Buscar

PROJETO DE INTERVENÇÃO - (DISCIPLINA DE EXTENSÃO - DISCENTE)

Prévia do material em texto

PROJETO DE INTERVENÇÃO 
(DISCIPLINA DE EXTENSÃO - DISCENTE) 
CÓDIGO: 
PEX-MDL-54 
APROVADO POR: Francislene Hasmann-Diretor (a) Adjunto de Regulação DATA: 27/07/2022 VERSÃO: 00 
 
 1 / 4 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Identificação de Plantas Ornamentais do Parque Municipal de 
Saudade em Barra Mansa - RJ 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PROJETO DE INTERVENÇÃO 
(DISCIPLINA DE EXTENSÃO - DISCENTE) 
CÓDIGO: 
PEX-MDL-54 
APROVADO POR: Francislene Hasmann-Diretor (a) Adjunto de Regulação DATA: 27/07/2022 VERSÃO: 00 
 
 2 / 4 
 
DADOS DO PROJETO 
CURSO(S) PROPONENTE(S): ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS 
ÁREA TEMÁTICA: AMBIENTAL 
DISCENTES RESPONSÁVEIS: 
(nome e matrícula) 
MARCELO SILVA LORENÇO - 01503244 
QUANTIDADES DE ALUNOS NO PROJETO 01 
 
 
 
2. Objetivo: 
Identificar espécies de plantas ornamentais no Parque Municipal de Saudade em Barra Mansa 
RJ; apresentar a população da cidade as espécies catalogadas com placas de identificação; 
mostrar que esse projeto pode fazer parte da qualidade de vida das pessoas; transformar o local 
em área de estudos práticos como extensão das salas de aula e também área de lazer para a 
população da cidade. 
 
 
 
1. Introdução: 
A elevada diversidade vegetal brasileira, assim como o clima tropical que permite o cultivo de 
inúmeras espécies exóticas torna o Brasil riquíssimo em possibilidades de cultivo de plantas 
ornamentais e domesticação de plantas da nossa própria flora. Algumas das plantas nativas, 
devido a adaptações específicas ligadas ao seu habitat, são muito difíceis de serem 
domesticadas e adotadas como ornamentais. Por outro lado, o potencial da flora brasileira em 
termos de espécies ornamentais é fantástico (VAN DEN BERG, 2005). 
 
3. Caracterização da área: 
O Parque Municipal de Saudade, localizado na cidade de Barra Mansa, região sul do estado do 
Rio de Janeiro, na região fluminense do Médio Vale do Paraíba, entre as Serra do Mar e da 
Mantiqueira, entre as coordenadas latitude 22º 32’ 38” S e longitude 44º 10’ 15” W, às margens 
do Rio Paraíba do Sul, tendo como municípios limítrofes o município de Bananal no estado de 
São Paulo e no estado do Rio de Janeiro os municípios de Barra do Piraí, Porto Real, Quatis, 
Resende, Rio Claro, Valença e Volta Redonda. O município é cortado pelo Rio Paraíba do Sul, 
tendo a sua margem direita os afluentes do Rio do Salto, Rio Bananal, Rio Barra Mansa, Rio 
Bocaina e os córregos Cotiara e Brandão; pela margem esquerda o Rio Turvo e os córregos Ano 
Bom e Água Comprida. O relevo do município é constituído por planaltos, com altitude média de 
381 metros. Segundo a classificação de Koppen o clima é mesotérmico, tropical de altitude do 
tipo Cwa, com verões quentes e chuvosos e inverno seco; umidade relativa do ar variando entre 
69% a 77%; temperatura média encontra-se entre 22,25°C, sendo que as mais baixas registram-
se no período de maio a setembro, média mínima de 13,7°C e as mais altas entre novembro a 
março, média máxima 29,74°C. O período de chuvas está entre os meses de outubro a abril com 
pluviosidade de 1.192,8 mm/ano. A precipitação média anual varia em torno de 1.592,5 mm de 
chuva, sendo de dezembro a março o período mais chuvoso, média de 247,87 mm/mês e de 
maio a setembro o mais seco, média de 36,02 mm/mês (PMBM, 2012). 
 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Serra_do_Mar
http://pt.wikipedia.org/wiki/Serra_da_Mantiqueira
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Bocaina
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Bocaina
http://pt.wikipedia.org/wiki/Brand%C3%A3o_(c%C3%B3rrego)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ano_Bom_(c%C3%B3rrego)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ano_Bom_(c%C3%B3rrego)
 
PROJETO DE INTERVENÇÃO 
(DISCIPLINA DE EXTENSÃO - DISCENTE) 
CÓDIGO: 
PEX-MDL-54 
APROVADO POR: Francislene Hasmann-Diretor (a) Adjunto de Regulação DATA: 27/07/2022 VERSÃO: 00 
 
 3 / 4 
 
 
5. Materiais e métodos de abordagem 
O trabalho será desenvolvido no Parque Saudade em Barra Mansa, com visitas regulares ao 
local, será utilizado para o levantamento fichas de campo, recursos fotográficos e literatura 
especializada. Vou usar meus conhecimentos para fazer a identificação das espécies, tenho 
graduação em Biologia com experiência em botânica com registro no CRBio2 nº 96.379/02-p. 
O público poderá visitar o Parque e encontrar as espécies registradas com placas com nome 
popular e científico das espécies. 
 
 
6. Resultados esperados 
Além de nos proporcionar passeios, lazer, diversão, e um incrível efeito paisagístico e estético ao 
contemplar a beleza de uma planta ornamental.Esse trabalho tem o intuito de proporcionar a 
comunidade científica e interessados em botânica, os tipos e característica de plantas e 
ornamentais encontrados no Parque de Saudade, Barra Mansa RJ. O levantamento das plantas 
ornamentais do Parque Municipal de Saudade terá como finalidade facilitar o manejo e 
conhecimento das plantas pelos órgãos responsáveis, pelos interessados em botânica e também 
pela comunidade cientifica, visto que até o momento não temos trabalhos completos de 
levantamento da vegetação local. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4. Local de execução e público-alvo 
O local do projeto fica localizado no bairro Saudade na cidade de Barra Mansa – RJ e o projeto 
se destina a população e visitantes. O local onde hoje é o Parque Municipal de Saudade 
pertenceu ao morador Marcolino Pereira do Nascimento que chegou em 1870 de São José do 
Paraíso (MG) para trabalhar na Ferrovia em Barra Mansa e neste mesmo ano adquiriu a área. A 
área permaneceu na família numa história de mais de 100 anos sendo chamada por muitos de 
“Bosque Nascimento” e “Chácara de Saudade”. Resistindo judicialmente às diversas tentativas 
de desapropriação para prolongamento de rua e apresentando todos os aspectos de uma mata 
área dentro da cidade também ficou conhecida como “pulmão verde de Saudade” (O Líder, 
1993). Marcolino cultivou o hábito de plantar e preservar a natureza, ele recebia mudas do 
Ministério da Agricultura iniciando assim o bosque. As sementes foram se espalhando e outras 
árvores foram nascendo, aumentando o número de espécies. (O Líder, 1993). 
 
 
PROJETO DE INTERVENÇÃO 
(DISCIPLINA DE EXTENSÃO - DISCENTE) 
CÓDIGO: 
PEX-MDL-54 
APROVADO POR: Francislene Hasmann-Diretor (a) Adjunto de Regulação DATA: 27/07/2022 VERSÃO: 00 
 
 4 / 4 
 
 
 
 
7. Cronograma 
 
ATIVIDADESDO PROJETO 
 
2022 
AGO SET OUT NOV DEZ 
1- Elaboração do projeto x 
2- Revisão bibliográfica x 
3- Coleta de dados x 
4- Identificação das espécies x x 
5- Análise de resultados e relatório x 
6- Conclusão x 
 
 
 
8. Referências Bibliográficas 
 
ALMEIDA, F. R. F.; AKI, A. Y. Grande crescimento no mercado das flores. Agroanalysis. Rio de 
Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, p. 8-11, 1995. 
 
LIMBERGER, Lucienne Rossi Lopes, SANTOS, Nara Rejane Zamberlan. Caderno Didático 
Paisagismo 1. Universidade Federal de Santa Maria. Março 2000. 63p. 
 
LORENZI, H.; SOUZA, H. M. Plantas Ornamentais no Brasil – arbustivas, herbáceas e 
trepadeiras. 3ª ed. Nova Odessa – SP: Instituto Plantarum, 2001. 1088 p. 
 
LORENZI, H.; SOUZA, H. M.; TORRES, A. V. Árvores Exóticas no Brasil: Madeireiras, 
Ornamentais e Aromáticas. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2003. 
 
NASCIMENTO, E. O Pulmão Verde de Saudade. Jornal “O Líder”. Barra Mansa, 24 nov. 1993. 
 
PMBM. Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente. Projeto Político 
Pedagógico: Centro de Educação Ambiental Parque Saudade. 2006. 
 
VAN DEN BERG, E. Botânica econômica. 2005. 56 f. Monografia (Curso de Pós graduação 
“Lato Sensu” Especialização a Distância em Botânica). Universidade Federal de Lavras, Lavras, 
Minas gerais.

Continue navegando