RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS
2 pág.

RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS


DisciplinaRecursos Humanos6.960 materiais22.614 seguidores
Pré-visualização1 página
1. RECURSOS HUMANOS
Segundo Albuquerque (2006) uma vez definida as necessidades de pessoal para executar o projeto e compor sua equipe inicia-se o processo de seleção e recrutamento de candidatos que preencham o perfil traçado.
Ainda de acordo com Albuquerque (2006, p.79) acerca do processo:
O processo de seleção consiste na escolha, entre os candidatos recrutados, do que tenha o perfil mais adequado devendo-se, para isso, comparar as características deste com as exigências. È aconselhável fazer entrevistas, pois trata-se de importante oportunidade para obter mais informações profissionais e pessoais acerca dos candidatos. Após a contratação do novo membro, este deve ser apresentado aos demais componentes da equipe e ser informado sobre os procedimentos internos, sobre o objetivo do programa e os da organização.
1.2 DEFINIÇÃO DE CARGOS E SALÁRIOS
Segundo Albuquerque (2006) são utilizadas duas formas de contratação para se trabalhar em projetos sociais pertencentes ao terceiro setor. 
1.1.1 Trabalho não remunerado
Na visão de Albuquerque (2006, p.80) sobre o trabalho não remunerado:
O trabalho não remunerado é exercido por voluntários e regulado pela Lei nº 9608/98, conhecida como Lei do voluntariado. O trabalho voluntário não gera vinculo empregatício nem obrigação de natureza trabalhista, previdenciária e etc. Para que seja considerado voluntário, é preciso que o trabalho preencha os seguintes requisitos:
Ser voluntário (não pode ser imposto ou exigido como contrapartida de algum beneficio prometido pela entidade).
Ser gratuito
Ser prestado pelo individuo isoladamente (e não por organização da qual ele faça parte).
Ser prestado a entidade governamental ou privada sem fins lucrativos e voltada para objetivos públicos.
1.1.2 Trabalho remunerado
Já em relação ao trabalho remunerado Albuquerque (2006, p.80) explica que:
As organizações do terceiro setor \u2013 apesar dos protestos de muitas delas não têm nenhum tratamento privilegiado pelo fato de serem entidades sem fins lucrativos. Devem seguir estritamente as regras da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e das Convenções Coletivas de Trabalho ao contratar funcionários. 
Os valores a serem definidos são compostos por vários fatores, dentre eles destacam-se: Prioridades do projeto, disponibilidade de recursos, valores de mercado e porte da organização.
2. RECURSOS MATERIAIS
Segundo Albuquerque (2006, p.86) acerca da definição de recursos materiais:
Recursos materiais são objetos utilizados nas atividades da organização, do programa ou do projeto, ou seja, mesas, cadeiras, computadores, impressoras, material de papelaria, etc.
A boa gestão dos recursos objetiva controlar e organizar o uso e o abastecimento para que as atividades possam ser desenvolvidas. A gestão dos recursos materiais é o processo pelo qual são quantificados segundo sua previsão de necessidades atentando-se para seu armazenamento e sua utilização para que não haja falta.
Em relação a sua classificação Albuquerque (2006, p.86) aponta que existem três tipos de recursos materiais sendo estes:
Materiais duráveis: móveis, utensílios e outros objetos cuja reposição é eventual.
Materiais de consumo: produtos de limpeza, lâmpadas etc.
Materiais didático-pedagógicos: utilizados em cursos, como apostilas, livros, canetas etc.