A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
ORGANIZAÇÃO de assuntos ECOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 3

ECOLOGIA – Resumo (organização) 
Alberto Galdino - Biomedicina 
ECOLOGIA é a ciência que estuda como os organismos (animais, plantas e micróbios) 
interagem entre si e com o ambiente abiótico (incluindo fatores como luz solar, temperatura, 
umidade, e nutrientes). 
 
Interação – Meio Abiótico e Biótico 
Quais são as principais partes de nosso planeta que podem interagir como sistemas? 
Essencialmente toda a matéria (sólida, líquida e gasosa) e todos os processos que 
movimentam energia de materiais de uma parte para a outra do planeta compõem o sistema 
Terra. 
 
O estudo da Ecologia 
 1° Observações e Descrições – Observar o que ocorre no campo; 
 2° Desenvolvimento de Hipóteses – Criar idéias sobre como o sistema funciona; 
 3° Teste das hipóteses (experimentos) – Um ou um pequeno número de variáveis são 
manipulados para revelar seus efeitos específicos. 
-Microcosmos – Isolar uma porção, limitar os fatores, manipular as condições (Ex:laboratório, 
estufas...) 
-Modelos matemáticos – Descrever as interações entre os ecossistemas como equações. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ECOLOGIA – Resumo (organização) 
Alberto Galdino - Biomedicina 
 
HABITAT: É o lugar, ou estrutura física, no qual vive um organismo. (floresta, deserto, recife de 
coral, etc) 
 
Terrestre X Aquático 
Água doce X Água marinha 
Oceânico X Estuários 
Bentônicos X Pelágicos 
 
O estado do nosso Planeta 
Últimos 300 anos: escalas, taxas e tipos de modificações ambientais têm sofrido alterações 
drásticas, a medida que a humanidade passou por uma era de crescimento populacional 
rápido, com um desenvolvimento industrial baseado no uso de combustíveis fósseis 
CONSEQUENTEMENTE 
• Aumento do consumo de combustíveis fósseis e emissões de gases do efeito estufa 
• Aumento da produção de alimentos e conversão de ecossistemas naturais em agrícolas 
• Perda de habitats e biodiversidade 
• Contaminação do solo, ar e água 
• Mudanças nos ciclos do elementos e fluxo de energia 
• Diminuição da disponibilidade de água potável 
• Erosão dos solos 
• Desmatamento, etc. 
 
Soluções 
•Melhores políticas de manejo de Bacias Hidrográficas 
•Melhor manejo da agricultura 
•Cuidado com regiões alagadas e outras áreas de suporte ambiental 
Estudos Ecológicos 
 
Obs: Uma área de suporte ambiental é aquela que a humanidade depende para se alimentar, 
suprir suas necessidades hídricas, se proteger contra catástrofes naturais e cuidar da saúde 
pública. 
 
Matriz energética 
Problemas ambientais globais hoje estão associados com a dependência nos combustíveis 
fósseis e os riscos ambientais associados com esta extração, bem como os danos causados 
pelas emissões na combustão dos mesmos. 
 
Principal fonte da mudança climática global: modificação da composição da atmosfera devido 
às atividades antrópicas. 
Fonte destas perturbações: 
• emissões associadas com o uso de energia 
(Combustíveis fósseis), 
• urbanização e 
• mudanças no uso do solo. 
 
Mudanças Esperadas 
• extremos de temperatura e precipitação, 
• diminuição da extensão sazonal e perene de neve e gelo, 
• elevação de nível do mar 
 
 
ECOLOGIA – Resumo (organização) 
Alberto Galdino - Biomedicina 
 
Principal desafio: Manejo sustentável de um planeta em constante mudança 
Gerenciamento adequado dos recursos naturais, de modo a atender uma população em 
constante. 
Principal desafio: manejo sustentável de um planeta em constante mudança crescimento e 
evolução tecnológica requer uma base científica sólida sobre os princípios básicos 
de estrutura e funcionamento dos sistemas ambientais. 
 
 
Natalidade, mortalidade e história de vida 
 
Ecologia de populações 
Nt = Nt-1 + B – D + I – E 
B – nascimentos 
D – mortes 
I – imigração 
E – emigração 
 
Essa equação define o principal objetivo da ecologia: descrever, explicar e entender a 
distribuição e a abundância dos organismos. Precisamos contar os indivíduos e observar a 
variação neste número. 
Contagem de indivíduos (ex. nematódeos) 
Unidades: área, volume de solo, volume de água, etc. 
 
Natalidade e Mortalidade 
 Natalidade - é a capacidade de uma população de aumentar, englobando: nascimento, 
eclosão, germinação ou divisão. 
 Natalidade máxima (absoluta ou fisiológica) – é a produção máxima teórica de novos 
indivíduos sob condições ideais (ótimo fisiológico). Constante em uma dada 
população, ou seja, é característica da espécie. 
 Natalidade ecológica (realizada) – é o aumento populacional sob condição real ou 
específica do ambiente. Ela não é constante para uma população, pois pode variar 
ante o tamanho e a composição etária da população e face as condições do ambiente 
físico. 
 Taxa de natalidade absoluta (bruta) - número de novos indivíduos produzidos por 
unidade de tempo. 
 Taxa de natalidade específica - número de novos indivíduos produzidos por unidade 
de tempo, por unidade de população. 
 
 Mortalidade – refere-se à morte dos indivíduos na população. Definida como o 
número de indivíduos que morrem num dado período. 
 Mortalidade mínima (absoluta ou fisiológica) - constante para a pop., representa a 
perda sob condições ideais ou não limitantes. 
 Mortalidade ecológica (realizada) – é a perda de indivíduos sob uma dada condição 
ambiental, da mesma forma que a natalidade, não é uma constante, variando com as 
condições ambientais e populacionais. 
 Taxa de mortalidade (bruta) - número de óbitos por unidade de tempo. 
 Taxa de mortalidade específica - número de óbitos por unidade de tempo, por 
unidade de população. 
 
 
ECOLOGIA – Resumo (organização) 
Alberto Galdino - Biomedicina 
Fluxo de indivíduos 
 Emigração – movimento para fora, de sentido único, afeta a forma local de 
crescimento pop. da mesma maneira que a mortalidade. 
 Imigração – movimento para dentro em sentido único. Age como a natalidade no 
crescimento pop. 
 Migração - saída e retorno periódicos. 
 
Ciclo de vida 
Importante: conhecermos o ciclo de vida da pop. estudada, os fatores ambientais têm impacto 
diferente dependendo do estágio de vida. 
a) muitas gerações dentro de um ano. 
b) uma geração dentro de um ano. 
c) ciclo de vida dura vários anos. 
 
Semélparas – único evento reprodutivo 
Iteróparas – vários momentos reprodutivos, sazonais ou contínuos. 
 
Para monitorar e examinar os padrões de mortalidade dependendo da idade ou estágio, 
usamos a tabela de vida. 
 
Curvas de sobrevivência 
-Mostra ao longo do tempo, o declínio numérico da população. 
-Modelo de probabilidade de sobrevivência entre as várias idades. 
 
 
ECOSSISTEMAS 
 
 
 
Definindo as escalas 
• Indivíduos: sinônimo de organismo 
• Populações: grupo de indivíduos da mesma espécie 
• Comunidades: consiste de um maior ou menor número 
de populações 
• Ecossistemas: compreende a comunidade junto com 
seu ambiente físico 
• Biosfera: compreende todos os meios ambientes e 
organismos na superfície da Terra. 
 
 
 
Definindo o Ecossistema 
Componentes: 
• Ambiente inerte (abiótico); 
• Organismos vivos (comunidades) atuando reciprocamente com 
o meio físico; 
• Fluxo de energia; 
• Ciclagem de materiais; 
• Estrutura trófica. 
 
 
ECOLOGIA – Resumo (organização) 
Alberto Galdino - Biomedicina 
Estrutura 
 Estrato autotrófico 
-Plantas ou partes de plantas que contém clorofila. 
-Fixação de energia luminosa. 
-Utilização de substância inorgânicas simples e construção de 
substâncias orgânicas complexas 
 Estrato heterotrófico 
-Utilização, rearranjo e decomposição de materiais complexos 
 
PONTO DE VISTA BIOLÓGICO 
 Substâncias inorgânicas 
C, N, CO2, H2O, e outros – Ciclos de materiais 
 Compostos orgânicos 
Proteínas, carboidratos, lipídios, substâncias húmicas, entre outros., ligam o abióticoao 
biótico