Buscar

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 41 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 41 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 41 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 1/41
Autoria: Dr. Marcelo Guimarães Silva
Revisão técnica: Me. Rilson Raimundo Pereira
FUTEBOL E FUTSAL
ESTRUTURAÇÃO DO
FUTEBOL E DO FUTSAL:
DO SISTEMA DE JOGO À
GESTÃO DE JOGO
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 2/41
Introdução
Olá, caro estudante. Seja bem-vindo à última unidade da disciplina.
Você sabia que o futebol e o futsal devem ser compreendidos como algo que vai
além da disputa em campo ou quadra? Sabia que existem fatores preponderantes, os
quais decretam o sucesso ou o fracasso de uma equipe? Esses são alguns dos
assuntos desta unidade!
Para iniciar, é importante destacar que, tanto no futebol quanto no futsal, as
estratégias de jogo estabelecidas (sistemas táticos) são fundamentais ao processo
estrutural. De fato, ao abordarmos os sistemas táticos de jogo, �ca evidente sua
relevância. O foco desta unidade será apresentá-los, juntamente com as variadas
formas de jogo, ofensivas e defensivas, a serem consideradas em cada situação
apresentada ao longo de uma partida.
Vale destacar também a importância da estruturação da equipe e do planejamento ao
longo da temporada, sob os cuidados da gestão pro�ssional, desenvolvida tanto para
o futebol quanto para o futsal. Eles podem ser considerados elementos-chave para o
desempenho global da equipe.
En�m, nesta unidade, você aprofundará os conhecimentos acerca dos diferentes
sistemas táticos utilizados no futebol e no futsal, das formações ofensivas e
defensivas e suas fases de jogo. Além disso, você verá um outro lado do esporte, que
trata desde a análise do desempenho – de cada atleta e da equipe – até a gestão dos
trabalhos e os aspectos direcionados ao futebol e ao futsal.
Esperamos que você aproveite o conteúdo e possa aplicá-lo de forma prática a partir
dos conceitos trabalhados aqui.
Bons estudos!
Tempo estimado de leitura: 65 minutos.
Gonçalves (2019) destaca que, em uma equipe de futebol, podemos encontrar
jogadores que possuem características diversas: alguns são mais altos, enquanto
outros são mais baixos; alguns são mais fortes e outros são mais franzinos; alguns
4.1 Marcação defensiva: individual, por zona e
mista
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 3/41
são mais rápidos e ágeis, enquanto outros são mais lentos e estáticos. Essas
inúmeras características podem indicar a forma como cada jogador desempenha sua
função em campo.
Apesar de o futebol contemporâneo exigir que todos os jogadores em uma equipe
consigam realizar minimamente todas as funções desempenhadas em campo,
podemos considerar que os jogadores são ofensivos ou defensivos. A marcação
defensiva, um aspecto muito importante na estruturação do jogo, torna-se
dependente dos aspectos elencados.
Gonçalves (2019) e Mutti (2003) descrevem um aspecto importante acerca dos
sistemas táticos: eles dependem de diversos elementos que buscam oportunizar as
chances de �nalização e neutralizar os ataques adversários. No entanto, o
posicionamento dos atletas em campo, adotado para obter vantagem na ocupação
de espaços e ainda procurar brechas para a in�ltração, não determina as
movimentações que devem fazer quando o time detém ou não a posse da bola. Para
isso, são delimitadas concepções táticas para estruturar a defesa e o ataque de uma
equipe. Nesses diferentes arranjos ofensivos e defensivos, cada jogador deve agir de
maneira conjunta com as tomadas de decisão de seus companheiros e, também, dos
atletas adversários (FIGUEIRA; GRECO, 2008; MUTTI, 2003).
O sistema defensivo é a constante busca pela adaptação às características do
ataque adversário, de modo que seja possível executar a defesa propriamente dita
(recuperação da posse de bola), que pode ser centrada nas movimentações da bola –
4.1.1 Como é realizada a marcação e qual é a sua importância
O artigo Princípios táticos do jogo de futebol: conceitos e aplicação aborda a
de�nição, o plano conceitual e operativo dos princípios táticos do jogo de
futebol. Além disso, o texto propõe a adição de dois princípios táticos
fundamentais, que chama de princípios da “unidade defensiva” e da “unidade
ofensiva”. Para conhecer as ideias dos autores, clique no ícone. Vale a pena a
leitura!
Acesse (http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?
IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprS
earch=535213&indexSearch=ID)
VOCÊ QUER LER?
http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=535213&indexSearch=ID
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 4/41
defesa por zona – ou nas movimentações do indivíduo – defesa individual (BAYER,
1994 apud MORATO, 2004).
A escolha por um desses sistemas defensivos depende das características dos
jogadores da equipe, do sistema tático utilizado pelo adversário e da situação do
jogo. Por esses motivos, torna-se importante o treino de todas as variações
defensivas, conforme descreve Mutti (2003).
Morato (2004) propõe uma estruturação para ajudar na explicação desses diferentes
sistemas defensivos, em que a quadra é dividida em três áreas, e as duas primeiras
áreas em três zonas, conforme a �gura a seguir.
Figura 1 - A quadra é dividida em três ÁREAS e as duas primeiras áreas são divididas em três ZONAS
Fonte: Adaptada de Morato, 2004.
#PraCegoVer
Trata-se do desenho de uma quadra. À esquerda, há
a área 1, de defesa, com três zonas circulares,
diferenciadas por diferentes tracejados; depois, a
área 2, intermediária ou de transição, com três
zonas, duas circulares e uma irregular no centro. No
topo, está escrito meia-quadra defensiva e meia-
quadra ofensiva.
A marcação pode ser coletiva ou individual. Por ser o principal ato de defesa, deve ser
estimulada e treinada. As movimentações devem ser sincronizadas, de modo a evitar
que a equipe adversária receba a bola. Por isso, o jogador precisa ser treinado nos
estágios de aproximação, abordagem, antecipação e cobertura (VOSER, 2003).
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 5/41
Ainda de acordo com Voser (2003), a marcação visa impedir que o adversário receba
a bola ou que avance com ela pela quadra. Ela requer bastante treinamento e o
entrosamento dos jogadores. No entanto, mesmo com muito treino, alguns
elementos podem ditar o modo como as equipes se posicionam e agem em campo, o
que demanda dos treinadores a leitura de jogo e a tomada de decisão correta frente
às inúmeras situações possíveis.
Os tipos de marcação, também conhecidos como sistemas defensivos, são, na
verdade, subsistemas que fazem parte do sistema de jogo (geral). De certa forma,
podemos falar que o modo como uma equipe ataca ou defende depende quase que
exclusivamente da maneira como a equipe adversária atacará ou defenderá. Então, o
sistema ofensivo ou defensivo escolhido busca justamente identi�car os pontos
fortes e fracos da equipe adversária, conforme descreve Gonçalves (2019).
Nesse sentido, para marcar bem, é necessário que uma equipe tenha desenvolvido
uma boa técnica individual e coletiva de marcação. Vamos ver melhor esses tipos de
marcação?
No futebol, no sistema de marcação individual, cada atacante é responsável pela
marcação sobre cada um dos zagueiros adversários, os meias ofensivos marcam os
volantes, os volantes marcam cada um dos meio-campistas ofensivos, os laterais
marcam os laterais adversários e os zagueiros marcam os atacantes, conforme
descrevem Figueira, Greco (2008) e Mutti (2003).
Além disso, independentemente da movimentação da equipe adversária, quando a
sua equipe estiver sem a bola, o defensor deverá “perseguir” o jogador adversário que
�cou incumbido de marcar. Assim, cada atleta é responsável por frear os avanços e
dribles de um jogador especí�co (MUTTI, 2003). Essa concepção defensiva é
frequentemente utilizadano futebol, embora geralmente aplicada somente em alguns
jogadores (defesa mista), sobre os mais habilidosos da equipe adversária.
Gonçalves (2019), Navarro e Almeida (2008) descrevem que, na marcação por zona,
há uma espécie de demarcação de quadrantes imaginários no campo, cada um dos
quais de responsabilidade de um jogador especí�co.
No futsal, alguns gostam de dividir a quadra de jogo em determinadas zonas,
colocando linhas imaginárias que guiarão as ações dos jogadores na defesa. As
chamadas linhas defensivas são linhas paralelas à linha de fundo de quadra,
de�nidas pelo posicionamento dos jogadores dentro de um sistema defensivo.
No futebol, por sua vez, trata-se de um sistema defensivo bastante comum, uma vez
que possibilita a melhor distribuição dos defensores em campo, o que ajuda a
minimizar os espaços de atuação e as brechas à defesa adversária (MUTTI, 2003).
É importante ressaltar que, para realizar a defesa por zona, é necessário o bom
entrosamento da equipe. Os jogadores devem estar disciplinados a permanecer em
determinado local para impedir os avanços do ataque adversário. Se algum atleta não
4.1.2 Diferença entre marcação individual, por zona e mista
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 6/41
cumprir sua função, ele pode desorganizar toda o grupo, uma vez que outro jogador
deverá sair de sua posição previamente estabelecida para cobrir o “espaço vazio”, e
assim sucessivamente, deslocando todos os jogadores (NAVARRO; ALMEIDA, 2008).
De acordo com Apolo (2004), a marcação mista tenta garantir o equilíbrio defensivo
ao estabelecer diferentes tipos de esquemas durante a partida. É bastante comum no
futebol, por exemplo, quando a bola está no campo adversário ou na intermediária,
haver uma marcação do tipo pressão ou individual, em que cada jogador tenta retirar
a bola o mais próximo do seu campo de ataque. Nesse caso, Apolo (2004) e Mutti
(2003) descrevem que esse tipo de marcação ocorre quando a bola cruza o espaço
delimitado. Então, o sistema de defesa se modi�ca, passando a atuar sob o esquema
por zona, o que diminui os espaços de atuação dos jogadores adversários.
Geralmente, efetiva-se com os meio-campistas ofensivos e os atacantes atuando
individualmente ou por pressão sobre os zagueiros e volantes adversários, e os
zagueiros e volantes da equipe atuando por zona ou por zona e individual,
combinando as ações.
Sabemos que, no futebol e no futsal, as formações defensivas são
elementos muito importantes, pois são fundamentais não só para a
recuperação da posse de bola, como também para o início de
jogadas ofensivas. Entretanto, as formações defensivas apresentam
desvantagens que devem ser consideradas pelo treinador ao adotar
um sistema que privilegie mais a defesa.
 
Analise as a�rmações relacionadas às formações defensivas no
futebol e no futsal e julgue se cada uma é verdadeira (V) ou falsa
(F). 
(ATIVIDADE NÃO PONTUADA)
TESTE SEUS CONHECIMENTOS
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 7/41
De fato, a marcação mista, no futsal, é caracterizada por delimitar a quadra em
“quadrantes imaginários”, assim como ocorre na marcação tipo zona, com a
diferença de que, na do tipo misto, a quadra pode assumir diferentes formas, com
destaque para os tipos quadrado e losango. Conheça essas duas marcações do
futsal a seguir.
I. A principal desvantagem da formação individual é exigir muita
leitura de jogo e entrosamento entre os defensores.
II. A formação por zona pode causar confusão na marcação dos
defensores, quando os atacantes adversários estão no limite de
uma e outra zona de marcação.
III. A formação defensiva do tipo pressão, por realizar diversas vezes
a marcação dupla, permite que um jogador adversário �que
desmarcado.
IV. A única formação defensiva que não apresenta desvantagens à
equipe é a do tipo mista.
 
A sequência correta é:
a. F, V, V, F.
b. V, V, F, F.
c. V, V, V, F.
d. V, F, V, F.
e. V, V, F, V.
VERIFICAR
Marcação 2x2 (ou quadrado)
1
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 8/41
É importante ainda destacar que a marcação do tipo “pressão” é considerada
bastante arriscada pelo fato de permitir muitos espaços no setor defensivo da própria
equipe. No sistema de defesa por pressão, todos os jogadores, quando a equipe não
está com a posse da bola, avançam em direção ao campo de ataque adversário para
recuperar a bola antes que a transição defesa-ataque adversária se concretize, ou
seja, quando os zagueiros, laterais ou volantes ainda estão com a bola (APOLO, 2004;
GONÇALVES, 2019). Por se tratar de um sistema que não promove muita segurança à
defesa do próprio time, geralmente é colocado em prática quando é necessário
reverter uma desvantagem no placar, em uma espécie de “tudo ou nada” (APOLO,
2004). Nesse tipo de marcação, conforme destacam Saad e Costa (2005), a atuação
de todos os jogadores torna-se essencial, baseando-se, como abordado, na
contenção e na recuperação de bola ainda na meia-quadra ou no meio-campo
adversário. De fato, Mutti (2003) explica que, para aumentarem as chances de
Utilizada contra equipes que jogam no sistema
tático 2x2 ou 4x0. Dois jogadores �cam
posicionados mais à frente e mantêm suas
posições (só encostam nos adversários que
“adentram” sua zona). Os dois jogadores mais
recuados fazem a marcação dos dois jogadores
mais avançados da equipe adversária, conforme
descrevem Saad e Costa (2005).
Marcação 3x1 (ou losango)
2
Utilizada contra o sistema tático 3x1 ou o 3x2. Os
alas fazem o “balanço” ou o “vai e vem”, como os
laterais do futebol. O pivô fecha o meio para impedir
que a bola seja lançada ao pivô adversário. Se isso
acontecer, deve voltar a fazer “sanduíche” no
adversário, dobrando a marcação juntamente com o
�xo do seu time. O �xo, além de se preocupar com o
pivô adversário, precisa estar atento à cobertura
dos outros jogadores, pois é o último da defesa
(SAAD; COSTA, 2005).
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 9/41
recuperar a posse de bola, é comum a ação de dois ou três defensores sobre um
único atacante, caso em que se aplica a defesa por zona, na qual o jogador de um
setor aproxima-se de modo efusivo do atacante e o jogador da zona mais próxima
também se desloca, impossibilitando passes ou dribles. Por exigir uma atuação
enérgica e exaustiva, esse sistema somente deve ser aplicado em determinados
momentos do jogo e quando a equipe está em plenas condições físicas
(GONÇALVES, 2019).
Mutti (2003) apresenta uma interessante proposta, na qual é possível identi�car quais
são os momentos em que o treinador pode utilizar ou deve evitar cada uma das
concepções defensivas e ofensivas por sua equipe. Veja o quadro a seguir.
Quadro 1 - Aplicação das concepções defensivas
Fonte: Adaptado de Mutti, 2003.
#PraCegoVer
Trata-se de um quadro com três colunas e cinco
linhas em tons de cinza que apresenta as situações
nas quais utilizar ou evitar as concepções táticas
individual, por zona, por pressão ou mista.
A seguir, conheceremos alguns importantes sistemas de jogo do futsal. Vamos lá?
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 10/41
Assim como o futebol, o futsal também evolui historicamente quanto à formação
tática das equipes. Inicialmente, as equipes apresentavam jogadores que cumpriam
funções especí�cas em quadra, conforme descreve Gonçalves (2019). Hoje em dia,
de acordo com Santini e Voser (2008), não é possível observar as posições em
quadra, sobretudo em equipes de alto nível, porque não há uma posição, de fato,
totalmente de�nida, uma vez que todos os atletas se deslocam de modo incessante
por todos os setores da quadra.
Uma das características mais marcantes do futebol e do futsal é a sua complexidade;
a diversidade e a singularidade dos acontecimentos surgem a partir do confronto de
dois sistemas concorrentes. Garganta et al.(2013) de�nem o sistema como um
conjunto de agentes que interagem e cooperam a partir de objetivos comuns, de
modo a criar uma ordem e estabilidade nesse contexto caótico de desordem e
instabilidade permanentes provocado pelo jogo em si.
4.2 Sistemas de jogo no futsal
4.2.1 O que são sistemas de jogo
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 11/41
A partir desse propósito, Garganta et al. (2013) e Leitão (2009) descrevem que, na
tentativa de diminuírem a imprevisibilidade dos acontecimentos durante o jogo, as
equipes procuram atender a leis e princípios que norteiam as ações coletivas e
individuais, de modo a alcançarem uma melhor orientação espacial.
Dessa forma, os princípios táticos do jogo são de�nidos como o conjunto de normas
comportamentais que proporcionam aos jogadores a possibilidade de atingirem
rapidamente soluções táticas para os problemas que surgem ao longo da partida
(LEITÃO, 2009). De acordo com Costa et al. (2010), os princípios táticos são um
conjunto de normas que proporcionam aos atletas a possibilidade de encontrarem
rapidamente soluções táticas para problemas decorrentes de circunstâncias
complexas.
Figura 2 - Treino de futebol
Fonte: matimix, Mediapool, 2021.
#PraCegoVer
Na imagem, aparecem três jovens caucasianos
treinando futebol. Eles vestem uniforme vermelho
com detalhes em branco. Na grama, há uma série de
bambolês de plástico coloridos dispostos um na
frente do outro. Em primeiro plano, um dos jovens
está saltando o último bambolê.
Em relação aos princípios táticos defensivos, Costa et al. (2010) apresentam três
classi�cações: gerais, operacionais e estruturais (ou fundamentais). Os gerais são
comuns às diferentes fases do jogo, enquanto os operacionais e os fundamentais
servem para evitar a igualdade numérica, não permitir a inferioridade numérica e
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 12/41
tentar criar superioridade numérica. Os operacionais são os que tratam de uma ou
várias categorias de situações, como, por exemplo, anular situações de �nalização e
criar situações de �nalização. Os princípios fundamentais, por sua vez, constituem
um conjunto de regras de base que orientam as ações dos jogadores. Entre eles, têm
destaque a contenção, a cobertura defensiva, o equilíbrio, a concentração e a unidade
defensiva.
A seguir, você verá de forma breve uma descrição acerca desses elementos que
compõem os princípios fundamentais, segundo Costa et al. (2009).
É realizada quando um jogador pratica uma ação de oposição ao
adversário portador da bola com o objetivo de parar ou retardar o
ataque.
Consiste em dar apoio ao jogador que realizará a contenção com o
objetivo de ser obstáculo imediato ao adversário, caso ele realize
um drible.
Movimentar-se de forma que não permita haver jogadores livres
com linhas de passes mais ofensivas. Dar apoio aos jogadores que
realizam a contenção e a cobertura com o objetivo de dar
estabilidade à defesa.
Contenção
Cobertura defensiva
Equilíbrio
Concentração
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 13/41
A �gura a seguir mostra uma possível situação de jogo e a aplicação de todos os
princípios de defesa pelo time que estaria defendendo (COSTA et al., 2011). As setas
indicam os princípios sendo executados pelos jogadores envolvidos nessa situação
imaginária.
Movimentações com a intenção de criar superioridade numérica
relativa em relação ao portador da bola. Aumento de proteção
defensiva na zona de maior risco à baliza.
Redução do espaço de jogo efetivo da equipe adversária. Equilibrar
ou reequilibrar constantemente as forças defensivas, de acordo
com os problemas momentâneos do jogo.
Unidade defensiva
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 14/41
Figura 3 - Aplicação dos princípios táticos de defesa no campo de jogo
Fonte: Costa et al., 2011, p. 515.
#PraCegoVer
Trata-se do desenho de um campo durante uma
partida. Os jogadores de um time foram
representados por círculos pretos e os da equipe
adversária são círculos brancos. Quase todos estão
na metade direita do campo. Setas apontam para os
atletas e descrevem se são da unidade defensiva, da
contenção, da cobertura defensiva, do equilíbrio ou
da concentração. O campo está dividido em
retângulos, cada um deles com deles com siglas: DC
– defesa central (goleiro); DD – defesa direita; DE –
defesa esquerda; MDD – meia defesa direita; MDC –
meia defesa central; MDE – meia defesa esquerda;
MOD – meia ofensiva direita; MOE – meia ofensiva
esquerda; OD – ofensiva direita; OC – ofensiva
central; OE – ofensiva esquerda.
Por outro lado, temos os princípios táticos ofensivos, os quais, segundo Costa et al.
(2011) e Leitão (2009), possuem como objetivo principal atacar o adversário, seja em
campo ou em quadra. É preciso ter o controle da bola para ter domínio das ações
ofensivas durante o ataque, amplitude de jogo (ou seja, encontrar os espaços dentro
do campo adversário para jogar utilizando as laterais, por exemplo), e ainda
mobilidade, que, segundo os autores, são as movimentações com mudanças de ritmo
e direção para se aproximar da área adversária.
A seguir, acompanhe uma breve descrição desses princípios, conforme descrevem
Costa et al. (2011).
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 15/41
Movimento do portador da bola em direção ao gol adversário com o
objetivo de desestabilizar a defesa e criar vantagens numéricas e
espaciais.
Garantir linhas de passe ao portador da bola em apoio ofensivo.
Criar instabilidade e desequilíbrios, de forma que haja sempre
jogadores livres de marcação.
Movimentações realizadas com o objetivo de aumentar o espaço de
jogo ofensivo para ampliar a distância entre as posições dos
jogadores adversários e o campo de jogo efetivo da equipe.
Diminuir o espaço de jogo no campo adversário, permitir que a
equipe ataque em bloco e facilitar o deslocamento da equipe e as
ações ofensivas no campo adversário.
Infiltração
Cobertura ofensiva
Mobilidade
Espaço
Unidade ofensiva
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 16/41
A �gura a seguir mostra os princípios táticos ofensivos. De acordo com Costa et al.
(2011), as setas indicam os princípios sendo executados pelos jogadores envolvidos
nessa situação imaginária.
Figura 4 - Aplicação dos princípios táticos ofensivos no campo de jogo
Fonte: Costa et al., 2011, p. 515.
#PraCegoVer
Trata-se do desenho de um campo durante uma
partida. Os jogadores de um time foram
representados por círculos brancos e há um jogador
adversário, representado por um círculo preto.
Todos estão bem espalhados. Setas apontam para
os atletas e descrevem se são da unidade defensiva,
da penetração, da cobertura ofensiva, do espaço ou
da mobilidade. O campo está dividido em
retângulos, cada um deles com deles com siglas: DC
– defesa central (goleiro); DD – defesa direita; DE –
defesa esquerda; MDD – meia defesa direita; MDC –
meia defesa central; MDE – meia defesa esquerda;
MOD – meia ofensiva direita; MOE – meia ofensiva
esquerda; OD – ofensiva direita; OC – ofensiva
central; OE – ofensiva esquerda.
Ao considerar os elementos que estruturam os sistemas ofensivos e defensivos de
sua equipe, o treinador deve adotar o sistema tático, ou sistema estrutural, que
melhor se adapte às suas ideias de atacar e neutralizar os ataques adversários
(GONÇALVES, 2019). Vamos juntos analisar as diferenças entre alguns sistemas?
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 17/41
Atualmente, os esquemas utilizados pelas equipes de futsal são o 2x2 (em menor
quantidade), o 3x1 ou 1x3 (para a iniciação desportiva ou equipes recém-formadas), o
4x0 (bastante utilizado pelas equipes de alto rendimento) e o 1x4 ou 0x5 (quando da
necessidade de utilizar o goleiro) (APOLO,2004; MUTTI, 2003). Veja a �gura a seguir.
Figura 5 - Sistemas táticos do futsal
Fonte: Adaptada de Mutti, 2003.
#PraCegoVer
A imagem apresenta os desenhos de seis quadras,
com os seguintes sistemas táticos ilustrados, da
esquerda para a direita: 2 por 2, 3 por 1, 1 por 3, 4
por 0, 1 por 4 e 0 por 5. Os jogadores são
representados por círculos: o goleiro é o de número
1, em um círculo branco de bordas amarelas. Os
demais jogadores foram representados por círculos
amarelos.
De acordo com Voser e Giusti (2015), o sistema 2x2 é pouco utilizado por equipes
pro�ssionais do futsal porque limita a movimentação dos jogadores em quadra.
Ainda assim, trata-se do principal sistema de jogo para equipes de iniciantes ou de
categorias menores, uma vez que requer menor condição física dos atletas. Por não
oferecer grandes possibilidades de movimentação, Santini e Voser (2008) de�nem
que esse formato é indicado para quadras pequenas. Durante uma partida de futsal,
esse sistema pode se aplicar às equipes cujos jogadores não conseguem
desempenhar a complexidade de funções em quadra, limitando as áreas de atuação e
as ações a eles atribuídas (MUTTI, 2003).
O sistema 3x1 ou 1x3, conforme descrevem Mutti (2003), Voser e Giusti (2015), é um
aperfeiçoamento do sistema 2x2. Uma vez que os treinadores identi�cam as
limitações das equipes, formatam seus grupos de modo a obter a vantagem
numérica nas situações de defesa ou de ataque. Assim, esse sistema é mais utilizado
4.2.2 Diferenças entre os sistemas mais comuns no futsal
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 18/41
atualmente na formação de jogadores iniciantes. Nele, a formação dos jogadores se
dá em formato de losango, e não em quadrado, como no sistema anterior
(GONÇALVES, 2019).
Como característica principal, Gonçalves (2019) menciona que há um defensor (�xo)
que atua centralizado à frente da área do goleiro e também exerce algumas funções
ofensivas. Dois jogadores atuam próximos a cada uma das linhas laterais (alas) com
a função de fazer um vaivém, auxiliando nas situações de defesa e de ataque. O
atacante (pivô) joga sempre de maneira mais adiantada em relação aos demais
jogadores, tanto nos ataques quanto em algumas situações de que participa quando
defende.
Durante a partida, o 3x1 ou 1x3 oferece diversas opções de manobras ofensivas e
defensivas (MUTTI, 2003). Muitas vezes, o que se vê é a participação efetiva de
apenas três jogadores nos momentos de ataque e três nos momentos de defesa,
sendo mais aplicado contra equipes que jogam com o sistema 2x2, 3x1 ou 1x3
(MUTTI, 2003; SANTINI; VOSER, 2008).
O sistema 4x0, também conhecido como “4 em linha”, é o esquema estrutural
fundamental das principais equipes de futsal da atualidade e, em especial, nos jogos
realizados em quadras com dimensões o�ciais, comuns em alguns países europeus
e, mais recentemente, no Brasil (MUTTI, 2003; VOSER, 2003).
De acordo com Apolo (2004), nesse sistema, os jogadores devem se manter em
constante movimentação, recebendo e trocando a bola. De modo geral, dois atletas
�cam mais adiantados e dois mais recuados (na meia quadra defensiva, por onde a
bola circula mais). Ainda que esta seja a formação inicial, todos os jogadores
circulam pelas diversas posições (SANTINI e VOSER, 2008).
O objetivo central do sistema 4x0 é fazer com que a recorrente troca de passes e a
constante movimentação dos jogadores promovam o deslocamento contínuo da
defesa adversária, abrindo brechas para as in�ltrações (MUTTI, 2003). Seu grande
benefício é a possibilidade de rupturas na defesa adversária com a grande variedade
de jogadas, uma vez que todos os jogadores trocam de posição a todo instante. Além
disso, não há dependência de jogadores para efetuar a �nalização, o que geralmente
se dá no sistema 3x1 ou 1x3 (MUTTI, 2003).
O esquema 1x4 ou 0x5 oferece uma vantagem numérica de jogadores em quadra
com a utilização do goleiro. De acordo com Apolo (2004), no futsal, além de defender,
o goleiro pode realizar passes e �nalizações com os pés.
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 19/41
No sistema 1x4 ou 0x5, geralmente o goleiro é substituído por um jogador de linha
(que desempenhará todas as funções de goleiro), o que amplia a capacidade técnica
de �nalizações, passes e dribles, habilidades que, tradicionalmente, os goleiros não
têm. Para tanto, o jogador de linha, ao entrar no lugar de um goleiro, deve vestir o
uniforme especí�co para tal função (MUTTI, 2003; VOSER e GIUSTI, 2015).
A principal restrição a esse sistema, segundo Gonçalves (2019) e Mutti (2003), é o
risco de a equipe se expor ao atuar com o goleiro próximo à sua meta, isto é, o fato de
o goleiro-linha atuar bastante adiantado. Caso a equipe perca a bola, os jogadores
adversários terão a oportunidade de �nalizar a jogada de qualquer local da quadra
contra uma meta desprotegida, uma vez que a trajetória da bola tende a ser mais
rápida que a recolocação do goleiro.
Vamos entender melhor os sistemas táticos do
futsal? Acesse o
link https://www.youtube.com/watch?
v=NjfmeuLPJTs (https://www.youtube.com/watch?
v=NjfmeuLPJTs) e analise os diferentes sistemas
táticos de um jogo no futsal. Depois, elabore uma
planilha ou quadro com essas informações,
destacando aspectos ofensivos e defensivos de
jogadas que propõe.
VAMOS PRATICAR?
(ATIVIDADE NÃO PONTUADA)
TESTE SUAS HABILIDADES
https://www.youtube.com/watch?v=NjfmeuLPJTs
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 20/41
Nos últimos anos, as diretorias dos clubes começaram a prestar atenção em
aspectos relevantes para o sucesso dentro dos campos e das quadras, como a
observação e a análise da equipe. É importante destacar que grandes instituições
contam com um departamento exclusivo à estruturação dos dados obtidos para gerar
informações aos treinadores.
Até mesmo clubes com menor estrutura começam a trabalhar com a análise de
desempenho – obviamente que sem recursos tão aperfeiçoados se comparados às
equipes de alto nível. Essa prática tende a crescer cada vez mais, haja vista que
permite entender o jogo de forma global (sistemas táticos, por exemplo), além de
conhecer melhor os atletas – no que tange aos aspectos �siológicos, principalmente.
4.3 Análise de desempenho no futebol
Assista a um jogo disputado entre Brasil e Argentina,
que ocorreu em 9 de fevereiro de 2020, e identi�que
os sistema de jogo adotados pelas equipes ao longo
da partida!
Clique no link: https://www.youtube.com/watch?
v=rmZ16WPGDZg (https://www.youtube.com/watch?
v=rmZ16WPGDZg)
VAMOS PRATICAR?
https://www.youtube.com/watch?v=rmZ16WPGDZg
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 21/41
Com a área de desempenho, é possível adotar estratégias para melhorar o
rendimento da equipe e dos jogadores ou explorar os pontos fracos de outros times.
Além disso, a análise de desempenho permite criar bancos de dados sobre os atletas,
o que pode auxiliar no processo de captação de jovens talentos ou jogadores com
determinado per�l desejado pelo clube. Dentro desse contexto, é inegável que o
pro�ssional dessa área tem enorme importância e deve ser cada vez mais explorado
visando a melhores resultados (GONÇALVES, 2019).
A cobrança pelo desempenho em alto nível de equipes e atletas, alimentada pela
expectativa de investidores, �nanciadores, empresários, dirigentes e torcedores,
resulta na evolução cada vez maior do treinamento físico, técnico, tático e
psicológico daqueles envolvidos com o esporte, conforme descreve Gonçalves
(2019).
De forma global, a análise de desempenho permite reunir informações diversas com
relação do comportamento do adversário (sua forma de jogar, de que maneira
normalmente atua), além de analisar e corrigir possíveis questões da própria equipe.
Por isso, ela é utilizada tanto em partidas quanto em treinamentos. 
4.3.1 Observação do desempenho no futebol
A análise de desempenho tem umaparticipação relevante em todos os
aspectos e esferas de um clube. Desde a diretoria de futebol, que pode tomar
decisões quanto aos contratos, até o técnico e a montagem da equipe, todos
são auxiliados pelos dados coletados e pelo material que o analista desenvolve.
O futebol e o futsal moderno entenderam que a preparação é uma das chaves
do sucesso de uma equipe ou atleta. É impossível prever se determinado estilo
de jogo vencerá todas as partidas, mas, com estatísticas e insights importantes
acerca do rendimento do time, o técnico consegue adaptar o esquema para
anular os pontos fortes do adversário – e obviamente sair como o vencedor da
disputa!
Para conhecer melhor o papel do analista de desempenho no futebol, clique no
link: https://blog.unisportbrasil.com.br/conheca-a-importancia-da-analise-e-
observacao-da-equipe/ (https://blog.unisportbrasil.com.br/conheca-a-
importancia-da-analise-e-observacao-da-equipe/)
ESTUDO DE CASO
https://blog.unisportbrasil.com.br/conheca-a-importancia-da-analise-e-observacao-da-equipe/
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 22/41
A análise de desempenho, também chamada de análise do jogo ou observação do
jogo, consiste na apreciação estatística e crítica das equipes e dos jogadores
envolvidos em uma partida de futebol (MACEDO; LEITE, 2009). Macedo e Leite (2009)
destacam que é muito comum encontrar na literatura o termo em inglês scout (espiar,
explorar) para se referir à análise do jogo, que costuma ser de�nida como o método
numérico para o processamento de dados das equipes durante a partida, envolvendo
número de passes, faltas, desarmes, entre outros. Além disso, outros autores de�nem
o  scout  como uma espécie de mapa técnico-tático, uma ação que começou a ser
adotada em meados de 1930, quando se sentiu a necessidade de avaliar os dados de
partidas para identi�car a e�cácia das ações ofensivas e defensivas das equipes
(GONÇALVES, 2019).
Clique no link https://www.youtube.com/watch?
v=mJZ08pazzLA (https://www.youtube.com/watch?
v=mJZ08pazzLA) e aprenda como analisar um jogo
na prática!
VAMOS PRATICAR?
https://www.youtube.com/watch?v=mJZ08pazzLA
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 23/41
Figura 6 - Ensino de futebol
Fonte: Monkey Business Images, Mediapool, 2021.
#PraCegoVer
Na imagem, há seis crianças sentadas em um
gramado enquanto escutam o técnico de futebol.
Elas vestem camisa polo branca com punhos e gola
azul e calção azul. Algumas têm à frente do corpo
uma bola com losangos brancos e pretos. O técnico
está vestindo camiseta azul com detalhes brancos e
calção azul-escuro. Ele está com o joelho esquerdo
no chão e apoia uma prancheta na perna direita. À
direita, há um gol. No fundo, há várias árvores.
Costa et al. (2010) descrevem que o sistema de análise de desempenho tem impacto
tanto a curto como a longo prazo. Em curto prazo porque permite avaliar a própria
equipe e os adversários dos confrontos mais próximos, de modo a buscar uma
evolução e a correção do próprio trabalho, bem como planejamentos estratégicos
para enfrentar determinadas equipes e obter conhecimento de jogadores adversários.
Em longo prazo porque é possível utilizar essa ferramenta para analisar de forma
mais profunda e complexa as equipes e seus padrões, as características de
competições especí�cas, o comportamento e o modelo de jogo dos treinadores ou,
ainda, construir bancos de dados para a contratação de jogadores com determinado
per�l desejado pelo clube ou pela comissão técnica.
De acordo com Pereira (2017), existem diferentes métodos para realizar a análise de
desempenho, sendo possível agrupá-los de forma simpli�cada. Veja a seguir.
4.3.2 Métodos e técnicas de análise de desempenho
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 24/41
De forma direta:
De forma indireta:
De forma mista:
possibilidade de análise do jogo in loco;
recolhimento direto dos dados;
oportunidade de conhecimento do adversário;
oportunidade de conhecimento das condições externas ao
jogo;
observação realizada por scouters/observadores.
possibilidade de análise em vídeo;
recolhimento de dados sistematizados relativos à equipe
adversária e aos jogadores;
utilização de ferramentas tecnológicas;
possibilidade de utilização de informações complementares à
observação direta.
utilização da observação direta e da observação indireta;
recolhimento de informação mais e�caz, con�ável e rigoroso
quando comparado aos métodos isolados.
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 25/41
Além dos métodos de análise, Pereira (2017) aborda as técnicas utilizadas para
realizar essa tarefa. Segundo o autor, existem quatro estratégias que podem ser
empregadas nessa função: a visual, a notacional, a baseada em vídeo e a baseada
em tecnologia informática. Veja melhor cada uma delas a seguir.
Assista a um vídeo que apresenta a função do
analista de
desempenho: https://www.youtube.com/watch?
v=WiLCO8-sbYQ (https://www.youtube.com/watch?
v=WiLCO8-sbYQ). Quais são suas atribuições?
VAMOS PRATICAR?
É a forma mais antiga e básica para a análise de um jogo. Ela se
baseia unicamente na habilidade e experiência observacional e de
memória do analista, investigador ou treinador. Representa um
modo de análise subjetivo, in�uenciado pelos prejuízos e pelas
percepções pessoais do observador. A con�abilidade das análises
é reduzida devido à não utilização de meios e métodos especí�cos
para o registro dos acontecimentos do jogo.
V
i
s
u
a
l
Not
acio
nal
Baseada
em
vídeo
Baseada em
tecnologia
informática
https://www.youtube.com/watch?v=WiLCO8-sbYQ
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 26/41
Supõe uma pequena evolução se comparada ao procedimento
visual porque é menos dependente da capacidade de memória do
observador. Baseia-se na anotação em tempo real dos
acontecimentos básicos do jogo para posterior revisão e análise
mais detalhada. Da mesma forma que a técnica visual, o fato de
analisar o jogo em tempo real pode comprometer a con�abilidade e
a precisão da informação registrada.
Trabalha a partir de uma gravação prévia. A possibilidade de rever
várias vezes os principais eventos da partida permite uma análise
mais objetiva, precisa e con�ável. Os eventos do jogo, uma vez
categorizados e avaliados, são uma fonte interessante de recursos
de feedback para os jogadores. Se o vídeo do jogo não estiver
previamente editado e estruturado em diferentes categorias de
sequências/eventos, pode ser um meio pouco �exível e linear,
obrigando o observador a ver partes do jogo pouco interessantes
ou irrelevantes.
Supõe uma forma mais avançada, precisa e objetiva de analisar o
jogo e obter diferentes informações, tanto de natureza qualitativa
como quantitativa. Permite o armazenamento de grandes
quantidades de informação, assim como uma fácil e ágil
organização e recuperação. Baseia-se em uma gravação digital do
jogo e a posterior transmissão para um programa informático
especi�camente con�gurado para analisar os principais fatores que
in�uenciam o rendimento manifestado por uma equipe ou um
jogador. Requer um processo, às vezes árduo, de aprendizagem e
familiarização com o software. A máxima exploração dos recursos
que esse tipo de tecnologia oferece dependerá da capacidade e do
talento do treinador e/ou investigador para analisar aspetos
realmente relevantes do jogo, assim como para interpretar a
informação obtida de modo correto.
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 27/41
As técnicas de análise evoluíram com o passar dos anos. Inicialmente, a observação
costumava contar com simples anotações assistemáticas e subjetivas em
cadernetas; depois, as anotações foram associadas ao relato gravado pelo
observador com um pequeno aparelho gravador; o processo evoluiu para gravações
com câmeras devídeo que registravam e armazenavam as partidas; hoje, �nalmente,
existem softwares especí�cos para a análise de jogos de futebol (COSTA et al., 2010).
Análise de desempenho no futebol
Um dos aspectos que vimos em nossas aulas sobre a análise do desempenho no
futebol é a sua importância para identi�car possíveis estratégias a serem adotadas
pela equipe, análise do adversário (equipe ou individual), entre outros aspectos
relevantes que estão presentes em uma partida no futebol. A análise de desempenho
é uma ferramenta cada vez mais utilizada no futebol, como forma de tirar vantagem
de pontos fracos e neutralizar pontos fortes, por meio de um estudo prévio do
adversário. Isso �ca evidente, principalmente, em níveis mais elevados de
competitividade e rendimento das equipes, em que as comissões buscam �lmar
jogos e analisar o comportamento do adversário.
Vamos fazer um treino de habilidades de análise do desempenho no futebol?
Nossos objetivos com essa prática são:
Para realizar a prática, siga as etapas abaixo:
1. Assista ao segundo tempo do jogo:  https://www.youtube.com/watch?
v=WQNSw16ZZQw (https://www.youtube.com/watch?v=WQNSw16ZZQw).
avaliar o desempenho de uma equipe;
compilar os dados do scout e da análise de desempenho;
explicar os dados observados conforme análise de
desempenho. 
(ATIVIDADE NÃO PONTUADA)
TESTE SUAS HABILIDADES
https://www.youtube.com/watch?v=WQNSw16ZZQw
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 28/41
2. Descreva quatro jogadas ensaiadas da equipe brasileira que culminem em gol e
coloque o tempo de jogo em que elas acontecem, deixando seu comentário sobre
outra maneira em que tais jogadas poderiam culminar em gol mais rapidamente.
3. Agora, você deve analisar na prática uma partida de seus colegas (mínimo cinco
em cada equipe, se desenvolvido em quadra, caso contrário, pode-se manter a
quantidade, porém em campo, sendo feita as adaptações, neste caso a redução da
área de jogo), ou seja, duas equipes, sendo dividido em dois tempos de 10 min cada,
preferencialmente em campo, podendo ser este reduzido em suas dimensões. Caso
seja difícil a análise neste ambiente, propõe-se a quadra como alternativa, lembrando
que o foco deve estar em treinar aspectos da habilidade de observação e anotações,
conhecida como scout de jogo.  
4. Esteja atento aos lances de jogo, e estabeleça critérios para essas anotações.
Divida essas anotações em 1º e 2º tempos de jogo, para depois compará-las! 
5. Nesse caso, a performance será mensurada por meio da precisão das anotações
das situações de jogo.
6. Poste no Fórum – Esclareça Suas Dúvidas as di�culdades encontradas e depois
escreva o relatório do treino de habilidades para entregar.
Durante esse processo de avaliação, veri�que se
suas anotações corresponderam de fato ao que
pretendia ser analisado, a relevância desse
levantamento para a equipe, e como poderia ser
feito ações visando otimizar as ações não somente
da equipe, como também dos jogadores de forma
individual a partir desses resultados obtidos. 
Feedba
ck
(ATIVIDADE NÃO PONTUADA)
TESTE SEUS CONHECIMENTOS
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 29/41
No futebol moderno, o papel do analista de desempenho torna-se
fundamental para o processo como um todo; esse pro�ssional pode
ajudar, por exemplo, com contratação de jogadores com o per�l
buscado pelo treinador. Além disso, as informações permitem
analisar as equipes adversárias e estudar o que é preciso
desenvolver para enfrentá-las. Nesse sentido, o analista de
desempenho pode adotar diferentes métodos e técnicas para
observar e analisar uma partida de futebol.
 
Com relação ao método indireto, analise as assertivas a seguir.
I. Depende da capacidade de memória do pro�ssional.
II. Pode ser aperfeiçoado com a utilização de softwares especí�cos.
 III. Pode envolver o uso de gravação de vídeo.
 
É correto o que se a�rma em:
a. I.
b. II. 
c. I e II. 
d. II e III. 
e. I, II e III.
VERIFICAR
4.4 Planejamento semestral de futebol e gestão de
clubes de futebol/futsal
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 30/41
O futebol é um esporte que movimenta fortunas, o que pode re�etir diretamente na
economia de um país. Em eventos esportivos como a Copa do Mundo, lucra-se
bastante com a venda de produtos. Além disso, os restaurantes e bares próximos aos
estádios são mais frequentados. Esses são alguns dos exemplos de fontes de renda
(PEREIRA, 2017).
Os clubes devem ser geridos de forma responsável; caso contrário, sua saúde
�nanceira e administrativa �ca prejudicada. Eles estão dando cada vez mais atenção
ao pro�ssionalismo de suas gestões, de modo a sanar dívidas e encontrar estratégias
�nanceiras para gerar renda (GONÇALVES, 2019; MACEDO; LEITE, 2009).
De acordo com Umbelino (2019), a recessão que a economia brasileira vem
enfrentando nos últimos anos não afetou as receitas geradas pelos clubes de futebol
no país, com valores na casa dos bilhões de reais nos times de elite nacional. As
quantias, extremamente signi�cativas, fazem com que o futebol seja um esporte
capaz de movimentar de modo importante a economia brasileira. Por isso, não pode
ser um mero objeto de interesse da mídia especializada e dos torcedores das
equipes.
Valente e Sera�m (2006) destacam seis aspectos mais signi�cativos a serem levados
em consideração na gestão esportiva. Veja a seguir.
As crises econômicas que os clubes enfrentam atestam a
necessidade de desenvolver novas mentalidades e atitudes de
administração adequada.
O texto Re�exões sobre a gestão de clubes de futebol no Brasil traz uma
proposta de debate quanto à realidade presente e às futuras tendências do
mercado de futebol brasileiro, que envolve principalmente os grandes clubes de
projeção nacional. Acesse o artigo e aproveite o conteúdo!
Acesse
(https://www.researchgate.net/publication/282553636_Re�ections_on_the_Man
agement_of_Soccer_Clubs_in_Brazil)
VOCÊ QUER LER?
https://www.researchgate.net/publication/282553636_Reflections_on_the_Management_of_Soccer_Clubs_in_Brazil
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 31/41
Rocha e Bastos (2011) de�nem a gestão esportiva como a aplicabilidade de
princípios da área de gestão às organizações esportivas, trabalhando com diferentes
indivíduos em conjunto e utilizando recursos materiais especí�cos, com o intuito de
administrar de maneira e�caz essas organizações esportivas. Ainda, pode ser
considerada a coordenação das atividades de produção e venda de itens e imagem,
além do marketing que envolve o clube em questão.
Levrini e Oliveira (2017) explicam que os clubes de futebol são instituições que,
embora o grande volume �nanceiro circulante, geralmente têm estruturas de�citárias,
administrativamente ine�cientes. Ainda de acordo com os autores, essas
organizações são reconhecidas historicamente por sua má administração e pela falta
de credibilidade das pessoas que são responsáveis por sua gestão.
De fato, o planejamento estratégico no futebol ou futsal é um processo que consiste
na análise sistemática dos pontos fortes e fracos da empresa e das oportunidades e
ameaças do meio ambiente com intuito de estabelecer objetivos, estratégias e ações
As teorias de gestão devem ser aplicadas de acordo com o
contexto esportivo, suas particularidades e a sua complexidade.
A partir do processo de gestão, surgem organizações de
diferentes áreas, o que possibilita explorar novas áreas de
conhecimento e campos pro�ssionais.
A necessidade de realizar projetos de pesquisa e artigos
cientí�cos na área, com o intuito de desenvolver a gestão
esportiva e melhorar a sua aplicabilidade.
Criação de oportunidades de emprego importantes em um
cenário que apresenta possibilidades cada vez mais escassas.
A necessidade de formação de nível superior em gestão
esportiva, para fornecer indivíduos capacitados e manter o nível
do sistema de administraçãoadequado.
4.4.1 Planejamento semestral no futebol
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 32/41
que possibilitem um aumento da competitividade empresarial, conforme descrevem
Levrini e Oliveira (2017).
Nesse sentido, a formulação de um plano estratégico é um conjunto de medidas que
a empresa adota no sentido de de�nir claramente o seu negócio. Isso deve ser feito
ao longo da temporada, e os aspectos precisam ser analisados em todos os detalhes.
O planejamento tem o papel de traçar as metas e objetivos que o clube pretende
atingir. Nele, deve �car claro qual o procedimento que o clube deve adotar. Levrini e
Oliveira (2017) descrevem que as metas devem ser compartilhadas por todos e que o
papel de cada membro deve ser bem elucidado. Veja a seguir.
Comissão técnica
1
Deve veri�car as necessidades de cada pro�ssional
e elaborar o planejamento.
Diretoria
2
Entre várias atividades, precisa gerenciar o
relacionamento com federações, confederações e
outros clubes.
Assista a uma entrevista com o gestor esportivo Márcio Assis para conhecer o
modelo de gestão nos clubes de futebol. Ele explica as diferenças entre a
gestão de clubes grandes, médios e pequenos. Vale a pena conferir. Clique no
ícone e aproveite!
Acesse (https://www.youtube.com/watch?v=9dp2ca3XOu0)
VOCÊ QUER VER?
https://www.youtube.com/watch?v=9dp2ca3XOu0
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 33/41
Mintzberg (2004) considera algumas de�nições formais (e não operacionais) para o
planejamento: é pensar no futuro; é controlar o futuro; é uma tomada de decisão; é a
tomada de decisão integrada; é um procedimento formal. Vejamos cada uma delas.
Atletas
3
Devem focar a atenção no objetivo traçado após a
de�nição da premiação em caso de conquista de
títulos.
Pensar no futuro
Qualquer ato, mesmo que simples, é antecedido por um
planejamento, mesmo que não formalizado.
Controlar o futuro
Não se pode apenas pensar no futuro; é preciso agir sobre ele.
Tomada de decisão
A decisão deve considerar todos os fatores possíveis,
relacionados ao objetivo.
Tomada de decisão integrada
Planejamento, claro, não é um ato isolado, reconhecível. Todo
ato administrativo, mental ou físico, está entrelaçado com o
planejamento.
Procedimento formal
Como todo ato administrativo, não deixaria de ser um
procedimento formal, com seu protocolo, formas e meios
destinados a produzir um resultado articulado, na forma de um
sistema integrado de decisões.
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 34/41
Para que um clube tenha sucesso, é necessário que sua administração seja e�caz.
Vamos ver melhor como funciona a gestão dos clubes de futebol e futsal?
Segundo Carravetta (2006), fazem parte da comissão técnica diferentes pro�ssionais,
os quais possuem funções diferentes, mas que se complementam em um
determinado momento. Gonçalves (2019) descreve que existem vários atores
envolvidos diretamente na preparação, na recuperação e no treinamento dos atletas
ao longo de uma temporada. É imprescindível haver um trabalho multidisciplinar com
os atletas, uma vez que são diferentes aspectos, trabalhados por diferentes
pro�ssionais, que afetam o jogador como um todo. A gestão do clube é conduzida
por várias pessoas, que devem atuar de maneira conjunta para manter o clube
produtivo e com autonomia �nanceira e organizacional.
Alguns pro�ssionais são peças-chave de uma equipe multidisciplinar, presentes tanto
no futebol quanto no futsal. Veja a seguir.
4.4.2 Gestão nos clubes de futebol e futsal
Técnico: pro�ssional com maior proximidade dos atletas, é
aquele que tem a maior capacidade de in�uenciar o seu
comportamento. Ele elabora o modelo de jogo de acordo com
o seu entendimento e a compreensão do futebol e é
responsável por comandar os treinamentos técnico-táticos.
Muitas vezes, atua como um conselheiro, educador e líder.
O futebol é uma modalidade esportiva popular que, no alto rendimento, pode
oferecer amplas possibilidades de trabalho, de estudos e de envolvimento
social. Nos últimos anos, chama a atenção a atuação da equipe multidisciplinar
no futebol, formada por um conjunto de pro�ssionais de áreas diversas, que se
complementam e trabalham para o sucesso de um indivíduo ou time. De fato,
formar campeões depende de vários fatores, uma vez que o atleta é composto
por inúmeros sistemas e todos devem estar em equilíbrio para que o resultado
�nal seja a vitória.
VOCÊ SABIA?
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 35/41
Auxiliar técnico: considerado o braço direito do treinador, deve
estar em sintonia com seu modelo de jogo e sua �loso�a de
esporte. Ajuda na execução dos treinamentos e na
plani�cação dos jogos, atuando diretamente na beira do
campo com o treinador.
Preparador físico: responsável por planejar e executar os
programas de treinamento físico dos atletas ao longo da
temporada, visando incrementar suas valências físicas, como
velocidade, potência e resistência. Seu trabalho é fundamental
no desempenho físico dos jogadores e na prevenção de
lesões, fatores que exercem grande in�uência nos resultados
obtidos em campo.
Auxiliar de preparador físico: tem a função ajudar o
preparador físico no planejamento e na execução
propriamente dita das periodizações e sessões de
treinamento, deve trabalhar de forma conjunta e em harmonia
com a sua ideologia de preparação.
Treinador de goleiro: deve realizar trabalhos técnicos
especí�cos dos goleiros, o que é fundamental para a vitória ou
a derrota. O preparador de goleiros não pode ter um trabalho
que seja dissociado dos demais jogadores; suas atividades
devem ser integradas às dos outros membros da comissão e
jogadores, de modo a estimular o espírito coletivo.
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 36/41
Psicólogo: busca avaliar e trabalhar as questões psicológicas
de cada atleta (bem como os demais membros da comissão
técnica), em períodos competitivos ou não, por meio de
questionários, testes, entrevistas e observações, conhecendo
o estilo cognitivo de cada jogador e suas atitudes e
características, intervindo quando necessário para melhorar o
rendimento dos indivíduos.
Nutricionista: pro�ssional responsável por desenvolver
programas de educação alimentar e suprimento adequado das
necessidades energéticas dos atletas, normalmente de forma
individualizada, de maneira a elevar o rendimento de cada
atleta, bem como ajudar em sua recuperação após jogos e
treinos.
Fisioterapeuta: responsável pelo tratamento das lesões após
liberação médica, além de auxiliar os preparadores físicos nos
procedimentos de prevenção de possíveis lesões.
Médico: deve avaliar o estado de saúde dos atletas, avaliando
lesões e desgaste, e realizando pronto atendimento em
diferentes situações de traumas. Diferentes especialistas
atuam no futebol, mas os principais são os ortopedistas e os
traumatologistas.
Cláudio André Mergen Taffarel, ou simplesmente Taffarel, que completou 55
anos em 2021, é um ex-futebolista brasileiro que atuava como goleiro.
Atualmente, ele é o treinador de goleiros da seleção brasileira.
Ele, que jogou em três Copas do Mundo (1990, 1994 e 1998), é considerado por
muitos um dos melhores goleiros da história do nosso futebol.
VOCÊ O CONHECE?
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 37/41
Além desses pro�ssionais, Gonçalves (2019) descreve que existem outros cargos de
extrema importância na comissão técnica do futebol, como o do �siologista, que tem
a função de avaliar o estado dos atletas e estudar adaptações do treinamento e o
estado de fadiga e desgaste que podem provocar lesões ou queda de desempenho; o
do massagista, que aplica as técnicas manuais de compressão e mobilização antes e
após os jogos; o do dentista, que tem a função de cuidar da saúde bocal dos atletas,
além deatender a lesões dessa região; e o do analista de desempenho, que analisa
partidas e sessões de treino,  tanto da própria equipe quanto de times adversários,
com o intuito de aperfeiçoar funções dos jogadores da equipe ou aproveitar
fraquezas e minimizar pontos fortes dos oponentes
Conforme vimos, o futebol e do futsal têm diferentes sistemas táticos, com variadas
funções – ofensiva ou defensiva –, que devem ser utilizados no momento adequado.
O futebol e o futsal são esportes que requerem um planejamento estruturado, com os
trabalhos que concernem à comissão técnica, incluindo o analista de desempenho.
Além disso, a gestão no futebol é essencial para o sucesso de uma equipe ao longo
de uma temporada.
Nesta unidade, você teve a oportunidade de:
CONCLUSÃO
conhecer um pouco mais os diferentes tipos de marcações do
futsal;
reconhecer a marcação e seus tipos como elementos
estratégicos fundamentais para o sucesso de uma equipe;
listar os diferentes sistemas de jogo do futsal;
veri�car a importância da análise do desempenho no futebol;
compreender o planejamento do futebol e a gestão de clubes
de futebol/futsal.
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 38/41
Clique para baixar conteúdo deste tema.
ANÁLISE DE DESEMPENHO NO FUTEBOL. Como Analisar um Jogo? [S. l.:
s. n.], 23 jan. 2018. 1 vídeo (35 min). Publicado pelo canal Ricardo Pombo
Sales. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mJZ08pazzLA
(https://www.youtube.com/watch?v=mJZ08pazzLA). Acesso em: 13 jul. 2021.
ANÁLISE E DESEMPENHO FUTEBOL - O que é, o que faz e como se tornar um
analista de desempenho? [S. l.: s. n.], 14 jun. 2021. 1 vídeo (8 min). Publicado
pelo canal Marcelo Belletti. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?
v=WiLCO8-sbYQ (https://www.youtube.com/watch?v=WiLCO8-sbYQ). Acesso
em: 13 jul. 2021.
APOLO, A. Futsal: metodologia e didática na aprendizagem. São Paulo:
Phorte, 2004.
ARRUDA, M.; BOLAÑOS, M. A. C. Treinamento para jovens futebolistas. São
Paulo: Phorte, 2010.
BRASIL X ARGENTINA I 09/02/2020 I CONMEBOL Futsal Eliminatorias
Sudamericanas 2020. [S. l.: s. n.], 9 fev. 2020. 1 vídeo (130 min). Publicado
pelo canal CONMEBOL. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?
v=rmZ16WPGDZg (https://www.youtube.com/watch?v=rmZ16WPGDZg)
CARRAVETTA, E. S. P. Modernização da gestão no futebol brasileiro:
perspectivas para a quali�cação do rendimento competitivo. Porto Alegre:
Age, 2006.
COSTA, I. T. et al. Princípios táticos do jogo de futebol: conceitos e aplicação.
Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 3, p. 657-668, 2009.
Referências
https://www.youtube.com/watch?v=mJZ08pazzLA
https://www.youtube.com/watch?v=WiLCO8-sbYQ
https://www.youtube.com/watch?v=rmZ16WPGDZg
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 39/41
COSTA, I. T. et al. Análise e avaliação do comportamento tático no futebol.
Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 21, n. 3, p. 443-455, 2010.
COSTA, I. T. et al. Proposta de avaliação do comportamento tático de
jogadores de Futebol baseada em princípios fundamentais do jogo. Motriz,
Rio Claro, v. 17, n. 3, p. 511-524, 2011.
CUNHA, S.A. et al. Futebol: aspectos multidisciplinares para o ensino e
treinamento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.
FIGUEIRA, F. M.; GRECO, P. J. Futebol: um estudo sobre a capacidade tática no
processo de ensino-aprendizagem-treinamento. Revista Brasileira de Futebol,
Viçosa, v. 1, n. 2, p. 53-65, 2008.
FREIRE, J. B. Pedagogia do futebol. 2. ed. Campinas: Autores Associados,
2006.
GARGANTA, J. et al. Fundamentos e práticas para o ensino e treino do futebol.
In: TAVARES, F. (org.). Jogos desportivos coletivos: ensinar a jogar. Porto:
Fadeup, 2013. p. 199-263.
GESTÃO EFICAZ nos clubes de futebol. [S. l.: s. n.], 3 nov. 2016. 1 vídeo (9
min). Publicado pelo canal CRA - RJ. Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=9dp2ca3XOu0
(https://www.youtube.com/watch?v=9dp2ca3XOu0). Acesso em: 13 jul. 2021.
GONÇALVES, P. S. Metodologia do futebol e do futsal. Porto Alegre: Sagah,
2019.
LEITÃO, R. A. A. O jogo de futebol: investigação de sua estrutura, de seus
modelos e da inteligência de jogo, do ponto de vista da complexidade. Tese
(Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas-SP, 2009.
LEVRINI, G. R. D.; OLIVEIRA, G. S. B. Planejar não ganha título? pilares para
estruturação de planejamento estratégico para clubes de futebol a partir da
percepção dos principais atores do universo do futebol. PODIUM Sport,
Leisure and Tourism Review, São Paulo, v. 6, n. 2, 2017.
MACEDO, P. A. P.; LEITE, M. M. Scout como um instrumento avaliativo do
treinamento esportivo nas categorias de base do futebol. Revista Brasileira
de Futebol, Viçosa, v. 2, n. 1, p. 21-35, jan./jun. 2009.
MINTZBERG, H.; AHLSTRAND, B.; LAMPEL, J. Safári de estratégia: um roteiro
pela sela do planejamento estratégico. Tradução de Nivaldo Montingelli Jr.
Porto Alegre: Bookman, 2000.
https://www.youtube.com/watch?v=9dp2ca3XOu0
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 40/41
MORATO, M. P. Treinamento defensivo no futsal. EFDeportes, Buenos Aires,
n. 77, out. 2004.
MUTTI, D. Futsal: da iniciação ao alto nível. 2. ed. São Paulo: Phorte, 2003.
NAKAMURA, W.T. Re�exões sobre a gestão de clubes de futebol no Brasil.
Journal of Financial Innovation, São Paulo, v. 1, n. 1, 2015, p. 40-52.
NAVARRO, A. C.; ALMEIDA, R. Futsal. São Paulo: Phorte, 2008.
PEREIRA, J. J. G. M. Construção de um modelo de observação e análise do
jogo de futebol baseado na visão de intervenientes pro�ssionais em
diferentes contextos de elite. Dissertação (Mestrado em Treino de Alto
Rendimento) – Faculdade do Desporto, Universidade do Porto, Porto, 2017.
ROCHA, C. M.; BASTOS, F. C. Gestão do esporte: de�nindo a área. Revista
Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 25, n. esp., p. 91-103,
2011.
SAAD, M.; COSTA, C. Futsal: movimentações ofensivas e defensivas. 2. ed.
Florianópolis; Visual Books, 2005.
SANTINI, J.; VOSER, R. C. Ensino dos esportes coletivos: uma abordagem
recreativa. Canoas: Ulbra, 2008.
SANTOS FILHO, J. L. A.; PIÇARRO, I. C. Futebol e futsal: a especi�cidade e
modernidade do treinamento para homens e mulheres – �siologia aplicada.
São Paulo: Phorte, 2012.
SISTEMAS TÁTICOS do futsal completo. [S. l.: s. n.], 17 set. 2019. 1 vídeo (18
min). Publicado pelo canal Dicas Educação Física. Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=NjfmeuLPJTs
(https://www.youtube.com/watch?v=NjfmeuLPJTs). Acesso em: 30 jun. 2021.
UMBELINO, W. L. et al. Disclosure em clubes de futebol: estudo sobre os
re�exos da lei do PROFUT. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, João
Pessoa, v. 7, n. 1, p. 112-132, 2019.
UNISPORT BRASIL. Conheça a importância da análise e observação da
equipe. UniSport, São Paulo, 8 jun. 2020. Disponível em:
https://blog.unisportbrasil.com.br/conheca-a-importancia-da-analise-e-
observacao-da-equipe/ (https://blog.unisportbrasil.com.br/conheca-a-
importancia-da-analise-e-observacao-da-equipe/). Acesso em: 13 jul. 2021. 
https://www.youtube.com/watch?v=NjfmeuLPJTs
https://blog.unisportbrasil.com.br/conheca-a-importancia-da-analise-e-observacao-da-equipe/
11/06/2023 15:45 Futebol e Futsal
https://ambienteacademico.com.br/mod/url/view.php?id=785330 41/41
VALENTE, R.; SERAFIM, M. C. Gestão esportiva: novos rumos para o futebol
brasileiro. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 46, n. 3,
p. 131-136, 2006.
VOSER, R. Futsal: princípios técnicos e táticos. 2. ed. Canoas, RS: Ulbra, 2003.
VOSER, R.; GIUSTI, J. G. M. O Futsal e a escola: uma perspectiva pedagógica.
2. ed. São Paulo: Penso, 2015.
  • Relacionados
  • Inteligência Artificial