Buscar

Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 23 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 23 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 23 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem
Os estudos de Piaget trouxeram evidências sobre as transformações ao longo da vida, focalizando como o conhecimento se forma (se constrói) e passa de formas mais simples a mais complexas, na perspectiva do sujeito conhecedor e não do objeto conhecido ou do observador. Esse último aspecto é, sem dúvida, o mais inovador da perspectiva piagetiana: o de tomar como referência o ponto de vista daquele que conhece e que é por definição um sujeito ativo de seu desenvolvimento, sob a influência da maturação biológica, da experiência (física e lógico-matemática), da interação social e, sobretudo, da equilibração, responsável pela passagem de um patamar de menor equilíbrio a outro de maior equilíbrio (PIAGET; INHELDER, 1974). “Cada fator, sozinho, não poderia explicar o desenvolvimento mental, sendo condição necessária, mas não suficiente para esta explicação” (SOUZA, 2014, p. 132). SOUZA, M. T. C. C. de. Construção de conhecimento e psicologia do desenvolvimento: contribuições da teoria de Piaget. In: Schème: Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas, v. 6, p. 129-140, 2014.
 
Quais as alternativas que se encontram em sintonia com a teoria de Piaget?
 
Assinale as alternativas CORRETAS:
 
I - Apresentar explicações acerca de como os conhecimentos se constroem.
 
II - Explicar como os conhecimentos se originam.
 
III - Demonstrar que não se trata de uma sequência evolutiva e sim de uma psicologia do desenvolvimento.
 
IV - Conhecer os mecanismos envolvidos na construção do conhecimento (epistemologia).
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 As afirmativas  I, II  e IV estão corretas.
B
 As afirmativas I, III e IV  estão corretas.
C
 As afirmativas I, II e III estão corretas.
D
 As afirmativa II, III e IV estão corretas. 
2
É possível inferir que as experiências vividas na infância por algumas pessoas poderão afetar, positivamente ou não, a adolescência, a juventude, a vida adulta e a velhice, inclusive em relação aos processos de aprendizagem, bem como aqueles sujeitos que apresentam alguma patologia, dificultando a aprendizagem dos conteúdos escolares formais. Olhar para esses temas por meio da lente da Psicologia pode auxiliar estudantes e profissionais da educação a compreenderem como acontecem os processos de desenvolvimento humano e a aprendizagem por parte dos sujeitos, inclusive aqueles que trazem ou adquirem, em seu curso de vida, processos psicopatológicos.
 
Quais alternativas expressam uma compreensão da psicologia do desenvolvimento e mais especificamente sobre o ciclo vital?
 
Classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas.
 
I - Nos dias de hoje, a Psicologia do desenvolvimento é considerada uma ciência relevante para se compreender a transformação do homem, do mundo e da sociedade a partir de olhares mais amplos, ou seja, de olhares que envolvem diversas áreas de conhecimento.
 
II - Sabe-se que é relevante estudar as mudanças que ocorrem ao longo das etapas da vida humana, tecendo um olhar sobre o ciclo e não apenas sobre alguma etapa isoladamente.
 
III - Sabe-se que todo ser humano passa por um determinado ciclo em seu desenvolvimento humano. Alguns sujeitos vivenciam o ciclo vital de forma completa e saudável. Outros interrompem logo na primeira etapa, cujas interrupções podem ser de forma natural ou provocadas por diversos mecanismos ao longo da vida.
 
IV - Olhar o ciclo do desenvolvimento humano como um todo confunde a compreensão dos modelos que se tem hoje para explicar as mudanças, ou como e o porquê elas acontecem ao longo da vida dos seres humanos, por exemplo, mudanças nas contribuições dos processos educacionais.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 V– V – V –  F.
B
 F –  V – V – F.
C
 V – F – V – F.
D
 V – V – F –  V.
3
A ciência do desenvolvimento refere-se ao conjunto de estudos interdisciplinares que se dedicam a entender os fenômenos relacionados ao desenvolvimento dos indivíduos, englobando as áreas social, psicológica e biocomportamental (MAGNUSSON; CAIRNS, 1996). “Como tal, a ciência do desenvolvimento focaliza a ontogênese dos processos evolutivos, destacando desde os eventos genéticos até os processos culturais, desde os processos bioquímicos e fisiológicos até as interações sociais, com os padrões de adaptação sendo entendidos mediante interações dos níveis internos e externos ao indivíduo” (DESSEN; COSTA JÚNIOR, 2005, p. 11).
 
Fonte: DESSEN, M. A.; COSTA JUNIOR, A. L. (Orgs.) A ciência do desenvolvimento humano: tendências atuais e perspectivas futuras. Porto Alegre: Artmed, 2005.
 
Quais as alternativas que mais se aproximam das discussões em curso na ciência do desenvolvimento? Classifique V para as sentenças verdadeiras e F, para as falsas.
 
I - A ciência do desenvolvimento tem como uma de suas missões descrever as características dos contatos que são relevantes para o desenvolvimento, para a manutenção de estados de saúde ou para a aquisição de condições patológicas.
 
II - Uma das tarefas básicas da ciência do desenvolvimento é compreender como o comportamento individual entra em contato com outras dimensões significativas do seu entorno.
 
III - A ciência do desenvolvimento implica pensar o desenvolvimento humano abarcando desde os sistemas fisiológicos e bioquímicos até as relações compostas por sequências de interações entre indivíduos, grupos e sociedades.
 
IV - A ciência do desenvolvimento demanda a adoção de um conceito de desenvolvimento que reflita os avanços científicos ocorridos nas últimas décadas do século XIX, em diferentes disciplinas dedicadas ao estudo desse processo.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 V – F – F – F.
B
 F – V – F – F.
C
 V – F – V – F.
D
 V – V – V – F.
4
“Compreender o que significa ser mediador da aprendizagem e do desenvolvimento torna-se, aqui, fundamental. Etimologicamente, a palavra mediação deriva do latim mediatio, que significa intercessão, interposição ou intervenção. Nesse sentido, mediar é posicionar-se entre; é atuar deliberadamente para interferir em um processo ou situação” (BISSOLI, 2014, p. 595). BISSOLI, M. F. Desenvolvimento da personalidade da criança: o papel da educação infantil. In: Psicologia em Estudo, Maringá, v. 19, n. 4, p. 587-597, out./dez, 2014.
 
Quais as alternativas dialogam com o significado apresentado?
 
Classifique V para as sentenças verdadeiras e F, para as falsas.
 
I - Mediar significa, então, promover o distanciamento do encontro da criança com o uso social para o qual um objeto existe. Assim, cada criança precisa reinventar o conhecimento. O processo por intermédio do qual ela aprende é um processo de apropriação/objetivação do que ainda não existe.
 
II - A noção de que cada objeto utilizado no processo de mediação porta, além das propriedades físicas, conhecimentos acumulados sobre o seu uso, formulados historicamente pela humanidade, temos, como exemplo, os livros são acompanhados por procedimentos de manipulação e de leitura culturalmente elaborados; os jogos possuem regras convencionadas, assim como a música, a pintura, a escultura, o desenho, as ciências entre outros.
 
III - Disponibilizar os objetos para que a criança descubra sozinha e construa o conhecimento – sejam esses objetos materiais, como livros, blocos para construção, papéis para as dobraduras, tesoura, cola, quebra cabeças, tintas e lápis ou objetos não materiais, como números, leitura, escrita, música e diversificadas formas de expressão humana.
 
IV - A interpretação do termo mediar, quando se trata do trabalho educativo do(a) professor(a) refere-se ao fato de que ele assume a tarefa de promover o encontro entre dois elementos do processo de ensino aprendizagem: a criança que aprende e o objeto cultural que é por ela apreendido.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 F – V – F – F.
B
 F – F – V – F.
C
 F – V – V – V.
D
 V – V – V – F.
5
“Aprender significa saber como utilizar os objetos em sua função social, conhecendo os e pensandosobre eles de forma cada vez mais autônoma. Neste processo, conhecer a si mesma e conhecer as suas próprias possibilidades são essenciais para o desenvolvimento humano e a aprendizagem” (BISSOLI, 2014, p. 596). BISSOLI, M. F. Desenvolvimento da personalidade da criança: o papel da educação infantil. In: Psicologia em Estudo, Maringá, v. 19, n. 4, p. 587-597, out./dez, 2014.
 
Em conformidade ao texto, quais as alternativas expressam uma aproximação com a perspectiva sinalizada em relação ao trabalho do professor?
 
Classifique V para as sentenças verdadeiras e F, para as falsas.
 
I - Deve atuar com a criança, de forma que ela perceba os usos dos objetos culturais e amplie seus conhecimentos acerca dos saberes e fazeres humanos.
 
II - Precisa organizar situações para que as crianças, em interação, ajam de forma a interferir nas aprendizagens umas das outras a partir de conhecimentos prévios.
 
III - Deve contribuir para que a criança esteja sempre conformada com o resultado das ações que desempenha e, desta forma, esteja envolvida física, intelectual e emocionalmente com o que os outros realizam.
 
IV - Pode colaborar para a elaboração de novas e mais complexas formas de compreensão, que advêm das relações com a cultura historicamente acumulada nos objetos e nos saberes e fazeres humanos.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 V – V – V – F.
B
 F – V – F – F.
C
 V – F – V – F.
D
 V – V – F – V.
6
A neurociência contribui, para os professores, com interessantes subsídios relacionados à discussão de como se estruturam fisiologicamente em nosso cérebro a memória, o sono, a linguagem, o esquecimento, a atenção, a afetividade, o movimento, o medo e o humor. Essa plêiade de conhecimentos agrega para a compreensão da ação pedagógica. Esse conhecimento é, também, fundamental para a ação pedagógica. Com isso, é possível constatar que há várias possibilidades de aprender. Então, existem também várias formas de ensinar. Nesse sentido, a neurociência traz a ideia de sujeito cerebral, que significa tratar o sujeito como único para poder incluí-lo. O nosso cérebro sofre alterações à medida que o estudante é submetido a novas possibilidades de exposição. E, assim, constitui-se a plasticidade cerebral. Essa compreensão é crucial para a história do educando, pois quanto mais conhecemos o cérebro, melhor poderemos educá-lo. OLIVEIRA, G. G. Neurociências e os processos educativos: um saber necessário na formação de professores. Revista Educação Unisinos, v. 1, nº 18, p.13-24, jan./abr. 2014.
 
Sobre as reflexões acerca da neurociência envolvendo a educação do cérebro, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas.
 
A - A plasticidade cerebral é uma compreensão ainda muito tímida que de fato não demonstrou colaborar para os estudos no campo educacional, nem se configurar como uma ferramenta importante para a atuação do professor com seus alunos no ato pedagógico.
 
B - É necessário entender as dimensões, necessidades, expectativas, capacidades, limitações, afetos e emoções, em síntese, as particularidades do funcionamento cerebral para usar a favor dos estudantes.
 
C - Os nossos cérebros são únicos, porém, sofrem alterações em função dos processos de ensino e aprendizagem. É o ator principal na estimulação do sujeito do século XXI.
 
D - O educando é aquele que pensa, dialoga e usa a linguagem como ferramenta essencial para o aprendizado. Portanto, é essencial olhar para a singularidade do sujeito cerebral na pluralidade da sala de aula (do coletivo).
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 F – F – V – F.
B
 F – V – V – F.
C
 V – F – V – V.
D
 F – V – V – V.
7
Uma concepção de ensino e aprendizagem não é específica de um único tempo. Sendo assim, o surgimento de uma não implica o desaparecimento da outra. Dessa forma, em alguns momentos históricos, elas convivem simultaneamente uma com a outra, embora suas formulações obedeçam a uma ordem cronológica diferente e uma possa se sobressair um pouco mais que a outra. Historicamente, a abordagem de ensino sistematizada em nosso sistema de educação é a tradicional, que iniciou no século XIX e tornou-se predominante em boa parte do século XX. Apesar das inovações metodológicas neste século XXI e pelo nível de influência que teve na educação brasileira, alguns elementos dessa concepção se encontram presentes nas práticas pedagógicas até os dias de hoje.
 
Acerca das proposições que se aproximam das postulações apresentadas pela concepção tradicional, analise as sentenças a seguir:
 
I - Na concepção tradicional, o homem, mais especificamente, a criança recebe as informações de modo ativo com algo grau de participação e interação social, sendo capas de apresentar suas opiniões e questionamentos, quando estiver repleto delas, poderá memorizá-las e repeti-las, demonstrando que aprendeu os ensinamentos do professor.
 
II - Na lógica tradicional, o homem é visto, nessa concepção, como aquele sujeito que pertence a um mundo, mas não o conhece. Sendo assim, a escola tem a função de repassar as informações sobre esse mundo para as novas gerações, fornecendo-lhes os saberes que consideram relevantes para a sociedade.
 
III - A abordagem tradicional se expressa muitas vezes por alguns profissionais da educação, quando se depara com estudantes com dificuldades para aprender, por serem filhos de pessoas marginalizadas, acreditam que esses estudantes não têm como mudar suas condições, pois suas dificuldades foram herdadas geneticamente.
 
IV - A abordagem de ensino tradicional é a mais antiga em nossa sociedade. Apesar das críticas é considerada um marco para as demais abordagens. No campo da educação, são bem conhecidas e representam argumentações recorrentes de que o estudante pode ou não ter aptidões para aprender algumas coisas ou esperar o desenvolvimento biológico.
 
Assinale a alternativa CORRETA:
A
 As sentenças I, II e III estão corretas.
B
 As sentenças I, II e IV estão corretas.
C
 As sentenças I, III e IV estão corretas.
D
 As sentenças II, III e IV estão corretas.
8
“A afetividade e suas implicações com o ensino tem sido um tema crescentemente abordado no ambiente acadêmico, nas últimas duas décadas. Obviamente, as emoções e os afetos sempre foram objetos das grandes teorias psicológicas, porém, muito mais como preocupação teórica do que como objeto de produção de pesquisas científicas” (LEITE, 2012, p. 356).
FONTE: LEITE, S. A. S. Afetividade nas práticas pedagógicas. Revista Temas em Psicologia, v. 20, n. 2, p. 355-368, 2012.
 
Quais as alternativas apontam uma aproximação no que se refere à afetividade e suas implicações com o ensino?
 
I - O homem apresenta uma dimensão que não é passível de uma abordagem científica e isso tem constituído um desafio intransponível para a ciência contemporânea; o que significa assumir, como pressuposto, que a ciência nunca poderá explicar o fenômeno humano por completo.
 
II - Um problema típico de um pensamento dualista para discutir a afetividade é o entendimento de que o homem é um ser cindido entre razão e emoção, e isso é assumir que o homem é um ser que ora pensa, ora sente, não havendo vínculos ou relações determinantes entre essas duas dimensões.
 
III - Os impactos proporcionados pela mediação pedagógica são caracterizados por movimentos afetivos de aproximação ou de afastamento entre o sujeito/aluno e os objetos/conteúdos escolares.
 
IV - A mediação pedagógica também é de natureza afetiva e, dependendo da forma como é desenvolvida, produz impactos afetivos, positivos ou negativos, na relação que se estabelece entre os alunos e os diversos conteúdos escolares desenvolvidos.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 As afirmativas II, III e IV estão corretas.
B
 As afirmativas  I, III e IV estão corretas.
C
 As afirmativas I, II e IV estão corretas.
D
 As afirmativas I  e  IV estão corretas.
9
Compatível com as noções da nova ciência do desenvolvimento, Bronfenbrenner (1992) considera o desenvolvimento humano como “um conjunto de processos pormeio dos quais as propriedades do indivíduo e do ambiente interagem e produzem continuidades e mudanças nas características da pessoa e no seu curso de vida” (BRONFENBRENNER, 1992, p. 191). “O desenvolvimento humano representa, assim, uma reorganização contínua dentro da unidade tempo-espaço, que opera no nível das ações, percepções, atividades e interações do indivíduo com o seu mundo, sendo estimulado ou inibido por meio das interações com diferentes participantes do ambiente da pessoa” (DESSEN; COSTA JÚNIOR, 2005, p. 11) DESSEN, M. A.; COSTA JUNIOR, A. L. (Orgs.). A ciência do desenvolvimento humano: tendências atuais e perspectivas futuras. Porto Alegre: Artmed, 2005.
 
Quais alternativas apresentam características das pesquisas em desenvolvimento humano?
 
I - Os investigadores do desenvolvimento humano desconsideram questões contemporâneas como a agressão e a moralidade para a compreensão dos processos adaptativos do ser humano.
 
II - Os estudiosos do desenvolvimento humano precisam considerar de processos culturais a eventos genéticos e de processos fisiológicos a interações sociais.
 
III - Os pesquisadores no campo do desenvolvimento humano necessitam de pressupostos comuns para entender como os sistemas múltiplos influenciam o desenvolvimento individual.
 
IV - Os estudiosos que conhecem a trajetória do desenvolvimento do indivíduo constituem um desafio para os pesquisadores de diferentes disciplinas.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 As afirmativas I, III e  IV estão corretas.
B
 As afirmativas I, II e IV estão corretas.
C
 As afirmativas  I, II e III estão  corretas.
D
 As afirmativas II, III e IV estão corretas.
10
No contexto da Psicologia do desenvolvimento, a ideia de ciclo remete a etapas, fases ou estágios que se articulam em torno do desenvolvimento humano, “como um modo de organização da vida humana [...]” (OLIVEIRA, 2004, p. 213). Para essa autora, o conceito (e o termo) “ciclo de vida” pode ser mais promissor para uma compreensão de maior alcance do fenômeno do desenvolvimento humano do que a ideia normalmente utilizada de estágios. OLIVEIRA, M. K.Ciclos de vida: algumas questões sobre a psicologia do adulto. In: Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 211-229, mai./ago. 2004.
 
Com base no exposto, analise as afirmativas a seguir:
 
I - Olhar o desenvolvimento humano como um todo é um processo de descobertas, mudanças, avanços, novas aquisições e crescimento. Da concepção à morte, a cada instante, e de forma singular, vivemos esse processo.
 
II - Olhar o desenvolvimento como um todo diz respeito a nossa vida cotidiana, com questões que vão desde a aquisição da fala ou do andar, passando pelo processo de aprendizagem escolar e pelas inquietações da adolescência, até as transformações biopsicossociais que a vida adulta e a velhice trazem consigo.
 
III - Durante o ciclo vital, o sujeito é impedido de vivenciar mudanças e continuidades ao longo de todo o seu processo de desenvolvimento. Tais mudanças são interdependentes, não apenas em relação a um dado momento de vida, mas também às mudanças que ocorrem na sociedade da qual ele é participante.
 
IV - O ciclo de vida é, também, culturalmente organizado, encerrando, portanto, a nossa passagem pela existência humana com uma certa ordem, pois não dá para vivenciarmos a velhice sem ter passado pela infância.
 
Assinale a alternativa CORRETA:
A
 As afirmativas I, III e IV estão corretas.
B
 As afirmativas II, III e IV estão corretas.
C
 As afirmativas I, II e III estão corretas.
D
 As afirmativas I, II e IV estão corretas.
11
A neurociência é uma ciência nova, mas apresenta bases sólidas para a compreensão da aprendizagem, tendo como foco o debate acerca do sistema nervoso central (SNC), dado que existe uma anatomia e uma fisiologia em um cérebro que aprende, e isto dialoga com o debate educacional. A neurociência nos ajuda compreender a estrutura, o funcionamento e o patológico do comportamento humano no que diz respeito à memória, o humor, a atenção, ao sono e ao comportamento geral. PANTANO T.; ZORZI J. L. Neurociência Aplicada à Aprendizagem. São José dos Campos: Pulso, 2009.
 
Que alternativas podemos considerar contribuições fundamentais para o avanço da neurociência?
 
I - Fritsch e Hitzig confirmaram que a linguagem se processa no córtex cerebral.
 
II - Kandel, o pai da neurociência, lecionou no sentido de que somos produtos das nossas sinapses e refletimos o que aprendemos e o que lembramos ao mesmo tempo.
 
III - Ramón e Cajal afirmaram que os estímulos são travados por meio de sinapses neurais.
 
IV - Fritsch e Hitzig por meio de estímulos cerebrais, perceberam que todo cérebro responde a mudanças efetivas.
 
Assinale a alternativa CORRETA:
A
 As afirmativas I, II e  IV estão corretas.
B
 As afirmativas  I, II e III  estão corretas.
C
 As afirmativas I,  III e IV estão corretas.
D
 As afirmativas II, III e IV estão corretas.
12
A psicopatologia da infância e da adolescência é configurada pela existência de transtorno em pelo menos uma das seguintes dimensões: comportamento manifesto, estados emocionais, relacionamentos interpessoais e função cognitiva. Para o estudo desse campo voltado à infância e adolescência, são considerados enfoques que subvencionam tais pesquisas os seguintes campos: fenomenologia clínica; fatores psicossociais; fatores demográficos; fatores biológicos; fatores genéticos; fatores familiares; história natural; e resposta à intervenção. ROTTA, N. T.; OHLWEILER, L.; RIESGO, R. S. (Orgs.) Transtornos da Aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2006.
 
Sobre a psicopatologia da infância e da adolescência, analise as afirmativas a seguir:
 
I - Os adolescentes raramente precisam ser avaliados psicologicamente, porque nessa fase, no geral, tudo é normal, e torna-se desnecessário consolidar ações como a avaliação psicológica.
 
II - Os diagnósticos psiquiátricos estão cada vez mais presentes em outras áreas médicas, para além do campo da psiquiatria.
 
III - É importante salientar que, em um transtorno mental, é preciso entender as operações mentais que estão envolvidas na condição apresentada. Portanto, as operações mentais e as funções neuropsicológicas precisam ser evidenciadas, ou seja, aspectos concernentes à memória, à atenção e às funções mentais executivas.
 
IV - Esse campo de estudo se vale de muitos referenciais em razão da complexidade e das exigências que é uma discussão desse porte relacionada ao ser humano que demanda cada vez mais um estofo para construir possibilidades interpretativas.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 As afirmativas II, III e IV estão corretas.
B
 As afirmativas I, II e  IV estão corretas.
C
 As afirmativas  I, III e IV estão corretas.
D
 As afirmativas I, II e III estão corretas.
13
Para explicar o processo de desenvolvimento da inteligência humana, Piaget (1896-1980), partiu do pressuposto de que o indivíduo herda uma série de estruturas biológicas (sensoriais e neurológicas) que amadurecem em contato com o meio ambiente e predispõem o surgimento de certas estruturas mentais. O construtivismo piagetiano subordina a aprendizagem ao desenvolvimento. Quer dizer: o que a pessoa pode compreender, assimilar e, portanto, aprender, depende de seu nível de desenvolvimento. Por meio da teoria dos estágios, Piaget descreve uma série de etapas do desenvolvimento correspondentes às capacidades e à maneira de atuar mais representativa de crianças de diferentes idades. DAVIS, Claudia; OLIVEIRA, Zilma. Psicologia na Educação. 2 ed. revisada, São Paulo: Cortez Editora, 1994
 
Com base no exposto e na percepção piagetiana, podemos dizer que a inteligência representativa (esquemas de ações mentais), egocentrismo e pensamento intuitivo correspondem ao estágio:
A
 Pré-operatório.
B
 Operações concretas.
C
 Operações formais.
D
 Sensório motor.
14
“Indiscutivelmente Piaget deixou seu lugar marcado na história das ciências, abrindo um amplo caminho não somente para que pesquisadores investigassem continuamente seus temasde pesquisa em contextos posteriores aos de seus estudos, mas também para que novos temas fossem objeto de pesquisas piagetianas. Quanto à formulação de bons problemas de pesquisa, das perguntas científicas e da elaboração de métodos condizentes com investigações sobre como os indivíduos refletem, julgam, agem e se sentem em relação às suas condutas. O olhar para a criança como fonte primeira da inteligência, da afetividade, da moralidade e o foco em seu ponto de vista levou Piaget a construir um arcabouço teórico notável capaz de inspirar estudiosos do desenvolvimento humano a se perguntarem sobre aspectos da trajetória evolutiva desejável e também dos desvios desse percurso geral (transtornos do desenvolvimento)” (SOUZA, 2014, p. 136). SOUZA, M. T. C. C. de. Construção de conhecimento e psicologia do desenvolvimento: contribuições da teoria de Piaget. In: Schème: Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas, v. 6, p. 129-140, 2014.
 
Quais alternativas apresentam uma distorção com o pensamento de Piaget?
 
I - A Psicopedagogia, que reúne diferentes proposições e programas de intervenção pedagógica e psicológica buscando promover mudanças em atitudes desfavoráveis à aprendizagem e ao desenvolvimento de indivíduos de diferentes idades considerando o processo de tomada de consciência das ações estudado por Piaget.
 
II - Estudos piagetianos atuais abordam, também, questões sobre formação de conceitos acerca de gênero, conhecimento social, violência, personalidade, ética, economia solidária, valorizações afetivas, aprendizado de línguas estrangeiras, aspectos afetivos e cognitivos de crianças pequenas diagnosticadas como autistas e com transtornos de atenção.
 
III - Investigações sobre novos contextos de desenvolvimento e interação para as crianças e adolescentes como, por exemplo, ambientes virtuais têm trazido discussões interessantes sobre conceitos piagetianos tais como: os de ação; criação de possíveis; universo possível versus universo real, entre outros.
 
IV - De fato temos uma atualidade da obra de Piaget para estudar e discutir novos temas já que a Psicologia do Desenvolvimento desconsidera evidências sobre o modo como crianças constroem conhecimento (explicado pela epistemologia genética), e, inibe pontos que o autor indicou o campo do desenvolvimento infantil como o futuro da psicologia da criança.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 II – III – IV.
B
 I – II – IV.
C
 I – III – IV.
D
 I – II – III.
15
Vygotsky (1998) dedicou-se a estudar, prioritariamente, as funções psicológicas superiores, também chamadas de processos mentais superiores. Segundo Vygotsky (1998), as funções psicológicas superiores representam a capacidade estritamente humana de pensar em objetos ausentes, de imaginar eventos nunca vividos ou de planejar ações a serem realizadas em momentos posteriores, de maneira intencional e voluntária. Tais funções, segundo o teórico, são desenvolvidas permanentemente ao longo da história do sujeito, por meio da sua interação com uma determinada cultura, em um momento histórico determinado. VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
 
Quais afirmativas foram defendidas por Vygotsky?
 
Classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas.
 
I - Vygotsky (1998) trabalha com a orientação de que a relação do homem com o mundo não é direta. Essa relação, de acordo com o autor, é sempre uma relação mediada por instrumentos e signos, que representam instrumentos auxiliares da atividade humana.
 
II - Para Vygotsky (1998), os signos são orientados pelo próprio sujeito. Eles se dirigem ao controle de ações psicológicas, seja do próprio sujeito ou de outras pessoas. São, portanto, interpretáveis como representação da realidade e podem referir-se a elementos ausentes do espaço e do tempo presentes, como fazer uma lista de compras, utilizar um mapa para encontrar um determinado local ou dar um nó no lenço para não esquecer um compromisso.
 
III - Na visão de Vygotsky (1998), o instrumento é entendido como um elemento interposto entre o sujeito e o objeto, ampliando as possibilidades de transformação da natureza. No caso de um lenhador, o machado, por exemplo, representa um instrumento mediador da relação entre o lenhador com seu trabalho e o mundo, uma vez que corta mais e melhor do que apenas a mão humana.
 
IV - Segundo Vygotsky (1998), ao longo do desenvolvimento de cada indivíduo, a utilização das marcas externas vai se transformar em processos internos de mediação, ou seja, o sujeito constrói, ao longo de sua história, representações mentais que substituem os objetos do mundo real. Esse mecanismo é chamado de internalização.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 F – V – V – F.
B
 V – V – V – F.
C
 F – F – V – F.
D
 F – F – F – F.
16
“É importante destacar que, além da ênfase nos processos de origem biológica, a busca da universalidade como meta maior do empreendimento científico tem resultado na apresentação daquilo que é contextualizado historicamente como sendo universal” (OLIVEIRA, 2004, p. 214). OLIVEIRA, M. K.Ciclos de vida: algumas questões sobre a psicologia do adulto. In: Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 211-229, mai./ago. 2004. Normalmente, a vida humana tem sido dividida em quatro grandes períodos: a infância, a adolescência, a idade adulta e a velhice. Essas etapas nos têm sido apresentadas como universais e associadas a características comuns a todas as pessoas e a todos os grupos humanos.
 
Quais alternativas se aproximam da ideia de universalidade e de características comuns mencionadas?
 
Classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas.
 
I - A velhice é sinônimo de um momento de maior aproveitamento das experiências dos outros e da imaturidade dos processos psicológicos.
 
II - A idade adulta é um momento considerado estável e de ausência de mudanças importantes.
 
III - A adolescência é um momento de mudanças físicas, próprias da puberdade, para incluir novos aspectos que vão configurar o corpo adulto.
 
IV - A infância é o período em que ocorrem experiências com efeito determinante e configurador de todo o desenvolvimento posterior.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 V – V – F- V.
B
 F – V – V - V.
C
 V – F – V – F.
D
 V - V – V – F.
17
Diferentemente de outras abordagens, a Teoria Histórico-Cultural tem como um de seus pressupostos que o desenvolvimento da personalidade não é natural, mas histórico e social, ou seja, depende da integração do indivíduo desde os primeiros momentos de vida na sociedade, que é repleta de exigências, expectativas e costumes. Por isso, as regularidades que caracterizam a formação da personalidade desde a infância até a vida adulta são – como são todas as esferas do desenvolvimento da pessoa sob essa mesma óptica –, resultantes do intercâmbio entre as peculiaridades do desenvolvimento psicofisiológico da criança e de seu desenvolvimento cultural (VYGOTSKI, 1931/2013a). É na atividade social que a personalidade se configura (BISSOLI, 2014, p. 589). BISSOLI, M. F. Desenvolvimento da personalidade da criança: o papel da educação infantil. In: Psicologia em Estudo, Maringá, v. 19, n. 4, p. 587-597, out./dez, 2014.
 
Quais alternativas são consoantes com a perspectiva de desenvolvimento da personalidade na infância?
 
Assinale as alternativas CORRETAS:
 
I - Na infância, a criança está ainda alheia. Portanto, não tem como formar uma consciência sobre os objetos e seu conhecimento sobre as relações humanas e, sobretudo, sobre si mesma (a autoconsciência).
 
II - Nos primeiros anos de vida, a criança aprende valores, normas de conduta e capacidades especificamente humanas e torna-se capaz de expressar-se de maneira singular diante do mundo.
 
III - A infância é o período espontâneo do desenvolvimento da formação da personalidade.
 
IV - Na infância se estabelecem os primeiros níveis da formação da personalidade e trazem as marcas do sujeito humano.
 
Assinale a alternativa que apresentaa sequência CORRETA:
A
 II – I. – IV.
B
 I – II – III.
C
 II – III - IV.
D
 I - III – IV. 
18
“Sabemos que a atividade educativa não acontece apenas na escola, mas também a família e a sociedade participam ativamente dessa tarefa. Só que a escola é o local sistematicamente organizado para educar. Sua função social é a de promover, por meio do processo pedagógico, a aprendizagem dos conteúdos da cultura elaborada pela humanidade ao longo da História e, a partir dela, promover o desenvolvimento das capacidades da criança e de sua forma singular de ser e de atuar socialmente” (BISSOLI, 2014, p. 595). BISSOLI, M. F. Desenvolvimento da personalidade da criança: o papel da educação infantil. In: Psicologia em Estudo, Maringá, v. 19, n. 4, p. 587-597, out./dez, 2014.
 
De acordo com texto e os estudos da disciplina, quais alternativas expressam coerência com a visão acerca da atividade educativa?
 
Assinale as alternativas CORRETAS:
 
I - O trabalho pedagógico efetivamente promotor da educação integral para criança pequena fundamenta-se no profundo conhecimento teórico acerca do desenvolvimento humano.
 
II - Cabe ao professor compreender que a cultura, por diferentes formas de mediação, pode ser apropriada pela criança, contribuindo para a sua formação como pessoa completa.
 
III - A escola da infância deve ser um espaço que faça diferença significativa na vida da criança.
 
IV - A escola deve ser um espaço de consolidação das possibilidades educativas já definidas de acordo com as necessidades humanas.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 As afirmativas I, II e III estão corretas.
B
 As afirmativas  II, III e IV estão  corretas.
C
 As afirmativas I, III e  IV estão corretas.
D
 As afirmativas I, II e IV estão corretas.
19
Para a ocorrência da aprendizagem, muitas condições influenciam, como é o caso da dimensão social (que pode ser interpretada como sendo as interações entre as pessoas, a cultura, o nível socioeconômico que permite entender os acessos e as limitações dos sujeitos), psicológica (relacionada a nossa maturidade e estabilidade emocional) e motora (atinente a nossa organização mental relativa aos cinco sentidos e a maturação concernente ao crescimento e a evolução). PFROMM, S. N. Psicologia da aprendizagem e do ensino. São Paulo: EPU, 1987.
 
Sobre os fatores que influenciam a aprendizagem, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas.
 
I - Potencial de aprendizagem também possui uma carga importante da herança genética que, quando combinada com o patrimônio social e cultural, exerce uma relevância fundamental para aprendizagem humana.
II - É necessária e urgente a união da biologia, neurociência, desenvolvimento e educação para formar a base da pesquisa educacional de qualidade socialmente referenciada.
III - Pessoa que é privada de atividades lúdicas e psicomotoras pode apresentar danos em sua capacidade de aprender, já que são fundamentais para o processamento de um novo conhecimento.
IV - Estar presente ou lidar com um ambiente de intenso potencial repressivo pode repercutir em processos de encolhimento da capacidade de aprendizagem
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA: 
A
 F – V – V – F. 
B
 V – F – V – V. 
C
 F – F – V – F.
D
 V – F – F – F. 
20
O cérebro humano é dividido didaticamente, mas ele funciona como um todo. Essa divisão é originária dos nossos ancestrais. Com base na teoria da evolução, Volpi (2005, p. 3) afirma que “[...] o cérebro humano ganhou novas estruturas, as quais foram sendo sobrepostas umas às outras. Tomando como base a teoria de MacLean, o cérebro humano evoluiu e adquiriu três estruturas: o cérebro reptiliano, o cérebro límbico e o neocórtex”. VOLPI, J. H. Separações e aproximações no início da vida. In: VOLPI, J. H.; VOLPI, S. M. Psicologia Corporal. Curitiba: Centro Reichiano, 2005. Disponível em: http://www.centroreichiano.com.br/artigos/Artigos/Separacoes-e-aproximacoes-no-inicio-da-vida-VOLPI-Jose-Henrique.pdf. Acesso em: 9 dez. 2019.
 
Acerca da compreensão do cérebro humano, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas.
 
I - O segundo cérebro é o intermediário, que se caracteriza como o espaço das emoções, formado por uma estrutura substancial denominada sistema reptiliano, que corresponde ao cérebro dos mamíferos inferiores.
 
II - O primeiro cérebro é o primitivo (reptiliano), que é responsável pela autopreservação, pelas funções vitais e pelas relações sexuais. É o cérebro mais antigo no processo de evolução, datado de aproximadamente 500 milhões de anos.
 
III - As camadas do cérebro são três: o arquicórtex (arquipálio, cérebro primitivo ou cérebro reptiliano), o paleocórtex (paleopálio ou sistema límbico) e o néocortex (ou neopálio).
 
IV - A compreensão do cérebro em camadas sobrepostas é um recurso importante e um dos mais interessantes nesse campo, pois na tradição da popularização do conhecimento científico, em termos de neuroanatomia, essa maneira de pensar a estrutura cerebral pode nos ajudar a decifrar o ser humano.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
A
 F – V – V – F.
B
 F – V – V – V.
C
 V – V – F – V.
D
 V – F – V – F.

Outros materiais

Outros materiais