A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
36 pág.
Articulação Temporomandibular

Pré-visualização | Página 1 de 2

• Conceito
– A ATM é uma articulação 
sinovial, que une a Mandíbula 
ao osso temporal.
– Através do osso temporal, une 
a Mandíbula com o resto do 
crânio.
• Classificação
– É classificada como uma 
articulação bicondilar e, 
portanto, permite amplos 
movimentos da Mandíbula, em 
torno do osso Temporal, que 
permanece fixo. 
• Peculiaridades
– É uma articulação bilateral, 
interligada pela Mandíbula 
e interdependente, com 
movimentos próprios para 
cada lado, porém 
simultâneos, podendo ser 
considerada uma única 
articulação. 
• Peculiaridades
– Há também uma relação de 
interdependência entre a ATM 
e a oclusão dos dentes de 
ambos os arcos.
– O revestimento superficial de 
suas superficíeis articulares é 
de tecido conjuntivo denso 
modelado e não de cartilagem 
hialina, como ocorre nas 
demais sinoviais.
• Peculiaridades
– A cabeça da Mandíbula 
cresce na superfície, sem 
cartilagem epifisial.
– As faces articulares são 
incongruentes e portanto, 
há a presença de um disco 
articular entre elas.
• Faces Articulares Ósseas
– Cabeça da Mandíbula
– Tubérculo articular (Temporal)
– Fossa Mandibular (Temporal)
• Remodelação óssea 
• Pode ocorrer em qualquer 
idade e compromete 
preferencialmente as vertentes 
anterior e posterior da cabeça 
da Mandíbula.
• Faces Articulares Ósseas
– Revestimento
• Tecido conjuntivo denso 
modelado
• Sua espessura varia conforme 
a importância funcional do 
local que cobre.
– Sendo maior
» Na vertente anterior da 
cabeça da mandíbula 
» E na vertente posterior do 
tubérculo articular.
– E Menor
» No fundo da fossa 
mandibular.
• Disco Articular
– Conceito
• É uma placa de tecido conjuntivo 
denso modelado, situado entre as 
faces articulares, não se prendendo 
em nenhuma área do osso Temporal, 
mas, inserindo-se fortemente sobre a 
cabeça da Mandíbula.
– Função
• Harmonizar as faces articulares
• Amortecer os choques
• Promover uma movimentação suave 
da ATM.
• Cavidade Articular
– Conceito
• É o espaço compreendido 
entre as faces articulares e 
delimitado pela face interna da 
cápsula articular.
– Divisão
• Compartimento supradiscal
• Compartimento infradiscal
• Cápsula Articular
– Conceito
• É uma membrana fibrosa e 
bastante frouxa, que se 
prende nas extremidades 
superior e inferior da ATM.
– Superiormente
» Nos limites da face 
articular do 
temporal; 
– Inferiormente
» No colo da 
mandíbula 
– Função
• Proteger as faces articulares 
e permitir amplos 
movimentos a articulação.
• Cápsula Articular
– Inervação
• Nervo auriculotemporal
• N.Temporal profundo 
posterior 
• Nervo Massetérico
• Cápsula Articular
– Vascularização
• Artéria temporal 
superficial
• Artéria timpânica 
anterior
• Membrana Sinovial
– Localização
• Reveste internamente a cápsula 
articular nos compartimentos 
supradiscal e infradiscal e estende-
se em cima e embaixo do coxim 
retrodiscal.
– Função
• Elabora a sinóvia, um líquido 
viscoso, nutritivo, fagocítico e 
lubrificante, que nutre a 
fibrocartilagem e facilita os 
movimentos de uma superfície sobre 
a outra.
• Ligamentos
– Têmporo-mandibular
• Principal ligamento da 
ATM, de forma triangular, 
cobre quase toda 
superfície lateral da 
cápsula articular e é 
contínuo a ela. 
• Inserção Superior 
– Processo Zigomático do 
osso Temporal 
• Inserção inferior 
– colo da Mandíbula
• Ligamentos Acessórios
– Ligamento 
esfenomandibular
• Estende-se da 
espinha do esfenóide 
à língula da 
Mandíbula.
– Ligamento 
estilomandibular
• Estende-se do 
processo estilóide do 
osso temporal ao 
ângulo da mandíbula.
• Dinâmica da ATM
– Movimentos básicos
• Rotação – A mandíbula movimenta-se sobre um eixo 
horizontal que passa pelas cabeças da mandíbula. 
Esse movimento ocorre a cada abertura e fechamento 
da boca. 
Não se observa deslocamento horizontal da mandíbula, 
nem do disco articular que se mantém encaixado.
• Dinâmica da ATM
– Movimentos básicos
• Translação 
– A cabeça da mandíbula
» Excursiona até a frente e 
retorna a sua posição de 
origem, levando consigo 
o disco articular
» O referido disco prende-
se aos pólos da cabeça
da mandíbula. 
• Dinâmica da ATM
– Movimentos básicos
• OBS - Na abertura e 
fechamento da boca há o 
deslizamento sobre a face 
articular temporal da 
articulação, das estruturas 
abaixo relacionadas:
– Cabeça da mandíbula
– Disco articular
• Dinâmica da ATM
– Abaixamento da 
mandíbula
• O movimento de abertura 
da boca inicia-se com 
rotação pura da estrutura:
– Cabeça da mandíbula 
até aproximadamente 20mm. 
• A partir daí, para continuar 
com a abertura, ocorre 
também a translação.
• Dinâmica da ATM
– Abaixamento da 
mandíbula
• A depressão da 
mandíbula é 
realizada pelos 
mm. Pterigóideos 
laterais 
• Esses músculos 
são protrusores 
da mandíbula.
• Dinâmica da ATM
– Abaixamento da mandíbula
• Os músculos digástricos
que são retrussores, 
colaboram com o movimento 
quando ambos agem 
simultaneamente. 
• Participam ainda do 
movimento junto aos mm. 
digástricos: os músculos:
– M. gênio-hióideo
– M. milohióideo.
• Dinâmica da ATM
– Elevação da mandíbula
• Os músculos que atuam nesse 
movimento são:
– M. Masseter
– M. Pterigóideo medial
– M. Temporal
• Cada músculo tem seu momento de 
força. O movimento combinado dos 
três músculos, resulta na direção da 
mandíbula para cima e ligeiramente 
para diante.
• Dinâmica da ATM
– Elevação da mandíbula
• No final do fechamento da 
boca ocorre o encontro 
das seguintes estruturas:
– Cabeça da mandíbula
– Vertente posterior do 
tubérculo articular.
• Dinâmica da ATM
– Protrusão da mandíbula
• Em que consiste:
– No ligeiro abaixamento da 
mandíbula, tirando os dentes de 
oclusão, e então projetando-se 
para a frente com a saída das 
seguintes estruturas da fossa 
mandibular:
» Cabeça da mandíbula
» Disco articular 
– E deslizando: 
» Na vertente posterior do 
tubérculo articular. 
• Músculos responsáveis:
– Músculos pterigóideos laterais. 
• Dinâmica da ATM
– Protrusão da mandíbula
• Na projeção extrema ou na 
abertura máxima da boca ocorre o 
seguinte posicionamento da 
cabeça da mandíbula: 
– Se posiciona abaixo da parte 
mais proeminente do tubérculo 
articular
• Resultado
– Confere ao tubérculo articular 
certa instabilidade.
• Dinâmica da ATM
– Retrusão da mandíbula
• A retrusão consiste no 
movimento inverso. 
• Os mm. responsáveis são:
– O feixe posterior do m. temporal 
– M. digástrico 
• Músculos que colaboram com 
o movimento , atuando com 
menor força:
– M. gênio-hióideo 
– M. milo-hióideo, 
• Dinâmica da ATM
– Tanto na protrusão como na 
retrusão da mandíbula, os 
mm. elevadores, atuam 
como coadjuvantes, no 
sentido de manter a 
mandíbula elevada, 
enquanto ela se desloca. 
– Principalmente: 
• M. temporal
• Dinâmica da ATM
– Lateralidade da mandíbula
• É uma variante da protrusão. 
Consiste na realização de um 
movimento que:
– Retire uma das cabeças da 
mandíbula 
– Da respectiva fossa mandibular 
– E deslize na vertente posterior do 
tubérculo articular
• Sob a ação do músculo:
– M. pterigóideo lateral
(do lado correspondente).
• Dinâmica da ATM
– Lateralidade da mandíbula
• No movimento de retorno
– A cabeça da mandíbula
» Retorna

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.