MODELO   PROINTER FINAL 2017.2
26 pág.

MODELO PROINTER FINAL 2017.2

Pré-visualização6 páginas
ANHANGUERA EDUCACIONAL
Unidade de Apoio Presencial \u2013 Polo Caucaia/CE
Curso de Tecnologia em Logística 
JONATAS PEREIRA FELIPE DA SILVA \u2013 RA: 5248898892
Projeto Interdisciplinar Aplicado aos Cursos Superiores de Tecnologia II
Cidade Caucaia
2017
JONATAS PEREIRA FELIPE DA SILVA \u2013 RA: 5248898892
Projeto Interdisciplinar Aplicado aos Cursos Superiores de Tecnologia II
Projeto Interdisciplinar apresentado ao curso de Logística da Universidade Anhanguera como requisito parcial à obtenção de nota para aprovação da disciplina de Projeto Interdisciplinar aplicado aos cursos de Tecnologia II.
Tutora à Distância: Juliana Fabricia 
Tutor de Sala: Maruska Lima
Cidade Caucaia
2017
resumo
O projeto tem como objetivo analisar pontos fortes e pontos fracos de um sistema de gestão ambiental na COMPANHIA SIDERURGICA DO PECEM onde foram levantados a visão, missão e valores da empresa em questão. Missão - Produzir aço de forma segura, competitiva e sustentável, cuidando das pessoas, promovendo o desenvolvimento regional e gerando valor para nossos clientes, fornecedores e acionistas. Visão - Consolidar a CSP como referência mundial em segurança, qualidade, custo, desenvolvimento tecnológico e sustentável na produção de aço. Seus valores - Cuidar \u2013 Colaborar \u2013 Comunicar \u2013 Competir \u2013 Credibilidade. Foram analisados normas e políticas ambientais e também riscos, ameaças e oportunidades que a empresa tem, onde foram desenvolvidas pequenas ações de correção aos funcionários, como mudanças de cultura e hábitos. Essas ações serão complemento e correção da política ambiental já existente na COMPANHIA SIDERURGICA DO PECEM, promovendo uma melhora continua e melhor desempenho na gestão do meio ambiente promovendo um crescimento sustentável a empresa e ao meio ambiente. 
Palavras Chave: COMPANHIA SIDERURGICA DO PECEM - Sistema de Gestão Ambiental - Desenvolvimento Sustentável. 
Sumário
1 INTRODUÇÃO	5
2 DESENVOLVIMENTO	6
2.1 Descrição da organização	8 
2.2 Descrição do produto ou serviço	14
2.3 Análise swot	17 
2.4 Levantamento de campo	20
2.5 Resultados	22
2.5.1 Propostas de melhorias	23
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS	26
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS	27
1 INTRODUÇÃO
A tendência atual é que as empresas façam do seu desempenho ambiental um fator diferencial no mercado. O que significa, em alguns casos, adotar requisitos internos até mais restritivos que os legalmente impostos no país. O estudo para implantação de sistemas de gestão ambiental tem, ultimamente, galgado um nível de importância bastante elevado, pois cada vez mais tornou-se indispensável às empresas o adequado gerenciamento dos seus recursos, processo e produtos de forma a não agredir o meio ambiente e obter o melhor desempenho econômico. Desta forma, em todo mundo observa-se uma corrida pela certificação ambiental, como forma de garantir posição no mercado e melhoria do seu desempenho global. Essas ações são devidas as pressões da sociedade, que ainda e muito pequena principalmente Brasil e em outros países em desenvolvimento. Em relação a pressão dos clientes, o que se tem observado e que as maiores empresas estão buscando certificados e ao mesmo tempo estão pressionando seus fornecedores para que assim o façam e assim sucessivamente. Consequentemente buscar-se descobrir dentro do tema de empreendedorismo sustentável a melhor maneira de agir no atual mercado, buscando empreender para alcançar a prosperidade financeira, bem como a prosperidade nos diversos ambientes em que a empresa possa se situar, e com isso ganhar e garantir credibilidade de seus colaboradores e clientes para que os mesmos estejam satisfeitos não só com o produto e sim também com a responsabilidade social.
2 DESENVOLVIMENTO
Com o objetivo único de promover a ampliação da siderurgia no Brasil agregando mais valor ao minério e gerando riqueza e desenvolvimento para o Estado do Ceará e para o país, foi constituída no ano de 2007 a Companhia Siderúrgica do Pecém, tendo como primeiras acionistas a brasileira Vale e a sul-coreana Dongkuk. Três anos mais tarde, em 2011, a também sul-coreana Posco se somou a este projeto, constituindo a joint venture que deu início à CSP. Ocupando 998 hectares do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), considerado ideal por condições de solo, localização estratégica e viabilidade logística para a exportação, a obra da CSP tem previsão de duração de 44 meses, iniciados em janeiro de 2011, sob responsabilidade da Posco Engenharia e Construção do Brasil (PEC). A usina contará com a infraestrutura portuária do CIPP, que possui adequadas instalações de carga e descarga de materiais e produtos, além de acesso fácil por rodovias e ferrovias. Além dos acionistas, a CSP é constituída pelo sonho da sociedade, da iniciativa privada e do poder público, que investem credibilidade neste projeto que é constantemente compartilhado, com vistas a apresentar os reais desenvolvimentos econômico, social e ambiental que fazem parte do seu escopo. Vale ressaltar também que, após todos os estudos e ações efetivas já realizadas para preservação da flora e da fauna locais, a CSP destinará 25% dos US$ 4,8 bilhões totais em modernos equipamentos de monitoramento e controle de emissões, liberação de efluentes e gerenciamento de resíduos ao longo de suas operações. A Companhia ainda irá reaproveitar 97% do total de resíduos sólidos gerados, índice acima da média da siderurgia nacional. A CSP \u2013 Companhia Siderúrgica do Pecém, juntamente com as suas lideranças e seus empregados, assume o compromisso de garantir a qualidade de seus produtos, manter a segurança e saúde das pessoas, preservar o meio ambiente, atender aos requisitos legais e outros associados ao seu negócio e prover os recursos necessários, e por meio de seu sistema de gestão estabelece as seguintes diretrizes:
O respeito e o compromisso com a vida \u2022 Ter uma atitude decisiva que evite incidentes, promova a segurança, a saúde e a qualidade de vida dos trabalhadores.
A satisfação dos clientes e acionistas \u2022 Colocamos as necessidades e expectativas dos nossos clientes e acionistas como ponto central de atuação, visando atender aos seus requisitos.
Promover o desenvolvimento regional \u2022 Garantir o papel social da empresa na comunidade, atuando como um dos agentes catalisadores do desenvolvimento regional.
Gestão de riscos \u2022 A CSP busca identificar, eliminar, controlar ou mitigar os riscos do seu negócio associados à sua estratégia, à saúde e segurança, ao meio ambiente e às suas operações, produtos e serviços.
Proteger o meio ambiente \u2022 Promover ações para prevenção da poluição do meio ambiente, mantendo foco e postura proativos, objetivando uma operação sustentável durante todo o ciclo de vida de nossas atividades.
Desenvolver a competência dos trabalhadores \u2022 Manter programas e ações de treinamento e conscientização nas atividades relacionadas à qualidade, ao meio ambiente, à segurança e à saúde, objetivando os resultados desejados.
Melhoria contínua \u2022 Através de gestão de objetivos de desempenho, obter o comprometimento das pessoas na busca da melhoria contínua dos processos e do sistema de gestão para alcançar a excelência nos resultados
2.1 Descrição da organização
A empresa em questão é uma empresa do tipo Privada, CNPJ: 09.509.535/0001-67 e sua razão social é COMPANHIA SIDERURGICA DO PECEM e podemos dizer que seu nome fantasia é CSP que assim chamada sendo as iniciais de sua razão social. O motivo para a escolha do seu nome segue um padrão para toda siderúrgica no Brasil onde cita o seu porte COMPANHIA, seu ramo SIDERURGICA e o lugar onde está localizada PECÉM. Por ser uma empresa privada seus acionistas nomeiam quem vai administra sua empresa, segue nome e formação acadêmica de seus principais administradores:
Eduardo Parente \u2013 PRESIDENTE 
Eduardo Parente é engenheiro de produção formado pela Universidade Federal