Buscar

RESUMO_ Esse artigo avalia o comportamento da precipitacao no municipio de Conceicao do

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 5 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

VARIABILIDADE DA PRECIPITAÇÃO NO MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA 
NO SUDESTE DO ESTADO DO PARÁ RELACIONADA COM OS FENÔMENOS EL NIÑO 
E LA NIÑA ENTRE 2001 E 2011 
 
Eliane de Castro Coutinho,
12
 Ana Júlia Soares Barbosa
1
, Lucy Anne Lobão Cardoso Gutierrez
1
, 
Gleicy Karen Abdon Alves Paes
1
 e Antônio Bentes da Silva Filho
3
. 
1
Docentes do Curso de Engenharia Ambiental da Universidade do Estado do Pará – UEPA, 
elianerik@gmail.com
2
. 
3
Major do Corpo de Bombeiros Militares do Estado do Pará – CBMPA, subdiretor de ensino. 
 
RESUMO: Esse artigo avalia o comportamento da precipitação no município de Conceição do 
Araguaia, no sudeste do estado do Pará, durante os eventos El Niño e La Niña, entre 2001 e 2011. A 
precipitação no Estado do Pará varia muito anualmente, com estações muito chuvosas e muito secas, 
chegando a zero, porém com total anual de 2.000mm no caso estudado. Além disso, a região é muito 
afetada por queimadas e desmatamentos, modificando ainda mais as características do solo, que 
naturalmente são diversificadas, tendo florestas, rios e cerrados, alterando assim o tempo/clima da 
região. Contudo a importância da análise da variabilidade pluviométrica é grande, com o sem a 
ocorrência de eventos como El Niño e La Niña, que nos últimos dez anos se intercalaram em um total 
de 4 El Niños e 4 La Niñas, ou seja, em 80% da década o mundo sofreu com esses eventos. Com os 
estudos concluiu-se que as precipitações em Conceição do Araguaia tendem a diminuir com a 
independente de qual dos eventos, mas com pouco intensidade, já que essa variabilidade não foi alta. 
 
ABSTRACT: This paper evaluates the behavior of precipitation in the municipality of Conceição do 
Araguaia, in the southeastern state of Pará, the events during El Niño and La Niña, between 2001 and 
2011. Rainfall in the State of Pará varies annually, with rainy seasons of high and very dry, reaching 
zero, but with annual total of 2,000 mm in the case study. In addition, the region is greatly affected by 
burning and deforestation, further modifying the soil characteristics, which are naturally diversified, 
with forests, rivers and savannahs, thus changing the weather / climate. However the importance of 
analyzing rainfall variability is large, with or without the occurrence of events such as El Niño and La 
Niña, which in the last ten years is interspersed in a total of four El Niños and La Niñas 4, ie 80% of 
the decade the world has suffered from these events. With studies concluded that the rainfall in 
Conceição do Araguaia tend to decrease with regardless of which of the events, but with little 
intensity, since this variability was not high. 
 
1. INTRODUÇÃO: 
Hoje a sociedade mundial tem grandes desafios, como a escassez de água potável, utilização de 
tecnologias limpas e preservação do meio ambiente, e consequentemente prever e monitorar os 
impactos gerados tanto pela ação antrópica como por alguns fenômenos naturais. 
mailto:elianerik@gmail.com
Na região amazônica, as secas e as enchentes são cíclicas, ocorrendo em períodos já conhecidos 
durante os anos, entretanto a população ainda não está preparada enfrentar tais eventos, pois a cada 
ano tornam-se mais intensos, assim vários estudos de caráter científico são necessários, como o de 
ROLIM (2006) apud COUTINHO, et.al. (2004). 
Os maiores problemas ocorrem nas cidades e regiões das grandes metrópoles, já que hoje 73% da 
população da Amazônia Legal vivem em áreas urbanas, modificando, assim, os processos de 
escoamento superficial das águas ou o abastecimento do lençol freático. Contudo é importante que a 
comunidade entenda que variações climáticas provocam transformações no padrão de tempo 
irreversíveis, em todas as escalas, afetando o regime dos principais parâmetros meteorológicos 
(FERREIRA, 2002 apud COUTINHO, et.al. (2004). 
Dentre esses parâmetros o mais afetado na região amazônica é a precipitação, devido a sua grande 
variabilidade no tempo e espaço, que está associada à influência de diferentes sistemas (ROCHA, 
2001), por isso a necessidade de estudá-la, principalmente no município de Conceição do Araguaia, 
pois sua localização encontra-se dentro do arco do desmatamento, fazendo fronteira com o Rio 
Araguaia, o qual sofre com a pesca predatória e na época seca com a enxurrada de turistas em suas 
ilhas de areia, durante os meses de julho e de agosto. Os sistemas que muito afetam as precipitações na 
região amazônica são as Zonas de Convergência Intertropical, as Linhas de Instabilidade e os Eventos 
El Niño (EN) e La Niña (LN), os quais serão foco neste estudo, pois não são cíclicos e cada ano de 
ocorrência produz grandes impactos nos recursos naturais. 
 
2. OBJETIVOS: 
2.1. Geral: 
Avaliar o comportamento da precipitação no município de Conceição do Araguaia, no sudeste do 
estado do Pará, durante a ocorrência dos eventos EN e LN, entre os anos de 2001 e 2011. 
2.2. Objetivos Específicos: 
a) Comparar a variabilidade da precipitação do município estudado com períodos negativos e 
positivos do Índice de Oscilação do Sul (IOS) e com anomalias da temperatura da superfície do 
mar (TSM); 
b) Identificar a grau da influência dos eventos EN e LN nos índices pluviométricos do município 
estudado com as normais climatológicas. 
 
3. DADOS E METODOLOGIA: 
3.1. Características Físicas e Meteorológicas do Município de Conceição do Araguaia 
O município é caracterizado em sua parte norte e sul pelo cerrado, e quando faz limite com o estado de 
Tocantins se tem o Rio Araguaia, seu solo é na maioria arenoso, segundo CITYBRAZIL (2011). O 
mesmo autor insere o clima do município na categoria de equatorial super-úmido, tipo Am da 
classificação Köppen, no limite de transição para o Aw; possui temperatura média anual de 26,3º C, a 
umidade relativa é elevada, com oscilações entre a estação muito chuvosa e muito seca, que vai de 
90% a 52%, por fim a precipitação que caracteriza o período chuvoso que ocorre, notadamente, de 
novembro a maio (nov-mai) e o mais seco, de junho a outubro (jun-out), estando o índice 
pluviométrico anual em torno de 2.000mm. 
3.2. Desenvolvimento da Pesquisa 
Neste estudo foram utilizados dados de precipitação da estação automática do município de Conceição 
do Araguaia, pertencente ao Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), no período de 2001 a 2011, 
utilizou-se para efeitos de comparação os Índices de Oscilação Sul (IOS) e Anomalia da Temperatura 
da Superfície do Mar (TSM) para o período escolhido. 
Com as PRP totais mensais foram feitos gráficos das séries referentes aos anos dos eventos LN e EN, 
ou seja, foram feitos gráficos de 2001, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011, que representam anos LN e de 
2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010, que representam anos de EN. 
Após a obtenção e tratamento dos dados foram feitos cálculos dos totais trimestrais da precipitação, 
como mostrado na Figura 1 para as anomalias de TSM. Além dos dados trimestrais foram feitos 
gráficos da sazonalidade, ou seja, gráficos para a estação mais chuvosa de nov-mai e para a estação 
mais seca de jun-out, nos anos de ocorrência do EN e LN. A variabilidade das precipitações do 
município de Conceição do Araguaia foi comparada com a variabilidade das TSM e com isso pôde-se 
identificar o grau de influência dos eventos EN e LN em tais precipitações. 
 
Figura 1: (a) Anomalias de TSM de 2001 à 2011 e (b) IOS de 2001 à 2011. 
 
4. DISCUSSÃO DOS RESULTADOS 
A climatologia do município de Conceição do Araguaia é caracterizada por uma variabilidade muito 
grande de precipitação entre as estações muito chuvosa e muito seca, conforme CITYBRAZIL (2011), 
podendo ser comprovado na Figura 2, que mostra na estação muito chuvosa valores muito acima da 
média já na estação muito seca os valores encontram-se bem próximos da curva da média, 
independente do ano, no período estudado. No período estudado foram detectados, segundo CPTEC 
(2011),quatro eventos de LN, 1998-2001 (intensidade moderada), 2007-2008 (intensidade forte), 
2008-2009 (intensidade fraca) e 2010-2011 (intensidade forte), e quatro eventos de EM, 2002-2003 
(intensidade moderada), 2004-2005 (intensidade fraca), 2006-2007 (intensidade fraca) e 2009-2010 
(intensidade fraca), conforme mostrado pelos IOS na Figura 3. 
4.1. Variações de PRP em anos de La Niña 
O LN de 1998-2001 foi o mais longo evento já registrado na história, entretanto, devido à 
indisponibilidade de dados, somente no período final (janeiro e fevereiro) a precipitação do município 
de Conceição do Araguaia pôde ser estudada. Já no evento ocorrido em 2010-2011, apesar de falta de 
dados isso não afetou as comparações, já que o referido evento estava com intensidade forte somente 
até o meio do ano de 2011. Apesar do IOS, ver Figura 3, apresentar índices positivos para os três 
primeiros meses de 2001 os desvios de precipitação não foram acima da média, conforme mostrado na 
Figura 4a, pois o LN já estava enfraquecendo e começando a dar passagem para ocorrência do evento 
EN no início de 2002, ver Figura 4b. 
 
Figura 2: PRP total mensal e PRP média no município de Conceição do Araguaia em 2001-2011. 
 
Figura 4: (a) Dados dos desvios de PRP com LN e (b) Médias trimestrais da PRP com LN. 
Já nos períodos de 2007-2008 e 2010-2001 foram identificados pelo CPTEC/INPE (2010) como 
evento LN de forte intensidade, pois o IOS, mostrado na Figura 3, foi positivo, entretanto a Figura 4a 
mostra perfis de precipitação muito diferentes dos ocorridos na Amazônia, já que aconteceu uma 
queda pluviométrica e não um aumento, como é característico. 
Os maiores desvios negativos ocorreram no ano de 2001, já analisado, e o período de 2009-2010, que 
também possui intensidade moderada. Essa análise mostra que em anos de LN as precipitações 
possuem uma queda com relação ao índice padrão, apesar das altas precipitações o evento LN não 
consegue alterar positivamente a pluviometria do município de Conceição do Araguaia, essa discussão 
também pode ser comprovada pelas médias trimestrais da Figura 4b. 
4.2. Variações de PRP em anos de El Niño 
Nos anos estudados, onde ocorreram EN o CPC/NOAA (2010) informou que em 2003-2004 foi um 
evento moderada intensidade e em 2009-2010 foi considerado de forte intensidade, os outros anos a 
intensidade foi fraca, conforme o ISO mostrado na Figura 3. A Figura 5a mostra que em períodos de 
EN a precipitação do município diminuiu, entretanto com heterogeneidade, já que entre os desvios 
negativos de precipitação aparecem desvios positivos, o qual não é característico de ocorrer durante 
um evento EN, na região estudada. 
Dos quatro eventos EN ocorridos no período de 2001-2011, somente os ocorridos em 2005-2006 e 
2009-2010 tiveram seus índices pluviométricos abaixo da média, porém com desvios muito pequenos, 
como pode ser visto na Figura 5a. Quando se faz comparações dos trimestres de DJF entre os anos 
com e sem ocorrência de EN nota-se que é diferenciada, conforme visto na Figura 5b, pois os índices 
pluviométricos são menores nos anos de ocorrência do EN, porém não significa que são valores 
pequenos. 
 
Figura 5: (a) Dados dos desvios de PRP com EN, (b) Médias trimestrais da PRP com EN. 
 
5. CONCLUSÕES E DISCUSSÕES: 
Os fenômenos El Niño e La Niña, afetam todo o regime pluviométrico da região Amazônia, bem como 
do município de Conceição do Araguaia, sendo caracterizado por desvios negativos de precipitação 
tanto na ocorrência do El Niño, como durante a ocorrência da LN, entretanto as maiores quedas de 
precipitação ocorreram durante o LN e não durante o EN. Além disso, afirma-se que os fenômenos 
referidos anteriormente não afetam muito os regimes de chuvas do município de Conceição do 
Araguaia, pois este tem sua localização entre cerrado e o rio Araguaia. 
 
6. AGRADECIMENTOS: 
Os autores agradecem ao INMET pela disposição dos dados de precipitação em sua página da internet 
e a Universidade do Estado do Pará pelo apoio financeiro à participação de eventos científicos. 
 
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: 
CITYBRAZIL. Disponível em http://www.citybrazil.com.br/pa/conceicaoaraguaia/geral_ 
detalhe.php?cat=3. Acesso em 10 setembro 2011, 12:00. 
COUTINHO, E. C. Variabilidade da precipitação e temperatura do ar e suas anomalias em Сaxiuanã 
no período de 2001 a 2003. In: Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002, Fortaleza. Anais... 
Fortaleza: SBMET, 2004. 1 CD-ROM. 
CPC/NOAA. Cold & Warm Episodes by Season. Climate Prediction Center Internet Team, 04 maio 
2010. Disponível em: <http://www.cpc.noaa.gov/products/analysis_monitoring/ensostuff/ 
ensoyears.shtml>. Acesso em 06 jun 2010, 08:28. 
OLIVEIRA, G. S. El Niño e você: o fenômeno climático. São José dos Campos-SP: Transtec, 1999. 
ROCHA, E. J. P. Balanço de Umidade e Influências de Condições de Contorno Superficiais Sobre a 
Precipitação da Amazônia. 2001. 210 f. (Tese de Doutorado) - Instituto Nacional de Pesquisas 
Espaciais, INPE, São Paulo, 2001. 
http://www.citybrazil.com.br/pa/conceicaoaraguaia/geral_%20detalhe.php?cat=3
http://www.citybrazil.com.br/pa/conceicaoaraguaia/geral_%20detalhe.php?cat=3

Outros materiais