Temperatura e termorregulação

Temperatura e termorregulação


DisciplinaFisiologia Animal Comparada105 materiais1.687 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Temperatura e termorregulação 
Unioeste, Campus de Cascavel 
Fisiologia Animal Comparada 
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Mecanismos termorreguladores em endotermos
Mecanismos regulatórios comportamentais e fisiológicos das trocas de calor com ambiente
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Mecanismos regulatórios comportamentais e fisiológicos das trocas de calor com ambiente (nesta aula) 
Regulação da termogênese (veremos nas próximas aulas)
Porcos se refrescam chafurdando na lama
Mecanismos termorreguladores em endotermos
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
O agrupamento aquece \u2013 reduz superfície exposta 
Termorregulação comportamental em endotermos
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Pinguineiras \u2013 o agrupamento aquece \u2013 reduz superfície exposta 
Termorregulação comportamental em endotermos
GILBERT, C.; ROBERTSON, G.; Le MAHO, Y.; NAITO, Y.; ANCEL, A. (2006)
\u201cHuddling behavior in emperor penguins: dynamics of huddling.\u201d
Physiology & Behavior, 88, 479-488.
Disponível em: http://arxiv.org/ftp/q-bio/papers/0701/0701051.pdf
Cerca de 2500 pinguins Imperador agrupados no inverno
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
GILBERT, C.; BLANC, S.; Le MAHO, Y.; ANCEL, A. (2008)
\u201cEnergy saving processes in huddling emperor penguins: from experiments to theory\u201d.
Journal of Experimental Biology, 211, 1-8.
Disponível em: http://jeb.biologists.org/content/211/1/1.full.pdf
Pinguineiras \u2013 o agrupamento aquece \u2013 reduz superfície exposta 
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Termorregulação comportamental em endotermos
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Comportamento termorregulador
Evasão
Migração
Bastante comum em aves e em grandes mamíferos
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Hábito noturno \u2013 termorregulação comportamental
http://www.oceanoasis.org/fieldguide/images/dipo-mer-oo.jpg
Termorregulação comportamental \u2013 toca subterrânea
http://www.bbc.co.uk/lookeast/content/images/2007/06/07/alan_chapman_250_250x300.jpg
http://www.pick-upau.org.br/turma/blog_do_pick_upau/blogando_2009/blog_04_2009/blog_pick_upau_04_2009.htm
Obs: Já vimos a importância do hábito noturno e do refúgio térmico quando estudamos osmorregulação em animais terrestres Relembre!
Termorregulação comportamental em endotermos
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
http://www.life.umd.edu/classroom/bsci338m/image_archives/Carnivora/serval2.jpg
http://audubonmagazine.org/books/wolves/images/furEllipse.jpg
FRIO \u2013 Mecanismo comportamental termorregulador
Redução da Área de Superfície (AS) exposta: \u201cse encolher de frio\u201d
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
SCHMIDT-NIELSEN, K. (2002). Fisiologia Animal Adaptação e Meio Ambiente. (5ª ed.)
FRIO \u2013 Mecanismo comportamental termorregulador
Redução da Área de Superfície (AS) exposta: \u201cse encolher de frio\u201d
Veja mais fotos, explicações e vídeos sobre termorregulação em pássaros no excelente sítio de materiais didáticos
RITCHISON, Gary. Avian Biology. XII - Energy Balance & Thermoregulation
Disponível em: http://people.eku.edu/ritchisong/birdmetabolism.html 
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
CALOR - Comportamento termorregulador em endotermos
Banho dos elefantes \u2013 aumento da perda de calor (evaporação) SEM gasto de água corporal
SADAVA, D. et. al. (2009)
Vida. A Ciência da Biologia. Vol. 3 (8ª ed.). 
CAIN, M. L.; BOWMAN, W. D.; HACKER, SD. (2008) Ecology. 
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Banho dos elefantes
http://otrabiologia.files.wordpress.com/2012/02/1-elefantes.pdf
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Ofegação e salivação
Ofegação e movimentos gulares 
(vibração da garganta) em aves
Aumento da perda de calor por evaporação \u2013 termorregulação fisiológica em endotermos
Espalhar saliva sobre pêlos
(comum em roedores e marsupiais)
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Vibração gular em aves
HILL, R. W.; WYSE, G. A.; ANDERSON, M. (2012). Fisiologia Animal. (2a ed.)
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Perda de calor por evaporação
Sudorese e ofegação
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Mecanismos termorreguladores comportamentais 
e fisiológicos em endotermos. 
Observe na foto: aumento da perda de calor e redução do ganho de calor: ofegação, movimentos gulares e ficar à sombra
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
HETEROTERMIA
HETEROTERMIA regional
HETEROTERMIA temporal
em ectotermos e em endotermos
Trocadores vasculares de calor
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Perna de mamífero (lobo, caribu, cães que puxam trenós) ou de ave pernalta
(no esquema -
perna de ganso- canadense)
Nadadeira de foca, golfinho e baleia
(no esquema -
nadadeira de golfinho)
ENDOTERMOS no FRIO
Heterotermia regional - temperatura reduzida nas extremidades 
Redução do isolamento térmico nos membros permite locomoção 
Trocadores vasculares de calor IMPEDEM perda excessiva de calor do corpo 
COMO??
Sangue arterial (QUENTE) e venoso (FRIO) estão em íntimo contato -TROCA de CALOR:
Sangue que chega à extremidade através das artérias é resfriado enquanto aquece o sangue venoso que retorna ao centro. Sangue que retorna ao centro do corpo vindo da extremidade é AQUECIDO. 
Extremidade é mantida SEMPRE FRIA
Extremidades em contato DIRETO com ambiente são mantidas FRIAS. O animal caminha sobre o gelo/ nada na água gelada....sem resfriamento do corpo!!!!
Seção transversa
CAMPBELL, N. A. et. al. ( 2010). Biologia. (8ª ed.)
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
ENDOTERMOS no FRIO
Heterotermia regional - temperatura reduzida nas extremidades 
Trocadores vasculares de calor IMPEDEM perda excessiva de calor do corpo 
CAMPBELL, N. A. et. al. ( 2010). Biologia. (8ª ed.)
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
ENDOTERMOS no FRIO 
Heterotermia regional em endotermos
Temperatura reduzida nas extremidades 
HILL, R. W.; WYSE, G. A.; ANDERSON, M. (2012). Fisiologia Animal. (2a ed.)
RANDALL, D.; BURGGREN, W. ; FRENCH, K. (1997)
Eckert animal physiology: mechanisms and adaptations. (4th ed.)
Ar = -30ºC
Unioeste, Campus de Cascavel
Fisiologia Animal Comparada
Profa. Ana Carla Marques da Silva
Heterotermia regional em ectotermos
Temperatura central elevada
http://www.bio.davidson.edu/Courses/anphys/2000/CrawfordR/ccbloodflow.htm
Dermochelys coriacea (tartaruga-de-couro) 
T corporal central no mínimo 18ºC acima da T ambiental
Tc = cerca de 25ºC em temperatura da água (Ta) de 7,5ºC 
Inércia térmica - grande tamanho e pequena superfície específica \u2013baixa razão AS:V 
Trocador