Buscar

Notas_explicativas_apresentacao_1(1)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 41 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 41 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 41 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

NOTAS EXPLICATIVAS 
CONCEITOS
 Notas explicativas são informações que complementam as demonstrações financeiras de uma organização. Elas têm como objetivo trazer mais clareza aos critérios contábeis de uma empresa, a composição dos saldos de contas, os métodos de depreciação, os critérios de avaliação de patrimônio, entre outros elementos.
As Notas Explicativas visam fornecer as informações necessárias para esclarecimento da situação patrimonial, ou seja, de determinada conta, saldo ou transação, ou de valores relativos aos resultados do exercício, ou para menção de fatos que podem alterar futuramente tal situação patrimonial.
NBC 26R1
2
SUMÁRIO
 Notas Explicativas
 Divulgação da política contábil
 Fontes de incerteza na estimativa
 Informações sobre a gestão do capital 
 Comentários gerais às notas explicativas
 Comentários específicos às notas explicativas
 Critérios de avaliação dos elementos patrimoniais
 Investimentos
 Reavaliação
 Ônus, garantias e outras responsabilidades
 Empréstimo e financiamento
 Capital social
 Ajustes de exercícios anteriores
 Notas Explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
 Exercícios e exemplos sobre notas explicativas
3
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO - KPMG
Base de Preparação				Ativos
1. Contexto Operacional			 	Passivos e PL
2. Relação de Entidades Controladas		Desempenho do Ano
3. Aquisição de Controladas			Outras Informações
4. Base de Preparação				Arrendamentos Mercantis
5. Moeda Funcional e Moeda de Apresentação	Compromissos
6. Uso de Estimativas e Julgamentos		Partes Relacionadas
Políticas Contábeis 				Cobertura de Seguros
7. Base de Mensuração				Eventos Subsequentes
8. Mudanças nas Políticas Contábeis
9. Principais Políticas Contábeis
10. Novas Normas e Interpretações ainda não adotadas
 
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota 1: Contexto Operacional:
Descrever aqui algumas características do ente e dos relatórios contábeis, tais como identificação do nome da entidade; endereço; as atividades; demonstrações individuais ou consolidadas; período financeiro. 
Nota 2: Relação de Entidades Controladas
Descrever aqui quais são as entidades controladas pelo Governo do Estado. Sugestão de segregar em empresas estatais dependentes e não dependentes. 
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota 3: Aquisição de Controladas
Descrever se houve no exercício a aquisição ou perda de controle de empresas. 
Nota 4: Base de Preparação
Nesta nota, a entidade deverá declarar a conformidade com as NBC T e outras normas vigentes. Incluir também na nota os ajustes feitos na consolidação e os entes envolvidos na consolidação. Neste tópico deve ser evidenciada a data que foi autorizada a apresentação das demonstrações contábeis e por qual autoridade. 
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota 5: Moeda Funcional e Moeda de Apresentação
Descrever aqui a moeda funcional (moeda do ambiente econômico principal) e a moeda de apresentação (moeda que as demonstrações contábeis estão sendo apresentadas) 
Nota 6. Uso de Estimativas e Julgamentos
Evidenciar na nota explicativa as principais estimativas (redução de valor recuperável de ativos, provisões, vida útil de imobilizados, mensuração de ativos a valor justo, etc.) e julgamentos (critérios para controle de ativos, critérios para reconhecimento de passivo, receitas, etc) 
https://www.youtube.com/watch?v=5SVYXyPsrhM
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota 7. Base de Mensuração
Evidenciar os critérios utilizados na mensuração dos elementos patrimoniais.
Nota 8. Mudanças nas Políticas Contábeis
Evidenciar as políticas contábeis que houve no exercício e demonstrar
o impacto que houve nas demonstrações.
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota 9. Principais Políticas Contábeis
Identificar as principais políticas contábeis: principalmente aquelas que 
o ente tem a opção de mais de uma política.
Nota 10. Novas Normas e Interpretações ainda não adotadas
Descrever as normas vigentes e ainda não adotadas no ente.
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota XX. Arrendamentos Mercantis
Evidenciar se o estado tem alguma operação de arrendamento 
mercantil operacional ou financeiro
Nota XX – Compromissos
Evidenciar os compromissos relevantes assumidos que terão impacto
nos próximos exercícios.
Estruturando as Notas Explicativas
MODELO DE NOTA EXPLICATIVA DO SETOR PRIVADO
Nota XX – Partes Relacionadas
Evidenciar as transações que são enquadradas como partes 
relacionadas
Nota XX – Cobertura de Seguros
Evidenciar os contratos de seguros que tenham valores relevantes.
Nota XX – Eventos Subsequentes
Evidenciar os eventos relevantes que ocorram entre o encerramento
do exercício financeiro e a data de autorização de emissão das 
demonstrações contábeis.
Notas explicativas
Lei 11.941/09 – Artº 37
As notas explicativas devem:
I. Apresentar informações sobre a base de preparação das demonstrações financeiras e das práticas contábeis específicas selecionadas e aplicadas para negócios e eventos significativos;
II. Divulgar informações exigidas pelas práticas contábeis adotadas no Brasil que não estejam apresentadas em nenhuma outra parte das demonstrações financeiras;
III. Fornecer informações adicionais não indicadas nas próprias demonstrações financeiras e consideradas necessárias para uma apresentação adequada; e
12
Notas Explicativas
IV. Indicar: 
Os principais critérios de avaliação dos elementos patrimoniais, especialmente estoques, dos cálculos de depreciação, amortização e exaustão, de constituição de provisão para encargos ou riscos, e dos ajustes para atender a perdas prováveis na realização de elementos do ativo;
Os investimentos em outras sociedades, quando relevantes;
O aumento de valor de elementos do ativo resultante de novas avaliações;
Os ônus reais constituídos sobre elementos do ativo, as garantias prestadas a terceiros e outras responsabilidades eventuais ou contingentes;
13
Notas explicativas
e) A taxa de juros, as datas de vencimento e as garantias das obrigações a longo prazo;
 
O número, espécies e classes das ações do capital social;
As opções de compra de ações outorgadas e exercidas no exercício;
 
Os ajustes de exercícios anteriores; e
Os eventos subsequentes à data de encerramento do exercício que tenham, ou possam a vir a ter, efeito relevante sobre a situação financeira e os resultados futuros da companhia.
14
Divulgação da Política Contábil 
Informação sobre a base de mensuração utilizada na elaboração das demonstrações contábeis. Por exemplo: custo histórico, custo corrente, valor realizável líquido, valor justo.
 
Cada entidade deve considerar a natureza de suas operações e as políticas que os usuários de suas demonstrações contábeis esperam que sejam divulgadas para esse tipo de entidade. Por exemplo: tipo de tributação a que esteja sujeita, política contábil para o ganho ou perda nas variações cambiais, reconhecimento dos instrumentos financeiros (mantidos até o vencimento, etc.).
 
Algumas divulgações são requeridas por outras normas, interpretações e comunicados técnicos.
15
Fontes de incerteza na estimativa
A entidade deve divulgar nas notas explicativas informação acerca dos principais pressupostos relativos ao futuro, e outras fontes principais da incerteza das estimativas à data do balanço, que tenham risco significativo de provocar modificação material nos valores contábeis de ativos e passivos durante os próximos exercícios.
 Devem ser incluídos detalhes acerca da sua natureza e do seu valor contábil à data do balanço.
 
16
Fontes de incerteza na estimativa
 
Quando for impraticável divulgar a extensão de possíveis efeitos de pressuposto ou de outra fonte principal de incerteza das estimativas à data do balanço, a entidadedeve divulgar que é razoavelmente possível, com base no conhecimento existente, que os valores dos respectivos ativos e passivos no próximo período tenham que sofrer ajustes materiais em função da observação da realidade distinta em relação àqueles pressupostos assumidos.
17
Informação quanto à gestão do capital
As entidades devem divulgar informações que permitam aos usuários das demonstrações contábeis avaliarem seus objetivos, políticas e processos de gestão do capital, como por exemplo:
 
Descrição dos elementos abrangidos pela gestão do capital;
Caso a entidade esteja sujeita a requisitos de capital impostos externamente, a natureza desses requisitos e a forma como são integrados na gestão de capital;
Como está cumprindo seus objetivos em matéria de gestão de capital.
 
18
Comentários Gerais às notas explicativas
Notas explicativas podem ser evidenciadas através de quadros analíticos ou outras demonstrações contábeis.
As notas devem ser claras e ordenadas, fazendo sempre que possível, referência aos itens das demonstrações contábeis.
A menção de um erro em nota explicativa não justifica o erro.
 
19
Comentários Gerais às notas explicativas
Em algumas situações são necessárias notas explicativas adicionais àquelas previstas na lei. Ou, em algumas situações, as notas explicativas determinadas na lei não são aplicáveis. Exemplo da última situação: estoques e imobilizado na prestadora de serviços, etc.
É importante incluir uma nota sobre as operações da empresa, a fim de que os usuários possam melhor avaliar a situação financeira da empresa, analisar os indicadores de liquidez, endividamento, rentabilidade e outros. Isso pode incluir: atividades, base de operações, mercado, etc. 
 
20
Comentários específicos às notas explicativas
Critérios de avaliação dos elementos patrimoniais
Avaliação das aplicações temporárias em títulos e valores mobiliários, ouro, etc. (custo atualizado ou mercado);
Base e critério da provisão para perdas nas vendas à prazo;
Critério de valorização dos estoques;
Critério de avaliação do imobilizado, por classe, destacando os bens arrendados, taxas de depreciação, valor residual, método de aplicação das taxas. Incluir o movimento do período;
Critério de avaliação dos investimentos, ou seja, se estão avaliados ao custo menos provisões para perda, ou pelo MEP, no caso de controladas e coligadas;
 
21
Comentários específicos às notas explicativas
Critérios de avaliação dos elementos patrimoniais
f) Critério de registro do passivo, quanto a empréstimos e financiamentos, incluindo prazos, apropriação dos juros, vencimento, condições de negociação.
g) Base de contabilização do imposto de renda e da CSSL, incentivos fiscais, etc.
22
Comentários específicos às notas explicativas
Investimentos
Investimentos em coligadas e controladas, incluindo detalhes como: valor, empresa, percentuais, etc.
Os demais investimentos também devem ser objeto de nota explicativa.
23
Comentários específicos às notas explicativas
Reavaliações 
Caso a empresa tenha efetuado reavaliação no passado, deve divulgar esse fato, contemplando:
Histórico e data das reavaliações;
Sumário da contas reavaliadas;
Efeito no resultado do exercício, quanto a depreciações, amortizações, etc.
Divulgar novas avaliações (permitidas por lei) e se houve estorno dos saldos existentes na reserva de reavaliação. 
24
Comentários específicos às notas explicativas
Ônus, garantia e outras responsabilidades
Ônus sobre elementos dos ativos e garantias prestadas a terceiros, tais como aquelas relacionadas a empréstimos e financiamentos obtidos (bancos ou fornecedores), operações de créditos que envolvam duplicatas ou estoques.
Outras responsabilidades e contingências ativas ou passivas, tais como: fiscais, trabalhistas, produtos que envolvam risco de acidente em relação à saúde de terceiros, contratos de risco (compra e venda de opções, mercado futuro, etc.) 
25
Comentários específicos às notas explicativas
Empréstimos e financiamentos
A prática é fornecer informações sobre o exigível a longo prazo, onde devem ser mencionados os credores, saldos, datas de vencimento, valor das prestações, taxas de juros e garantias fornecidas, a moeda de pagamento (real ou moeda estrangeira), parcelas ainda não liberadas e, portanto, não contabilizadas.
Capital social
Devem ser considerados: o limite do capital autorizado, número, espécie e classe de ações que poderão (ou foram) emitidas, opção de compra de ações, se houver, aos administradores, empregados, ou outras pessoas. 
26
Comentários específicos às notas explicativas
Ajustes de exercícios anteriores
Os ajustes de exercícios anteriores contabilizados na conta de Prejuízos acumulados. 
Podem ser referentes ao efeito de mudanças de práticas contábeis inseridas durante o exercício, ou à retificação de erros de exercícios anteriores não atribuíveis a fatos subsequentes.
Deve ser descrita a natureza da mudança de critério contábil e o valor do efeito gerado calculado com base nos saldos no início do exercício.
No caso de retificação de erro, deve ser descrita a sua natureza e o valor do ajuste. 
27
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
Além das notas explicativas obrigatórias pela lei 11.941/09, existem outras informações a serem divulgadas, previstas pelo CPC 26 – Apresentação das Demonstrações Contábeis, aprovado pela deliberação CVM 595/09 e pela Resolução CFC 1.185/09.
As principais são as seguintes:
 Composição das contas;
 Demonstração do cálculo do dividendo mínimo obrigatório;
 Lucro por ação e dividendo por ação;
28
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
Segregação entre circulante e não circulante;
 Seguros;
 Amortização do ágio;
 Arrendamento mercantil;
 Tributos sobre o lucro;
 Variações cambiais e conversão das demonstrações contábeis;
29
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
 Demonstrações contábeis consolidadas;
 Debêntures;
 Subvenções governamentais;
 Benefícios a empregados e planos de aposentadoria e pensões;
 Divulgação de instrumentos financeiros;
 Composição das disponibilidades (DFC);
 
30
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
 Ações em tesouraria;
 Capacidade ociosa;
 Continuidade normal dos negócios (incertezas relevantes);
 Programa de desestatização;
 Vendas ou serviços a realizar;
 Juros sobre capital próprio;
 Estoques;
 Ativos especiais; 
31
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
 Equivalência patrimonial;
 Ativo intangível;
 Programa de Recuperação Fiscal (REFIS);
 Ativo imobilizado;
 perdas estimadas em créditos de liquidação duvidosa;
 Opções de compra de ações;
 Despesas e receitas financeiras;
32
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
 Instrumentos financeiros derivativos;
 Adoção de nova prática contábil e mudança de política contábil;
 Correção de erros de períodos anteriores;
 Mudanças em estimativas contábeis;
 Segmentos de negócios;
 Informações sobre concessões;
 Ativo não circulante mantido para venda e operação descontinuada;
33
Notas explicativas conforme CPC e órgãos reguladores
 Provisões, passivos e ativos contingentes;
 Redução ao valor recuperável dos ativos;
 Ajuste a valor presente;
 Combinação de negócios;
 Investimento em coligada e controlada;
 Propriedade para investimento;
 Receitas (reconhecimento, categorias, etc.);
 Destinação dos lucros;
 Evento subsequente; e
 Outras notas que forem consideradas relevantes. 
34
Exemplos sobre notas explicativas
 Exemplo de NE x Erro:
Efetua-se o diferimento de uma despesa que deveria estar considerada integralmente no resultado. O erro não é sanado, mas, a empresa evidencia o fato em nota explicativa.
A nota é obrigatória, entretanto, as demonstrações continuam erradas e não se deve considerar a evidenciação como atenuante.
35
Exemplos sobre notas explicativas
 Exemplo de demonstrações adicionais:
As companhias fechadas que apresentem, na data do balanço, um patrimônio líquido inferior a R$ 2.000.000,00 estão dispensadasda publicação da Demonstração dos Fluxos de Caixa.
Nesse caso, a DFC constitui-se em uma demonstração complementar com benefícios para o usuário da informação. 
36
Exemplos sobre notas explicativas
 Exemplo de Ajuste de Exercício Anterior:
A Sociedade introduziu, durante o exercício, uma mudança no critério de contabilização das despesas incorridas com a cláusula contratual de garantia sobre defeitos de fabricação de seus produtos, passando do regime de caixa para o regime de competência, mediante uma provisão para garantia. O efeito dessa mudança foi de R$ 7.000 mil, debitados à conta de Prejuízos Acumulados. 
37
Exemplos sobre notas explicativas
 Exemplo de nota sobre ônus reais, garantias prestadas e outras responsabilidades eventuais e contingentes
 A Sociedade tem, em 31 de dezembro de 20x1, R$ 1.100 mil de estoques e R$ 3.500 mil de bens do ativo imobilizado, dados em garantia de financiamento bancário. (Discriminar por classe, tanto o estoque como o imobilizado).
 A Sociedade tem, em 31 de dezembro de 20x1, R$ 4.000 mil de avais concedidos a sociedades controladas e coligadas. (Discriminar as sociedades e o valor para cada uma delas).
 Parte do edifício administrativo, está em litígio com as autoridades municipais para desapropriação.
38
Exemplos sobre notas explicativas
 Exemplo de nota sobre empréstimo a longo prazo
 Os empréstimos a longo prazo tem os seguintes vencimentos:
 
		20x1 – R$	20x0 – R$
	Vencimento		
	20x2		7.000
	20x3	15.800	15.000
	20x4	17.900	17.000
	20x5	22.100	21.000
	Após 20x5	25.300	24.000
	Total	81.100	84.000
	Obs.: Os empréstimos vencem juros de 15% ao ano e estão garantidos por bens do ativo imobilizado no montante de R$ 84.000 (20x0 – R$ 85.100).		
39
CONCLUSÃO
Conforme verificamos, as Notas Explicativas são de grande utilidade para os usuários das demonstrações contábeis, já que as mesmas integram o conjunto de relatórios a serem publicados.
As empresas devem se esforçar para encontrar um meio-termo no sentido de não deixar de publicar as notas exigidas pela legislação e normatização contábil e o excesso que venha a prejudicar ou confundir a análise dos interessados.
As notas explicativas referentes à prática contábil específica do ramo de atividade da empresa esclarecem e as tornam eficazes quando utilizadas em conjunto com as demais. 
40
BIBLIOGRAFIA
 ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Manual Prático de Interpretação Contábil da Lei Societária. 1 ed. Ed. Atlas. SP. 2010.
 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC 1.376/11 de 08/12/2011 – Alteração da “Apresentação das Demonstrações Contábeis” e “Contratos de Concessão”.
 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC 1.185/09 de 15/09/2009 – Apresentação das Demonstrações Contábeis. 
 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC 1.184/09 de 15/09/2009 – Eventos Subsequentes.
 
 IUDÍCIBUS, Sérgio de. MARTINS, Eliseu. GELBECKE, Ernesto R. SANTOS, Ariovaldo dos. Manual de Contabilidade Societária. 1 ed. Ed. Atlas. SP. 2010.
41