A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
97 pág.
Apostila Anatomia I

Pré-visualização | Página 1 de 20

FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE 
MEDICINA VETERINÁRIA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
APOSTILA DE ANATOMIA I 
 
 
 
 
PROF. DANIEL HERBERT DE MENEZES ALVES 
MEDICO VETERINÁRIO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
MONTES CLAROS/MG 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
2 
 
 
 
 
Oração do Cadáver 
 
 
Ao curvar-se sobre um cadáver desconhecido, para estudar sua anatomia, 
lembre-se de que este corpo nasceu do amor de duas almas... 
 
... Cresceu embalado pela fé e esperança daquela que em seu seio o agasalhou. 
Sorriu e sonhou os mesmos sonhos das crianças e dos jovens... 
 
... Por certo, amou e foi amado e sentiu saudades dos outros que partiram, esperou o 
amanhã feliz e agora jaz na fria lousa, sem que por ele se derrame uma lágrima 
sequer, sem que tivesse uma só prece... 
 
... Seu nome só Deus o sabe, mas o destino inexorável deu-lhe o poder e grandeza de 
servir à humanidade que por ele passou indiferente. 
 
 
 
 
 
 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
3 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA DOS ANIMAIS DOMESTICOS 
 
 
Conceito: 
 
 Anatomia é o ramo da ciência que trata da forma e estrutura dos 
organismos. Etmologicamente, Anatomia significa cortar separando ou 
dissociando as partes do corpo. No período inicial de seu desenvolvimento, a 
anatomia era uma simples ciência descritiva, baseada em observações 
realizadas a olho nu e com o uso de instrumentos simples de dissecação – 
bisturi, pinça e outros. 
 
(Ana= em partes, Tomein= cortar) 
 
Tipos de Anatomia: 
 
 - MACROSCOPICA = Possível ao alcance visual; 
 - MICROSCOPICA OU HISTOLOGICA = Só ao alcance microscópico; 
 - EMBRIOLOGICA = Se estuda durante a primeira fase do 
desenvolvimento, indo até a formação dos tecidos e órgãos; 
 - ONTOGÊNCIA = É utilizada para designar o desenvolvimento completo 
total do indivíduo; 
 - FILOGÊNCIA = É a historia ancestral das espécies é constituída pelas 
modificações evolutivas que sofreu, mostradas pelos registros geológicos. 
 - VETERINÁRIA = Lida com a forma e a estrutura dos principais animais 
domésticos. É geralmente estudada tendo em vista a formação profissional e, 
portanto, é de caráter altamente descritivo. Trata da forma e estrutura dos 
principais animais domésticos; 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
4 
 - COMPARADA = É a descrição e a comparação dos animais, estabelece 
a estrutura dos animais e a base para a sua classificação; 
 - ESPECIAL = É a descrição da estrutura de um simples tipo ou espécie. 
Descreve a estrutura de um só tipo ou espécie. 
 
Exemplo: 
 
 - ANTROPOTANIA: Anatomia humana; 
 - HIPOTOMIA: Anatomia do cavalo; 
 - KYNOTOMIA: Anatomia do cão. 
 
Métodos especiais de estudar Anatomia: 
 
 Anatomia Sistemática: Estuda o corpo formado por órgãos que se 
agrupam em aparelhos que tem origem e estrutura similares e estão 
associados para realizarem certas funções. 
 
Exemplos: 
 
1. Osteologia: descrição do esqueleto (osso e cartilagem), cujas funções 
são apoiar e proteger as partes macias do corpo; 
2. Sindesmologia: descrição das junturas, cujas funções são dar 
mobilidade aos seguimentos dos ossos rígidos e mantê-los unidos 
através de fortes faixas fibrosas, os ligamentos; 
3. Miologia: descrição dos músculos e estruturas acessórias que funcionam 
para colocar os ossos e as articulações em movimentos; 
4. Esplancnologia: descrição das vísceras (incluindo os aparelhos digestivo, 
respiratório e urogenital, o peritônio e as glândulas endócrinas); 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
5 
5. Angiologia: descrição dos órgãos da circulação (coração, artérias, veias, 
linfáticos e baço); 
6. Neurologia: descrição do sistema nervos, sua função é controlar e 
coordenar todos os outros órgãos e estruturas; 
7. Estesiologia: É o estudo dos órgãos dos sentidos que põem o indivíduo 
em contato com o meio ambiente e tegumentos, que funciona 
principalmente como um revestimento protetor do corpo, como uma 
parte importante do sistema regulador de temperatura. 
 
 
Anatomia Topográfica: 
 
 Para que a posição e aferição das partes do corpo sejam indicadas 
precisamente, empregam-se certos termos descritivos que precisam ser 
conhecidos desde já. 
 - Dorsal e Ventral; 
 - Plano Mediano, Plano Frontal e Plano Transversal; 
 - Cranial e Caudal. 
 
Anatomia Aplicada: 
 
 Considera, o anatômico em relação a outras disciplinas como a cirurgia, 
semiologia, clínica, etc. 
 
Nomenclatura Anatômica Veterinária: 
 
 Padronizar os termos empregados em todo o mundo. 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
6 
 Foi editada em 1968, em Viena, pelo C.I.N.A.V (Comitê Internacional de 
Nomenclatura Anatômica Veterinária), onde foram descritos os seguintes 
princípios: 
 
1. Os termos, na lista oficial, são escritos em latim, mas os 
anatomistas podem traduzi-los para as suas respectivas línguas; 
2. As estruturas que estão muito relacionadas topograficamente 
devem possuir nomes similares; por exemplo: artéria femoral, 
veia femoral, nervo femoral – todos ligados ao osso fêmur. 
3. Os termos derivados de nomes próprios (epônimos) não devem 
ser usados; por exemplo: Tendão Calcanear Comum - em vez de 
Tendão de Aquiles. 
4. Os termos devem ser fáceis de se lembrar e devem também, 
antes de tudo, possuir valor instrutivo e descritivo; como por 
exemplo: Nervo Mediano. 
 
 
 
Usam-se as seguintes abreviaturas para os termos gerais de Anatomia: 
 
A= Artéria; 
M= Músculo; 
N= Nervo; 
V= Veia; 
R= Ramo; 
GL= Glândula; 
LIG= Ligamento; 
GGL= Gânglio; 
AA= Artérias; 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
7 
MM= Músculos; 
NN= Nervos; 
VV= Veias; 
RR= Ramos. 
 
Divisão do corpo dos animais domésticos: 
 
Dividi-se em cinco partes fundamentais: 
 
Cabeça – pescoço – tronco – membros – cauda. 
 
 
Obs: 
 
Tronco: tórax, abdome, pelve. 
Membros: torácicos (anteriores) e pelvinos (posteriores). 
 
Posição Anatômica: 
 
 Para evitar divergências na descrição do corpo dos animais, 
estabelece-se uma oposição fundamental de descrição anatômica para 
os Quadrúpedes que é a seguinte: 
 O animal está de pé, com os quatro membros estendidos em 
firmemente apoiados no solo, o pescoço está encurvado para cima, 
formando um ângulo de cerca de 145º com o dorso, a cabeça se 
mantém mais ou menos ereta num plano horizontal de modo que as 
narinas estejam voltadas para à frente. E os olhos voltados para o 
horizonte. 
 
 
 
DEPERATAMETO DE MEDICINA VETERINÁRIA 
Disciplina de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I 
 
Prof. Daniel Herbert de Menezes Alves 
Medico Veterinário 
 
8 
Planos e eixos do corpo dos animais domésticos: