Buscar

AVALIAÇÃO I e II-LITERATURA BRASILEIRA E PORTUGUESA DAS ORIGENS AO ROMANTISMO I

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 12 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 12 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 12 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

2ª Graduação em Letras: Português e inglês – UNIBF - 2023 (24/01/2023)
AVALIAÇÃO I: LITERATURA BRASILEITA E PORTUGUESA – DAS ORIGENS AO ROMANTISMO I 
1. A estrutura de Os Lusíadas, formado por 10 cantos, está dividida em cinco partes comuns às epopeias, sendo elas a proposição, a invocação, a dedicatória, a narração e o epílogo. Sobre essa divisão, leia o trecho a seguir e identifique a qual parte pertence: "As armas e os Barões assinalados Que da Ocidental praia Lusitana Por mares nunca antes navegados, Passaram ainda além da Taprobana" 
Neste trecho, parte da Narração, o poeta dá voz ao navegador Vasco da Gama, quem conta a história de Portugal ao Rei de Melinde.
Este trecho pertence ao Epílogo, a parte final do poema, que traz as desilusões do poeta com a pátria, que talvez não fosse tão grandiosa e merecedora de todos os Cantos.
O poema é dedicado a D. Sebastião, rei de Portugal à época da publicação. As menções ao Rei são feitas ao longo deste trecho, que pertence à Dedicatória.
O trecho representa um pedido de inspiração, muito comum aos poemas clássicos, pedido que o poeta faz às ninfas para que o auxiliem a criar um poema grandioso. (CORRETA)
O trecho pertence à Proposição, na qual ocorre a apresentação do tema e do herói do poema. As primeiras estrofes já mostram o tema abordado: o poema canta as conquistas, as glórias dos navegadores, os reis do passado.
2. Alguns nomes que concretizaram a manifestação literária barroca em Portugal, por meio de cartas, prosa, drama, sermões ou teatro, são Francisco Rodrigues Lobo, considerado o pai do Barroco português, com sua obra Corte na aldeia, Frei António das Chagas e Antônio Barbosa Bacelar. Porém, nomes relevantes do Barroco português são Padre Antônio Vieira e Antônio José da Silva, conhecido como O Judeu. Sobre esses autores e suas obras, é correto afirmar que: 
Padre Antônio Vieira é o nome de maior destaque do Barroco português, especialmente por conta de suas peças de teatro, por meio das quais catequizava os índios colonizados.
a obra de Padre Antônio Vieira permaneceu anônima até o século XIX, perdida entre os escritos barrocos distribuídos pelo solo colonizado do Brasil, e sua autoria foi duvidosa até a comprovação.
os sermões de Vieira expressavam os problemas da época por meio do encadeamento lógico de ideias, valorizando a religião e a conversão do povo colonizado e destacando a fé como salvação do homem. (CORRETA)
a obra de Vieira retratava sua vida particular, sendo composta por cartas de amor em que refletia a dualidade do homem seiscentista, com temática de amor e morte e sem influências religiosas.
Antônio José da Silva era um exímio orador; portanto, sua obra foi basicamente transmitida de forma oral aos índios, o que impediu os registros escritos e dificultou a coletânea de seus sermões.
3. Ao longo da história literária de Portugal, alguns nomes recebem destaque pela importância na divulgação das mudanças e na consolidação de novos ideários. Entre eles, Luís Antônio Verney (1713-1792) é significativo para a consolidação do Arcadismo em Portugal. Assinale a alternativa que justifica essa afirmação.  
Verney foi muito influente para consolidar o movimento que defendia a permanência dos ideários barrocos. Além disso, buscou trabalhar evitando que as ideias iluministas invadissem o solo ibérico.
Verney trouxe para Portugal ideários renascentistas da Itália e, com o apoio de D. João VI, rei de Portugal, publicou textos sobre a área de humanas e consolidou o ensino jesuítico em Portugal, que depois se estendeu por todas as colônias.
Verney publicou importantes textos em que salienta os ideários iluministas, trazendo uma bagagem de conhecimento de fora de Portugal. Reforçou o movimento de crise do ensino religioso e medieval, gerando uma transição para o ensino laico e aberto para novas ideias. (CORRETA)
Com a publicação de 16 cartas, propôs a reforma no ensino português, ou seja, a Igreja deveria controlar a prática de ensinar, e as ideias novas do Humanismo deveriam ser evitadas e afastadas dos bancos escolares.
Verney apoiou o rei D. João V e reforçou os ideários medievais nas escolas portuguesas. Seu principal objetivo era fazer a manutenção o ensino jesuítico e teocêntrico para reforçar o poder da monarquia, expandindo os idários por onde fosse possível.
4. O Arcadismo, como escola literára de Portugal, compreende um retorno às características clássicas. Assinale a alternativa correta sobre o contexto de desenvolvimento dessa escola literária em Portugal: 
Aos moldes do Classicismo, o Arcadismo retoma os clássicos greco-latinos no sentido de produções que copiassem o que era considerado como modelo de perfeição e proporcionalidade.
O Arcadismo é considerado como a quinta escola literária de Portugal, surgindo em um contexto de grandes transformações em toda a Europa. Um dos principais acontecimentos e influências foi na Revolução Francesa. (CORRETA)
O Arcadismo emerge em um contexto cultural marcado pelo Renascimento na Europa, permeado por todas as transformações renascentistas e pela ideologia pregada no período. 
O contexto histórico e social do período árcade em Portugal não evidencia acontecimentos significativos; mantêm-se resquícios do período anterior e pouco se percebe de modificação nas produções literárias da época.
Com ideários predominantes na clareza, na linearidade, na objetividade e na harmonia, com a exaltação da razão,  o Arcadismo não atinge Portugal e não influencia o período árcade em Portugal.
5. Luís Vaz de Camões é considerado um dos maiores autores da língua portuguesa. É possível afirmar que ele se destacou, na literatura portuguesa, especialmente por: 
por descrever somente o lado positivo das grandes navegações.
por ter escrito um poema épico que representa bem os valores espirituais, morais e cívicos da sociedade portuguesa. (CORRETA)
por ter trazido as métricas e características do Classicismo literário a Portugal após voltar da Itália.
por ter retratado de forma caricatural as grandes navegações.
ter escrito o mais longo poema épico da literatura universal.
6. O florescimento e a propagação do lirismo ____________ correspondem ao desenvolvimento da vida na corte, estando, esta, concentrada em torno de reis e senhores. As canções épicas, relegadas para as populações rurais, sucedem, nas cortes, o romance cortês em prosa. Assinale a alternativa que completa a lacuna. 
Grego.
Provençal. (CORRETA)
Da Bretanha.
De Borgonha.
Romano.
7. [...]
Ó glória de mandar, ó vã cobiça
Desta vaidade a quem chamamos Fama!
Ó fraudulento gosto, que se atiça
Como aura popular, que honra se chama!
Que castigo tamanho e que justiça
Fazes no peito vão que muito te ama!
Que mortes, que perigos, que tormentas,
Que crueldades neles experimentas!
[...]
(Os Lusíadas, Canto IV, 95) Luiz Vaz de Camões, poeta nacional de Portugal, marca a história da literatura portuguesa (e do mundo) profundamente. Autor de poesias, epopeias e outras obras, tornou-se um poeta múltiplo, mesmo não recebendo devido valor em seu tempo. Com relação ao recorte acima do texto de Os Lusíadas, produzido por Camões, assinale a alternativa correta: 
Camões exalta os feitos dos portugueses e mantém sua visão positiva, evitando tratar da necessidade de cautela frente às conquistas.
Neste recorte de texto, e ao longo de todo Canto IV, Camões vai abordar os feitos dos portugueses, os quais valorizaram a produção do poeta.
Neste trecho,  Camões trata da necessidade de continuar realizando feitos para maiores conquistas, exaltando a vaidade e a fama para o crescimento do povo.
Em meio a um contexto de plena prosperidade em  Portugal, Camões exalta apenas a prosperidade econômica, o desafogo e a riqueza da corte.
Neste recorte, Camões critica e adverte sobre os males da ambição, da fama e da cobiça. Há properidade, há vitória, mas é preciso atenção e cautela. (CORRETA)
8. O Renascimento foi um período de virada na história dos países europeus; trata-se, aproximadamente, de uma parte da história que compreende um período entre meados do século XIV e fimdo século XVI. Em relação ao Renascimento em Portugal, assinale a alternativa correta: 
Por se tratar de um movimento estritamente científico, Portugal manteve distância dos ideários renascentistas. Buscou, nas descobertas marítimas, pouco levar de influência do movimento aos locais descobertos.
Portugal não ocupava posição de relevância no contexto do Renascimento, pois foi um dos povos que pouco influenciou e pouco foi influenciado pelos ideários da renascença propostos no período.
O Renascimento pouco atinge o território ibérico, pois os povos que ali habitavam foram resistentes ao movimento, inclusive com artistas portugueses não aceitando as modificações impostas pelo movimento.
Portugal, pelas circunstâncias históricas e por sua posição geográfica, recebeu papel importante para divulgação dos ideários do Renascimento e descobertas marítimas, inclusive, foram de extrema relevância para a difusão da renascença. (CORRETA)
As descobertas marítimas limitaram o contexto de atuação de Portugal e pouco houve troca de conhecimentos. Menor ainda foi a mobilidade de pessoas, e Portugal permaneceu afastado dos movimentos culturais da época.
9. O Classicismo, como quarta escola literária de Portugal, teve sua ascensão na primeira metade do século XVI e a sua finalização no final desse mesmo século. Ao longo desse período, as produções literárias traduziram o sentimento que se instalava com a mudança. Sobre a atividade literária do período denominado de Classicismo, configurado em Portugal, assinale a alternativa correta: 
No período denominado de Classicismo, mantém-se distância de uma visão de mundo centrada no homem. O saber científico não é valorizado e o paganismo se contrapõe ao teologismo.
A atmosfera criada pelos ideários renascentistas marcou uma produção literária de exaltação épica e de tranquilidade e prosperidade financeira, na qual a visão antropocêntrica prevalece e o saber “científico” passa a ser mais valorizado. (CORRETA)
Em meio a uma grave crise financeira, Portugal foi obrigado a encolher as suas fronteiras e manter-se nos moldes da Idade Média, renegando o imaginário e o ideário renascentista e sofrendo pouca ou nenhuma influência das mudanças.
Com uma concepção teocêntrica de mundo, as produções literárias mantiveram a exaltação dos poderes absolutos dos deuses. O homem perante o saber científico deve renegá-lo, aceitando o poder absoluto da Igreja.
O Classicismo em Portugal foi um movimento de não aceitação do retorno dos clássicos e dos moldes por eles construídos nas artes. É uma virada cultural para a modernidade e uma negação que se produziu no passado pelos gregos.
10. A Idade das Trevas, como se convencionou denominar a Idade Média, marcou um período da história pela deteriorização econômica, cultural e demográfica por que passou a Europa. Isso é consequência do declínio do Império Romano do Ocidente. Dessa forma, sobre a influência histórica do período em que se inicia a constituição de uma literatura em Portugal, assinale a alternativa correta com relação ao período denominado de "Idade das Trevas": 
 O período conhecido como "Idade das Treas" tem como características marcantes: o capitalismo e fato de a sociedade ser marcada pela descentralização; pelo predomínio da razão e pelo olhar antropocêntrico da arte.
A "Idade das Trevas", ou Idade Média, foi marcada pela divisão entre senhores e camponeses; baseada em um modo de produção feudal, o que definia a riqueza dos senhores não era a terra, e muito menos a economia agrária.
Em Portugal, trata-se de meados do século XII, período em que a "Idade das Trevas" está em ascensão. Ilumina-se a arte, amplia-se o acesso à cultura e as classes sociais não sofrem mais com as desigualdades. (CORRETA)
Em Portugal, trata-se de meados do século XII, período em que a "Idade das Trevas" está em declínio. As características marcantes do feudalismo predominante no período são: descentralização; predomínio da religião cristã; trabalho servil e ruralismo.
A Idade das Trevas, como ficou conhecido o período entre os séculos IV e XV, representa um período em que a Europa vivenciou acontecimentos não positivos: guerras, invasões bárbaras, crise na agricultura, entre outros acontecimentos. Todavia, no período, em Portugal, já não havia mais desigualdade social; todos tinham acesso à leitura, à cultura, à educação, etc.
AVALIAÇÃO II:
1. A história de consolidação do movimento literário em Portugal estabelece relação direta com os contextos econômicos, sociais e culturais pelos quais os portugueses passaram. Na literatura produzida no período denominado Trovadorismo, inserido no contexto da Idade Média, século XI, algumas marcas foram definitivas para o processo de instituição da cultura em Portugal. Portanto, com relação à instituição da cultura em Portugal, assinale a alternativa correta: 
A instituição da cultura, antes da invenção da imprensa, se limitava aos livros reproduzidos pelo processo de cópia manuscrita, atividade desenvolvida nos conventos. Por esse fato, a literatura oral tem extrema expressividade na Idade Média. Os agentes dessa literatura eram os padres. Grupo composto de cantores e músicos ambulantes que divulgavam nas feiras, nos castelos e nas cidades o repertório musical e literário estimulado por aqueles que os ouviam.
A instituição da cultura, antes da invenção da imprensa, se limitava aos livros reproduzidos pelo processo de cópia manuscrita, atividade desenvolvida nos conventos e acessível para todo público. Por esse fato, a literatura oral tem pouca expressividade na Idade Média. 
A instituição da cultura, antes da invenção da imprensa, se limitava aos livros reproduzidos pelo processo de cópia manuscrita, atividade desenvolvida nos conventos. A leitura, portanto, servia para formação de todos da sociedade da época, uma vez que todos tinham acesso aos livros e eram letrados. 
A instituição da cultura surge apenas com a invenção da imprensa, estava limitada aos livros reproduzidos pelo processo de cópia manuscrita. A literatura oral não era relevante para o período.
A instituição da cultura, antes da invenção da imprensa, se limitava aos livros reproduzidos pelo processo de cópia manuscrita, atividade desenvolvida nos conventos. Por esse fato, a literatura oral tem extrema expressividade na Idade Média. Os agentes dessa literatura eram os jograis-recitadores, grupo composto de cantores e músicos ambulantes que divulgavam nas feiras, nos castelos e nas cidades o repertório musical e literário estimulado por aqueles que os ouviam. (CORRETA)
2. A produção poética do período do trovadorismo português pode ser dividida em dois tipos: lírico-amorosa e lírico-satírica. Sobre as características do primeiro tipo, assinale a alternativa correta: 
A produção lírico-amorosa é dividida em cantiga de amor e de escárnio. A cantiga de amor era produzida pelo trovador em um tom de confissão dolorosa sobre sua angustiante experiência passional. O poeta dirige seus versos para uma dama, que é inacessível aos seus apelos. As razões do distanciamento estão na diferença de classe social. Aquele que canta, no máximo, pode ser um fidalgo decaído. Por isso, o tom de súplica impera do início ao fim.
A produção lírico-amorosa é dividida em cantiga de amor e cantiga de amigo. A cantiga de amor era produzida pelo trovador em um tom de confissão dolorosa sobre sua angustiante experiência passional. O uso das palavras era direto, sem múltiplas interpretações e com a presença de palavras de baixo-calão.
A produção lírico-amorosa é representada apenas pelas cantigas de amigo. Estas eram produzidas pelo trovador em um tom de confissão dolorosa sobre sua angustiante experiência passional.
A produção lírico-amorosa é dividida em cantiga de amor e cantiga de amigo. A cantiga de amor era produzida pelo trovador em um tom de confissão dolorosa sobre sua angustiante experiência passional. O poeta dirige seus versos para uma dama, que é inacessível aos seus apelos. As razões do distanciamento estão na diferença de classe social. Aquele que canta, no máximo, podeser um fidalgo decaído. Por isso, o tom de súplica impera do início ao fim. (CORRETA)
A produção lírico-amorosa é dividida em cantiga de amor e cantiga de amigo. A cantiga de amor era produzida pelo trovador em um tom de confissão dolorosa sobre uma angustiante experiência passional. Quem canta é uma dama e ela faz um apelo, do início ao fim, ao seu amado, que é inascessível.
3. A batalha de Alcácer-Quibir, em 1578, foi, sem dúvida, um marco que levou Portugal a uma nova fase de sua história. Esse período representou a crise dos valores renascentistas e a entrada em um novo momento cultural e político da história de Portugal.  Sobre o contexto político-cultural em que surge o Barroco português, assinale a alternativa correta. 
O Império de Portugal se une aos vizinhos do Reino de Espanha para dar força ao Império Ibérico, o que proporciona o contexto de surgimento do Barroco português e a expansão da cultura ibérica pelo mundo.
Após a batalha, o império português entra em declínio, com o trono passando aos espanhóis, que, por sua vez, influenciaram Portugal por meio de suas manifestações artísticas e culturais. (CORRETA)
Após a batalha de Alcácer-Quibir, os portugueses retomam o controle do trono, que estava nas mãos dos espanhóis, e entram em uma nova fase artística, confrontando cultura e arte e estabelecendo novos estilos.
A principal condição influenciadora do Barroco português é a influência artística marroquina, após a Batalha de Alcácer-Quibir, em que o reino é invadido por todo tipo de influência advinda da região marroquina.
O culto ao Sebastianismo refere-se ao rei D. Sebastião, que proporciona a ascensão do império português e, consequentemente, o surgimento da arte barroca portuguesa como valorização desse momento histórico.
4. O setecentismo, ou Arcadismo, é uma escola literária com características específicas. Mesmo sendo uma retomada dos clássicos, essa escola apresenta especificidades. Sobre o movimento árcade em Portugal, assinale a resposta correta. 
Distante das ideias do Classicismo, os árcades representavam uma releitura dos moldes clássicos. A regra deveria ser seguida, os moldes eram rígidos, o sentimentalismo deveria ser evitado.
A intenção de alguns escritores árcades é romper com o pensamento barroco, pois entendem que a produção dessa escola literária corresponde ao desequilíbrio e à decadência dos valores clássicos. (CORRETA)
As produções literárias do Classicismo seguem um movimento anti-Borroco. Dessa forma, buscam nos clássicos o modelo de perfeição poética; portanto, os temas e a forma de composição são os mesmos do Classicismo português.
Bocage, em seus escritos, apresenta as principais características desse movimento. Distante, portanto, dos românticos e inserido plenamente no movimento árcade, seguiu à risca os modelos clássicos.
Todos os autores da escola árcade estiveram alinhados, ou seja, todas as produções literárias do período tinham musas inspiradoras, os autores utilizavam pseudônimos e aceitavam os princípios do arcadismo.
5. A influência espanhola nas manifestações culturais é nítida ao longo do Barroco português.  Sobre o desenvolvimento do Barroco português, é possível afirmar que: 
Quevedo é o principal artista representante da primeira fase do Barroco português, com influências destacadas em muitas obras características do período barroco.
a influência espanhola foi muito expressiva no início, porém não se deu sem resistência: os escritores portugueses passaram a venerar a língua lusitana de forma simbolista e exaltando seus heróis. (CORRETA)
a influência espanhola se deu de forma tão expressiva que os textos portugueses seguiam a temática e a língua espanhola, de tal forma que o Barroco português passou a ser conhecido como Escola Espanhola.
a fim de evitar a influência espanhola, os artistas portugueses não trabalhavam com a temática religiosa, de modo a não se aproximarem das temáticas propostas pelo Barroco espanhol.
por meio da exaltação da língua portuguesa e dos heróis nacionais, os artistas portugueses conseguiram evitar a influência espanhola em sua arte barroca, impedindo qualquer penetração espanhola em sua arte. 
6. Sobre as principais composições de inspiração clássica e as suas respectivas características, assinale a alternativa que indica o nome da composição erudita, com estrofes longas e versos decassílabos. 
Epitalâmio.
Epístola.
Écloga.
Canção. (CORRETA)
Ode.
7. Ai, dona fea, foste-vos queixar
 que vos nunca louv[o] em meu cantar; 
mais ora quero fazer um cantar
 em que vos loarei toda via;
 e vedes como vos quero loar:
 dona fea, velha e sandia!… 
(João Garcia de Guilhade)   Sobre a cantiga produzida por João Garcia Guilhade, assinale qual o tipo de cantiga é observado nesse recorte de texto: 
Cantiga de amigo.
Cantiga romântica.
Cantiga de amor.
Cantiga de escárnio. (CORRETO)
Lírico-amorosa.
8. Cada escola literária é composta por autores e obras que, reunidos, evidenciam um período de produção marcado por características específicas. A produção literária do Classicismo, por exemplo, é marcada pelo retorno aos modelos clássicos. Sobre as características desse período, assinale a alternativa correta: 
A arte é disforme e não aceita os modelos greco-romanos. Por esse fato, os clássicos renascentistas (neoclássicos) portugueses estavam afastados dos ideários que se espalhavam pela Europa no mesmo período.
Com sentimentalismo exagerado, encontra-se uma produção poetizada sobre amores proibidos. Por esse fato, os clássicos renascentistas (neoclássicos) procuravam narrar o mundo idealizado.
Verdades diluídas e perenes são a base das narrativas dos poetas classicistas, na medida em que se distanciam dos arquétipos, ou seja, dos modelos greco-latinos, mais pura e bela será a poesia.
O período é marcado por verdades eternas e superiores, aproximando-se dos modelos greco-latinos. Por esse fato,  os clássicos renascentistas procuravam a beleza, o bem e a verdade de forma absolutista e idealista na arte. (CORRETO)
Os modelos tradicionais sarracenos, base para o Classicismo ibérico, servem de inspiração para os poetas e escritores neoclássicos que procuravam negar a beleza, o bem e a verdade.
9. Os Lusíadas é uma obra que consegue retratar um importante período da história de Portugal. Sobre esse período, assinale a alternativa correta: 
Os Lusíadas conta a história da famosa batalha de Alcácer-Quibir, na qual faleceu o rei D. Sebastião.
Esta epopeia conta a história de Vasco da Gama, grande herói desta obra. 
Os Lusíadas retrata os grandes feitos portugueses, as guerras pelo império, aventuras e sofrimentos das expedições. (CORRETO)
A obra retrata a história do reinado de D. Sebastião, popularmente conhecido como O encoberto. 
Camões retrata a decadência de Portugal após as grandes navegações.
10. O Barroco pode ser resumido como uma expressão artística que foi resultado de diversos conflitos religiosos, políticos e sociais. Nesse sentido, características que refletem isso no Barroco português são: 
rebuscamento e temática amorosa.
religiosidade e simplicidade.
dualidade e rebuscamento. (CORRETO)
simplicidade e ambiguidade.
detalhismo na arquitetura e simplicidade na linguagem.
AVALIAÇÃO I e II – questões todas corretas

Continue navegando