Aula 17 - Etapas do Desenvolvimento Motor
19 pág.

Aula 17 - Etapas do Desenvolvimento Motor


DisciplinaPsicomotricidade3.669 materiais13.108 seguidores
Pré-visualização1 página
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Etapas do Desenvolvimento Motor
*
*
*
Etapas do desenvolvimento psicomotor e idade psicomotoras
1ª Etapa - corpo vivido (até 3 anos de idade.
	Corresponde à fase da inteligência sensório-motora. É a fase da vivência \u2013corporal, aprende a manipular objetos e andar. Os elementos psicomotor e cognitivos caminham lado a lado, já que um depende do outro. É a fase de conhecimento das partes do corpo. A criança adapta suas ações a novas situações função de ajuste. 
143
*
*
*
Etapas do desenvolvimento psicomotor e idade psicomotoras - continuação
2ª Etapa \u2013 corpo percebido ou descoberto (3 aos 7 anos)
	Ocorre um ajuste mais controlado do corpo e de seus movimentos, apesar da dissociação gestual ainda não ser muito boa. A criança passa ater um maior domínio sobre o corpo. Começa a determinar melhor a coordenação e velocidade. Ajusta melhor as situações a objetos.
	Ocorre a dominância lateral.
144
*
*
*
Etapas do desenvolvimento psicomotor e idade psicomotoras - continuação
3ª etapa \u2013 corpo representado ( 7 aos 12 anos).
A criança amplia e organiza o seu esquema corporal. Não utiliza apenas o seu corpo como ponto de referência, mas utiliza pontos externo do seu corpo. 
Inicia a capacidade de antecipação dos fatos. 
Apresenta domínio do seu corpo. 
145
*
*
*
Habilidades Psicomotoras
146
*
*
*
Habilidades Psicomotoras - continuação
147
*
*
*
Habilidades Psicomotoras - continuação
148
*
*
*
Habilidades Psicomotoras - continuação
149
*
*
*
Habilidades Psicomotoras - continuação
150
*
*
*
Transtornos psicomotores
São perturbações no:
Esquema corporal
Tônus muscular
Imagem corporal
Confusões espaciais (lateralidade)
Rítmicas
Distúrbios de coordenação motora
Equilíbrio
151
*
*
*
Subdivisões dos transtornos psicomotores
Instabilidade psicomotora
Inibição psicomotora
Debilidade psicomotora
152
*
*
*
Instabilidades Psicomotoras
Suas características clínicas são:
Dificuldade de dar continuidade às brincadeiras e ás produções corporais
Necessidade de estar sempre em movimento
Atitudes expansivas e explosivas
Incapacidade de relaxar e permanecer quieto
Descontrole emocional e neurovegetativo ( sudorese nas mãos, dores de barriga, vontade de urinar)
Paratonias
Sincinesias intensas, difusa e de instalação rápida
Atividades desordenadas
Atenção dispersa, ocasionando alterações perceptivas e dificuldade para focalizar atenção.
Pouca eficácia na realização de trabalhos prolongados
Nível mental normal
Alteração das relações interpessoais.
153
*
*
*
Categorias das Instabilidades Motoras
1 \u2013 Estado de tensão
1.1 \u2013 Características clínicas observadas nas crianças:
	Pode ser observado com crianças com as seguintes características:
Estado geral de alerta permanente resulta em hipertonia generalizada
Agitação e movimentos bruscos e explosivos
Corpo vivido com um conjunto de tensões internas.
154
*
*
*
Categorias das Instabilidades Motoras - continuação
1.2 - Manifestações posturais
Câimbras na escrita
Paratonias
Bloqueio respiratório
Retenção de gestos
Estado geral de alerta permanente
Tiques, tosse nervosa, etiologia de algumas gagueiras
Dificuldade na organização do brincar, do construir, sua busca é de desviar o olhar do ouro. 
155
*
*
*
Categorias das Instabilidades Motoras - continuação
1.3 \u2013 Manifestações gerais
Grafismo rígido
Grande agitação motora (constante mudança de atividade)
Grande tensão
Grande contração muscular
Impulsividade
Falta de destreza que conduz à demolição, à destruição, mesmo que não intencional dos objetos. 
156
*
*
*
Categorias das Instabilidades Motoras - continuação
2- Estado de deiscência
2.1 \u2013 Características clínicas
Presença de estado de hipotonia generalizada
Características tônicas elásticas e flexíveis
Certa apatia
Palidez
Certa labilidade vascular, fazendo hematomas com facilidade
Movimentos rápidos e lábeis dando a impressão de descontrole da atividade (grafismo desordenado). A criança esbarra muito nos objetos.
157
*
*
*
Categorias das Instabilidades Motoras - continuação
2.2 \u2013 Manifestações posturais
Apatia
Estado de hipotonia
Características tônicas elásticas e flexíveis
2.3 \u2013 Manifestações motoras
Gestos rápidos, e lábeis (descontrole das atividades)
Grafismos lábil, porém preciso
Criança esbarra muito nos objetos
A criança vive encostada, colada ou esbarrando em alguém na tentativa de sentir limite do seu corpo. 
158
*
*
*
Categorias das Inibição Psicomotoras
Apresenta as seguintes características clínicas
Crianças quietas demais, ficam tensas com facilidade, demonstrando cansaço e fadiga, paralisia, angústia diante das situações (alterações de tônus de atitude)
Corpo limitado que não se presta a exploração do mundo e a exploração das relações com outro.
Corpo vivido como objeto de desejo do outro.
Inibição, paralisia, angústia diante das situações
Bloqueio geral, crianças quietas demais
Movimentos amplos são evitados, expressividade de gestualidade pobre e prejudicada
Angústia com facilidade
Cansaço e fadiga
São crianças que não perturbam, mas não desejam, não lutam pelo que querem, não têm iniciativa, não se defendem.
159
*
*
*
Categorias da Debilidade Psicomotora
Ajuriaguerra \u2013 \u201c é o estado de insuficiência nas funções motoras\u201d. 
Dupré \u2013 \u201c processo de interrupção do desenvolvimento das funções motoras, debilidade psicomotora se caracteriza por alteração do movimento intensional, chegando a impossibilidade de realizá-la voluntariamente. 
160