RECURSOS
20 pág.

RECURSOS


DisciplinaDireito Processual Civil I39.660 materiais714.548 seguidores
Pré-visualização8 páginas
TEORIA GERAL DOS RECURSOS
25/07/2013
Prof.ª Helena.
Prova: 9,0 -> objetiva
Ida ao julgamento: 1,0.
Assistir aos julgamentos: 3ª, 4ª e 5ª -> à partir das 13:30 -> 1º andar do prédio anexo (TJ).
levar a declaração da presença na data da prova.
Livro:Teoria Geral dos recursos - Nelson Néri. 
26/07/2013
Conceito de Recurso
	é uma característica essencial dos recursos.
* Remédio 	
 idôneo a ensejar, dentro do mesmo processo, a reforma, a 
invalidação, o esclarecimento ou a integração de decisão judicial que se impugna." (Barbosa Moreira).
* É um limitador do poder.
* Recurso em sentido estrito se põe numa decisão judicial.
Recurso é voluntário
Por esse motivo, não se trata de recurso o instituto previsto no art. 475 do CPC, chamado de REEXAME NECESSÁRIO.
Reexame Necessário é condição de eficácia da sentença proferida contra o poder público, sempre que a condenação, ou o direito controvertido, for de valor certo excedente a 60 (sessenta) salários mínimos. Quando a sentença estiver fundada em jurisprudência plenária do STF ou em Súmula do STF ou de Tribunal Superior Competente, dispensa-se da remessa oficial.
Recurso X Ação Autônoma de Impugnação
Recurso é manifestado na mesma relação jurídica processual e somente é interposto contra decisão que não transitou em julgado.
Ações Autônomas de Impugnação, como o próprio nome diz, instauram nova relação jurídica processual e podem ser manejadas, inclusive, contra decisão judicial transitada em julgado, como é o caso, p. ex, da ação rescisória. (Outras ações autônomas de impugnação são as cautelares, mandado de segurança, reclamação). 
01/08/2013
Natureza jurídica de recurso
AÇÃO distinta e autônoma em relação àquela em que se vinha exercitando no processo. É defendida por Betti, Gilles, Del Pozo entre outros.
ASPECTO, ELEMENTO ou MODALIDADE, EXTENSÃO do próprio direito de ação exercido no processo, tem em Rocco e Calamandrei seus principais representantes. Corrente dominante, da qual concordam os autores contemporâneos como Fredie Didier Jr., Flávio Cheim Jorge, Nelson Nery Junior.
Ônus processual: é o ato que deve praticar...... É a conseqüência.
\u201cO direito de recorrer é um direito que se insere nos desdobramentos dos atos....\u201d
Atos processuais impugnáveis por recurso
Atos = pronunciamentos.
Art. 162, CPC: são atos do juiz: sentença, decisões interlocutórias e despachos.
Sentença é ato do juiz que implica algumas das situações previstas nos arts. 267 e 269, CPC; (Lei n. 11.232/05). -> extingue o processo no 1º Grau de Jurisdição;
Decisão interlocutória é o ato pelo qual o juiz, no curso do processo, resolve questão incidente (§ 2º) -> é uma decisão que não interrompe o processo.
São despachos todos os demais pronunciamentos -> tem uma decisão que não é suscetível de causar prejuízo. Os despachos são irrecorríveis.
O art. 163 denomina o acórdão o julgamento proferido pelos tribunais.
Classificação dos recursos
Ordinários e extraordinários
Comuns (ordinários) e não comuns (Extraordinários ou excepcionais) classificam-se desta forma dependendo dos pressupostos recursais, objetivos e natureza do juízo AD QUEM
Recursos de fundamentação livre e Recursos de fundamentação vinculada
Nos recursos de fundamentação livre, o recorrente pode alegar livremente os fundamentos de seu recurso e do pedido de nova decisão, diferentemente dos recursos de fundamentação vinculada, nos quais o recorrente só pode alegar as matérias (questões) determinadas pela lei para aquele tipo de recurso.
 
02/08/2013
JUÍZO DE ADMISSIBILIDADE E JUÍZO DE MÉRITO DOS RECURSOS.
Juízo de admissibilidade dos recursos - o exame das condições que devem estar presentes para que o recurso seja admitido para julgamento do mérito
Terminologia adequada: CONHECIMENTO ou NÃO CONHECIMENTO 
O juízo de mérito dá-se pelo exame do pedido formulado no recurso, ou seja, averiguar se o recorrente tem ou não razão, quando então, concluir-se-á pelo PROVIMENTO ou NÃO PROVIMENTO do recurso. 
Terminologia adequada: PROVER/DESPROVER 
PRESSUPOSTOS DE ADMISSIBILIDADE
EXTRÍNSECOS: são aqueles referentes a fatores externos à decisão judicial, geralmente posteriores a ela. São pertinentes ao modo de exercer o recurso. São eles: tempestividade, regularidade formal e preparo 
INTRÍNSECOS: são aqueles pertinentes à decisão judicial em si, que Barbosa Moreira prefere ligar ao poder de recorrer. São eles: o cabimento, a legitimação para recorrer e o interesse em recorrer. 
Divergência doutrinária relativa a classificação dos pressupostos recursais
\u201cNão há unanimidade, entre os autores, sobre a classificação dos pressupostos atinentes ao juízo de admissibilidade recursal [\u2026]\u201d(Cássio S. Bueno).
Barbosa Moreira/Nelson Nery \u2013 extrínsecos e intrínsecos 
Moacyr Amaral Santos \u2013 objetivos e subjetivos 
Cabimento do recurso = RECORRIBILIDADE + ADEQUAÇÃO
Legitimidade para recorrer = CPC 499
Parte vencida, terceiro prejudicado (recurso de terceiro prejudicado) e Ministério Público
 interesse = NECESSIDADE + UTILIDADE
08/08/2013
* Tempestividade: é a interposição do recurso dentro do prazo designado em lei (arts. 508\ufffd, 522\ufffd, 532\ufffd, 536\ufffd, 545\ufffd, 557 -> §1º\ufffd, CPC).
* Regularidade formal: a lei determina que o recorrente observe uma determinada forma para a interposição do recurso.
* Preparo: 
"Pagamento antecipado das custas do recurso." (Nelson Nery Junior);
Regra Geral -> art. 511\ufffd, CPC -> tem que ser comprovado no momento da interposição.
* a ausência de preparo leva à deserção (pena estipulada para ausência de preparo).
* Inexistência de fato impeditivo ou extintivo do poder de recorrer
desistência do recurso - art. 501, CPC. o recorrente poderá, a qualquer tempo (até que o recurso possa ser julgado), sem a anuência do recorrido, ou dos litisconsortes desistir do recurso.
-> Recurso adesivo: É uma forma de recorrer. É possível na apelação, nos embargos infringentes, no Resp. e no recurso extraordinário. Art. 500\ufffd, CPC - somente se usa como estratégia, pois fica subordinado ao recurso principal e, somente vai ser julgado, se o principal também for.
 
09/08/2013
ACEITAÇÃO DA DECISÃO
* art. 503\ufffd, CPC.
DESISTÊNCIA DA AÇÃO
* Se a parte desistir, não pode recorrer.
RENÚNCIA AO DIREITO QUE FUNDAMENTAÇÃO E RECONHECIMENTO JURÍDICO DO PEDIDO
* Reconhecimento jurídico do pedido é ato do réu que ao invés de contestar, comparece para reconhecer. Ex: Ação de cobrança.
* Extingue o processo com resolução de mérito em favor do autor. Art. 269. V - A, CPC.
* Se o autor renunciar, o juiz extingue o processo com resolução de mérito.
* O réu não renuncia, ele só reconhece o pedido do autor.
SÚMULA IMPEDITIVA DE RECURSO
* A lei permite ao juiz que não receba o recurso de apelação quando a sentença estiver em conformidade com súmula do STJ rido STF, art. 518, §1º, CPC.
* EFEITOS DOS RECURSOS
* (Não formação da coisa julgada e efeito infringente) 
- Devolutivo;
- Suspensivo/ Ope legis (decorre de lei. Ex: art. 520, CPC)/ Ope judicis (é atribuído pelo juiz)) -> é o efeito pelo qual se retira a eficácia de uma decisão recorrida;
- Translativo: vem de translado/transferência. É o efeito pelo qual se transfere o conhecimento das matérias de ordem pública (não precisam ser de provocação) do juiz ad quo para o juiz ad quem;
- Expansivo (objetivo/subjetivo): é o efeito pelo qual a decisão do recurso expande atingindo um objeto maior do que foi pedido. Pode também atingir outras pessoas;
- Substitutivo; é o efeito pelo qual a decisão de mérito do recurso substitutivo a decisão recorrida.
- Efeito Devolutivo: É através deste efeito, que se limita a competência de reforma do tribunal. 
15/08/2013
PRINCÍPIOS GERAIS DOS RECURSOS
DUPLO GRAU DE JURISDIÇÃO: "Consiste na possibilidade de impugnar-se
Mariadosocorro
Mariadosocorro fez um comentário
obrigado, Doutores. ...
1 aprovações
Carregar mais