Buscar

Alta Frequência (resumo)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

By: Deise Arianne 
 
São correntes alternadas de elevada freqüência 
(superior a 100kHz), elevada tensão (25.000 a 
150.000 Volts) e baixa intensidade. 
Intensidade sem unidade de medida, mas 
suporta até uns 2 ou 3. 
Aplicada através de eletrodos de vidro que são 
fixados a uma bobina e contém gás em seu 
interior. 
Ocorre uma descarga elétrica produzida pelo 
chaveamento de uma tensão em uma bobina, entre 
o paciente e eletrodo, ou em contato com o ar. 
Quando há ocorrência da descarga elétrica, 
produzirá O³ (oxigênio trivalente), que possui 
propriedades: 
Bactericida: Elimina bactérias anaeróbias 
(microrganismos que não necessitam de muito ou 
quase nada de oxigênio para sobreviver, algumas 
espécies causadoras de infecções). 
Bacteriostática: Diminui a proliferação de 
bactérias aeróbias. 
Fungicida: Elimina fungos. 
Oxigenante: Melhora a oxigenação tissular. 
Hemostática: Estanca o sangramento e auxilia na 
cicatrização local. 
A passagem da corrente provoca uma ionização 
das moléculas de gás, que se tornam fluorescentes, 
podendo adquirir coloração diferente dependendo 
do gás que está em seu interior. 
 • Neon (neônio) – vermelho ou laranja; Argon 
(argônio) – azul; Chenon – arroxeado. 
A corrente elétrica que se forma dentro do 
eletrodo transmite ondas eletromagnéticas, que 
resultam em formação de ozônio ao nível da pele. 
EFEITOS FISIOLÓGICOS DA ALTA 
FREQUÊNCIA: 
A alta frequência apresenta diversos efeitos 
fisiológicos, sendo utilizado como recurso auxiliar 
em diversos tratamentos na estética. 
 
Avanço no tratamento da limpeza de pele com 
objetivo de ajudar no processo secativo da acne 
complementar o quadro de descontaminação que é 
o ato de redução ou eliminação dos 
microrganismo e melhora absorção dos produtos 
na pele favorecendo processo de reparação da pele 
e na ionização indireta como ampolas aquosas 
nutritivas a base de colágeno. 
Os efeitos da alta frequência são muito 
importantes nos tratamentos faciais; Tem efeito 
cauterizador na limpeza de pele por atuar 
cauterizando as pústulas, que são removidas 
durante o processo das extrações. 
Térmico: é um efeito comum a todas as formas de 
aplicação, que se acentuam quando o eletrodo é 
colocado a certa distância da pele, sendo 
proporcional à superfície do eletrodo, portanto, em 
eletrodos de menor superfície é possível que 
ocorram queimaduras visto que os efeitos 
térmicos ficam concentrados em uma área 
menor de contato. O efeito térmico é diretamente 
proporcional ao tempo de aplicação. Esta branda 
elevação de temperatura tem a capacidade de 
aumentar o metabolismo local. 
Vasodilatação: ocorre devido ao estímulo à 
circulação periférica, promovendo hiperemia. Este 
efeito melhora a absorção dos produtos aplicados 
sobre a pele como nutritivos e revitalizantes, 
aumentando o trofismo, oxigenação e 
metabolismo dos tecidos 
Analgésico: relacionado à produção de ozônio. 
Cicatrizante: devido à ação do ozônio, que 
exerce aceleração sobre o processo de 
cicatrização, promovendo epitelização da periferia 
para o centro, pois sua ação anti-microbiana 
extermina os microorganismos presentes na ferida 
e também o calor gerado pelo aparelho propicia 
um melhor fluxo sanguíneo. 
Antisséptico e bactericida: o ozônio formado 
tem propriedade oxidante, sendo, portanto, 
bactericida, germicida e antisséptico em geral, 
após limpeza de pele para complementar o quadro 
Alta Frequência 
By: Deise Arianne 
de descontaminação, onde são variados eletrodos 
específicos, como o standart, que atuará nas 
diversas regiões da face. 
Trófico: o ozônio ajuda na inibição e nutrição 
sobre as fibras nervosas, e de forma reflexa sobre 
a revitalização dos tecidos. 
O tempo de aplicação varia de acordo com o 
tratamento a ser realizado, área tratada, forma de 
aplicação e o tipo de eletrodo utilizado, sendo 
geralmente de 3 a 8 minutos e a intensidade varia 
de acordo com a sensibilidade do paciente 
TIPOS DE ELETRODOS: 
Pente: utilizado para tratamentos capilares, 
descontaminando e ativando o couro cabeludo. 
 
Saturador ou ionizador direto é utilizado nos 
tratamentos faciais e capilares para facilitar a 
penetração de substâncias nutritivas, com a 
técnica de faiscamento indireto. 
 
Cauterizador ou fulgurador: é utilizado após 
extrações em limpeza de pele, na técnica de 
faiscamento direto. 
 
Standarts: pequeno e grande, conhecidos como 
cebolinha e cebolão, utilizados para tratamentos 
faciais, na técnica de faiscamento direto ou 
fluxação. 
 
Forquilha: utilizada após depilações corporais, 
em faiscamento direto e fluxação no pescoço, 
braços, mamas, etc. 
 
 
 
 
 
 
 
TÉCNICAS DE APLICAÇÃO: 
Fluxação: movimentos lentos e regulares de um 
eletrodo plano (cebolinha ou cebolão) em contato 
direto com a pele. Esta forma de aplicação 
promove efeito descongestivo e calmante, 
diminuindo a hiperemia da pele. 
Faiscamento direto: utiliza-se o eletrodo 
afastado alguns milímetros da pele, gerando um 
faiscamento mais energético (ocorre a formação 
de ozônio) com efeito bactericida e fungicida pós-
limpeza de pele com extração de comedões. 
Faiscamento indireto: esta técnica é somente 
para eletrodo saturador. O paciente segura o 
eletrodo de vidro nas mãos e o profissional 
executa um suave tamborilamento/dedilhadas ou 
pinçamento na pele. Essa técnica permite tonificar 
e estimular as terminações nervosas da pele, além 
de permitir a permeação de ativos cosméticos 
indireto. 
Técnica de fulguração: utiliza o faiscamento 
direto para formação do ozônio para efeito 
homeostático que agirá no estancamento de 
sangue e na cicatrização, principalmente, pós-
limpeza de pele quando há extração de pápulas, 
pústulas ou qualquer procedimento mais invasivo. 
INDICAÇÕES: 
 Tratamentos faciais, capilares e podologia; 
 Desinfecção de pele acneica; 
 Lesões podais - cauterização nas unhas 
pós tratamento, aplicação em unhas 
encravadas, onicomicose e dermatofitoses 
(em unhas). 
 Cauterização da pele pós extração de 
pústulas 
 Facilitação na permeação de ativos; 
 Utilizado em protocolos de revitalização e 
hidratação da pele; 
 Desinfecção do couro cabeludo no caso de 
seborréias; 
 Estimulação da circulação sanguínea facial 
e capilar; 
 Pós-depilação para prevenir foliculite e 
são utilizados quando inflamados e 
desencravados para melhor cicatrização. 
Pode ser usado em qualquer parte do 
By: Deise Arianne 
corpo, onde há depilação. Agindo como 
germicida, bactericida e cicatrizante. 
 Feridas inflamadas pós-extração de 
cutículas ungueais; 
 
 Tratamento capilar: utilizado para 
ativação da circulação sanguínea do couro 
cabeludo, fortalece o bulbo capilar e 
também previne queda de cabelo, antes da 
aplicação o cabelo deve ser lavado e 
durante o tratamento deve-se usar o 
eletrodo pente e pentear em todos os 
sentidos, tratando também assim as 
alopecias, a dermatite seborreica, couro 
cabeludo com caspa, dermatite, psoríase e 
cauterização capilar. 
CONTRAINDICAÇÕES: 
 Neoplasias 
 Gestantes 
 Epilepsias 
 Portadores de marca-passos 
 Próteses ou implantes metálicos no local 
de aplicação, por exemplo, aparelhos 
auditivos 
 Sensibilidade à corrente 
 Hipertensão e diabetes descompensados 
 Insuficiência renal e cardíaca 
 Pacientes com diagnóstico de trombose 
venosa profunda

Outros materiais