Buscar

REDES DE LONGA DISTÂNCIA - ATIV 2

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

REDES DE LONGA DISTÂNCIA – ATIV 2
________________________________________________________________________________________________
Um analista de redes está configurando o EIGRP no seu roteador da Matriz, designado de R1-MATRIZ. Ele pretende 
organizar o ambiente, com controle total sobre nomenclatura, identificação, endereçamento, topologia e 
redistribuição de rotas. O analista também sabe que o EIGRP possui três critérios para atribuição de ID a um roteador.
Sobre a estrutura de identificação atribuída ao roteador pelo EIGRP, analise a figura do arquivo de configuração do 
equipamento a seguir:
Figura - Parametrização do EIGRP
Fonte: Elaborada pelo autor.
Considerando que o roteador não possui nenhuma interface de loopback, assinale a alternativa correta sobre qual das 
opções abaixo pode ser considerada correta com relação ao ID atribuído ao roteador: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois o ID atribuído só pode ter sido configurado manualmente – pouco 
provável, mas possível; ou atribuído através da coleta do IP de uma interface ativa. O segundo critério neste cenário 
não pode existir, devido à inexistência da interface de loopback. A boa prática para esses casos é atribuir IDs que façam 
sentido a topologia. Podem ser IPs, desde que relevantes ao ambiente aplicado.
RES.: ID configurado manualmente ou atribuído de uma interface ativa. 
________________________________________________________________________________________________
As redes de computadores foram estruturadas em camadas de modo a facilitar o entendimento e promover a 
interoperabilidade de sistemas e fabricantes. A cada camada, temos uma nomenclatura e uma estrutura exclusiva 
correspondente. Por exemplo, no modelo OSI, a apresentação do que genericamente chamamos de “pacote” recebe 
nomes e funções distintas nas camadas 2 e 3.
Assinale a alternativa correta que apresente qual é a nomenclatura mais adequada ao termo genérico “pacote” para as 
camadas 2 e 3 do modelo OSI. 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois para a camada 2, o datagrama associado é chamado de quadro. Já 
para a camada 3, o nome correto é pacote, ou pacote IP (em uma pilha TCP/IP). Esta diferenciação é importante ter em 
mente devido às várias discussões à respeito destas camadas. A dica é associar que a palavra “datagrama” é uma 
entidade genérica para qualquer camada. Como um envelope vazio que deve ser preenchido de alguma maneira.
RES.: Camada 2 é quadro enquanto na camada 3 é chamado de pacote. ,
________________________________________________________________________________________________
O uso da Fibra Óptica na comunicação de dados trouxe uma evolução considerável em tecnologia, velocidade e 
alcance de uma rede. Uma única fibra óptica - com a espessura de um fio de cabelo - é capaz de atender 
consistentemente à comunicação de regiões geograficamente distantes. Porém para que seu funcionamento seja 
eficaz, são associadas a fibra óptica características de multiplexação do meio.
Sobre multiplexação do meio em redes ópticas, analise as afirmativas a seguir:
I. WDM é um método de multiplexação de onda utilizado por fibras ópticas.
II. WDM é um tipo de fibra óptica utilizado para comunicações subaquáticas.
III. DWDM é uma evolução do WDM utilizado para multiplexação de ondas.
IV. DWDM transmite feixes de luz em comprimentos de onda diferentes.
Está correto o que se afirma em: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois um dos métodos de multiplexação utilizados pelas fibra ópticas é o 
WDM. Ele opera em uma comunicação bidirecional com sinais de RF que são combinados na origem e ao chegar ao 
destino são separados. Sua evolução é o DWDM que além das características do WDM convencional, o DWDM 
transmite feixes de luz em comprimentos de onda diferentes, com intuito de otimização do meio.
RES.: I, III e IV, apenas. 
________________________________________________________________________________________________
Em busca de um ajuste de QoS para sua rede local, um administrador de redes altera parâmetros de seus 
equipamentos para forçar a marcação de certos pacotes, com intuito de elencar sua prioridade no processo de 
roteamento. Porém, mesmo com a alteração do DiffServ para classes 1 e 2 (CS1, CS2), ele percebe que seus 
equipamentos não processam de forma adequada.
No cenário acima, assinale a alternativa correta, que apresenta qual é a causa mais provável da falha no ajuste de 
priorização dos pacotes: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois Firmwares de equipamentos mais antigos não tem a programação 
para efetuar a leitura e processamento do campo DSCP dentro do cabeçalho IP. Estes equipamentos simplesmente 
ignoram, resultando no fato da impercepção do ajuste aplicado. Vale reforçar que o DSCP suporta e define as classes 0, 
1 e 2 (entre outras), mas que a classe 0 (CS0) é aquela utilizada quando não há priorização do tráfego.
RES.: Provavelmente os roteadores não reconhecem o DiffServ aplicado.
________________________________________________________________________________________________
A arquitetura dos datagramas é formada por diversos campos que definem seu comportamento e sua característica 
com relação à camada em que está inserido. Esses campos são compostos por valores binários que são interpretados 
pelos equipamentos de redes e interfaces, com um objetivo claro e específico.
Dadas as opções abaixo, assinale a alternativa correta, que descreve sucintamente características verdadeiras sobre os 
campos do cabeçalho de pacotes IP. 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois as principais características do cabeçalho IP estão relacionadas ao 
transporte. Afinal o objetivo da sua existência é exatamente este, transportar uma informação de uma origem a um 
destino remoto. Vale lembrar que além dos campos de endereçamento, existem outros tão importantes quanto, como 
o tempo de serviço, versão, checksum etc. Recomenda-se uma análise profunda sobre os campos do cabeçalho, pois 
assim, ao depurar uma rede, as informações serão mais claras e precisas ao administrador.
RES.: Têm características relacionadas ao transporte como endereços de origem e destino. 
________________________________________________________________________________________________
O DSCP (Differentiated Services Code Points) foi introduzido como um recurso dentro do cabeçalho IP para a aplicação 
de QoS (Quality of Service). Através de parametrizações é possível fazer ajustes sensíveis em nível de protocolo para 
priorizar o roteamento de um tráfego ou outro. Por exemplo, uma prática recomendada é utilizar este recurso para 
tratar a voz sobre IP (VOIP) com uma prioridade maior do que os outros tipos de tráfegos.
Sobre DSCP, analise as afirmativas a seguir:
I. Recomendado para tráfegos menos sensíveis, que não necessitam tratamento.
II. DSCP é representado por um campo de 6 bits dentro do cabeçalho IP.
III. Serviço garantido e de carga controlada são tipos de serviços do DSCP.
IV. Recomendado para tráfegos sensíveis ou que necessitem de tratamento especial.
Está correto o que se afirma em: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois como a própria introdução já sugere, para todo e qualquer tráfego 
sensível, a boa prática da aplicação de um QoS, ou seja, parametrização sobre o DSCP deve ser aplicada. O DSCP tem 6 
bits no cabeçalho IP e possui o serviço de entrega garantida (uso de latência limitada) e o de carga controlada (sem 
garantia) e sem latência limitada.
RES.: II, III e IV, apenas. 
________________________________________________________________________________________________
Como todo protocolo de roteamento, o EIGRP possui um mecanismo de comunicação para com seus vizinhos. Ele 
utiliza um formato de mensageria chamado Hello. Os pacotes Hello são usados pelos roteadores para formar 
adjacências de vizinhos EIGRP. Essas adjacências são chamadas de "relações com vizinhos".
Sobre o contexto acima apresentado, analise as afirmativas a seguir:
I. Pacotes Hello do EIGRP sãoenviados em multicast tanto em IPv4 quanto em IPv6.
II. O sistema de entrega é não confiável via RTP.
III. O endereço de multicast do EIGRP em IPv4 É 224.0.0.11.
IV. As mensagens dos pacotes Hello são enviadas a cada 10s.
Com relação à mensageria do EIGRP, está correto o que se afirma em: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois, independente do protocolo de rede em que o EIGRP possa estar 
inserido, ele irá propagar seus anúncios sobre um endereço de multicast. Isto é uma característica básica dos 
protocolos de roteamento. No caso do para o IPv4 o endereço de multicast será o 224.0.0.10, e em IPv6 será o FF02::A. 
Por característica do RTP, a entrega serão não confiável, ou seja, o receptor não irá responder com um pacote ACK de 
confirmação.
RES.: I e II, apenas. 
________________________________________________________________________________________________
Os protocolos foram definidos sobre regras claras e de associatividade em camadas. Cada protocolo possui 
características específicas e bem definidas. Essas características têm sua representação revelada através dos campos 
que cada um exibe. Porém, para todos, existe uma definição sobre o tamanho do cabeçalho, que será utilizado por 
roteadores - por exemplo - no caso, de interconectividade de redes no processo de roteamento.
Neste aspecto geral, assinale a alternativa correta, sobre o tamanho do cabeçalho de um pacote IPv4. 
Sua resposta está incorreta. A alternativa está incorreta, pois seu tamanho é de apenas 32 bits. Como o próprio nome 
sugere, estes 32 bits vêm no começo do pacote, trazendo assim a lógica para o processamento do pacote. Vale 
comentar que independentemente do tamanho do dado trafegado, sempre teremos 32 bits associados / reservados ao 
cabeçalho do protocolo.
RES.:32 Bytes. 
RES. Correta: 32 Bits.
________________________________________________________________________________________________
A sustentação das redes WAN ocorre com o que é chamado de espinha dorsal ou backbone. Este é responsável pela 
interconectividade de redes em um “nível 0”. São redes que conectam regiões geograficamente distantes, como 
continentes por exemplo. Estes backbones são necessariamente estruturas de alto desempenho para suportar o 
tráfego cotidiano de empresas, governos e dos próprios usuários de Internet de maneira geral.
Sobre o contexto de backbones, analise as afirmativas a seguir:
I. Na periferia de um backbone temos o que é chamado de POP (ponto de acesso).
II. O backbone é formado por diversos protocolos da arquitetura TCP/IP.
III. A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa é um dos principais backbones do Brasil.
IV. A velocidade de um backbone é altíssima podendo chegar a 64kbps.
Está correto o que se afirma em: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois em todo backbone existe uma região de periferia que fato são as 
“pontas” que conectam operadoras ou até mesmos ISPs. Essas pontas possuem estruturas (conjunto de 
equipamentos) chamadoas de POP. No backbone, todo tipo de tráfego é processado. Nesse ambiente a arquitetura 
TCP/IP é utilizada a fundo. E um dos maiores – se não o mais relevante – backbones, é o da RNP. Ele foi ativado em 
1992 e na época seu link era de apenas 64 kbps (velocidade de um modem discado).
RES.: I, II e III, apenas. 
________________________________________________________________________________________________
O protocolo OSPF (Open Shortest Path First) é considerado o sucessor do protocolo RIP (RIPv2). O OSPF é um protocolo 
de estado de enlace que utiliza - como seu nome já diz -
um algoritmo de busca do caminho mais curto. Ele pode ser utilizado em redes corporativas, porém seu uso massivo é 
em redes de backbones e de ISPs (Internet Service Providers).
Sobre as características do OSPF, analise as afirmativas a seguir:
I. Dijkstra é o algoritmo utilizado para a busca do caminho de menor custo.
II. OSPF cria um grafo (mapa topológico) completo de toda a rede.
III. OSPF limita os roteadores a conhecer somente 150 saltos.
IV. OSPF não utiliza mensagens do tipo Hello para descoberta da rede.
Está correto o que se afirma em: 
Resposta correta. A alternativa está correta, pois o algoritmo Dijkstra é o “motor” de busca dos caminhos de menor 
custo dentro do OSPF. Para que o melhor caminho seja encontrado é necessária a descoberta da topologia de toda a 
rede. Os custos são calculados em virtude da banda de cada link. Links que possuem maiores bandas tem um peso 
mais baixo associado, logo são preferenciais em relação aos links com menos banda.
RES.: I e II, apenas. 
________________________________________________________________________________________________

Continue navegando