A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
1 - Função Hepática

Pré-visualização | Página 1 de 2

FUNFUNFUNFUNÇÇÇÇÃO ÃO ÃO ÃO 
HEPHEPHEPHEPÁÁÁÁTICATICATICATICA
UFSM – CCS
Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas
Bioquímica Clínica II 
1)Anatomofisiologia do Fígado
2)Funções do fígado
3)Metabolismo da Bilirrubina
4)Avaliação bioquímica da função hepática
5)Hepatopatias
Pontos a serem abordados:
1) Localização do Fígado Constituição do Fígado
� 1,2 a 1,5 Kg no adulto 
���� iiiirrigação sanguínea ⇛ 1500 ml/min 
� localizado no quadrante superior direito do abdomen
Tríade porta Canais biliares
Artéria hepática
Veia porta
� composto por unidades funcionais
�
LLLLÓÓÓÓBULOSBULOSBULOSBULOS
�
tecido conjuntivo
vasos 
canalículos biliares.
�células parenquimatosas ⇒⇒⇒⇒ ao redor da veia hepática
HEPATÓCITOS
����
função metabólica hepática
�sinusóides hepáticos

revestidos pelas células de Kupfer
• Mitocôndrias fosforilação oxidativa / oxidação de ácidos graxos.
• Lisossomas enzimas proteolíticas 
• Retículo endoplasmático
• síntese de ácidos biliares e metabolismo de medicamentos
• metabolismo da bilirrubina, detoxicação de drogas, 
• síntese de colesterol 
• Microtúbulos e microfilamentos
formato da célula e força contrátil
HEPATHEPATHEPATHEPATÓÓÓÓCITOSCITOSCITOSCITOS
grande área de contato
com os sinusóides e com as secreções
e excreções dos hepatócitos
�desenvolvimento morfológico
completa-se no 3333ºººº mês demês demês demês de gestação.
� retardo no desenvolvimento funcional do fígado
⇛ ausência de glicoroniltransferaseglicoroniltransferaseglicoroniltransferaseglicoroniltransferase em 
prematuros ocasiona ICTERICTERICTERICTERÍÍÍÍCIA NEONATALCIA NEONATALCIA NEONATALCIA NEONATAL
As células hepáticas estão em contato com a circulação sanguínea de um lado 
e o canalículo biliar do outro.
2) FunFunFunFunçççções do fões do fões do fões do fíííígadogadogadogado
• metabmetabmetabmetabóóóólicalicalicalica
• ssssííííntese ntese ntese ntese 
• hematolhematolhematolhematolóóóógica gica gica gica 
• excretexcretexcretexcretóóóóriariariaria
• armazenamento
Metabolismo dos Hidratos de CarbonoMetabolismo dos Hidratos de CarbonoMetabolismo dos Hidratos de CarbonoMetabolismo dos Hidratos de Carbono
• glicogênese� glicogenólise� equilíbrio
• glicogênese ( gli� glicogênio )
• glicogenólise ( glicogênio � gli)
• gliconeogênese (aa�glicose)
2.1. Metab2.1. Metab2.1. Metab2.1. Metabóóóólicalicalicalica
70-99 mg/dL
Metabolismo de ProteMetabolismo de ProteMetabolismo de ProteMetabolismo de Proteíííínasnasnasnas
• maioria das proteínas séricas são sintetizadas no fígado.
• exceções no adulto: γγγγ globulinaglobulinaglobulinaglobulina eeee HbHbHbHb (RN (RN (RN (RN ���� HbHbHbHb))))
• velocidade síntese � degradação � constante
• formação de uréia � remoção de amônia
Metabolismo dos LipMetabolismo dos LipMetabolismo dos LipMetabolismo dos Lipíííídiosdiosdiosdios
• principal fonte da produção e metabolismo 
das lipoproteínas plasmáticas
• colesterol é formado (∼ 0,5 g colesterol / dia )
• 80% colesterol disponível é convertido em : 
ác. biliares primários e secundários
�síntese de ác. biliares:
primários � ác. cólico, ác. Quenodesoxicólico (#)
secundários � desoxicólico e litocólico
����ác. biliares � condutos biliares � vesícula biliar
90% são reabsorvidos e retornam � circulação portal
�
Circulação Enterohepática
2.2. Síntese
áááácccc. biliares. biliares. biliares. biliares
� condutos biliares
�
vesícula biliar
90% são reabsorvidos e 
retornam � circulação 
portal 
�
CirculaCirculaCirculaCirculaçççção ão ão ão 
EnterohepEnterohepEnterohepEnterohepááááticaticaticatica
armazenada na vesícula biliar
∼ 600 a 1000 ml/dia de bile/dia
Composição:
• Ácidos graxos
•
• Ácidos biliares
•
• Sais biliares (#)
•
• Pigmentos biliares (+ bilirrubina)
•
• Na+, K+, Ca++, Cl-, HCO3-, H2 O
BileBileBileBile
80% 
ácidos 
biliários
primários
BILE
Bile Bile Bile Bile producedproducedproducedproduced in in in in thethethethe liverliverliverliver
Ác. Biliares + taurina ou glicina � sais biliaressais biliaressais biliaressais biliares
emulsificação de gorduras
diminuem a tensão superficial
digestão e absorção no intestino delgado
ativam lipases no intestino
2.3. Armazenamento2.3. Armazenamento2.3. Armazenamento2.3. Armazenamento
ferro, glicídios, lipídios e vitaminas A1, B12
2.4. Desintoxicação
desintoxicação dos xenobióticos: 
1-fixação de um componente a uma proteína ⇒
bilirrubina + albumina 
chumbo + hemoglobina 
2-modificação do composto para ser excretado ⇒
conversão do amoníaco em uréia ou da bilirrubina em seu 
diglicuronídio. 
metabolismo de medicamentos
biotransformação de muitas drogas e toxinas) 
eliminação de metabólitos exógenos e endógenos 
(galactose e amônia)
2.5. Hematológica
RN � síntese de Hb
Adulto sintetiza: fibrinogênio, protrombina e 
heparina.
2.6. Excreção
�excretar os produtos metabólicos finais
� substâncias exógenas
� destruição de células velhas por fagocitose
Hemólise das hemácias senis
( SER e células de Kupffer)
BilirrubinaHeme
ferro globina
Fígado
(depósito)
3. METABOLISMO DA BILIRRUBINA3. METABOLISMO DA BILIRRUBINA3. METABOLISMO DA BILIRRUBINA3. METABOLISMO DA BILIRRUBINA
Bile
Aa - reutilização
Heme
Plasma – liga-se a transferrinaFígado - depósito
conjugação �Uridina difosfato glicuronil transferase
hidrólise � Urobilinogênios Urobilina
Urina e FezesEstercobilina
Hepatócito
ββββ glicuronidase
produção, captação, armazenamento
metabolismo e excreção da bilirrubina
hiperbilirrubinemia�
4.Avaliação bioquímica da função hepática
 Lesão hepatocelular aguda
 Doença crônica do fígado
 Obstrução do trato biliar
ICTERÍCIA � coloração amarelada do plasma, pele, e membranas mucosas 
� acumulo de bilirrubina � BT > 2 a 3 mg/dL
1)HIPERBILIRRUBINEMIA NÃO 
CONJUGADA:
Presença de bilirrubina não conjugada em 
excesso no sg. circulante
• Icterícia fisiológica ou neonatal
• Anemia hemolítica aguda ou crônica
• Síndrome de Crigler-Najjar
• Síndrome de Gilbert
Icterícia fisiológica ou neonatal:
resulta da imaturidade do mecanismo de conjugação OU
Produção aumentada de bilirrubina 
Bilirrubina não conjugada não ultrapassa a barreira renal – não é excretada na 
urina
TODOS os RN apresentam B Indireta > que adultos saudáveis
No soro: 
• Bilirrubina INDIRETA 				 ( BT 				 e BD N)
• Urobilinogênio 				
KernicterusKernicterusKernicterusKernicterus (encelopatia bilirrubínica)
� lesão e morte das células nervosas
Bilirrubina não conjugada atravessa a barreira hematoencefálica
Em níveis elevados
Anemia hemolítica aguda ou crônica
Bilirrubina Não conjugada 	
Icterícia hemolítica
Destruição excessiva de hemácias circulantes
•Congênita ex.: hemoglobinopatias
•Adquirida ex.: medicamentos, exposição a 
agentes químicos
Distúrbio hereditário do metabolismo da bilirrubina
SSSSííííndrome de Criglerndrome de Criglerndrome de Criglerndrome de Crigler----NajjarNajjarNajjarNajjar:
�doença genética rara
�atividade da UDP glicuroniltransferase pode estar:
totalmente ausente � tipo I 
reduzida � tipo II 
� 				 BT 
 BD Urobilinogênio - N
SSSSííííndrome de Gilbertndrome de Gilbertndrome de Gilbertndrome de Gilbert:
�defeito no transporte da membrana ou por um defeito da 
incorporação hepática de bilirrubina não conjugada 
� hereditária benigna de hiperbilirrubinemia
( até 3 mg/dL)
DistDistDistDistúúúúrbio hereditrbio hereditrbio hereditrbio hereditáááário do metabolismo da rio do metabolismo da rio do metabolismo da rio do metabolismo da 
bilirrubinabilirrubinabilirrubinabilirrubina
No soro: 
	 BT BD