Mircea Eliade-Osagradoeoprofano-resumo-prova
3 pág.

Mircea Eliade-Osagradoeoprofano-resumo-prova

Disciplina:Temas da História1 materiais29 seguidores
Pré-visualização2 páginas
dos gestos divinos as festas
religiosas que voltam a ensinar aos homens a sacralidade dos modelos. O homem religioso sente a
necessidade de mergulhar por vezes no tempo sagrado, pois na festa ele reencontra a dimensão
sagrada da vida e a santidade da existência humana como criação divina.

No simbolismo do centro o homem busca viver o mais próximo possível dos Deuses. Estabelecer o
tempo de origem o que se revive nas festas religiosas significa então tornar-se contemporâneo dos
Deuses – viver na presença deles – embora esta seja misteriosa e invisível.

A aproximação do mito com o sagrado se sucede pela fato de que o mito conta uma história
sagrada, um acontecimento primordial e essa história sagrada equivale a revelar um mistério, pois
as personagens do mito não são humanas: são deuses ou heróis civilizados. O mito é pois uma
história que passou e descreve inúmeras vezes as irrupções do sagrado no mundo.

O homem religioso assume na humanidade um modelo trans humano, transcendente, ou seja, só se
reconhece verdadeiramente homem quando imita os Deuses, heróis, antepassados míticos. O
homem religioso faz a si próprio ao aproximar-se dos modelos divinos.

Em síntese Eliade apresenta-nos uma serie de ferramentas para analisar a oposição entre sagrado e
profano e entender como o sagrado se forma e se perpetua no mundo, desde as hierofanias até o
tempo sagrado em sua suma diversificada, e suas várias formas de ser apresentado.