Fundamentos da Administração - Questionário
16 pág.

Fundamentos da Administração - Questionário


DisciplinaIntrodução à Administração37.825 materiais975.914 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Fundamentos da Administração
Introdução à Administração e às Organizações
1.1 \u2013 As organizações e a administração
1.2 \u2013 O processo de administração
1.3 \u2013 As áreas funcionais da organização
1.4 \u2013 Os administradores e a administração
1.5 \u2013 A administração no Brasil
1.6 \u2013 os desafios da Administração
1- Defina os termos \u201corganizações\u201d e \u201cadministração\u201d. Por que os administradores são tão importantes para o sucesso das organizações?
R: As organizações são grupos estruturados de pessoas que se juntam para alcançar objetivos comuns que possuem como características comuns: ter um propósito ou uma finalidade que lhe conferem uma razão para existir; ser compostas por pessoas; ter uma estrutura que define e delimita qual é o comportamento e as responsabilidades de cada um de seus membros.
Administração é um processo que consiste na coordenação do trabalho dos membros da organização e na alocação dos recursos organizacionais para alcançar os objetivos estabelecidos de uma forma eficaz e eficiente.
E os administradores são importantes para o sucesso das organizações, pois são eles que estabelecem objetivos e guiam a organização de forma a alcançá-los, assim como também preparam a organização para a mudança, procurando adaptá-la a um ambiente cada vez mais dinâmico e imprevisível.
2- Contraste os conceitos de eficácia e eficiência. Qual é mais importante para o desempenho de uma organização?
R: A eficácia visa maximizar a realização dos objetivos, com ênfase nos resultados e preocupada com os fins. Já a eficiência visa minimizar a utilização de recursos, com ênfase nos processos e preocupada com os meios. É difícil atingir a eficácia sem uma organização eficiente em sua administração como também não se atinge metas se a eficiência não tiver ousadia para atingir sua eficácia. Mas o objetivo final das empresas será sempre a eficácia. 
3- Quais são as funções básicas do processo de administração? Como estas se inter-relacionam?
R: As funções básicas são planejamento, organização, direção e controle.
Planejamento: especificação dos objetivos a serem alcançados dentro da organização;
Organização: distribuição de tarefas e recursos entre os membros da organização, definindo quem tem autoridade sobre quem e quando e onde devem tomar decisões;
Direção: relacionada ao processo de gestão de pessoas, liderando, coordenando e motivando ostrabalhadores em suas tarefas e atividades; 
Controle: função que assegura que os objetivos estão sendo alcançados, consistindo na monitoração e na avaliação do desempenho da organização, comparando com os objetivos propostos inicialmente e corrigindo os desvios caso existam.
Apesar de serem quatro funções distintas, elas estão relacionadas e são interdependentes, e por isso, os gestores ou administradores devem considerar os efeitos que cada uma dessas funções tem sobre a outra, e é esta sintonia que permite a organização o alcance de seus objetivos.
4- Qual é a relação entre as funções da administração e o nível organizacional de um administrador?
R: Um faz o outro. Em verdade o dever de um administrador varia de acordo com o nível organizacional. A competência gerencial tem crescido, e cada vez mais as organizações usam esses padrões para definir as qualificações necessárias de um administrador, assim para avaliar de forma correta o seu desempenho. O administrador avalia os objetivos organizacionais e desenvolve as estratégias necessárias para alcançá-los. No entanto, não tem apenas esta função teórica, ele é responsável pela implantação de tudo que planejou e, portanto, vai ser aquele que define os programas e métodos de trabalho, avaliando os resultados e corrigindo os setores e procedimentos que estiverem com problemas. Esta é a relação entre ambos.
5- Quais são as áreas funcionais de uma organização? Descreva cada uma delas.
R: Áreas de produção ou operações é o sistema de operações com conjunto de atividades e operações de bens ou prestação de serviços de uma organização, representando o modo como esta transforma os insumos em produtos ou serviços, agregando valor de forma a alcançar os objetivos organizacionais. Área comercial e de marketing tem o objetivo manter os clientes nas organizações, cujo foco é a satisfação do cliente, procurando influenciar seu comportamento e, assim, alcançar o propósito da organização. Área financeira é o sangue que lida com todos os aspectos que envolvem recursos financeiros, consiste em captar e utilizar de maneira eficaz, os recursos financeiros. Área de recursos humanos um dos recursos mais importantes em todas as organizações são as pessoas, administra comportamentos individuais em função dos objetivos coletivos. 
6- Que papéis um administrador desempenha de uma organização? Como esses papéis variam de acordo com o nível organizacional do administrador?
R: O trabalho do administrador não consiste apenas em planejar, organizar, dirigir e controlar. Estas funções do processo administrativo diluem-se e combina-se com o desempenho dos papéis, especialmente com os que envolvem a administração de recursos e tomadas de decisões. Os papéis do administrador podem ser: interpessoais, de informacionais e de decisão. O trabalho dos administradores varia de acordo com o nível hierárquico, especialidade, tamanho da empresa, conjuntura econômica e outros fatores. Provavelmente, a personalidade e os valores do administrador influenciam a maneira como ele trabalha.
7) Quais são as habilidades necessárias para ser um administrador? Qual é a relação entre estas e o nível em que o administrador atua na organização?
R: Para desempenhar os diferentes papéis os administradores devem possuir certas habilidades conceituais, humanas e técnicas. Apesar de todas as três habilidades serem relevantes para o desempenho de qualquer administrador, sua importância varia de acordo com o nível organizacional que esse administrador ocupa. Para o nível estratégico as habilidades conceituais são mais preponderantes, uma vez que os papéis que desempenham dependem da sua capacidade de formular planos e tomar decisões para organização como um todo, em contrata partida as habilidades técnicas são importantes nos níveis hierárquicos mais baixos, pois os administradores estão envolvidos com os processos e atividades específicas. Por sua vez, as habilidades humanas são igualmente importantes em todos os níveis hierárquicos, já que trabalho do administrador envolve invariavelmente outras pessoas, o grau de importância de cada uma das habilidades é de acordo com o nível organizacional. 
8- Quais são os principais traços culturais do estilo brasileiro de administrar? Quais são as principais características dos administradores brasileiros? 
R: Os traços que definem o estilo brasileiro de administrar são concentração de poder, personalismo, postura de expectador, aversão ao conflito, formalismo, lealdade às pessoas, paternalismo, flexibilidade, impunidade. As principais características dos administradores brasileiros são identificadas como visão imediata, com priorização de curto prazo; desvalorização do planejamento, em geral, e do planejamento estratégico, em particular; adoção de sistemas de tomada de decisão centralizados e autocráticos; uso de sistema de controle episódico, de caráter punitivo; prática de relações interpessoais baseadas na docilidade pelo poder constituído; prevalência de um estilo gerencial marcado por grande distância entre discurso e prática; disfarce das formas autoritárias de poder com uma retórica de participação e envolvimento; domínio de uma conduta gerencial sensível à moda e modismos gerenciais.
9- Quais são os fatores que condicionam o sucesso e insucesso das organizações brasileiras?
R: Os fatores condicionantes do sucesso das empresas brasileiras podem ser agrupados em três categorias a habilidade gerencial que reflete a preparação do empresário e sua competência para conduzir o negócio, capacidade empreendedora de reunir grupos que destaca criatividades, perseverança e a coragem