A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
142 pág.
Apostila HEMATOLOGIA COMPLETA

Pré-visualização | Página 1 de 50

Arlindo Ugulino Netto; Luiz Gustavo Barros; Yuri Leite Eloy – HEMATOLOGIA – MEDICINA P8 – 2011.1
99
MED RESUMOS 2011
ARLINDO UGULINO NETTO 
LUIZ GUSTAVO C. BARROS € YURI LEITE ELOY
MEDICINA – P8 – 2011.1
HEMATOLOGIA
REFERÊNCIAS
1. Material baseado nas aulas ministradas pelas Professoras Flávia Pimenta e Angelina Cartaxo na FAMENE 
durante o período letivo de 2011.1.
2. LORENZI, T. Manual de Hematologia – proped‚utica e clƒnica. 3ª ed., Atheneu: 2003.
3. GODMAN, C. Tratado de Medicina Interna. 21ª ed., Guanabara: 2001.
4. ZAGGO. Fundamentos de Hematologia. 19ª ed., Atheneu: 2001
Arlindo Ugulino Netto; Luiz Gustavo Barros; Yuri Leite Eloy – HEMATOLOGIA – MEDICINA P8 – 2011.1
100
MED RESUMOS 2011
NETTO, Arlindo Ugulino.
HEMATOLOGIA
SISTEMA SANGUÍNEO E HEMATOPOIESE
(Professora Flávia Pimenta)
O sistema hematol€gico, por defini‚o, consiste no conjunto de estruturas representadas pelo sangue e pelos 
locais onde este ƒ produzido, incluindo a medula €ssea e o sistema reticuloendotelial (SRE).
Hematopoiese (hematopoese ou hemopoese), ƒ o processo de forma‚o, desenvolvimento e matura‚o dos 
elementos do sangue (eritr€citos, leuc€citos e plaquetas) a partir de um precursor celular comum e indiferenciado 
conhecido como cƒlula hematopoiƒtica pluripotente, ou cƒlula-tronco (stem-cell). As cƒlulas-tronco que no adulto 
encontram-se na medula €ssea s‚o as respons„veis por formar todas as cƒlulas e derivados celulares que circulam no 
sangue.
RG‚OS DO SISTEMA SANGUƒNEO
Os €rg‚os que comp…em o sistema sangu†neo s‚o tambƒm a sede de forma‚o da maioria das cƒlulas 
sangu†neas. Deles, podemos citar: medula €ssea, timo, bao e linfonodos.
MEDULA ÓSSEA VERMELHA
A medula óssea vermelha,
popularmente conhecida como "tutano", ƒ um 
tecido gelatinoso que preenche a cavidade 
interna de v„rios ossos e fabrica os elementos 
figurados do sangue perifƒrico como: 
hem„cias, leuc€citos e plaquetas. 
A medula €ssea ƒ constitu†da por um 
tecido esponjoso mole localizado no interior 
dos ossos longos. ‡ nela que o organismo 
produz praticamente todas as cƒlulas do 
sangue: gl€bulos vermelhos (Eritr€citos), 
gl€bulos brancos (Leuc€citos) e plaquetas 
(Tromb€citos). Estes componentes do sangue
s‚o renovados continuamente e a medula 
€ssea ƒ quem se encarrega desta renova‚o. 
Trata-se portanto de um tecido de grande 
atividade evidenciada pelo grande nˆmero de 
multiplica…es celulares.
TIMO
O timo ƒ um €rg‚o linf„tico bilobulado que est„ localizado na por‚o antero-superior da cavidade tor„cica. Ele, 
que apresenta como fun‚o principal a matura‚o do linf€cito T, possui uma c„psula de tecido conjuntivo denso n‚o 
modelado de onde partem septos que dividem os lobos em l€bulos.
No ambiente lobular, pelo contato com cƒlulas do epitƒlio t†mico, macr€fagos e cƒlulas dendr†ticas interdigitantes, 
percusores dos linf€citos T oriundos da medula €ssea (ainda denominados timócitos) s‚o submetidos aos processos de 
matura‚o, sele‚o e diferencia‚o.
LINFONODO
Os linfonodos s‚o €rg‚os pequenos em forma de feij‚o que aparecem no meio do trajeto de vasos linf„ticos.
Eles “filtram” a linfa que chega atƒ eles, e removem bactƒrias, v†rus, restos celulares, etc. S‚o caracterizados por 
concentrar os folículos linfóides (linfócito B) e as regiões interfoliculares (linfócito T) ao longo dos vasos linf„ticos, 
exercendo a fun‚o de filtra‚o da linfa.
BAÇO
O bao ƒ um €rg‚o linf€ide secund„rio presente no quadrante superior esquerdo do abdome e respons„vel pela 
remo‚o tanto de part†culas estranhas do sangue como de hem„cias e plaquetas envelhecidas.
‡ o maior dos €rg‚os linf„ticos e faz parte do Sistema Ret†culo-Endotelial, participando dos processos de 
hematopoiese (produ‚o de cƒlulas sangu†neas, principalmente em crianas) e hemocaterese (destrui‚o de cƒlulas 
velhas, como hem„cias senescentes - com mais de 120 dias). Tem importante fun‚o imunol€gica de produ‚o de 
anticorpos e prolifera‚o de linf€citos ativados, protegendo contra infec…es.
Arlindo Ugulino Netto; Luiz Gustavo Barros; Yuri Leite Eloy – HEMATOLOGIA – MEDICINA P8 – 2011.1
101
ETAPAS DA HEMATOPOIESE COM RELA„‚O … FAIXA ET†RIA
Sabe-se que a medula €ssea ƒ o €rg‚o produtor das cƒlulas sangu†neas. Atƒ os cinco anos de idade, a medula 
de todos os ossos do corpo participa deste processo. A medida em que os anos avanam, ocorre uma substitui‚o
gordurosa na medula dos ossos longos, atƒ que, na idade adulta, somente os ossos da pelve (como o il†aco), o esterno, 
os ossos do cr‹nio, os arcos costais, vƒrtebras e as ep†fises femorais e umerais s‚o capazes de gerar cƒlulas 
sangu†neas. 
Portanto, a depender da fase de desenvolvimento na qual se encontra o ser humano, a forma‚o das cƒlulas do 
sangue pode variar de localiza‚o, como mostrado no esquema abaixo. 
 Desenvolvimento embrion€rio:
 3Œ semana de gesta‚o: ilhotas sangu†neas, presentes no saco vitelino, s‚o respons„veis pela hematopoiese.
 3 mŽs: migra‚o destas cƒlulas primordiais para o f†gado; pouco depois, ocorre hematopoiese tambƒm no bao, 
timo, linfonodos.
 6 mŽs: in†cio do per†odo medular
 7-8 mŽs: per†odo hepatoesplŽnico-t†mico chega ao seu ponto m†nimo.
 Ao nascimento, h„ hemopoese em praticamente todos os ossos do corpo. Ocorre ainda uma hematopoiese 
residual ou nula no f†gado e bao (ver OBS1); os €rg‚os recuperar‚o a capacidade hemopoƒtica no adulto, em 
caso de necessidade (situa…es patol€gicas), com exce‚o do timo.
 2 - 4 anos de idade: comeam a aparecer adip€citos na medula €ssea (MO), reduzindo a medula €ssea 
vermelha (que ƒ a medula €ssea metabolicamente ativa). Esta redu‚o da medula €ssea vermelha ƒ progressiva 
e fisiol€gica, sendo ela substitu†da, gradativamente, por medula €ssea amarela (ou adiposa), que n‚o produz 
cƒlulas sangu†neas. 
 Criana – adulto jovem: com o progredir da idade, a medula vermelha comea reduzir de forma centr†peta, 
passando a se localizar mais no esqueleto axial. Ocorre, com isso, redu‚o da hematopoiese nos ossos longos 
e, no adulto, esta permanece apenas em ossos espec†ficos (cr‹nio, vƒrtebras, costelas, esterno, osso il†aco e 
ep†fises de ossos longos). A hemopoese volta a ocorrer nos ossos longos apenas em situa…es patol€gicas, 
hem€lise e hemorragias.
 Adulto maduro: a rela‚o entre medula €ssea vermelha e medula €ssea amarela se estabiliza na 2Œ dƒcada de 
vida, a n‚o ser que haja patologias. Na 7Œ dƒcada, h„, na medula €ssea, cerca de 1/3 de tecido adiposo e 2/3 de 
hematopoiƒtico ap€s 7Œ dƒcada; a hemopoese decai e ocupa de  a 1/3 do volume medular.
OBS1: O fato de a criana ainda apresentar uma hematopoiese residual no bao e no f†gado, justifica a facilidade com a 
qual elas apresentam hepato-esplenomegalia diante de qualquer situa‚o que exija a maior produ‚o de cƒlulas 
sangu†neas, como uma infec‚o, por exemplo. Alƒm do mais, todos os ossos est‚o ocupados por medula €ssea 
vermelha na inf‹ncia, sendo imposs†vel a expans‚o da mesma para um maior aporte na produ‚o de cƒlulas do sangue 
– da† a necessidade da hiperplasia daqueles €rg‚os que j„ foram hematopoiƒticos no per†odo embrion„rio (f†gado e 
bao).
HEMATOPOIESE
J„ se sabe que a medula €ssea com atividade hematopoiƒtica ƒ denominada medula óssea vermelha (medula 
metabolicamente ativa), devido ‘ presena de grande quantidade de hem„cias e precursores eritr€ides. O restante dos 
ossos contƒm a denominada medula óssea amarela, preenchida por tecido adiposo, porƒm com potencial para voltar a 
produzir cƒlulas sangu†neas sob determinados est†mulos. 
Sabemos que todos os elementos do sangue (hem„cias, plaquetas e leuc€citos) originam-se de uma ˆnica 
cƒlula progenitora, denominada cƒlula-tronco (stem cell ou cƒlula-m‚e). Estas cƒlulas apresentam duas propriedades 
que as distinguem das demais cƒlulas do organismo – elas s‚o pluripotentes e autoperpetuantes. Isso significa que as 
cƒlulas-tronco