A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
32 pág.
Diatermia_por_Ondas_Curtas

Pré-visualização | Página 1 de 2

Diatermia por Ondas Curtas
Eletroterapia de alta freqüência (↑
 
de 300.000 Hz) que 
utiliza a conversão
 
de energia eletromagnética em 
calor;
No espectro eletromagnético estão localizadas entre as 
microondas e a energia elétrica;
Utilizamos uma freqüência terapêutica de 27,12 MHz
 com comprimentos de onda de cerca de 11,06 metros
 (estabelecidos pelo acordo internacional de Atlantic
 
City, 
1947);
O que é Diatermia?Termo grego, significa Termo grego, significa ““aquecimento aquecimento 
atravatravéés des de””;;
Como acontece a conversão?
A passagem de uma corrente alternada de A passagem de uma corrente alternada de 
alta freqalta freqüüência por um tecido gera calor ência por um tecido gera calor 
profundo produzido pela movimentaprofundo produzido pela movimentaçção de ão de 
três tipos de moltrês tipos de molééculas:culas:
Não possuem íons livres ou pólos carregados, mas 
ainda assim respondem à
 
influência do campo criado 
pela DOC. A nuvem eletrônica ao redor das 
moléculas fica distorcida, porém a quantidade de 
calor é
 
desprezível.
Moléculas Apolares (gordura)
Moléculas Dipolares (água)
Os pOs póólos positivos das mollos positivos das molééculas alinhamculas alinham--se no sentido se no sentido 
dos pdos póólos negativos do eletrodo e vicelos negativos do eletrodo e vice--versa devido a versa devido a 
variavariaçção alternada em alta freqão alternada em alta freqüüência . O aquecimento ência . O aquecimento 
resulta do arrasto resulta do arrasto friccionalfriccional
 
das moldas molééculas adjacentes.culas adjacentes.
Moléculas Carregadas (íons)
Em resposta Em resposta ààs fors forçças de atraas de atraçção e repulsão em alta ão e repulsão em alta 
freqfreqüüência emitidas pelo campo elência emitidas pelo campo eléétrico, os trico, os ííons passam ons passam 
a oscilar seguindo as linhas de campo e a energia a oscilar seguindo as linhas de campo e a energia 
cincinéética delas tica delas éé
 
convertida em calorconvertida em calor
Formas de Transmissão de OC
1.
 
Método capacitivo:
Dois eletrodos por onde passa uma voltagem Dois eletrodos por onde passa uma voltagem 
alternada em alta freqalternada em alta freqüüência são colocadas sobre o ência são colocadas sobre o 
tecido a ser tratado gerando dois tipos de corrente:tecido a ser tratado gerando dois tipos de corrente:
Corrente de Condução: determina por onde passa 
e qual é
 
a intensidade da dose local. Leva em 
conta as características resistivas e o 
posicionamento dos tecidos em relação aos 
eletrodos
Corrente de Deslocamento: representa o 
deslocamento e a liberação da energia 
transformada. Leva em conta a capacidade de 
armazenamento de energia dos tecidos
Pele
Gordura
Músculo
Pele
Gordura
Eletrodo
Eletrodo
Energia Liberada 
(corrente de 
deslocamento)
Corrente de Condução (diminui a 
intensidade conforme a passagem 
da corrente pelas resistências)
A gordura tem uma capacidade de liberação de energia (constante 
dielétrica) próxima do músculo, porém resiste mais a passagem da 
corrente de condução por conter menos H2O, limitando sua 
penetração. 
Por isso, numa aplicação transversal a produção de calor é
 
maior na 
superfície (pele e gordura) do que na profundidade (músculo e osso). 
(13:1)
O calor é
 
conseguido com a absorção da energia e a maior absorção 
é
 
conseguida onde as linhas de campo estão mais concentradas.
Para melhorar a passagem da corrente de condução e conseguir 
uma melhor absorção da energia da corrente de deslocamento é
 preciso utilizar as ttéécnicas de posicionamento dos eletrodoscnicas de posicionamento dos eletrodos:
Aplicação Transversal:
Os tecidos estão perpendiculares as linhas 
de campo. Dito também em série. A 
intensidade da corrente é
 
maior na 
superfície do que na profundidade.
Aplicação Longitudinal:
A disposição dos tecidos está
 
±
 
na 
mesma direção que as linhas de 
campo entre os eletrodos. Dito 
também em paralelo. A corrente de 
condução seguirá
 
a via de menor 
resistência preferindo o músculo e 
outros tecidos ricos em H2O e 
íons. 
Técnica Coplanar:
Neste caso os eletrodos estão 
localizados no mesmo plano, 
lado a lado sobre a superfície 
do corpo a ser tratada. Devido a 
alta resistência da gordura e 
pelo fato de não haver linhas de 
campo atravessando todo o 
tecido, a absorção nos tecidos 
mais profundos será
 
baixa, 
tornando o método superficial.
Outros Fatores que Influenciam a 
Concentração das Linhas de Campo
Distância Eletrodo Distância Eletrodo ––
 PelePele::
 
↓
 
distância 
eletrodo-pele, ↑
 
a 
concentração de 
linhas de campo ao 
redor do eletrodo e 
torna mais superficial 
a concentração de 
energia.
Outros Fatores que Influenciam a 
Concentração das Linhas de Campo
Tamanho dos EletrodosTamanho dos Eletrodos::
 
↓
 o eletrodo, ↑
 
concentração 
das linhas de campo ao redor 
do eletrodo e torna maior a 
concentração de energia ao 
seu redor
Outros Fatores que Influenciam a 
Concentração das Linhas de Campo
LocalizaLocalizaçção dos eletrodos em relaão dos eletrodos em relaçção ão 
uns com os outros e com o corpouns com os outros e com o corpo::
 
se 
durante a aplicação longitudinal a 
distância eletrodo-pele for pequena, a 
energia se concentrará
 
mais na 
superfície, próximo a gordura e sobrará
 pouca energia para atravessar o restante 
dos tecidos. Ou se desejar tratar de 
forma coplanar uma determinada 
estrutura, a distância eletrodo-pele deve 
ser maior para alcançar a profundidade. 
Observar também a posição do plug
 
no 
caso do eletrodo tipo placa.
Lei dos Picos
Um eletrodo grande Um eletrodo grande 
sobre uma região sobre uma região 
tratada pequena faz com tratada pequena faz com 
que as linhas de campo que as linhas de campo 
se se concetremconcetrem
 
mais no mais no 
ponto mais ponto mais proximoproximo
 
ao ao 
eletrodo tornando mais eletrodo tornando mais 
superficial e superficial e 
concentrada a energia concentrada a energia 
nesta região.nesta região.
2.Método Indutivo:
A parte do corpo a ser tratada é
 exposta a um campo 
eletromagnético formado por uma 
corrente alterna de alta freqüência 
que passa em um condutor em 
forma de bobina. Este campo 
magnético forma uma corrente 
parasitária (corrente de indução) 
dentro do tecido. Como a 
constante de permeabilidade 
magnética é
 
praticamente igual em 
todos os tecidos, ela é
 
distribuída 
por igual e os tecidos ricos em 
água e íons se aquecem mais 
facilmente.
Formas de Aplicação
MODO CONTÍNUO:
 
aplicaaplicaçção que visa produão que visa produçção de calor nos ão de calor nos 
tecidos mais profundos. Não ocorre interruptecidos mais profundos. Não ocorre interrupçção da produão da produçção das ão das 
ondas. Os efeitos terapêuticos são os mesmos que o do calor.ondas. Os efeitos terapêuticos são os mesmos que o do calor.
MODO PULSADO:
 
aplicaaplicaçção visa os efeitos terapêuticos gerados ão visa os efeitos terapêuticos gerados 
pelo campo eletromagnpelo campo eletromagnéético, portanto tico, portanto éé
 
uma tuma téécnica cnica ““atatéérmicarmica””. . 
Nesta tNesta téécnica o aparelho fornece pulsos de ondas curtas numa cnica o aparelho fornece pulsos de ondas curtas numa 
determinada freqdeterminada freqüüência selecionada. Isto significa que o paciente ência selecionada. Isto significa que o paciente 
recebe uma menor dose de OC no mesmo intervalo de tempo que recebe uma menor dose de OC no mesmo intervalo de tempo que 
na aplicana aplicaçção contão contíínua.nua.
Cálculo da Potência Média (Pm)
Objetivo de DOCP:
 
selecionar a maior potência selecionar a maior potência 
posspossíível