Buscar

Liberdade provisoria com fiança

Prévia do material em texto

AD JUIZO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE MAJESTOSA – 
AUTOS N.º…………
Joaquim de Sousa, qualificação por intermédio de seu Advogado vem requerer, 
Liberdade provisória com fiança 
Com fundamento no Art. 5º, LXVI, da Constituição Federal de 1988, C/C Artigo 310, III, 321 e 320 e seguintes, do Código de Processo Penal, pelos motivos fáticos e jurídicos a seguir expostos.
1. DOS FATOS
2. DOS FUNDAMENTOS JURÍDICOS 
No caso em apreço, a liberdade do requerente e a medida inequivocamente se impõe, eis que não há qualquer elemento fático jurídico a autorizar e justificar a manutenção da prisão. 
2.1 DA AUSÊNCIA DAS HIPOTESES E REQUISITOS DA PRISÃO PREVENTIVA 
O Requerente não tem condenação criminal anterior (ausência do Art.313, II, CPP);
Todas as condições favoráveis (profissão, endereço e sem antecedentes – sem ameaça a ordem publica e aplicação da lei penal);
Nada consta no sentido de dificultar a investigação ou futura ação penal (conveniência da instrução.
2.2 DAS MEDIDAS CAUTELARES DA PRISÃO
Presença das hipóteses do Art. 319, CPP.
3. DO PEDIDO
Liberdade provisória e expedição do alvará de soltura (fundamento de qualificação), excepcionalmente substituição da prisão por medidas cautelares do Art. 319, CPP.
Majestosa/UF _, _ de 2023
Advogado
OAB/ UF

Continue navegando