A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
estatistica 2014 av2

Pré-visualização | Página 1 de 2

Parte superior do formulário
	
		
	 
	Fechar
	Avaliação: SDE0246_AV2_201301203891 » FUNDAMENTOS DA ESTATÍSTICA
	Tipo de Avaliação: AV2 
	A
	Professor:
	LAURO BOECHAT BATISTA
PAULO NEWTON MELO DE BARROS
	Turma: 9025/I
	Nota da Prova: 6,0 de 8,0         Nota do Trab.: 0        Nota de Partic.: 2        Data: 20/06/2014 14:35:34 
	
	 1a Questão (Ref.: 201301372203)
	1a sem.: Conceitos iniciais
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	Em uma pesquisa com erro de 1% para mais ou para menos, verificou-se que a estimativa do medicamento A teve eficiência de 92% e a estimativa do medicamento B com 94,2% de eficiência. Desta pesquisa conclui-se que:
		
	
	os medicamentos são estatisticamente diferentes quanto à eficiência, sendo que o medicamento B é o mais eficiente
	
	os medicamentos não são estatisticamente diferentes quanto à eficiência
	
	os medicamentos não são estatisticamente diferentes pois os percentuais estão próximos e o erro da pesquisa de 1% não influencia
	
	não há evidências para se afirmar se os medicamentos são ou não estatisticamente diferentes
	
	os medicamentos são estatisticamente diferentes quanto à eficiência, sendo que o medicamento A é o mais eficiente
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201301248856)
	7a sem.: UNIDADE IV: Medidas de Tendência Central
	Pontos: 1,0  / 1,0 
	As medidas de tendência central: média, mediana e moda, são assim chamadas porque
		
	
	tendem para o centro de uma distribuição, onde está situada a maioria dos escores. 
	
	tem a mesma distância entre elas. 
	
	estão próximas aos extremos da distribuição de frequências. 
	
	tendem a localizar-se no ponto médio de um intervalo de classe. 
	
	representam o maior número de um grupo de dados. 
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201301382446)
	8a sem.: medidas de tendência central
	Pontos: 1,0  / 1,5 
	Em uma amostra de 50 pessoas doentes, 10 estavam com câncer, 25 com tuberculose e 15 com sífilis. Desta forma, procurou-se estudar estatisticamente estes 50 doentes, determinando a melhor medida para representar este estudo. Assim sendo, pergunta-se: (a) das medidas de tendência central (média, moda e mediana), qual a única que se ajusta no presente caso? (b) quais as percentagens de cada doença? (c) qual a conclusão deste estudo?
		
	
Resposta: a- media b-câncer 10%, tuberculose 25%, sifilis 15% C- os percentuais sao estatistacamente diferentes, o maior indice de pessoas doentes é a tuberculose.
	
Gabarito: (a) Moda. (b) Câncer com 20%, tuberculose com 50% e sífilis com 30%. (c) A maior incidência ou percentagem é de tuberculose e a menor de câncier.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201301321582)
	10a sem.: estudos de correlação
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	Foi determinado o coeficiente de correlação linear simples entre duas variáveis dependentes, obtendo-se r = - 0,94. Isto significa que: 
		
	
	a correlação linear é forte e negativa, sendo que deve haver pouca dispersão dos dados em relação à linha reta ascendente 
	
	a correlação é fraca e negativa, pois para ser forte haveria necessidade de ser inferior a -1
	
	a correlação linear é forte e negativa, sendo que deve haver muita dispersão dos dados em relação à linha reta ascendente 
	
	a correlação linear é forte e negativa, sendo que deve haver muita dispersão dos dados em relação à linha reta descendente 
	
	a correlação linear é forte e negativa, sendo que deve haver pouca dispersão dos dados em relação à linha reta descendente
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201301288240)
	2a sem.: amostragem
	Pontos: 0,0  / 0,5 
	Para estudar o grau de aceitabilidade de um determinado medicamento na cidade A, de cada farmácia da cidade A foram obtidos dados sobre este medicamento. Este tipo de amostra é:
		
	
	Sistemática
	
	Estratificada, onde as farmácias são os estratos
	
	Casualizada, onde as farmácias são os estratos
	
	Por conveniência
	
	Por conglomerados, onde as farmácias são os estratos
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201301472639)
	sem. N/A: Gráficos
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	O teste diagnóstico em Epidemiologia serve para identificar/confirmar a presença de doença ou situação relacionada à saúde, avaliar a gravidade do caso clínico, estimar o prognóstico e monitorar a resposta a uma intervenção. Nesse estudo tem-se a Especificidade que é a probabilidade de um teste dar negativo quando a doença está ausente, isto é, avalia a capacidade do teste afastar a doença quando ela está ausente. Para exemplificar, suponha que:
	Resultados
	Presença da doença
	Ausência da doença
	Total
	Positivo
	900 (a)
	200 (b)
	1.100 (a+b)
	Negativo
	100 (c)
	3.800 (d)
	3.900 (c+d)
	Total
	1.000 (a+c)
	4.000 (b+d)
	5.000 (a+b+c+d)
Nota: (a) verdadeiro-positivo quando o indivíduo está doente e o teste der positivo, (b) falso-positivo quando o indivíduo não está doente e o teste der positivo, (c) falso-negativo quando o indivíduo está doente e o teste der negativo, (d) verdadeiro-negativo quando o indivíduo não está doente e o teste der negativo.
Sabendo-se que a Espec. é dada por Espec. = d/(b+d), então a Especificidade deste teste é:
		
	
	a relação entre os indivíduos verdadeiros-negativos e os indivíduos não doentes, sendo que neste caso o valor é igual a 0,05 ou 5% e poderia ser maior do que 1 ou 100%
	
	a relação entre os indivíduos verdadeiros-negativos e os indivíduos não doentes, sendo que neste caso o valor é igual a 0,95 ou 95% e jamais poderia ser maior do que 1 ou 100%
	
	quanto menor a Especificidade do teste diagnóstico maior é a capacidade do teste detectar os indivíduos não doentes
	
	a relação entre os indivíduos verdadeiros-negativos e os indivíduos não doentes, sendo que neste caso o valor é igual a 0,05 ou 5% e jamais poderia ser maior do que 1 ou 100%
	
	a relação entre os indivíduos verdadeiros-negativos e os indivíduos não doentes, sendo que neste caso o valor é igual a 0,95 ou 95% e poderia ser maior do que 1 ou 100%
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201301366780)
	4a sem.: Tabela de frequências
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	Em uma pesquisa envolvendo 500 famílias, foram verificadas as quantidades de famílias em relação ao número de filhos, obtendo-se: 0 filho (20 famílias), 1 filho (40 familias), 2 filhos (80 famílias), 3 fillhos (300 famílias), 4 filhos (40 famílias) e 5 filhos (20 famílias). Se fizermos uma tabela de frequências, sem intervalo de classe, podemos verificar que a percentagem de famílias com 2 ou mais filhos é:
		
	
	28%
	
	72%
	
	88%
	
	12%
	
	16%
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201301288902)
	1a sem.: conceitos basicos
	Pontos: 1,5  / 1,5 
	A forma de medição dos dados é importante porque a aplicabilidade, ou não, dos modelos estatísticos a serem utilizados posteriormente na análise do material vai depender em grande parte deste aspecto. As variáveis qualitativas podem ter um dos seguintes níveis de mensuração: Nominal: a mensuração é realizada por classificação dos dados em categorias mutuamente excludentes. Por exemplo: motivo de internação; Ordinal: as categorias possuem uma ordenação natural. Por exemplo: grau de gravidade de uma doença. Nível de escolaridade (Fundamental, Médio, Superior). Conceitue os níveis de mensuração das variáveis quantitativas. 
		
	
Resposta: quantitativas discretas-quantidades de pessoas doentes em um local. quantitativas continuas-quais tipos de doencas prevalece em tal local.
	
Gabarito: Os níveis de mensuração das variáveis quantitativas podem ser: Intervalar - quando o valor zero atribuído a uma variável não representa ausência da característica a ser contada ou medida, mas um ponto de referência, a posição do zero na escala de medida é arbitrária. Por exemplo, temperatura zero graus Celsius não representa ausência de temperatura, uma nota zero