Buscar

Aula 16 - QUESTÕES- AS

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

DIREITO CAMBIÁRIO E FALIMENTAR – QUESTÕES
1. Sobre os Títulos de crédito, examine as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta:
I. Nos tempos atuais, mesmo com a evolução dos sistemas bancários e os meios de cobranças virtuais, não está diminuindo a circulação de títulos de crédito.
II. Constata-se que o aparecimento de cartões magnéticos para débitos em conta de créditos para pagamento posterior por meio de fatura trouxe um aumento da circulação de títulos de papel, entre os quais o cheque, a nota promissória e, sobretudo a letra de câmbio.
III. A criação dos títulos de crédito foi uma decorrência da criação do crédito.
IV. O título de crédito é o documento criado por lei para representar um determinado crédito, devendo conter certos requisitos que lhe dão total idoneidade.
a) Somente a assertiva IV está correta.
b) Somente as assertivas I, III e IV estão corretas.
c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
d) Somente as assertivas I e III estão corretas.
e) Somente as assertivas III e IV estão corretas.
2. Examine as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta:
I. O crédito possibilita a circulação de riquezas sem a necessidade do pagamento imediato. Cuida-se da troca de uma prestação atual por uma prestação futura com base na confiança de uma parte com a outra.
II. Com a invenção do crédito e sua assimilação pela sociedade, ocorre uma apropriação do futuro: troca-se uma prestação executada por uma prestação futura e a faculdade de exigir a execução futura dessa prestação.
III. O crédito nada mais é do que uma faculdade jurídica ou, pelo lado oposto, uma obrigação jurídica: o crédito de um é o débito de outro. 
IV. Os títulos de créditos surgiram na Modernidade como instrumento para facilitar a circulação do crédito comercial pelos bancos. O primeiro título de crédito inventado foi o cheque, o que ocorreu na década de 70.
a) Somente as assertivas I, II e III estão corretas.
b) Somente as assertivas I, II e IV estão corretas.
c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
d) Somente a assertiva III está correta.
e) Somente a assertiva II está correta.
3. OAB 2021.1 Questão: Alexandre Larocque pretende constituir sociedade do tipo limitada sem se reunir a nenhuma outra pessoa e consulta sua advogada para saber a possibilidade de efetivar sua pretensão. Assinale a opção que apresenta a resposta dada pela advogada ao seu cliente.
A) É possível. A sociedade limitada pode ser constituída por uma pessoa, hipótese em que se aplicarão ao ato de instituição, no que couberem, as disposições sobre o contrato social.
B) Não é possível. A sociedade limitada só pode ser unipessoal acidentalmente e pelo prazo máximo de 180 dias, nos casos em que remanescer apenas um sócio pessoa natural.
C) Não é possível. Apenas a empresa pública e a subsidiária integral podem ser sociedades unipessoais e constituídas com apenas sócio pessoa jurídica.
D) É possível, desde que o capital mínimo da sociedade limitada seja igual ou superior a 100 (cem) salários mínimos e esteja totalmente integralizado.
Art. 1.052 do CC. § 1o º
4. O que é aval, onde ele é utilizado no nosso ordenamento jurídico e quais são as distinções entre o aval e a fiança? 
Aval é a  obrigação cambiária assumida por alguém no intuito de garantir o pagamento da letra de câmbio nas mesmas condições de um outro obrigado. É uma garantia especial, que reforça o pagamento da letra, podendo ser prestada por um estranho ou mesmo por quem já se haja anteriormente obrigado no título.
 
O aval é uma garantia própria dos títulos cambiários e dos a eles equiparados, que não se confunde com as demais garantias dadas nos títulos de crédito, sendo, igualmente, diversa das garantias do direito comum, tais como a fiança, o penhor, a hipoteca etc.
 
A fiança e o aval são garantias diversas, não apenas exigindo requisitos especiais como, igualmente, tendo características diferentes.
Distingue-se a fiança do aval no seguinte: a obrigação do fiador é acessória em relação ao afiançado; a obrigação do avalista é autônoma, independente da do avalizado. Em decorrência dessa distinção, a lei concede ao fiador o benefício da ordem, o que não ocorre com o avalista, que pode ser executado independentemente de eventual cobrança em face do avalizado.
1) Sobre os títulos de crédito, assinale a alternativa correta:
I) O título de crédito, documento necessário ao exercício do direito literal e autônomo nele contido, somente produz efeito quando preencha os requisitos da lei.
II) Os títulos de créditos surgiram na Idade Média como instrumento para facilitar a circulação do crédito comercial. O primeiro título de crédito inventado foi a letra de câmbio, o que ocorreu no século XI.
III) Tendo em vista a diversidade entre os países quanto às suas leis referentes aos títulos de crédito, um marco fundamental na história do Direito Cambiário se deu em 1850 com a criação do Código Comercial Brasileiro. Trata-se de uma Lei Internacional cuja finalidade foi a de “uniformizar” as regras sobre letra de câmbio e nota promissória, de modo que os países signatários devessem editar normas internas de acordo com o seu teor.
a) Somente a assertiva I está correta.
b) As assertivas I, II e III estão corretas.
c) Somente as assertivas I e II estão corretas.
d) Somente a assertiva III está correta.
e) Somente as assertivas I e III estão correta.
2) Assinale a alternativa correta:
I. O Código Civil informa que todas as disposições que tratam de títulos de crédito, são de aplicação suplementar, incidindo unicamente na ausência de lei própria que disciplina os títulos de crédito, ou para os novos títulos não disciplinados por leis próprias.
II. Quanto aos títulos de crédito, com o advento do Código Civil de 2002 passou a existir uma dualidade de regramento legal.
III. Os títulos de crédito atípicos ou inominados  subordinam-se às normas da Lei Uniforme de Genebra, pois não existe previsão no Código Civil.
a) Somente as assertivas I e III estão corretas.
b) Somente a assertiva I está correta.
c) Somente as assertivas I e II estão corretas.
d) Somente a assertiva III está correta.
e) As assertivas I, II e III estão corretas.
3) Sobre os princípios dos títulos de crédito, assinale a alternativa correta:
I. O princípio da autonomia acaba por dificultar a circulação dos títulos de crédito, pois traz insegurança jurídica a estes.
II. Pelo princípio da Inoponibilidade das exceções pessoais aos terceiros de boa‐fé. o executado, em virtude de um título de crédito, não pode alegar em sua defesa matéria estranha à sua relação direta com o exequente (credor), salvo prova de má-fé.
III. Pelo princípio da abstração, o título de crédito quando circula se desvincula do negócio jurídico que lhe deu origem, isto é, questões relativas a esse negócio jurídico subjacente não têm o condão de afetar o cumprimento da obrigação do título de crédito.
a) Somente a assertiva I está correta.
b) Somente a assertiva III está correta.
c) Somente as assertivas II e III estão corretas.
d) Somente as assertivas I e II estão corretas.
e) As assertivas I, II e III estão corretas.
4) Sobre as características dos títulos de crédito, assinale a alternativa correta:
I. ) O título de crédito é um bem imóvel e como tal está sujeito aos princípios gerais que regem os bens imóveis. Essa natureza imóvel dificulta a circulação dos títulos de crédito.
II. A principal função dos títulos de crédito é a circulação, sendo simplificada e protegida pelo nosso ordenamento jurídico. Não se quer dizer que os títulos de crédito sempre vão circular. Outros documentos também podem circular, mas nos títulos essa característica é mais importante.
III. Para o exercício do direito representado no título de crédito, seu titular deve demonstrar essa condição, apresentando o título ao devedor.
a) As assertivas I, II e III estão corretas.
b) Somente a assertiva III está correta.
c) Somente as assertivas II e III estão corretas.
d) Somente a assertiva I está correta.
e) Somente as assertivas I e II estão corretas
5) Assinale a alternativa correta:I. Como o devedor não tem certeza de quem é o atual credor do título de crédito, nada mais lógico do que exigir que o credor o apresente para poder exigir o seu pagamento.
II. Uma vez apresentado o título de crédito ao devedor, deve haver, a princípio, o pagamento. Ao realizar esse pagamento, o devedor deve ter o cuidado de exigir a entrega do título para evitar que o título volte a circular, e, chegando às mãos de um terceiro de boa‐fé, a obrigação lhe seja novamente exigida.
III. Os títulos de crédito são títulos permanentes, cumprida a obrigação, esta não fica extinta.
a) Somente a assertiva III está correta.
b) Somente a assertiva I está correta.
c) Somente as assertivas II e III estão corretas.
d) Somente as assertivas I e II estão corretas.
e) As assertivas I, II e III estão corretas.
6) Assinale a alternativa correta:
I. Um documento só vale como título de crédito se obedecer aos requisitos legais previstos para tanto. A não observância dos requisitos não gera a nulidade do documento, mas apenas não se reconhece ao documento os efeitos de um título de crédito
II. Havendo vários obrigados e obedecidos todos os requisitos exigidos, o credor poderá exigir de um, de alguns ou de todos os obrigados o pagamento integral do título de crédito.
III. Nos títulos de crédito nem sempre nasce o direito de regresso em razão do pagamento da obrigação por um dos codevedores solidários.
a) Somente a assertiva I está correta.
b) Somente a assertiva III está correta.
c) As assertivas I, II e III estão corretas..
d) Somente as assertivas I e II estão corretas.
e) Somente as assertivas I e III estão corretas.
7) Quanto à pessoa beneficiaria e local de obtenção do crédito, assinale a alternativa correta:
I. privado, quando o devedor é pessoa natural ou jurídica de direito privado.
II. público, quando o Estado é o devedor.
III. interno, quando obtido dentro do mercado do próprio território do Estado e  externo, quando os recursos emanam de fonte situada fora do território nacional.
a) Somente as assertivas I e II estão corretas.
b) Somente a assertiva I está correta.
c) Somente a assertiva III está correta.
d) Somente as assertivas I e III estão corretas.
e) As assertivas I, II e III estão corretas.
8) Sobre os títulos de crédito, assinale a alternativa correta:
I. O título de crédito é um instrumento que deve atender às exigências legais para que seja válido.
II. O Código Civil de 2002 trata de toda a matéria referente aos títulos de crédito.
III. Quem o Código Civil, na parte que disciplina os títulos de crédito, não precisa analisar outras legislações, pois o Código Civil basta para qualquer interpretação sobre os títulos de crédito.
a) somente as assertivas I e III estão corretas.
b) Somente a assertiva I está correta..
c) Somente as assertivas I e II estão corretas.
d) Somente a assertiva III está correta.
e) As assertivas I, II e III estão corretas
9) Sobre o Crédito, assinale a alternativa correta:
I. Ao longo de sua evolução histórica, os seres humanos criaram o conceito de crédito e sua prática social, otimizando as relações econômicas e a circulação de bens.
II. O crédito é uma evolução dos títulos de crédito, ou seja, da percepção de que é melhor a disputa física, do que a convenção.
III. O crédito é o resultado de dois elementos: o subjetivo e o objetivo. O subjetivo está na confiança, na segurança que a pessoa sente em face de uma prestação a ser cumprida – confia em receber o bem ou o valor. O elemento objetivo compreende a certeza que o credor tem de que o devedor possui capacidade econômico-financeira para lhe restituir a importância mutuada no termo final do prazo.
a) Somente as assertivas II e III estão corretas.
b) Somente a assertiva I está correta.
c) Somente a assertiva II está correta.
d) Somente as assertivas I e II estão corretas.
e) Somente as assertivas I e III estão corretas
10) Quanto ao crédito, sua classificação e utilização, assinale a alternativa correta:
I. Em função da sua garantia: crédito pessoal, quando está garantido por determinado bem do devedor, móvel (penhor) ou imóvel (hipoteca), ficando o bem vinculado ao cumprimento da obrigação pelo devedor, e, na hipótese de inadimplemento da obrigação, o credor tem o direito de imputar o produto da venda judicial do bem na liquidação do débito.
II. Crédito real é aquele cuja garantia não é representada por um determinado bem do devedor, mas pela integralidade do seu patrimônio, sendo o aval e a fiança exemplos de garantia fidejussória.
III. O crédito para consumo é quando o beneficiário aplica o valor recebido na satisfação de suas necessidades individuais, inclusive adquirindo bens de consumo.
a) Somente a assertiva I está correta.
b) Somente as assertivas I e II estão corretas.
c) Somente as assertivas II e III estão corretas.
d) Somente a assertiva III está correta.
e) Somente as assertivas I e III estão corretas
11) EXERCÍCIO:
MARIA emitiu uma nota promissória (que foi avalizada por JONAS) para ANDRÉ. ANDRÉ endossou a nota promissória para DÉBORA que endossou para FERNANDO.
a) Quem é o emitente/Sacador?
MARIA
b) Quem são os coobrigados?
MARIA, JONAS, ANDRÉ E DEBORA 
c) Quem é o beneficiário?
FERNANDO
d) Se ANDRÉ pagar ele pode ingressar com ação de regresso contra quem?
JONAS E MARIA
e) Se MARIA pagar ela pode ingressar com ação de regresso contra alguém?
NÃO, POIS NINGUÉM ANTECEDE A ELA.
f) E se JONAS pagar ele pode ingressar com ação de regresso contra alguém?
MARIA
12) Quais as diferenças entre o endosso e a cessão de créditos?
	Endosso
	Cessão Civil de Crédito
	Declaração unilateral de vontade
	Declaração bilateral de vontade
	Deve ser escrito no próprio título
	Pode ser efetivada de qualquer modo
	Independe de qualquer comunicação ao devedor para produzir efeitos
	Só produz efeitos quando notificada ao devedor
	O endossante responde pela aceitação e pelo pagamento.
	O cedente, em regra, responde somente pela existência do crédito.
	O devedor não pode alegar contra o endossatário de boa fé, exceções pessoais relativas ao endossante. 
	O devedor pode opor ao cessionário exceções pessoais ligadas a ele, assim como aquelas relativas ao cedente
QUESTÕES
1.	Quem pode requerer a recuperação judicial de empresas?
2.	Quais os princípios que estão previstos na Lei 11.101/05 e que são de suma importância para a efetividade da recuperação judicial?
3.	Recuperação judicial de empresas é sinônimo de falência? Explique sua reposta.
4.	Qual é o objetivo do instituto da Recuperação Judicial de empresas? Onde está previsto na legislação?
5.	Toda e qualquer empresa em crise econômico-financeira que preencha os pressupostos e requisitos da Lei 11.101/05 deve ser preservada e recuperada? Explique sua resposta.
QUESTÃO DA OAB 2021.1 – PROVA 13.06.2021
A sociedade empresária Quitutes da Vó Ltda. teve sua falência decretada, tendo dívidas de obrigação tributária principal relativas a tributos e multas, dívida de R$ 300.000,00 decorrente de acidente de trabalho, bem como dívidas civis com garantia real. Diante desse cenário, assinale a afirmativa correta.
A)	O crédito tributário de obrigação principal tem preferência sobre as dívidas civis com garantia real.
B)	A dívida decorrente de acidente de trabalho tem preferência sobre o crédito tributário de obrigação principal.
C)	O crédito tributário decorrente de multas tem preferência sobre a dívida de R$ 300.000,00 decorrente de acidente de trabalho.
D)	O crédito relativo às multas tem preferência sobre o crédito tributário de obrigação principal.
13) CONCOLAT LTDA., empresa com 18 anos de atividade no ramo de logística, nos últimos 3 anos acumulou resultados negativos e entrou numa séria crise financeira. O proprietário da empresa, não vislumbrando outra alternativa, por meio de seu advogado, ingressou com pedido de processamento de recuperação judicial perante a Vara Empresarial da Comarca de Porto Alegre/RS.
Segundo a situação narrada acima, responda:
a) O juiz, antes de deferir o processamento da recuperação pode nomear um profissional de sua confiança para promovera constatação exclusivamente das reais condições de funcionamento da empresa e da regularidade e da completude da documentação apresentada com a petição inicial? Se a resposta for sim, explique como funciona essa constatação prévia. 
b)  Discorra sobre a possibilidade, ou não, da prorrogação do prazo de 180 dias previsto no art. 6º, § 4º, da Lei n. 11.101/2005. (0,75)
 a) SIM, a Constatação Prévia tem por objetivo filtrar, nos momentos iniciais do processo, situações de empresas que apenas existam no papel, sem atividade comercial, podendo identificar se a documentação necessária foi corretamente apresentada e constatar possíveis fraudes da companhia devedora através do trabalho pericial que poderá averiguar tecnicamente, antes do próprio processamento da recuperação judicial, se a atividade empresarial da devedora de fato ocorre como se alega.
A referida constatação prévia dever ser determinada sem que sejam ouvidas as partes e sem a apresentação de quesitos. Ademais, o juiz poderá determinar a realização da diligência sem que haja a ciência da empresa que pleiteou a recuperação judicial, caso entenda que o devedor tentará frustrar a análise do profissional designado para a averiguação.
Assim sendo, o profissional nomeado deverá apresentar um laudo em até 5 dias, apontando a real situação do funcionamento da empresa, como também a regularidade dos documentos apresentados.
Se forem identificados indícios de utilização fraudulenta da recuperação judicial, é possível que o juiz indefira a petição inicial, não podendo, todavia, fazê-lo baseando-se na análise de viabilidade econômica do devedor. Em seguida, será o devedor intimado da constatação prévia, bem como da decisão que deferir, indeferir ou determinar emenda à petição inicial, podendo impugnar tal decisão mediante recurso cabível.
 
b) É permitindo que o prazo de 180 (cento e oitenta) dias poderá ser prorrogado duas vezes, sendo a primeira mediante autorização judicial e a segunda mediante solicitação efetuada pelos credores.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes