A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Virologia Geral e resposta imune à infecçã o viral

Pré-visualização | Página 2 de 2

virais infectantes (virions) 
– Proteínas estruturais formadas anteriormente se 
associam para formar o capsídeo 
 Vírus não-envelopados: Forma-se o núcleocapsídeo. 
 Vírus envelopados: o envelope viral se origina a partir de 
estruturas celulares (membrana plasmática, Golgi, núcleo). 
 Síntese de novo: envelope é gradualmente construído em 
volta do nucleocapsídeo. 
Ciclo de replicação viral 
 Liberação de novas partículas virais 
– Lise ou brotamento 
 
 Lise: mais comum a vírus não-envelopados 
 
 Brotamento: mais comum a vírus envelopados 
 
Ciclo de replicação viral 
 Ciclo lítico/lisogênico 
– Lítico 
 Vírus insere material genético na célula 
 Funções normais da célula são interrompidas pela presença 
do material genético viral; a célula basicamente torna-se uma 
“xerox” viral 
 Vírus produzidos no maquinário celular irão romper a célula 
infectada, destruindo-a e liberando os novos vírus. 
 Sintomas associados a esses vírus aparecem rapidamente 
se os mesmos não forem contidos pelas defesas do 
organismo. 
Ciclo de replicação viral 
 Ciclo lítico/lisogênico 
– Lisogênico  O DNA viral injetado na célula hospedeira irá se incorporar ao DNA 
da célula; isto é, o DNA viral se torna parte do DNA da célula 
infectada  A célula continua suas operações normais, como reprodução e ciclo 
celular  Durante a divisão celular, ambos os materiais genéticos (vírus e 
célula hospedeira) sofrerão duplicação igual entre as células-filhas; 
assim, toda vez que a célula se dividir, infectará as células 
subsequentes  O genoma viral é “despertado” por razões variadas: radiação, 
quimioterapia, imunossupressão, estresse etc.  Doenças causadas por vírus lisogênicos geralmente são incuráveis. 
(ex.: AIDS (HIV), herpes (Herpesvirus)) 
Mecanismos de defesa do hospedeiro 
 Sistema imune inato 
 
– Primeira linha de defesa 
– Não é tão eficiente quanto a imunidade adquirida 
  RNA interferente 
– Inibem a expressão gênica na fase de tradução ou dificultam a transcrição 
de genes específicos 
 
– miRNA (micro RNA) e siRNA (small interfering RNA): envolvidas em 
mecanismos de RNA interferente 
 
– Através de clivagem pela enzima Dicer, miRNA e siRNA formam um 
complexo ribonucleoproteico conhecido como RISC (complexo silenciador 
RNA-induzido; RNA-induced silencing complex) 
 
 
Mecanismos de defesa do hospedeiro 
 Imunidade humoral 
– Produção de anticorpos específicos que se ligam 
a um determinado vírus e o mesmo se torna não-
infectivo 
– IgM e IgG  IgM: alta eficácia na neutralização viral, porém só é 
produzido por algumas semanas – presença de IgM no 
sangue é usada para detectar infecção aguda  IgG: é produzido indefinidamente pelo organismo. A 
presença de IgG no sangue do hospedeiro indica uma 
infecção passada 
 
 
Mecanismos de defesa do hospedeiro 
 Imunidade mediada por célula 
– Envolve células T 
 
– Células constantemente estão mostrando fragmentos de suas 
proteínas na superfície celular – se uma célula T reconhecer 
partículas virais suspeitas, a célula hospedeira será destruída 
pelas células T 
 
– Proliferação das células T vírus-específicas 
 
– Mediado por interferon  Enzima produzida pelo organismo que está envolvida em processos 
de imunidade.  Envolvimento complexo; se sabe que eventualmente o interferon 
age impedindo a reprodução viral através da destruição da célula 
infectada e das células vizinhas. 
 
Prevenção e Tratamento 
 Vacinação e drogas antivirais 
– Vacinação: consistem em vírus atenuados ou mortos 
ou proteínas virais (antígenos). 
 
 Vírus atenuados não provocam a doença mas geram 
imunidade 
 
 Vacinas de subunidade: somente usam o capsídeo do vírus 
– Hepatite B 
 
 
Prevenção e Tratamento 
 Vacinação e drogas antivirais 
– Drogas antivirais 
 Análogos de nucleosídeos 
 O vírus erroneamente incorpora esses análogos durante a 
replicação 
 Ciclo viral interrompido (DNA sintetizado é inativo) 
 Os análogos não possuem o grupo hidroxil, que, juntamente 
com os átomos de fósforo, se juntam para formar a base da 
molécula de DNA 
 
 
 
 
Fim 
#partiu