A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
Aula_05

Pré-visualização | Página 1 de 2

CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Aula 5 - Lucro Presumido
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Conteúdo Programático desta aula:
Conhecer o arcabouço conceitual do Lucro Presumido 
Identificar as pessoas jurídicas que podem optar pelo Lucro Presumido, bem como as que estão impedidas
Conhecer a base de cálculo e as alíquotas de presunção
Verificar os procedimentos necessários para a Apuração e Cálculo do Lucro Presumido
Conhecer as principais obrigações acessórias relativas ao Lucro Presumido
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
LUCRO PRESUMIDO
É a forma de tributação simplificada que utiliza somente as receitas da empresa para determinar a base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido das pessoas jurídicas que não estão obrigadas, no ano calendário, à apuração do Lucro Real.
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Lucro Presumido
Lei
9.430/96
Decreto nº 3.000/99
LEGISLAÇÃO
Lei
9.718/98
Lei
10.637/2002
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
EXCETO
A opção pela tributação com base no lucro presumido é facultativa
 Porém, caso a empresa opte por este regime, a escolha será definitiva em relação a todo o ano-calendário 
as empresas que estão obrigadas ao regime de tributação pelo lucro real
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
As pessoas jurídicas que optarem pelo regime de tributação com base no Lucro Presumido,
de acordo com o art. 26, da Lei 9.430/96 e art. 516 § 4º do RIR/99, 
manifestará a opção com o pagamento da primeira ou única quota do imposto devido correspondente ao primeiro período de apuração de cada ano-calendário
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Pessoas Jurídicas Que Podem Optar Pelo Lucro Presumido
De acordo com o art. 13 da Lei 9.718/98, podem optar pelo Lucro Presumido todas as pessoas jurídicas que:
 Não estejam obrigadas à apuração do Lucro Real;
A receita bruta total, no ano-calendário anterior, não ultrapasse a quarenta e oito milhões de reais.
As pessoas jurídicas obrigadas à apuração do Lucro Real, com exceção das que explorem atividade financeira, durante o período em que estiverem submetidas ao REFIS. (art. 14, Lei 9.718/98 e o art. 4º, Lei 9.964/00)
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Pessoas Jurídicas Que Não Podem Optar Pelo Lucro Presumido
As que estão obrigadas à apuração do Lucro Real 
(art. 14 da Lei 9.718/98)
Também não poderão optar, as pessoas jurídicas que exercerem atividades de compra e venda, loteamento, incorporação e construção de imóveis, enquanto não concluídas as operações imobiliárias para as quais haja registro de custo orçado. 
(art. 2° da IN SRF n° 25/99)
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Alíquotas De Presunção 
A alíquota ou percentual de presunção do lucro presumido aplicável sobre a receita bruta depende da atividade exercida pela pessoa jurídica e encontra-se regulamentada no art. 519 do RIR/99.
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Resumidamente, Os Percentuais Determinados No Art. 519 Do RIR/99, São: 
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Resumidamente, os percentuais determinados no art. 519 do RIR/99, são: 
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Resumidamente, os percentuais determinados no art. 519 do RIR/99, são: 
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Base De Cálculo
No Lucro Presumido, de acordo com o art. 44 do CTN, a base de cálculo do Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas - IRPJ é o montante da renda tributável.
A base de cálculo do IRPJ e do adicional, será obtida mediante a aplicação do percentual específico, determinado pela legislação tributária, sobre a receita bruta apurada em cada trimestre.
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
RELEMBRANDO:
Considera-se como receita bruta
 o produto da venda de bens nas operações de conta própria, o preço dos serviços prestados e o resultado auferido nas operações de conta alheia, com as exclusões e adições permitidas.
(art. 224, do RIR/199)
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Às Vendas canceladas e as devoluções de vendas
2) Os descontos incondicionais concedidos
3) Os impostos não cumulativos cobrados, destacadamente do comprador ou contratante, e dos quais o vendedor dos bens ou prestador dos serviços seja mero depositário
4) As receitas decorrentes de valores em espécie pagos ou creditados pelos Estados, DF e Municípios, relativos ao ICMS e ao ISS, no âmbito de programas de concessão de crédito voltados ao estímulo à solicitação de documento fiscal na aquisição de mercadorias e serviços. 
Valores Que Devem Ser Excluídos Da Receita Bruta
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Demonstrando A Base De Cálculo Com Exclusões
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Os ganhos de capital
 
2) Os rendimentos e ganhos líquidos auferidos em aplicações financeiras
3) As receitas financeiras 
4)A receita de locação de imóvel, quando não for este o objeto social da pessoa jurídica
Valores Que Devem Ser Adicionados Da Receita Bruta
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Demonstrando A Base De Cálculo Com Adições
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Demonstrando A Base De Cálculo Com Adições E Exclusões
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Conforme determina o art. 516, § 5º, do RIR/99, o imposto de renda devido é trimestralmente, ou seja, será determinado por períodos de apuração trimestral.
Apuração E Cálculo Do Lucro Presumido
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Para determinação do lucro presumido será aplicado sobre a receita bruta de vendas de mercadorias e produtos, bem como dos serviços prestados, os percentuais estabelecidos pelo art. 519 do RIR/99.
 
Para o cálculo do IR a empresa que adota o Lucro Presumido utilizará a alíquota de 15%. Entretanto, quando o lucro no trimestre for superior R$ 60.000,00, a empresa deverá recolher o adicional de 10% sobre o valor que ultrapassar.
Apuração E Cálculo Do Lucro Presumido
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Demonstrando
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
BASE DE CÁLCULO = 170.000
Alíquota 15% x 170.000 = 25.500
Adicional 10% x (170.000 – 60.000) = 11.000 
IR devido = 36.500
Cálculo Do Ir Devido
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
Quando a pessoa jurídica opta pelo regime de tributação no Lucro Presumido, o IR calculado e recolhido é definitivo. 
  
1) No reconhecimento da Obrigação
D - Despesa com Imposto de Renda 
C - Imposto de Renda a Recolher 
 
2) No pagamento da Obrigação 
D - Imposto de Renda a Recolher 
C - Banco Conta Movimento
Contabilização do Ir No Lucro Presumido
LUCRO PRESUMIDO
Lucro Presumido – Aula 5
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
A pessoa jurídica habilitada à opção pelo regime de tributação com base no lucro presumido deverá manter:
I - Escrituração contábil nos termos da legislação comercial
II - Livro Registro