Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Semana 4  Riscos físicos e biológicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Riscos físicos e 
biológicos 
Tópicos desta aula 
• Riscos ambientais 
• Riscos Físicos 
• Riscos Biológicos 
Riscos ambientais 
Agentes ambientais ou riscos ambientais são elementos ou 
substâncias presentes nos ambientes de trabalho, que acima dos 
limites de tolerância (LT) podem ocasionar danos à saúde das 
pessoas. 
 
 
Limite de tolerância (LT) 
 Concentração ou intensidade máxima ou mínima 
relacionada com a natureza e o tempo de exposição 
ao agente, que não causará dano à saúde do 
trabalhador, durante a sua vida laboral.” 
Riscos ambientais 
 Riscos físicos 
 Riscos químicos 
 Riscos biológicos 
Riscos físicos 
 Formas de energia a que possam estar expostos os 
trabalhadores, tais como: ruído, vibrações, pressões 
anormais, temperaturas extremas, e radiações. 
 
Riscos químicos 
 São as substâncias, compostos ou produtos que possam 
penetrar no organismo nas formas de poeiras, fumos, 
névoas, neblinas, gases ou vapores. 
Riscos biológicos 
 Riscos oferecidos por diversos tipos de microrganismos que 
possam infectar o trabalhador. 
 bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre 
outros. 
 
 
 
 
Riscos Físicos 
 Normalmente são efeitos gerados por máquinas, 
 equipamentos e condições físicas, características 
 do local de trabalho que podem 
 causar prejuízos à saúde 
 do trabalhador. 
Ruídos 
 Ruído Contínuo ou Intermitente: aquele que não é 
ruído impacto; 
 Impacto: com duração inferior a um segundo, em 
intervalos superiores a um segundo. 
 Anexo 1 da NR !5: Nível de pressão sonora X Máxima 
exposição diária permissível. 
 
Consequências 
 Cansaço, irritação, dores de cabeça, diminuição da 
audição, aumento da pressão arterial, problemas 
do aparelho digestivo, taquicardia e perigo de 
infarto. 
Vibrações 
 Movimentos oscilatórios do corpo sobre o ponto de equilíbrio. 
 As vibrações são medidas em Hertz [Hz] 
 Fatores que influenciam os efeitos da exposição às vibrações: 
a) o espectro da frequência da vibração; 
b) a magnitude da vibração; 
c) a duração da exposição no período de trabalho; 
d) a exposição acumulada até a data. 
 
Consequências 
 Cansaço, irritação, dores nos membros, dores na coluna, 
doença do movimento, artrite, problemas digestivos, lesões 
ósseas, lesões dos tecidos moles, lesões circulatórias, etc. 
Temperaturas extremas 
São consideradas riscos físicos e ergonômicos (NR 9 e 17) 
NR 15: Anexo 3 - atividades e operações insalubres, 
 Anexo 9 - atividades ou operações executadas no interior de 
câmaras frigoríficas, ou em locais que apresentem condições similares, que 
exponham os trabalhadores ao frio 
NR 17 – temperatura entre 20° e 23° C, umidade não 
inferior a 40% e velocidade do ar não superior a 0,75m/s 
Consequências 
 Altas temperaturas: Cansaço, irritação, dores nos membros, dores na 
coluna, doença do movimento, artrite, problemas digestivos, lesões 
ósseas, lesões dos tecidos moles, lesões circulatórias, etc. 
 Baixas temperaturas: Fenômenos vasculares periféricos, doenças do 
aparelho respiratório, queimaduras pelo frio. 
Pressões anormais 
 PRESSÃO HIPERBÁRICA - Quando o trabalhador está sujeito a 
pressões maiores que a pressão atmosférica, trabalhando abaixo do nível 
da terra, como em mergulhos, por exemplo. 
 PRESSÃO HIPOBÁRICA - Quando o trabalhador está sujeito a 
pressões menores que a pressão atmosférica, 
 trabalhando em elevadas altitudes, como no topo de 
 algum arranha-céu. 
Consequências 
Convulsões, Necrose óssea, Irritabilidade, 
Diminuição da capacidade motora e sensitiva, 
alterações no sono, fadiga muscular, hemorragias na 
retina, edema cerebral, edema agudo no pulmão. 
Radiações 
 São formas de energia que se transmitem por ondas eletromagnéticas. 
 Radiações ionizantes – Ex.: raios-X e radioterapia 
 Radiações não ionizantes – Ex.: radiação infravermelha, proveniente de 
operação em fornos , ou de solda oxiacetilênica, radiação ultravioleta 
como a gerada por operações em solda elétrica, 
 raios laser, microndas, etc. 
 
Consequências 
 Alterações celulares, câncer, fadiga, problemas 
visuais, acidentes de trabalho. 
 Queimaduras, lesões nos olhos, na pele e nos outros 
órgãos. 
 
Umidade 
 
 As atividades ou operações executadas em locais 
alagados ou encharcadas, com umidades 
excessivas. 
Consequências 
 Doenças do aparelho respiratório, quedas, 
doenças na pele, doenças circulatórias. 
Riscos biológicos 
 Causados por microrganismos como bactérias, fungos, vírus, 
bacilos e outros, capazes de desencadear 
 doenças devido à contaminação e pela 
 própria natureza do trabalho. 
Riscos Biológicos Consequências 
Vírus, bactérias e 
protozoários 
Doenças infectocontagiosas. Ex.: hepatite, cólera, 
amebíase, AIDS, tétano, etc. 
Fungos e bacilos Infecções variadas externas (na pele, ex.: 
dermatites) e internas (ex.: doenças pulmonares) 
Parasitas Infecções cutâneas ou sistêmicas, podendo causar 
contágio.