Avaliação On-Line 6 (AOL 6) - Atividade Contextualizada
1 pág.

Avaliação On-Line 6 (AOL 6) - Atividade Contextualizada


Disciplina4870 . 5 - Metodologia da Pesquisa - 20181.ab6 materiais32 seguidores
Pré-visualização1 página
Febre Amarela No Brasil
O Brasil Vive, Neste Momento, um desastre ambiental gravíssimo, uma das maiores mortandades de primatas na História da mata atlântica, em função da intensa circulação do vírus da febre amarela. 
A situação é muito grave nos estados de Minas Gerais e no Espírito Santo, mas há registros também em São Paulo, Bahia, Mato Grosso do Sul e se não me engano em Goiás também, existe um alarmante entre a população e os profissionais que trabalha para preservar os primatas no nosso pais (Brasil) com relação à gravidade da mortandade estamos observando esta preocupação se ampliar diante de tantas divulgações, por extintas da mídia, de informação equivocadas sobre o real papel dos primatas (Macacos) que desempenham no ciclo da febre amarela. Jornais escritos e Tele Jornais exibiam reportagens recentes que declaram ou sugerem que os macacos são responsáveis pela existência do vírus e por sua transmissão aos Humanos.
Isso Pode Levar as pessoas a maltratar ou matar macacos no afã de proteger a população humana em uma situação semelhante a esta, como o ocorrido em 2008 e 2009, La no Rio Grande do Sul, as mortes em decorrência da febre amarela, somadas àquelas decorrentes de agressão contra os macacos, levaram o bugio-ruivo (Primata) a ser listado novamente como uma das espécies ameaçadas por extinção segundo a portaria de numero 444/2014 do ministério do meio ambiente.
Nossa maior preocupação é ampliada por estarmos com uma situação semelhante àquelas vividas em 2008-2009, ocorrendo na região onde vivem algumas das espécies de primatas mais ameaçadas de extinção no continente, que tem suas populações já muito reduzida na mata atlântica. 
Reportagem equivocadas criam uma imagem negativa dos macacos frente à opinião publica. A fim de melhor qualificar as noticias vinculada por profissionais da imprensa, jornalistas e formadores de opiniões em futuras comunicações sobre o assunto
Jeniffer
Jeniffer fez um comentário
ótimo
0 aprovações
Carregar mais