A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Aula 8

Pré-visualização | Página 1 de 2

Aula nº 6 - IPI 1
1. IPI - Imposto sobre os produtos industrializados
1.1 Conceito Geral e Fundamento Legal
1.2 Fato Gerador
1.3 Contribuintes
1.4 Base de Cálculo
1.5 Alíquota
1.6 Apuração e Recolhimento
1.7 Data de Vencimento do IPI e Documento de Arrecadação
2. Estudo de Casos: Contabilização
1. IPI - IMPOSTO SOBRE OS PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS
1.1 Conceito Geral e Fundamento Legal
Trata-se de um imposto indireto, de competência federal, ou seja, da União, conforme artigo 153, IV, da Constituição Federal.
Sua definição legal tem como base o disposto no artigo 4º do RIPI - Regulamento do Imposto sobre os Produtos Industrializados - Decreto 7.212/10, conforme
abaixo:
"Art. 4º Caracteriza-se industrialização qualquer operação que modifique a natureza, o funcionamento, o acabamento, a apresentação ou
a finalidade do produto, ou o aperfeiçoamento para consumo, tal como ( leis nº 4.502/64, art. 3º, parágrafo único, e 5.172/66, art. 46, pa-
rágrafo único):
I - a que, exercida sobre matéria-prima ou produto intermediário, importe na obtenção de espécie nova ( transformação );
II - a que importe em modificar, aperfeiçoar ou, de qualquer forma, alterar o funcionamento, a utilização, o acabamento ou a aparência do
produto ( beneficiamento);
III - a que consista na reunião de produtos, peças ou partes de que resulte um novo produto ou unidade autônoma, ainda que sob a 
mesma classificação fiscal ( montagem );
IV - a que importe em alterar a apresentação do produto, pela colocação de embalagem que se distine apenas ao transporte da merca -
doria ( acondicionamento );
V - a que, exercida sobre produto usado ou parte remanescente de produto deteriorado ou inutilizado, renove ou restaure o produto para
utilização ( renovação ou recondicionamento ).
Parágrafo único. São irrelevantes, para caracterizar a operação como industrialização, o processo utilizado para obtenção do produto e
a localização e condições das instalações ou equipamentos empregados."
TRANSFORMAÇÃO: Ação sobre uma matéria - prima, ou produto intermediário, resultasse em novo produto.
Exemplo: Ação sobre a madeira em estado bruto ( produto intermediário ) resultando em uma madeira parelhada.
TEMA
Prof. Antonio Damasceno Contabilidade Tributária
Aula nº 6 - IPI 2
BENEFICIAMENTO : Exemplo: Colocação de fechaduras, puchadores e porta-etiquetas, de fabricação própria do estabelecimento industrial
em produtos semi-acabados, que adquire de terceiros. - Fundamento Legal: PN - Parecer Normativo nº 84/71.
MONTAGEM: Ação de reunião de partes ou peças, mesmo que importadas, resultando em novo produto. Exemplo: Veículo.
ACONDICIONAMENTO OU REACONDICIONAMENTO: Exemplo: Engarrafamento do vinho natural.
A embalagem, desde que não se destine ao simples transporte do produto, 
caracteriza-se como prática de industria.
Fundamento Legal: PN nº 520/71
RENOVAÇÃO OU RECONDICIONAMENTO: Exceto se o serviço for executado por conta e ordem de terceiros, pois neste caso
estaria enquadrado como prestação de serviços, e, sendo assim, sujeito, apenas, ao ISS.
O IPI:
a) É Não - Cumulativo, conforme o art. 153, § 3º, inciso II, da Constituição Federal, ou seja, segue a mesma sistemática do ICMS quanto ao 
abatimento deste na saída ( venda );
b) É Seletivo, conforme preceitua o art. 153, § 3º, inciso I, da Constituição Federa, ou seja, deve taxar o produto segundo sua essencialida-
de. Neste caso, temos por exemplo uma taxação maior sobre os produtos considerados superfluos, tais como: perfumes e bebidas finas.
c) Não está sujeito ao princípio da ANTERIORIDADE, razão pela qual sua alíquota pode ser alterada durante o exercício financeiro.
1.2 Fato Gerador
São fatos geradores do IPI:
a) as saídas, de produtos industrializados, dos estabelecimentos industriais ou equiparados a industriais;e
b) o desembaraço aduaneiro de produtos importados.
1.3 Contribuintes
São considerados contribuintes do IPI:
a) estabelecimento industrial, que é todo aquele que executar qualquer operação de industrialização;
b) equiparados à indústria: estabelecimentos que, apesar de não realizarem operações de industrialização, são equiparados a tal, conforme se -
Prof. Antonio Damasceno Contabilidade Tributária
Aula nº 6 - IPI 3
gue:
1. importadores, inclusive filiais que exerçam o comércio de produtos importados, salvo se operarem exclusivamente a varejo;
2. filiais de estabelecimento industrial, na venda de seus produtos;
3. comerciantes de bens de produção, que têm caráter facultativo à equiparação a industrial.
1.4 Base de Cálculo
A base de cálculo do IPI é:
a) produto nacional: o preço da operação, na saída da mercadoria;
b) produto importado: será a base de cálculo dos impostos aduaneiros, acrescidos desses tributos e dos encargos cambiais pagos pelo importa-
dor.
1.5 Alíquota
As alíquota são variáveis e seguem a classificação dos produtos da tabela de incidência do IPI ( TIPI ), aprovada pelo Decreto Federal nº 4.070/01.
1.6 Apuração e Recolhimento
Conforme preceitua a IN da SRF nº 446/04 ( Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal nº 446 de 2004) é mensal, exceto para alguns 
produtos que permanecem na forma decendial.
LIVROS FISCAIS UTILIZADOS
Livro de registro de entrada e saída. - Modelo 1 e 2, respectivamente.
Livro de apuração do IPI modelo - 8
Livro de controle de Produção - Modelo 3
Livro de Impressão de documentos fiscais - Modelo 5
Utilização de documentos e termo de ocorrência - Modelo 6
Livro de Inventário - Modelo 7
1.7 DATA DE VENCIMENTO DO IPI e DOCUMENTO DE ARRECADAÇÃO
A regra geral diz que deverá ser recolhido até o 25º dia do mês subsequente ao mês de ocorrência dos fatos geradores, Decreto 7.212/2010.
O documento de arrecadação é o DARF - Documento de Arrecadação de Receitas Federais.
2. Estudo de Caso: Contabilização do IPI
1º Caso: Operação Isenta de ICMS
Operação com isenção do ICMS
Prof. Antonio Damasceno Contabilidade Tributária
Aula nº 6 - IPI 4
Um estabelecimento adquiriu, a prazo, 100 unidades por R$ 100.000,00 de matéria - prima com isenção de ICMS, porém com destaque do IPI de 
R$ 1.000,00 para a produção de determinado produto. Após o processo de transformação, onde foram consumidas toda a matéria - prima 
adquirida mais mão-de-obra e materiais indiretos, obteve-se o produto final, que fora vendido por R$ 250.000,00 a prazo.
Pede-se:
a) Apure o IPI na venda da produção, considerando a isenção do ICMS e IPI de 10%.
b) Apure o saldo final do IPI.
c) Elabore a escrituração contábil tributária, via razonetes, da operação, considerando o estabelecimento adquirente da matéria-prima
 ( compra e venda ).
Resposta:
a) Valor da operação : R$ 250.000,00 x 10% = R$ 25.000,00
"b" e "c") Para você !!! Querido aluno!!!!
2º Caso: Operação Isenta IPI, com ICMS de 18%.
Considerando os dados do 1º caso e que o mesmo estabelecimento adquiriu 500 unidades de mercadorias, a prazo, por R$ 150.000,00 com
destaque do ICMS no valor de R$ 27.000,00. No mesmo mês, vendeu 80% do estoque de mercadoria por R$ 200.000,00 a vista.
Pede-se:
a) Apure o saldo final do IPI. Justique sua apuração.
b) Apure o saldo final do ICMS. Justifique sua apuração.
c) Elabore a contabilização tributária, via razonetes, da operação ( compra e venda ).
3º Caso: Operação isenta de ICMS, com IPI de 15%.
Um estabelecimento industrial, adquiriu as seguintes quantidades de materias - primas, conforme abaixo:
Mês : Agosto/2010.
Saldo inicial de Materiais Indiretos 100 1.000,00 
IPI - Crédito ( Saldo Inicial em 01.08) 3.000,00 
Prof. Antonio Damasceno Contabilidade Tributária
Aula nº 6 - IPI 5
NF DATA VALOR IPI Quantidade em unidades Preço Unitário
Morango Sabor 222 08.08 100.000,00 18.000,00 100 1.000,00 
Chuppin Ltda. 333 20.08 50.000,00 9.000,00