A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Av1, Av2, AV, AVs 68 questões retiradas das provas que encontrei aqui no site.

Pré-visualização | Página 1 de 2

1 -Mencione as causas da Revolução do Porto e cite seus objetivos com relação a D. João e ao Brasil.
A abertura dos portos às nações amigas e, posteriormente, a elevação do Brasil à categoria de reino unido afetou a economia de Portugal, que já estava abalada pela invasão francesa e ausência do rei. Por esse motivo, deu-se a revolução na cidade do Porto que, entre outras resoluções exigia o imediato retorno de D. João a Portugal e propunha a recolonização do Brasil.
2- O ministro da fazenda que está associado ao Plano Real é:
Fernando Henrique Cardoso
3- É fato que a capitania hereditária de Pernambuco foi bem sucedida. A causa desse sucesso é explicada:
Pela obtenção de recursos para a implantação dos engenhos
4- As Assembleias Provinciais que, dentre outros poderes, passaram a ter o de repartir a renda entre o governo central, as províncias e os municípios, surgiram:
No período regencial
5- Fato marcante ocorrido no primeiro reinado brasileiro foi:
A outorga da primeira Constituição brasileira, em 1824
6- Os países que compunham a Tríplice Aliança eram:
Uruguai, Argentina e Brasil
7- Na época do descobrimento do Brasil, a produção agrícola indígena local caracterizava-se:
Pelo cultivo de feijão e mandioca
8- Aborde resumidamente a motivação da Guerra do Paraguai e suas consequências para o povo paraguaio e descreva o que foi a Tríplice Aliança.
O desejo de domínio exclusivo da navegação no rio Paraguai fez com que Solano Lopes invadisse Mato Grosso. A reação do Brasil foi imediata e contou com a ajuda da Argentina e Uruguai, formando a Tríplice Aliança. O Paraguai foi arrasado e sua população masculina adulta praticamente dizimada.
9- O país que mais se beneficiou com a abertura dos portos às nações amigas foi:
Inglaterra
10- Em ordem cronológica, as produções dos dois ciclos do café foram escoadas, respectivamente, pelos seguintes portos:
Rio de Janeiro e Santos
11- O pacto colonial determinava que a produção do "plantation":
Seria exportada exclusivamente para a coroa
12- A instituição do Governo Geral no Brasil deveu-se:
Ao insucesso do modelo das Capitanias Hereditárias
13- A vinda da família real portuguesa para o Brasil é explicada:
Pela defesa dos interesses da coroa portuguesa
14- A elevação do Brasil à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves:
Legitimou a participação de Portugal no Congresso de Viena após a derrota de Napoleão.
15- A sequência cronológica da expansão marítima portuguesa fica caracterizada pelas conquistas de:
Ceuta, Cabo da Boa Esperança e Calicute
16- Das alternativas abaixo, o que NÃO se incluiu nas medidas adotadas por D. João VI no Brasil foi a:
Repressão à cultura
17- O primeiro triângulo comercial português resultante da expansão marítima foi definido por:
Ilhas Atlânticas, Costa Ocidental da África e Europa
18- O modelo de produção agrícola denominado "plantation" caracterizava-se:
Pelo cultivo de um único produto em grandes propriedades através de mão de obra escrava
19- No Brasil colônia, assinale em que região se deu a produção de fumo em escala de exportação:
Recôncavo baiano.
20- A descoberta do Brasil trouxe uma conseqüência bastante negativa. Assinale qual foi :
O quase total desaparecimento da população indígena
21- Das alternativas abaixo, o que NÃO se incluiu nas medidas adotadas por D. João VI no Brasil foi a:
Repressão à cultura
22- O importante Código de Processo Criminal surgiu durante:
O período regencial
23- A primeira produção em grande escala no Brasil foi:
Cana de açúcar.
24- O pacto colonial determinava que a produção do "plantation": 
Seria exportada exclusivamente para a coroa
25- A partir de 1852, a importância da rede ferroviária fica evidenciada pela:
Construção da estrada de ferro Santos - Jundiaí com a expansão do porto de Santos
26- Tendo como foco da questão o destino da colônia (Brasil) que Portugal tinha na América, explique o dilema com
que D. João se deparou ao ser decretado o bloqueio continental por Napoleão Bonaparte.
Caso D. João não aderisse ao bloqueio continental, acreditava que Portugal seria invadido e dominado
pelas forças francesas. Caso obedecesse às determinações de Napoleão certamente perderia sua principal colônia
para a Inglaterra que, até então, era sua aliada. D. João optou por manter sua colônia (transferindo a corte para o
Brasil) e a aliança com os ingleses.
27- Fato marcante ocorrido no primeiro reinado brasileiro foi:
A outorga da primeira Constituição brasileira, em 1824
28- Mencione onde se deu, no segundo reinado, o início do processo de industrialização brasileiro e que papeis
desempenharam o Ministro Alves Branco e o Barão de Mauá nesse processo?
A região do Vale do Paraíba foia que abrigou as primeiras unidades industriais. A relevância do ministro
Alves Branco dá-se pelo fato de ter defendido o início do processo de industrialização ao elevar consideravelmente
as tarifas alfandegárias de importação. Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, foi o grande empreendedor
nessa época.
29- Os países que compunham a Tríplice Aliança eram:
Uruguai, Argentina e Brasil
30- O presidente civil responsável pela elaboração e implantação do Plano Real foi:
Itamar Franco
31- A relação entre a União Ibérica e o Brasil colônia pode ser exemplificado em qual resposta abaixo?
Permitiu a expansão do território brasileiro para o interior pelo descaso ao tratado de Tordesilhas.
32- A instituição do Governo Geral no Brasil deveu-se:
Ao insucesso do modelo das Capitanias Hereditárias
33- A vinda da família real portuguesa para o Brasil é explicada:
Pela defesa dos interesses da coroa portuguesa
34- A União Ibérica consistiu:
No domínio da Espanha sobre Portugal entre 1580 e 1640.
35- A motivação que levou Portugal enviar ao mar a expedição de Cabral deveu-se:
À descoberta do caminho marítimo para as Índias por Vasco da Gama
36- O país que mais se beneficiou com a abertura dos portos às nações amigas foi:
Inglaterra
37- Após o fim do pacto colonial, as importações do Brasil:
Eram, em sua maioria, de produtos ingleses devido às diferenças de tarifas alfandegárias
38- No Brasil colônia, assinale em que região se deu a produção de fumo em escala de exportação:
Recôncavo baiano.
39- A primeira Constituição promulgada no Brasil era:
Monárquico, hereditário e constitucional.  
40- O que não fez parte do ciclo do Café no Centro-Oeste Paulista?  
A comercialização interna dos escravos pelos proprietários rurais, 
41- Marque a única afirmativa certa acerca do ciclo do ouro e diamante:  
Aparecimento das camadas  médias urbanas 
42- A Revolução do Porto, em 1820, foi provocada
Pela ausência do rei e dos órgãos do governo e por crise militar 
43- Marque a melhor afirmativa sobre o período regencial
Revoltas regionais descentralizadoras 
44- Como se processava a obtenção de mão-de-obra escrava:  
No tráfico negreiro africano 
45- Sobre a Província Cisplatina, marque a afirmativa correta:   
O exército brasileiro expulsou os portugueses e foi expulso pelos uruguaios. 
46- O que mais se destacou na manutenção da monarquia brasileira:  
A unidade territorial de base continental 
47- O sistema de feitorias adotado pelos portugueses na colonização do Brasil reproduzia:  
O processo já adotado por Portugal no litoral do continente africano 
48- Como se caracterizava o voto na primeira República?  
Controlado pelos proprietários de terra através do coronelismo 
49- Quais eram os  poderes organizados pela monarquia brasileira:  
Conselho de Estado, Parlamento, Corte Suprema e Moderador 
50- Em 1820, a Revolução do Porto refletia, entre outras, uma crise militar baseada:
no fato do comando do Exército estar ocupado por oficial inglês 
51- Comente a postura de D. Pedro I, após a independência, com relação às insurreições nas províncias e sua consequência com relação ao território brasileiro.  
D. Pedro I agiu com firmeza contra