquisas na Idade Média e Moderna
No século XV, Georgius Agricola (1494-1555) descreve em seu livro De re metallica o processo de extração e fundição da
prata e do ouro, abordando em seu último capítulo acidentes de trabalho e doenças relacionadas a essa atividade, em
especial a “asma dos mineiros”. Para minimizar as causas de doenças pulmonares, ele propõe a utilização de sistemas
de ventilação nas minas para renovação do ar, assim como o uso de máscaras de proteção pelos mineiros, diminuindo,
assim, o impacto dos agentes tóxicos nos trabalhadores.
Nessa mesma época, Paracelsus (1493-1541) publicou um estudo específico com várias observações feitas durante o
processo de extração de metais em minas, no qual descreve detalhadamente intoxicações causadas pela exposição dos
mineiros ao mercúrio.
Em 1700, o médico italiano Bernardino Ramazzini (1633-1714), considerado o pai da Medicina Ocupacional, apresentou
em seu livro De Morbis Artificum Diatriba, uma descrição detalhada de várias doenças relacionadas a cerca de 50
atividades laborais existentes. Ele tinha como hábito perguntar a seus pacientes qual tipo de trabalho eles exerciam e
costumava aconselhar os seus colegas médicos a fazerem o mesmo.
Percebendo que nem todas as doenças comuns aos trabalhadores eram relacionadas aos agentes físicos e químicos que
eram utilizados no local de trabalho, verificou que muitas dessas doenças que surgiam nos trabalhadores eram causadas
por movimentos prolongados, violentos e irregulares durante as tarefas, assim como executando-as com posturas
corporais incorretas. Essas lesões de traumas acumulados e movimentos repetitivos foram recentemente reconhecidas
como a epidemia ocupacional dos anos 1990.
Os estudos e trabalhos de Ramazzini sobre a sistematização das doenças relacionadas ao trabalho foram talvez um
primeiro passo para que, no futuro, fossem adotadas leis de proteção no trabalho e indenização dos trabalhadores.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 5/37
Saúde e trabalho na Revolução Industrial
As condições de trabalho começaram a mudar de fato somente em meados do século XVIII. Nessa época, deu-se o início
da Revolução Industrial na Inglaterra, que transformou o processo de trabalho e teve como consequência um grande
impacto na saúde do homem nas empresas e nas minas. As máquinas começaram a ser utilizadas de maneira crescente,
as jornadas de trabalho foram alongadas (entre 12 e 16 horas diárias), e operários amontoados passaram a executar
tarefas em locais confinados.
Esse processo de industrialização repentino fez com que operários trabalhassem em ambientes fabris com péssimas
condições de salubridade. Nesse ambiente tóxico, trabalhavam também mulheres e crianças sem experiência, algumas
com menos de 10 anos de idade. Exploradas, recebiam remunerações menores pelo serviço (50% para mulheres e 25%
para crianças), constituindo-se, assim, uma fonte de mão de obra barata e ilimitada para diminuir os custos de produção e
aumentar o lucro dos patrões.
Tais causas, entre outras, provocaram um cenário absolutamente favorávelpara que o número de acidentes e
enfermidades relacionados ao trabalho aumentasse brutalmente. Devido à exposição a agentes nocivos não presentes na
natureza, é nesse período, inclusive, que fica constatado de maneira mais consistente que os trabalhadores da indústria
estavam sendo acometidos de doenças distintas da população em geral, como resultado dos inúmeros tratamentos
químicos que precisavam ser aplicados no processo industrial.
Isso fez com que ocorresse uma inevitável mobilização social, forçando o Estado a intervir na
relação entre patrões e empregados para que esses riscos ocupacionais fossem minimizados.
Como consequência disso, em 1802, surgiram as primeiras normas trabalhistas na Inglaterra (Lei de Saúde e Moral dos
Aprendizes), que, posteriormente, foram postas em prática por outras nações em processo de industrialização. No
entanto, a grande mudança do ritmo e enfoque das normas e práticas de proteção à saúde dos trabalhadores ocorreu
logo após o final da Primeira Grande Guerra, em 1919, com a criação da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que
é atualmente a principal referência internacional sobre esse assunto.
Normatização para proteção à saúde dos trabalhadores
Doenças relacionadas ao trabalho
Enfermidades ocupacionais são causadas, desencadeadas ou agravadas em consequência dos serviços executados em
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 6/37
locais de trabalho, onde estão presentes agentes de risco. Contraídas em consequência dos serviços executados nesses
ambientes, essas doenças relacionadas ao trabalho são um conjunto de danos ou agravos que influenciam diretamente
na saúde do trabalhador.
Evidentemente, para que uma doença adquirida por um trabalhador seja enquadrada como relacionada ao trabalho
exercido, é preciso checar os riscos a que o enfermo esteve exposto durante o seu ofício. Esses riscos presentes no local
de trabalho são tradicionalmente divididos em:
Ruído, vibração, calor, frio, luminosidade, ventilação, umidade, pressões anormais, radiação etc.
Substâncias químicas tóxicas, presentes nos ambientes de trabalho nas formas de gases, fumo, névoa, neblina
e/ou poeira.
Bactérias, fungos, parasitas, vírus etc.
Segmentação do trabalho, pressão oriunda da chefia por produtividade ou disciplina, ritmo acelerado, movimentos
repetitivos, longas jornadas de trabalho, trabalho noturno ou em turnos, organização do espaço físico, intenso
esforço físico, pesos levantados manualmente, posturas e posições não adequadas, entre outros.
Doenças ocupacionais prioritárias
Para que seja possível acompanhar e realizar intervenções em situações no Brasil que sejam provocadoras de
intercorrências, algumas doenças do trabalho são consideradas prioritárias para notificação e investigação
epidemiológica. Estabelecidas pela Área Técnica de Saúde do Trabalhador, órgão do antigo Ministério do Trabalho,
algumas dessas doenças estão descritas a seguir.
Doenças das vias aéreas
Enfermidades que têm como causa direta a inalação de substâncias tóxicas nos locais do trabalho.
Agentes físicos 
Agentes químicos 
Agentes biológicos 
Organização do trabalho 
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 7/37
Pneumoconioses
Doenças que são originadas pela deposição de partículas sólidas no parênquima pulmonar, levando a um quadro de
fibrose, ou seja, o endurecimento intersticial do tecido pulmonar. Veja:
Silicose
Causada pela inalação de poeira de sílica livre cristalina (quartzo). É caracterizada por um processo de fibrose. Em seu
estágio inicial forma nódulos isolados, e em estágios avançados os nódulos passam a ser conglomerados, havendo
disfunção respiratória.
Corte de pedra de quartzo que gera a poeira de sílica.
Asbestose
Causada pela inalação de asbesto (também conhecido como amianto), que é uma substância comprovadamente
cancerígena. É uma doença de caráter progressivo e irreversível, possuindo um período de latência superior a 10 anos e
podendo, inclusive, surgir alguns anos após cessada a exposição.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 8/37
Material de telhado com fibras de amianto.
Asma ocupacional
Causada pela inalação de substâncias que provocam alergia, tais como borracha, sílica, poeiras de algodão, linho,
madeira vermelha, entre outras. De caráter reversível, é uma obstrução aguda das vias aéreas.
Perda auditiva induzida por ruído
Diminuição gradual da acuidade auditiva, causada pela exposição frequente a níveis elevados de ruído. Quase sempre
bilateral, é irreversível. No entanto, uma vez cessada a exposição a ruídos intensos, é passível de não progressão.
Lesão por esforço repetitivo (LER) / distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho (DORT)
Mazelas resultantes das relações e da organização do trabalho no mundo moderno, no qual as tarefas são realizadas
com movimentos repetitivos, com posturas inadequadas, trabalho muscular estático, conteúdo pobre das tarefas,
monotonia e sobrecarga mental, associadas à ausência de controle sobre a execução das tarefas, pressão por produção,
ritmo intenso de trabalho, estímulo à competitividade exacerbada e relações conflituosas com as chefias. Sendo vibração
e frio intenso também relacionados ao surgimento de quadros de LER/DORT, trata-se de um processo de adoecimento
traiçoeiro, carregado de simbologias sociais negativas e de grande sofrimento psíquico como ansiedade, medos,
incertezas e conflitos.
Dermatoses ocupacionais
Causadas por agentes biológicos, físicos e, principalmente, por agentes químicos, são alterações da pele, mucosas e
anexos, diretas ou indiretamente, provocadas, mantidas ou agravadas por atividades executadas no trabalho. Embora
predominantemente benignas, dependendo do agente alergênico elas ocasionam, na maioria das vezes, irritações na pele
ou quadros do tipo sensibilizante.
Distúrbios mentais
Causados, desencadeados e agravados pelo próprio trabalho, são distúrbios psíquicos crescentes, cujas cargas do
trabalho incidem particularmente sobre um paciente que é portador de uma enfermidade singular preexistente Muitas
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 9/37
trabalho incidem particularmente sobre um paciente que é portador de uma enfermidade singular preexistente. Muitas
vezes, esse processo de sofrimento psíquico não é imediatamente visível. Sua evolução ocorre de forma "silenciosa" ou
“invisível". Contudo, pode se manifestar repentinamente de forma aguda por desencadeantes diretamente relacionados
ao trabalho.
Intoxicação por picadas de animais peçonhentos
Causada pela inoculação cutânea no trabalhador de agente tóxico por picada de animal peçonhento. Dependendo do tipo
de agressor é capaz de provocar variadas reações no ser humano com diferentes graus de intensidade.
Doenças ocupacionais e substâncias químicas
Doenças ocupacionais
Embora haja uma classificação dos fatores de risco presentes no local do trabalho, em uma análise investigativa, caso
exista uma possível relação de determinada doença como consequência do trabalho, essa relação não deve considerar
esses fatores de risco de forma isolada ou exclusiva. Para um julgamento preciso, é fundamental que haja um
conhecimento mais profundo da dinâmica global e cotidiana desses riscos no processo de trabalho.
Atenção!
É importante ter a consciência de que, em alguns casos, as doenças ocupacionais levam anos para se manifestar,
ocorrendo de forma lenta e traiçoeira, dificultando, na prática, o estabelecimento factual de uma relação entre o trabalho e
a doença que está sob investigação.
No entanto, tendo como fator determinante a natureza do serviço realizado, também são consideradasdoenças
relacionadas ao trabalho aquelas provenientes de contaminação acidental ou originárias do ofício exercido, quando
contraídas por exposição ou contato direto.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 10/37
Doenças ocupacionais advindas de intoxicação por substâncias químicas
As enfermidades apresentadas a seguir são causadas por diferentes formas de intoxicação e provocadas por agentes
nocivos à saúde em ambiente laboral. Elas são consideradas também prioridades pela área técnica de saúde do
trabalhador e, portanto, assim como as doenças descritas anteriormente, devem ser notificadas para investigação
epidemiológica. São elas:
Vale destacar ainda a intoxicação por susbtâncias químicas líquidas. Veja mais!
Intoxicação por solventes orgânicos
Intoxicação por agrotóxicos
Causada por produtos e componentes de processos físicos, químicos ou biológicos, denominados
agrotóxicos – conhecidos também como defensores agrícolas, pesticidas, praguicidas, venenos, biocidas
etc. –, provocam grandes danos à saúde humana e ao meio ambiente, ocasionando diversos tipos de
enfermidades devido à exposição a esses produtos por vias aéreas, dérmicas ou digestivas.
Intoxicação por chumbo
Denominada saturnismo, é uma doença causada, na maioria das vezes, pela exposição a longo prazo ao
chumbo inorgânico. Apresenta intensidade variada de acordo com fatores individuais dos enfermos (tais
como idade e condições físicas) e das condições de trabalho (como ventilação e umidade), além do nível
de concentração no ambiente durante o tempo de exposição e das propriedades físico-químicas do
composto.
Intoxicação por mercúrio
Denominada hidrargirismo, é uma doença causada por inalação, absorção cutânea e por via digestiva pelo
mercúrio e seus compostos tóxicos (mercúrio metálico ou elementar, mercúrio inorgânico e os compostos
orgânicos).
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 11/37
Tipo de intoxicação causada por um grupo de substâncias químicas líquidas, que estão à temperatura ambiente e
possuem características físico-químicas como lipossolubilidade e volatilidade, o que torna o seu risco tóxico bastante
incerto. Tais substâncias penetram no corpo por inalação, devido à volatilidade, ou pelo contato direto com a pele. Veja
mais detalhes sobre alguns tipos de intoxicação por solventes orgânicos:
Intoxicação por benzeno
Denominada benzenismo, são manifestações clínicas ou alterações hematológicas causadas pela exposição ao benzeno.
Os sintomas provenientes dessa enfermidade não são tão evidentes, mas podem existir queixas que estão de acordo
com alterações hematológicas, como palidez cutânea e de mucosas, sangramentos gengivais e nasais, fadiga e
infecções frequentes. Além disso, podem ser identificados no paciente sinais neuropsíquicos como irritabilidade, cefaleia,
perda de força física e alterações da memória.
Intoxicação por cromo
Causada pela exposição a névoas ácidas nos locais de trabalho provocadas por diversos tipos de serviço que utilizam o
cromo, como galvanoplastia, fabricação de ligas metálicas, processos de soldagem, entre outros. São muitos os
sintomas que podem ser observados nos pacientes intoxicados, tais como prurido e sangramento nasal, irritação nos
olhos e na garganta, pruridos cutâneos nas regiões de contato, tosse, expectoração, dor no peito, entre outras. No
entanto, o câncer pulmonar é o efeito mais importante sobre a saúde do trabalhador, tendo em vista que pode se
desenvolver entre 20 e 30 anos depois da exposição.
Saiba mais
A surdez profissional causada pelo barulho nas fábricas é um grave problema para os trabalhadores. Nos anos 1980,
essa doença foi a mais predominante entre os metalúrgicos, atingindo 60% da categoria. Embora essa doença do
trabalho ainda esteja longe de ser resolvida, novas tecnologias implementadas para diminuir o ruído das máquinas
somadas ao atual uso obrigatório de protetores auditivos contribuíram para uma sensível redução do número de casos
dessa enfermidade (BRASIL, 2011).
História da saúde do trabalhador
Confira os períodos históricos, as influências e pesquisas relevantes para a saúde do trabalhador.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 12/37
Vem que eu te explico!
Os vídeos a seguir abordam os assuntos mais relevantes do conteúdo que você acabou de estudar.
Módulo 1 - Vem que eu te explico!
Doenças ocupacionais
Módulo 1 - Vem que eu te explico!
Doenças ocupacionais advindas de intoxicação por substâncias químicas
Todos
Módulo 1 - Video
História da saúde do trabalhador
Módulo 2 - Video
Saúde no trabalho baseada em evidências
Falta pouco para atingir seus objetivos.
Vamos praticar alguns conceitos?

 Todos Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3 
Questão 1
Os estudos e pesquisas no campo da sistematização das doenças relacionadas ao trabalho e organizações foram
iniciados no século XVI por um médico Sua forma de observação científica pôde criar para a época a descrição
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 13/37
iniciados no século XVI por um médico. Sua forma de observação científica pôde criar, para a época, a descrição
detalhada de cerca de 50 doenças relacionadas a atividades laborais existentes. Historicamente, esse médico é
considerado como o pai da Medicina Ocupacional e seus trabalhos e métodos foram adotados ao longo do tempo,
contribuindo para as leis de proteção no trabalho e indenização dos trabalhadores até os dias de hoje. Qual o nome desse
médico?
A Hipócrates
B Sócrates
C Ramazzini
D Paracelsus
E Agricola
Parabéns! A alternativa C está correta.
Em 1700, foi publicado o livro De Morbis Artificum Diatriba, escrito pelo italiano Bernardino
Ramazzini (1633-1714). Esse médico descreveu detalhadamente várias doenças relacionadas a
cerca de 50 atividades laborais existentes. O fato de perguntar em suas consultas que atividades
seus pacientes exerciam, fez com que concluísse que muitas doenças contraídas pelos
trabalhadores não eram apenas provenientes de exposição a agentes nocivos à saúde. Ramazzini
verificou que elas eram causadas por movimentos violentos, prolongados e irregulares durante as
tarefas, além de serem executados com posturas corporais incorretas.
Questão 1
Enfermidades ocupacionais são causadas, desencadeadas ou agravadas em consequência dos serviços executados em
locais de trabalho, onde estão presentes agentes de risco. Sobre essas doenças pode-se dizer que:
I – Doenças relacionadas ao trabalho são aquelas provenientes de riscos presentes no local de trabalho, que
tradicionalmente são divididos em: agentes físicos, agentes químicos e agentes biológicos.
II – Doenças que levam anos para se manifestar são também consideradas relacionadas ao trabalho, mesmo que não
exista ainda estabelecimento factual de uma relação entre o trabalho e a doença.
III – Contraídas em consequência dos serviços executados no local de trabalho, doenças relacionadas ao trabalho são
um conjunto de danos ou agravos que influenciam diretamente a saúde do trabalhador.
Marque a alternativa correta:
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 14/37
Marque a alternativa correta:
A Apenas a III está correta.
B Apenas a II e a III estão corretas.
C Apenas a I e a III estão corretas.
D Apenas a I e a II estão corretas.
E I, II e III estão corretas.
Parabéns! A alternativa A está correta.
Caso uma doença leve anos para se manifestar, pode entrar em processo de investigação. No
entanto, só é considerada relacionada ao trabalho quando se constata um estabelecimento
factual de uma relaçãoentre o trabalho e a enfermidade. Além dos riscos físicos, químicos e
biológicos presentes no local de trabalho e que podem caracterizar uma doença ocupacional,
ainda existem os riscos da organização do trabalho. Nem sempre evidentes, esses riscos
envolvem vários aspectos, como, por exemplo: pressão oriunda da chefia por produtividade ou
disciplina, ritmo acelerado, movimentos repetitivos, longas jornadas de trabalho, trabalho noturno
ou em turnos, organização do espaço físico, entre outros.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 15/37
2 - Indicadores de saúde relacionados ao trabalho
Ao �nal deste módulo, você será capaz de identi�car os conceitos de indicadores e agravos relacionados
ao trabalho, suas utilidades e formas de obtenção.
Indicadores de saúde
O que são indicadores?
Os discursos e as ações de gestores públicos, e também privados, vêm demonstrando que existe uma preocupação
constante que norteia suas decisões: o processo de desenvolvimento deve sempre ocorrer com sustentabilidade. Sendo
assim, com base no fortalecimento de um desenvolvimento sustentável que requer uma perspectiva de planejamento a
longo prazo, é imprescindível que existam informações atualizadas, confiáveis e de fácil compreensão.
Devido à necessidade de que a informação fosse mais acessível, os indicadores foram desenvolvidos para facilitar o
entendimento de fenômenos complexos, tornando-os quantificáveis e compreensíveis de tal modo que possam ser
analisados, utilizados e transmitidos a diferentes estratos da sociedade. Com isso, eles contribuem para uma adequada
planificação das políticas e prosseguem com a modernização institucional mediante um manejo otimizado das
informações. Os indicadores têm como função representar a realidade sob aspectos diversos, retratando-a da maneira
mais fidedigna possível.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 16/37
Sendo assim, a efetividade de um indicador depende de vários fatores: a factibilidade para a sua obtenção; a
inteligibilidade de sua construção; sua validade, confiabilidade e historicidade; sua relevância social; sua especificidade;
entre muitos outros.
O que são indicadores de saúde relacionados ao trabalho?
Sem desconsiderar o contexto em que estão inseridos, indicadores de saúde relacionados ao trabalho devem fazer
referências a questões relevantes das áreas relacionadas à atividade laboral e suas características, tais como formação
técnica dos trabalhadores, proporção do mercado informal, regulação de mercado, setores de atividade e a importância
atribuída à saúde relacionada ao trabalho.
Sendo assim, esses indicadores são formas sintéticas de medidas que condensam
informações sobre determinados atributos e dimensões do estado de saúde, permitindo,
assim, uma avaliação rápida do desempenho do sistema de saúde.
Desse modo, quando analisados em conjunto, devem ser capazes de refletir a situação sanitária de uma população,
servindo também como base para acompanhar suas condições de saúde. Portanto, são capazes de quantificar variações
de comportamento relacionadas a critérios de qualidade preestabelecidos. Assim, produzem informações necessárias e
mensuráveis para retratar a realidade e suas possíveis alterações em virtude da presença do serviço ou assistência, cujos
resultados são medidos de forma quantitativa, facilitando sua comparabilidade.
Na prática, os indicadores podem ser aplicados para avaliar a estrutura dos serviços de saúde, seus processos e
resultados, levando em conta que são utilizados como se fossem uma espécie de bússola, tendo como proveito o
acompanhamento e direcionamento da trajetória desses serviços.
Re�exão
Entretanto, para que estejam aptos a realizar essa função, eles precisam estar interligados a uma meta a ser atingida,
pois sem esse “norte” os indicadores deixam de ter sentido. Com isso, sua utilidade depende basicamente do ponto ao
qual se quer chegar.
Os indicadores foram desenvolvidos tendo como um de seus propósitos ajudar a priorizar e decidir o que é mais
importante medir. Mesmo que fosse possível mensurar todas as ações e resultados dentro de um sistema de saúde, seria
um trabalho hercúleo. Sendo assim, fazer uma pré-seleção do que se pretende medir é básico para que um indicador
tenha serventia, pois mensurar cada aspecto desse ambiente complexo é praticamente impossível. Por outro lado, um
único indicador utilizado isoladamente traz pouca informação. Seu significado aflora somente quando comparado com
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 17/37
um padrão de referência. Dessa forma, os analistas devem estabelecer um grupo de indicadores que, quando observados
em conjunto, produzam julgamentos coerentes para a gestão do sistema de saúde em questão.
Indicadores de agravos no trabalho e a OIT
O que são agravos relacionados ao trabalho?
Tarefas e serviços executados por trabalhadores expostos a riscos químicos, físicos, ergonômicos, psicossociais e/ou
biológicos podem ter como consequências doenças e agravos ocupacionais. Para o sentido apresentado nessa sentença,
no Dicionário Caldas Aulete digital o verbete “agravo” consta como prejuízo, perda ou dano sofrido. Portanto, agravos
relacionados ao trabalho seriam todos os tipos de prejuízos sofridos advindos de atividade laboral.
No entanto, segundo a plataforma Renast (Rede Nacional de Atenção Integral À Saúde do Trabalhador) on-line, ligada ao
Ministério da Saúde, convenciona-se em diversos âmbitos chamar de agravos relacionados ao trabalho:
lesões;
doenças;
transtornos de saúde;
distúrbios;
disfunções ou a síndrome de evolução aguda;
disfunções subaguda ou crônica;
disfunções de natureza clínica ou subclínica;
inclusive morte (independentemente do tempo de latência).
No Brasil, esses dados podem ser obtidos por meio do Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), que é
alimentado pela notificação compulsória de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Regulamentada pelo
Ministério da Saúde, essa notificação é feita de acordo com uma relação que define agravos e doenças, denominada Lista
Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública.
Conheça os indicadores da OIT
Fundada em 1919, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) tornou-se, após a Segunda Guerra Mundial, a primeira
agência especializada das Nações Unidas a reunir representantes dos trabalhadores, patrões e governo. Contando
atualmente com 183 Estados-membros, a OIT tem por finalidade incrementar a proteção social, promover os direitos do
trabalho, encorajar o trabalho decente e ser facilitadora do diálogo em temas relacionados a essa área.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 18/37
Logo da Organização Internacional do Trabalho (OIT).
Desde 1969, a OIT publica o Anuário de Estatísticas do Trabalho, contendo um capítulo relacionado aos acidentes de
trabalho, onde são encontradas estatísticas de cada país sobre pessoas acidentadas, taxas de acidentes fatais e dias de
afastamento do trabalho, contendo também informações completas de acordo com cada atividade econômica.
Os indicadores da OIT para as estatísticas de acidentes de trabalho têm atualmente conceitos identificados e descritos
de forma interrelacionada, sendo utilizados os seguintes termos:
Qualquer acontecimento inesperado ou imprevisto, incluindo atos de violência, que derive do trabalho ou com ele
relacionado, resultando em lesão corporal, doença ou morte. Acidentes ocorridos durante viagem para realizar (ou
realizando) tarefas para o empregador também são considerados acidentes laborais.
Aqueles que resultam na morte ou emlesões corporais no trabalhador ocorridos no seu trajeto habitual, em
qualquer sentido, entre o seu local de trabalho, ou de formação ligada à sua atividade profissional, e sua
residência, local onde costuma fazer suas refeições ou recebe o seu salário.
Lesão corporal, doença ou morte provocadas por um acidente de trabalho.
Lesão profissional provocada por um único acidente de trabalho em que somente um trabalhador foi vitimado.
Acidente de trabalho 
Acidente de trajeto 
Lesão profissional 
Caso de lesão profissional 
Incapacidade para trabalhar 
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 19/37
Incapacidade de a vítima de lesão profissional executar as tarefas normais correspondentes no emprego ou no
posto de trabalho que ocupava no momento do acidente.
Incapacidade de a vítima de lesão profissional executar as tarefas normais correspondentes no emprego ou no
posto de trabalho que ocupava no momento do acidente.
Devido à importância de se estabelecer comparações das estatísticas dos países ou regiões entre períodos e atividades
econômicas, os indicadores consideram as diferenças de volume de emprego, alterações no número de trabalhadores
incluídos no grupo de referência, assim como as horas por eles executadas. Sendo assim, todas as medidas podem ser
estabelecidas por atividade econômica, profissão, grupo de idade etc. ou por combinação dessas variáveis durante o
período e grupo referenciados. A seguir, veja alguns exemplos de indicadores da OIT:
Doença profissional 
Taxa de frequência de novos casos de acidentes de trabalho
Número de novos casos de lesão profissional dividido pelo número total de horas trabalhadas.
Taxa de incidência de novos casos de lesão pro�ssional
Número de novos casos de lesão profissional dividido pelo número total de trabalhadores.
Taxa de gravidade de novos casos de acidente de trabalho
Número de dias consecutivos perdidos dos novos casos de acidente trabalho dividido pelo total de tempo
de trabalho exercido pelos trabalhadores.
Número de dias perdidos por novos casos de acidente de trabalho
Mediana ou média do número de dias perdidos para cada novo caso de acidente de trabalho.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 20/37
Os indicadores para o trabalhador no Brasil
Indicadores nacionais do trabalho
Acessando o portal da atual Secretaria do Trabalho na internet é possível encontrar informações importantes para a área
de Saúde e Segurança no Trabalho (SST). Fazendo-se uma investigação mais detalhada nas bases de dados que são
gerenciadas e disponibilizadas pelo Ministério, não há dúvidas de que a mais relevante para a área de Saúde e Segurança
no Trabalho é o Sistema Federal de Inspeção do Trabalho (SFIT).
As informações contidas no SFIT sobre número de acidentados no trabalho, tipo e descrição do acidente e código do
fator causal são o diferencial desse Sistema.
Exemplo
Considerando-se o número de trabalhadores envolvidos em determinado acidente, entre outras possíveis avaliações, os
dados do SFIT são capazes de dar uma ideia da gravidade da ocorrência, podendo ser essenciais para uma tomada de
decisão que tenha como objetivo a prevenção desse tipo de acidente.
Podem ser encontradas também informações relativas à inspeção em segurança e saúde no trabalho por setor
econômico, contendo dados sobre:
Ações fiscais;
Trabalhadores alcançados;
Notificações (com concessão pelo auditor-fiscal do trabalho, de prazo para regularização);
Autuações (que representam o início do processo administrativo que pode resultar na aplicação de multa);
Embargos/interdições;
Acidentes analisados.
Indicadores da previdência social
As estatísticas da previdência social podem ser acessadas pela internet, estando disponíveis no Boletim Estatístico de
Acidentes do Trabalho (BEAT), no Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho (AEAT), no Boletim Estatístico da
Previdência Social (BEPS) e no Anuário Estatístico da Previdência Social (AEPS). Esse último publica as estatísticas
relacionadas a benefícios acidentários, previdenciários e assistenciais, sendo os benefícios acidentários divididos em:
Aposentadoria por invalidez;
Pensão por morte;
Auxílio-doença;
Auxílio-acidente; e
Auxílio suplementar (cessa com a aposentadoria e foi extinto em 1991).
Sã t bé di l d d d b l édi d b fí i l INSS l tid d d édi
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 21/37
São também divulgados dados sobre valor médio dos benefícios pagos pelo INSS, valor e quantidade de exames médico-
periciais, quantidade de acidentes do trabalho registrados classificados por motivo (publicados no BEAT, cuja fonte é a
Comunicação de Acidentes do Trabalho, conhecida como CAT), e quantidade de acidentes do trabalho liquidados por
consequência (assistência médica, incapacidade temporária, incapacidade permanente ou óbito).
O Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT) contém definição dos conceitos e das categorias utilizados,
fornecendo estatísticas regionalizadas relativas aos acidentes de trabalho. Mais do que isso, apresenta estatísticas
municipais por situação do registro (com ou sem Comunicação de Acidentes de Trabalho – CAT), motivo (típico, trajeto
ou doença do trabalho) e óbito. As demais estatísticas referem-se à quantidade de acidentes do trabalho, seguindo os
seguintes critérios:
Acidentes de trabalho com ou sem CAT registrada.
Motivo (típico, trajeto ou doença do trabalho).
Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).
Grupos de idade e sexo.
Meses do ano.
Acidentes de trabalho liquidados por consequência (assistência médica, menos de 15 dias, mais de 15 dias,
incapacidade permanente, óbito).
Classificação Internacional de Doenças (conhecida como CID-10).
O AEAT apresenta ainda anualmente indicadores tanto para o Brasil quanto para cada unidade da federação, segundo a
classificação CNAE. São eles:
Taxa de incidência de acidentes do trabalho
Número de novos casos de acidentes de trabalho registrados dividido pelo número médio anual de
vínculos.
Taxa de incidência especí�ca para doenças do trabalho
Número de novos casos relacionados a doenças do trabalho dividido pelo número médio anual de vínculos.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 22/37
Saiba mais
Homens que convivem ou trabalham em ambientes muito ruidosos têm um risco 50% maior de sofrer ataques cardíacos
que os demais, sendo esse risco triplicado para mulheres. Tais conclusões foram obtidas com os dados de uma pesquisa
realizada na Alemanha com 4 mil pacientes cardíacos. Os pesquisadores deduziram que a maior liberação de hormônios
ligados ao estresse provocado pelo barulho tem como sequela problemas cardíacos (BRASIL, 2011).
Saúde no trabalho baseada em evidências
Taxa de incidência especí�ca para acidentes do trabalho típicos
Número de novos casos de acidentes do trabalho típicos dividido pelo número médio anual de vínculos.
Taxa de incidência especí�ca para incapacidade temporária
Número de acidentes que resultaram em incapacidade temporária dividido pelo número médio anual de
vínculos.
Taxa de mortalidade por acidente de trabalho
Número de óbitos decorrentes de acidentes do trabalho dividido pelo número médio anual de vínculos.
Taxa de letalidade por acidente de trabalho
Número de óbitos decorrentes de acidentes do trabalho dividido pelo número de acidentes de trabalho
registrados.
Taxa de acidentalidade proporcional especí�ca para a faixa etária de 16 a 34 anos
Número de acidentes de trabalho na faixa etária de 16 a 34 anos dividido pelo número de acidentes de
trabalho registrados.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança doTrabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 23/37
Saúde no trabalho baseada em evidências
Veja os indicadores de saúde e a sua importância para a saúde no trabalho.
Vem que eu te explico!
Os vídeos a seguir abordam os assuntos mais relevantes do conteúdo que você acabou de estudar.
Módulo 2 - Vem que eu te explico!
O que são indicadores?
Módulo 2 - Vem que eu te explico!
O que são agravos relacionados ao trabalho?
Todos
Módulo 1 - Video
História da saúde do trabalhador
Módulo 2 - Video
Saúde no trabalho baseada em evidências

 Todos Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3 
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 24/37
Falta pouco para atingir seus objetivos.
Vamos praticar alguns conceitos?
Questão 1
Indicadores, em geral, podem ser definidos de formas diversas, possuir funções distintas e características próprias.
Sendo assim, indicadores de saúde relacionados ao trabalho podem ser caracterizados como:
I. formas sintéticas de medidas que condensam informações sobre determinados atributos e dimensões do estado de
saúde.
II. capazes de permitir uma avaliação rápida do desempenho do sistema de saúde.
III. capazes de trazer muita informação sobre a gestão do sistema de saúde mesmo quando analisados de forma isolada.
Marque a alternativa correta:
A Apenas a I está correta.
B Apenas a III está correta.
C Apenas I e II estão corretas.
D Apenas I e III estão corretas.
E Apenas II e III estão corretas.
Parabéns! A alternativa C está correta.
Um único indicador de saúde relacionado ao trabalho utilizado isoladamente traz pouca
informação. Seu significado é ressaltado apenas quando comparado a um padrão de referência.
Observados em conjunto, um grupo de indicadores do sistema de saúde são capazes de produzir
julgamentos coerentes para a sua gestão.
Questão 2
Segundo a plataforma Renast (Rede Nacional de Atenção Integral À Saúde do Trabalhador) on-line, ligada ao Ministério da
Saúde, convenciona-se em diversos âmbitos da saúde chamar de agravos algumas das situações citadas abaixo:
I. Doença adquirida em viagem, no gozo das férias trabalhistas.
II. Morte acidental ocorrida em dia de descanso do trabalho.
III. Lesões por acidente ocupacional.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 25/37
Marque a alternativa correta:
A Apenas I e II estão corretas.
B Apenas I e III estão corretas.
C Apenas II e III estão corretas.
D Apenas a II está correta.
E Apenas a III está correta.
Parabéns! A alternativa E está correta.
Em diversos âmbitos da saúde convenciona-se chamar de agravos relacionados ao trabalho os
seguintes: lesões, doenças, transtornos de saúde, distúrbios, disfunções ou a síndrome de
evolução aguda, subaguda ou crônica, de natureza clínica ou subclínica, inclusive morte,
independentemente do tempo de latência. Sendo assim, uma doença adquirida em viagem de
férias ou uma morte acidental que ocorreu em um dia de descanso, durante o final de semana, por
exemplo, não são agravos relacionados ao trabalho.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 26/37
3 - Programa de gestão de Saúde e Segurança no Trabalho
Ao �nal deste módulo, você será capaz de reconhecer os aspectos de um programa de gestão de Saúde e
Segurança no Trabalho e a importância do psicólogo em relação à saúde do trabalhador.
Gestão de Saúde e Segurança e o psicólogo
A Psicologia na gestão de SST (Saúde e Segurança no Trabalho)
Em 1984, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) emitiu um alerta sobre os riscos psicossociais no trabalho,
considerando-os à época como uma “nova classe de riscos ocupacionais”, fazendo com que esse tema de investigação e
intervenção ganhasse relevância na Saúde e Segurança no Trabalho.
Em sua origem, os fatores psicossociais no trabalho foram definidos como resultantes de interações entre os seguintes
fatores: organizacionais, individuais dos trabalhadores e contexto socioeconômico e cultural. No entanto, percebeu-se
que eles são mais abrangentes do que isso porque compreendem também as condições de trabalho, formas de gestão,
relações socioprofissionais, estressores ocupacionais, conflito trabalho-família, bem como fatores conjunturais como a
instabilidade econômica e o nível de corrupção do país.
A ocorrência dos riscos psicossociais propriamente ditos está relacionada a uma interação negativa da exposição aos
fatores de risco com as características dos trabalhadores.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 27/37
A ocorrência dos riscos psicossociais propriamente ditos está relacionada a uma interação
negativa da exposição aos fatores de risco com as características dos trabalhadores.
Tais riscos psicossociais são caracterizados como um conjunto de agravos à saúde física e mental dos trabalhadores,
cuja gravidade depende da intensidade e do tempo de exposição do trabalhador aos fatores de risco.
O crescente reconhecimento dessa nova classe de riscos ocupacionais e a consequente introdução dos riscos
psicossociais dentro dos estatutos de regulação do trabalho de vários países vêm tornando mais ampla a concepção de
riscos para as características do trabalho ligadas à sua organização e gestão.
Por exemplo, a Norma Regulamentadora do Trabalho nº 37 (NR-37), que normaliza a segurança e a saúde em plataformas
de petróleo, já faz uma citação direta a esse tema quando determina a obrigatoriedade de “programas de promoção e
prevenção da saúde, visando implantar medidas para mitigar os fatores de riscos psicossociais identificados, assim
como prevenir constrangimentos nos locais de trabalho decorrentes de agressão, assédio moral, assédio sexual, dentre
outros”.
Psicólogo e gestão
A inclusão de psicólogos em programas de gestão de segurança e saúde no local de trabalho passa a ser natural tendo
em vista a essência dos fenômenos que estão incluídos nos conceitos de fatores de riscos e de riscos psicossociais.
Nesse sentido, com relação à pesquisa e à prática profissional, as principais demandas para a Psicologia têm foco nas
técnicas e métodos de investigação, identificação e diagnóstico de fatores de riscos, e na constante melhoria nos
processos de intervenção. Eles visam à eliminação ou mitigação desses riscos, tendo o mesmo propósito da gestão dos
riscos psicossociais no trabalho vinculada à potencialização dos fatores de proteção e efeitos salutares da experiência
laboral.
Exemplo
A obrigatoriedade de uma avaliação psicossocial nos exames ocupacionais (admissionais, periódicos, de retorno ao
trabalho, de mudança de funções e demissionais) para os trabalhadores que desempenham atividades em espaço
confinado e trabalho em altura.
A avaliação psicossocial consta em algumas Normas Regulamentadoras do Trabalho (NRs) e tem por objetivo identificar
fatores de risco psicossociais e potenciais fatores impeditivos para a realização de atividades reguladas. Sendo assim, há
uma inserção no campo da avaliação psicológica tendo em vista a busca de “diagnóstico psicológico” e a “orientação e
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 28/37
seleção profissional”. Portanto, em consonância com a Lei nº 4.119/1962, trata-se de atividade privativa do psicólogo,
constituindo-se, assim, um amplo campo de atuação profissional.
Aspectos da gestão de segurança no trabalho
Perigo x risco
Para que se tenha uma melhor compreensão de um programa ou um sistema de gestão da Saúde e Segurança no
Trabalho (SST) é preciso conhecer bem a diferença entre perigo e risco. É muito comum a confusão entre esses dois
conceitos e, da mesma forma,a relação entre eles. Veja mais detalhes sobre o conceito de perigo e risco:
O perigo existe quando um produto, um procedimento ou uma situação nociva tem a propriedade intrínseca ou o
potencial de provocar efeitos adversos na saúde ou causar danos materiais. Produtos químicos, por exemplo, têm
propriedades intrínsecas que podem ser a origem de uma enfermidade ou de um dano material. Já em situações
de trabalho com o uso de uma escada, de um cilindro de gás comprimido, ou da rede elétrica existe potencial para
uma ocorrência danosa, seja ela em relação à saúde do trabalhador ou a um material.
Já o risco existe quando há possibilidade ou probabilidade de que uma pessoa, ao ser exposta a um perigo, fique
machucada ou sofra efeitos adversos na sua saúde, ou, ainda, que bens sejam danificados ou perdidos.
Para um entendimento melhor desses dois conceitos, suponha que você vai transferir gasolina de um galão para o tanque
do seu carro. Se o galão está com defeito e a gasolina está vazando, existe uma situação de risco porque, ao abastecer o
carro, existe a probabilidade de que escorra gasolina em você ou no carro, queimando a sua pele ou a pintura do carro.
Caso contrário, se não há vazamento no galão, existe apenas perigo porque há apenas potencial para a ocorrência de um
dano à saúde ou material.
Perigo 
Risco 
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 29/37
Sendo assim, a relação existente entre perigo e risco é a exposição imediata ou a longo prazo, podendo ser melhor
entendida por uma simples equação:
Perigo x exposição = risco
Essa fórmula traz as seguintes reflexões:
1. A intensidade do risco é proporcional ao grau de exposição ao perigo (tempo e proximidade) e ao quanto de perigo que
se está exposto.
2. Para um mesmo grau de exposição, quanto maior ou menor o perigo, maior ou menor será o risco.
3. Para um mesmo nível de perigo, quanto maior ou menor a exposição, maior ou menor será o risco.
4. Sem perigo não há risco, e só há risco se houver exposição.
Avaliação e o sistema de investigação em SST
O objetivo essencial da Saúde e Segurança no Trabalho (SST) é a gestão de riscos profissionais. Para que isso se
concretize, é fundamental que sejam detectados os perigos e sejam avaliados os riscos no local do trabalho para que,
com isso, seja identificado o que de fato poderia afetar os trabalhadores e as propriedades. Dessa forma, medidas de
prevenção e proteção adequadas podem ser desenvolvidas e implementadas.
Desenvolvido pelo Órgão Executivo de Segurança e Saúde do Reino Unido como uma simples abordagem para avaliar
riscos, especialmente em empresas de pequeno porte, um método de avaliação de riscos, aprovado por vários países,
pode ser feito em cinco etapas distintas e descritas a seguir:
Um processo como esse de avaliação de riscos pode ser facilmente adequado ao porte e à atividade da empresa, assim
como às competências e aos recursos disponíveis. Uma companhia que realize atividades de risco elevado, como uma
empresa petroquímica, vai demandar avaliações de determinação de risco bastante complexas e exigir um alto nível de
recursos e de competências. Sendo assim, vários países aprimoram as suas próprias linhas de orientação para avaliação
de riscos, que são usadas muitas vezes com a finalidade de regulação ou para o desenvolvimento de normas aprovadas
internacionalmente.
Métodos de avaliação de riscos são também utilizados como base para a identificação e caracterização de doenças
profissionais para fins compensatórios e inclusão dessas doenças profissionais nas listas nacionais. Essa listagem
compreende desde doenças respiratórias e dermatológicas, perturbações musculoesqueléticas e cancro profissional, até
Etapa 1
Identificar os perigos.
Etapa 2
Determinar quem pode ser
afetado e como.
Etapa 3
Avaliar os riscos e decidir
sobre as precauções a tomar.
Etapa 
Regis
imple
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 30/37
transtornos mentais e comportamentais. A estruturação desses dados é auxiliada pela Organização Internacional do
Trabalho (OIT), que publica uma lista de doenças profissionais para dar apoio aos países na confecção de suas próprias
listas, na prevenção, na notificação e, quando aplicável, na compensação de doenças que tenham sido contraídas por
exposição no local de trabalho.
Sistema de gestão da Saúde e Segurança no Trabalho e o
psicólogo
O que é um sistema de gestão da Saúde e Segurança no Trabalho?
A aplicação de um Sistema de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho (SGSST) em empresas é suportada por critérios
relevantes de Saúde e Segurança no Trabalho (SST), por normas e por comportamentos. A sua utilização tem como
finalidade prover metodologias de avaliação e melhorias de comportamento visando a prevenção de incidentes e
acidentes no local de trabalho. É um método de decisão lógico e gradual sobre o que é necessário fazer e como fazer
melhor. Serve também para acompanhar progressos em relação a metas estabelecidas, avaliar a forma como é feito e
identificar áreas que precisam ser aperfeiçoadas. Além disso, deve ser passível de adaptação a mudanças na forma de
operar da organização e a novas exigências previstas em lei.
A conceituação desse procedimento tem como referência o princípio do Ciclo Deming, que foi criado nos anos 1950 para
analisar o desempenho de uma empresa em relação a sua continuidade. Quando aplicado à Saúde e Segurança no
Trabalho (SST), essas quatro etapas do ciclo têm os seguintes significados:
Deming
William Edwards Deming (1900-1993) foi considerado o estrangeiro que gerou o maior impacto sobre a indústria e
economia japonesa do século XX. Criador do Ciclo de Deming ou Ciclo PDCA.
Plani�car
Estabelecer uma política de SST que inclua a destinação de recursos, a aquisição de competências e,
ainda, a organização do sistema, a identificação de perigos e a avaliação de riscos.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 31/37
A complexidade de sua sistemática pode compreender tanto as demandas simples de uma pequena empresa que gere
um processo produtivo único – seus perigos e seus riscos são de fácil identificação –, como as atividades que
contenham múltiplos riscos, tais como o setor da construção civil e obras públicas, o serviço de extração em minas, a
energia nuclear, ou a fabricação de produtos químicos.
Uma abordagem do SGSST pode assegurar que:
Medidas de prevenção e de proteção sejam implementadas de modo eficaz e coerente.
Políticas pertinentes sejam estabelecidas.
Compromissos sejam assumidos.
Todos os elementos do local de trabalho tenham a devida atenção para que sejam avaliados os riscos profissionais.
Tanto a direção quanto os trabalhadores sejam envolvidos no processo de acordo com seus níveis de
responsabilidade.
A importância do psicólogo para a saúde do trabalhador
Qual o papel do psicólogo e como esse profissional pode desempenhar sua profissão e prática ética em ambientes de
trabalho com exposição ao perigo?
Resposta
Podemos buscar uma resposta. A atuação do psicólogo pode ser vinculada a programas de prevenção junto aos órgãos
externos (sindicatos, associações etc.), nas instâncias como a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e o
SESMT (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).
Desenvolver
Implementar e operacionalizar o programa de SST.
Veri�car
Medir a eficácia anterior e posterior ao programa de SST.
Ajustar
Analisar o sistema objetivando uma melhoria contínua e aperfeiçoamento do sistema para o ciclo seguinte.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 32/37
Essa atuação do psicólogo é de fundamentalimportância, tendo em vista que a Psicologia é capaz de ajudar em termos
da identificação e controle das situações potencialmente patogênicas, bem como observar os sinais precoces de
sofrimento mental dos trabalhadores.
Em relação àqueles que, de alguma forma, já foram vítimas de acidentes de trabalho ou ficaram doentes em
consequência deles, a atuação da Psicologia visa principalmente promover, segundo resolução do Conselho Federal de
Psicologia (CFP), “ressignificação do processo de adoecimento, além de legitimar o seu discurso, estimular a sua
participação e autonomia em relação ao tratamento, o que propicia o autoconhecimento” (CFP, 2019, p. 38) a partir de
referências e estratégias de intervenção variadas.
A articulação de diferentes bases teóricas e epistemológicas é fundamental para atender demandas relativas à saúde
mental no trabalho. Como exemplo, podemos citar a Psicologia Organizacional, a Psicologia do Trabalho, a Psicologia
Social, a Psicodinâmica do Trabalho e, mais recentemente, a Psicologia da Saúde Ocupacional e a Psicologia Positiva.
Abordagens com exposições abrangentes e didáticas de todos esses conteúdos podem ser encontradas na obra de
Seligmann-Silva, intitulada “Trabalho e desgaste mental: o direto de ser dono de si mesmo”, publicada em 2011, cuja
leitura é obrigatória para aqueles que têm interesse nesse campo do conhecimento.
Saiba mais
Uma pesquisa sobre assédio moral no trabalho realizada pelo Sindicato dos Bancários de Pernambuco, em 2006, ouviu
2.609 trabalhadores de bancos públicos e privados de todo o país. O resultado indicou que 40% são atormentados por
agressões morais no trabalho e um terço dos trabalhadores se diz estressado. Essa mesma pesquisa mostrou ainda que
4,37% dos bancários já pensaram em suicídio devido à pressão emocional que sofrem, tendo como principais sintomas
relatados: tremores nas mãos, falta de apetite e chorar mais do que o costume (BRASIL, 2011).
Psicologia e gestão de saúde e segurança
Veja as contribuições da psicologia para a saúde do trabalhador, destacando os desafios na gestão de saúde e
segurança.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 33/37
Vem que eu te explico!
Os vídeos a seguir abordam os assuntos mais relevantes do conteúdo que você acabou de estudar.
Módulo 3 - Vem que eu te explico!
Perigo x Risco
Módulo 3 - Vem que eu te explico!
O que é um sistema de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho?
Todos
Módulo 1 - Video
História da saúde do trabalhador
Módulo 2 - Video
Saúde no trabalho baseada em evidências
Falta pouco para atingir seus objetivos.
Vamos praticar alguns conceitos?

 Todos Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3 
Questão 1
Caracterizados como um conjunto de agravos à saúde física e mental dos trabalhadores, cuja gravidade depende da
intensidade e do tempo de exposição do trabalhador a fatores de risco A ocorrência desses riscos está relacionada a
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 34/37
intensidade e do tempo de exposição do trabalhador a fatores de risco. A ocorrência desses riscos está relacionada a
uma interação negativa da exposição aos fatores de risco com as características dos trabalhadores. Dentre as opções a
seguir, assinale aquela que identifica esses riscos:
A Riscos físicos
B Riscos ergonômicos
C Riscos psicossociais
D Riscos químicos
E Riscos biológicos
Parabéns! A alternativa C está correta.
Os riscos psicossociais relacionados ao trabalho envolvem basicamente fatores organizacionais,
individuais dos trabalhadores e contexto socioeconômico e cultural. A exposição de um
trabalhador no local de trabalho a riscos físicos, ergonômicos, químicos ou biológicos que tenha
como consequência um agravo à sua saúde física e mental não está relacionada a uma interação
negativa desses fatores com as características desse indivíduo.
Questão 2
Para que se tenha uma melhor compreensão de um programa de gestão da Saúde e Segurança no Trabalho (SST) é
preciso conhecer bem os conceitos de perigo e risco, pois eles costumam causar confusão. Sobre esses conceitos,
podemos afirmar que:
I. Risco: existe quando um procedimento que esteja sendo executado tenha potencial de provocar efeitos adversos à
saúde.
II. Perigo: existe quando uma pessoa, ao ser exposta a uma situação que exija atenção, tenha a probabilidade de sofrer
efeitos adversos na sua saúde.
III. Um exemplo de risco é entrar na jaula de um leão que está solto e um exemplo de perigo é entrar na jaula de um leão
que está preso.
Marque a alternativa correta:
A Apenas II e III estão corretas.
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 35/37
Considerações �nais
Agora que você aprendeu um pouco mais sobre Saúde e Segurança no Trabalho, deve ter percebido que esse
conhecimento é bastante vasto, tendo em vista que envolve a atuação direta e indireta de diversos tipos de profissionais,
tais como engenheiros, médicos, químicos, biólogos, psicólogos, administradores, advogados etc. Sendo assim, os
conteúdos aqui apresentados tiveram como objetivo principal apenas dar uma ideia sintetizada desse tema, como surgiu
e por que deve ser estudado. No entanto, tópicos relacionados à saúde foram mais explorados com a finalidade de
provocar curiosidade e envolvimento do estudante nesse assunto.
Por ser uma área que só recentemente passou a exigir a atuação de psicólogos nas empresas, há muito ainda a ser
estudado e desenvolvido. Vimos que somente há pouco mais de 200 anos, e depois de muita pressão dos trabalhadores
e da sociedade, os patrões começaram a se preocupar com os ambientes insalubres onde as pessoas exerciam seus
B Apenas I e II estão corretas.
C Apenas a I está correta.
D Apenas a II está correta.
E Apenas a III está correta.
Parabéns! A alternativa E está correta.
Embora de forma sintética, as duas primeiras afirmativas apresentam os conceitos corretos de
risco e perigo de forma invertida. No entanto, os exemplos dados corretamente na terceira
afirmativa facilitam bastante a compreensão desses dois conceitos. Há perigo quando um
procedimento ou uma situação nociva tem a propriedade intrínseca ou o potencial de provocar
danos à saúde ou material. No entanto, de maneira distinta, existe risco quando uma pessoa, ao
ser exposta a um perigo, tenha a possibilidade de ficar machucada ou sofra efeitos adversos na
sua saúde, ou, ainda, que bens sejam danificados ou perdidos.

11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 36/37
ofícios. Surgiram, então, normas e regulações promulgadas pelo Estado, que vêm se tornando cada vez mais rígidas; as
doenças profissionais começaram a ser estudadas com o objetivo de prevenção; e, atualmente, programas de gestão da
Saúde e Segurança no Trabalho têm sido essenciais para minimizar a quantidade de acidentes de trabalho e diminuir o
número de trabalhadores que contraem doenças devido às suas atividades ocupacionais.
Podcast
Para encerrar, ouça mais sobre a importância da saúde e segurança no ambiente de trabalho, com exemplos dos
indicadores de saúde e doenças laborais e do sistema de gestão de acidentes em empresas.

Referências
AGRAVO. In: Dicionário Caldas Aulete Digital. Lexicon Editora Digital: Rio de Janeiro, 2022. Consultado na internet em: 19
mar. 2022.
BRASIL, ENSP/Fiocruz. Plataforma Renast on-line, c2022. Página inicial. Consultado na internet em: 19 mar. 2022.
BRASIL, Ministério da Educação. Coleção Cadernos EJA-10 Segurança e Saúde no Trabalho, 2011.
BRASIL, Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica – Programa Saúde da Família – Caderno 5 – Saúde do
Trabalhador, 2002.
CAVALCANTE, C. A. A. Perfil dos agravos relacionados ao trabalhonotificados no Rio Grande do Norte, 2007 a 2009.
Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 23, p. 741-752, 2014.
CHAGAS, A. M. R.; SALIM, C. A.; SERVO, L. M. S. Saúde e segurança no trabalho no Brasil: aspectos institucionais,
sistemas de informação e indicadores. 2. ed. São Paulo: IPEA Fundacentro, 2012.
FREITAS, L. C. Manual de segurança e saúde do trabalho. Sílabo, 2016.
ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO. Sistema de gestão da segurança e saúde no trabalho: um instrumento
para uma melhoria contínua. Tradução em língua portuguesa: ACT – Autoridade para as Condições do Trabalho, 2011.
RAMAZZINI, B. De morbis artificum diatriba [diseases of workers]. American Journal of Public Health, v. 91, n. 9, p. 1380-
1382, 2001.
RODRIGUES, C. M. L.; ANDRADE, P. P.; SOUSA, K. M. A inserção da Psicologia no campo da saúde e segurança do
11/08/2022 20:23 Estudos e pesquisas em Saúde e Segurança do Trabalho
https://stecine.azureedge.net/repositorio/00212sa/03757/index.html# 37/37
ç g p g ç
trabalho: oportunidades e desafios. Revista Portuguesa de Ciências Jurídicas, v. 1, n. 2, p. 1-18, 2020.
SANTANA, L. L. Indicadores de saúde dos trabalhadores da área hospitalar. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 69, p.
30-39, 2016.
SOÁREZ, P. C.; PADOVAN, J. L.; CICONELLI, R. M. Indicadores de saúde no Brasil: um processo em construção. RAS, v. 7,
p. 27, 2005.
Explore +
Confira o que separamos especialmente para você!
Leia o manual de procedimentos para os serviços de saúde para doenças relacionadas ao trabalho, organizado pela área
técnica de saúde do trabalho do Ministério de Saúde no Brasil. O manual está disponível na plataforma Renast Online.
Conheça na íntegra a Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública,
publicada no Anexo da Portaria do Ministério da Saúde de 2020.
Entenda o funcionamento do Sistema Nacional de Agravos de Notificação acessando a página da Renast Online.
 Baixar conteúdo
javascript:CriaPDF()

Mais conteúdos dessa disciplina