A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
exercicio aula 2 HISTÓRIA DO BRASIL REPUBLICANO

Pré-visualização | Página 1 de 4

Ref.: 201601715368 
 
 1a Questão 
 
 
Leia com atenção o trecho abaixo: 
"Vê-se assim que, mesmo sob a 'ditadura' de Deodoro ou sob o férreo controle de Floriano, o 
jogo de interesses regionais foi mantido. Estes sempre se fizeram representar junto ao governo 
central, detendo pastas importantes nos ministérios e, enquanto a energia republicana jacobina 
voltou-se contra setores (real ou supostamente) ligados à ordem imperial-escravocrata, o 
¿democratismo agrário-regional¿ dos grandes Estados não teve por que opor-se à conduta 
militar. Simultaneamente, em nível de organização política real, o desmantelamento das 
instituições imperiais deixava um vazio que, de imediato, só poderia ter sido preenchido, como 
foi, pela grande estrutura burocrática nacional que se descolava do Estado Imperial: as forças 
armadas." (CARDOSO, Fernando Henrique. Dos governos militares a Prudente-Campos Sales. 
In: FAUSTO, Boris. História Geral da Civilização Brasileira. Tomo III, vol. 2. Rio de Janeiro: 
Bertrand Brasil, 2006. pp.17-57. p. 43) 
O autor afirma que mesmo durante os governos militares os interesses hegemônicos na jovem 
República brasileira eram: 
 
 
os dos comerciantes portugueses, que pressionavam o governo para a redução nas 
taxas de juros. 
 os da oligarquia cafeicultora paulista, que jamais esteve completamente alijada do 
poder. 
 
os das classes médias urbanas, que reivindicavam um governo mais representativo e 
menos autoritários. 
 
os dos comerciantes do nordeste, que haviam se transformado no grupo mais influente 
no Brasil e reivindicavam proteção governamental para a cana de açúcar. 
 
os dos militares de baixa patente, que desejavam a reformulação nos mecanismos de 
promoção que até então caracterizavam o Exército brasileiro. 
 
 
 
 
Ref.: 201601715388 
 
 2a Questão 
 
 
Leia com atenção o trecho abaixo: 
"Floriano, no período seguinte (23/11/1891 a 15/11/1894), vai representar, em contraposição 
ao impasse político de Deodoro, a verdadeira cesura no sistema e, ao mesmo tempo, a 
resolução deste impasse." 
(CARDOSO, Fernando Henrique. Dos governos militares a Prudente-Campos Sales. In: FAUSTO, 
Boris. História Geral da Civilização Brasileira. Tomo III, vol. 2. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 
2006. pp.17-57.p. 47). 
A partir da leitura do trecho pode-se afirmar que a principal característica do governo de 
Floriano Peixoto foi: 
 
 
O conflito entre os militares do Exército e o alto clero da Igreja Católica, que se recusava 
a aceitar a implantação do Estado Laico. 
 
O conflito entre os militares do Exército e a oligarquia cafeicultora paulista, que tinha um 
projeto político restaurador. 
 O conflito entre os militares do Exército e os setores monarquistas que, liderados pelo 
Visconde de Ouro Preto e Eduardo Prado, tentavam restabelecer as instituições 
derrubadas pelo golpe de 1889. 
 
A tranquilidade política, já que a República estava plenamente consolidada. 
 O conflito entre os militares do Exército e os estancieiros do Rio Grande do Sul, que 
possuíam um projeto político separatista. 
 
 
 
 
Ref.: 201602210125 
 
 3a Questão 
 
 
Marque entre as opções abaixo aquela que apresenta o nome de um escritor que se envolveu 
diretamente com o projeto da restauração monárquica. 
 
 
Raul Pompeia. 
 Eduardo Prado. 
 
Gilberto Freyre. 
 
José de Alencar. 
 
Caio Prado Jr. 
 
 
 
 
Ref.: 201601715390 
 
 4a Questão 
 
 
Leia com atenção o trecho abaixo: "Em síntese, Floriano sobe articulado com o PRP e são suas 
figuras exponenciais que exercem a presidência da Câmara (Bernardino de Campos) e do 
Senado (Prudente de Morais), bem como ser um homem estreitamente ligado à política de São 
Paulo quem irá para a Pasta de Finanças (o conselheiro Rodrigues Alves)." CARDOSO, Fernando 
Henrique. Dos governos militares a Prudente-Campos Sales. In: FAUSTO, Boris. História Geral 
da Civilização Brasileira. Tomo III, vol. 2. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. pp.17-57. p. 
47). 
A aliança entre Floriano Peixoto e o PRP teve como consequência: 
 
 
A manutenção da ditadura militar, já que o Exército permaneceu no poder após 1894. 
 
A impossibilidade da manutenção da ditadura militar, já que Floriano Peixoto foi 
impelido a entregar o poder ao civil Rodrigues Alves em 1894. 
 
O fracasso das instituições republicanas, já que a Monarquia foi restaurada em 1894. 
 A impossibilidade da manutenção da ditadura militar, já que Floriano foi impelido a 
entregar o poder ao civil Prudente de Morais em 1894. 
 
A impossibilidade da manutenção da ditadura militar, já que Floriano Peixoto foi 
impelido a entregar o poder ao civil Campos Sales em 1894. 
 
 
 
 
Ref.: 201602175510 
 
 5a Questão 
 
 
"Sem dúvida o golpe militar do 15 de novembro de 1889 modificaria a Constituição do Estado 
brasileiro e suas instituições. Mas , tal como na acepção astronômica da palavra, a República, 
revolucionariamente instaurada, terminaria por ser mais uma das transformações sem 
mudanças substantivas da história brasileira. Concluído o movimento circular no plano político, 
a sociedade voltaria ao ponto de partida sem grandes convulsões." (M. S. Neves, Os cenários 
da República. O Brasil na virada do século XIX para o XX. In: FERREIRA e DELGADO (orgs). O 
Brasil Republicano: o tempo do liberalismo excludente. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 
2011, p.26) Considerando o trecho acima, assinale a alternativa que resume a visão 
apresentada pela autora sobre a implantação do regime republicano no Brasil: 
 
 
Representou mudanças profundas na estrutura produtiva, ao implementar uma 
importante distribuição de terras aos imigrantes e ex-escravos, através da Lei de terras. 
 
Constituiu um acontecimento revolucionário, que alterou profundamente as estruturas 
políticas, econômicas e sociais do país. 
 
Trouxe mudanças revolucionárias para o país, na medida em que pôs fim à escravidão. 
 
Significou a implantação de um regime político mais democrático, na medida em que 
ampliou a participação popular nas eleições, com a adoção do voto do analfabeto. 
 Representou uma mudança de regime político, que apesar das mudanças institucionais, 
não trouxe maiores transformações no que se refere a ordem econômica e social, uma 
vez que manteve a maioria da população excluída da participação efetiva nas decisões 
tomadas pela República. 
 
 
 
 
Ref.: 201601719591 
 
 6a Questão 
 
 
Assinale a alternativa INCORRETA. Entre os direitos do cidadão estabelecidos pela primeira 
Constituição republicana estão: 
 
 
O ensino leigo nas escolas públicas 
 
O livre exercício de qualquer profissão 
 
A liberdade religiosa 
 
A igualdade de todos perante a lei 
 O voto universal 
 
 
 
 
Ref.: 201601717213 
 
 7a Questão 
 
 
A partir do dia 15 de novembro o Brasil deixou de ser um Império. Um novo tipo de regime foi 
estabelecido e, assim, surgiu um novo período da história brasileira. Sobre a proclamação, 
marque a alternativa correta: 
 
 Foi um movimento sem grande participação popular. 
 
Representou uma revolução, pois modificou as bases econômicas do País. 
 
Foi um levante de ampla participação popular. 
 Ocorreu em função da vitória Brasileira na Província da Cisplatina. 
 
Aconteceu em função da instalação do parlamentarismo, decretado por D. Pedro II. 
 
 
 
 
Ref.: 201602694611 
 
 8a Questão 
 
 
¿Este Estado não é uma nacionalidade; este país não é uma sociedade; esta gente não é um 
povo. Nossos homens não são cidadãos.¿ Esta frase, dita por Alberto Torres na segunda década 
do século XX representa: 
 
 Um protesto contra