Buscar

Aula 1 Bio NELSON

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

UNIVERSIDADE DA AMAZONIA – UNAMA 
CURSOS DE SAÚDE 
 
BIOESTATISTICA 
 
AULA 01 
 
Introdução 
 
Estatística é a ciência que tem por objetivo coletar, organizar, resumir, apresentar 
e analisar um conjunto de dados. Desta forma é possível a tomada de decisão com 
base em um experimento científico. A bioestatística é a parte da estatística 
aplicada à área da saúde. 
 
DIVISÃO DA ESTATÍSTICA 
 
- Estatística Descritiva: é aquela que se preocupa com a coleta, organização, 
classificação, apresentação, interpretação e analise de dados referentes ao 
fenômeno através de gráficos e tabelas além de calcular medidas que permita 
descrever o fenômeno. 
 
- Estatística Indutiva (Amostral ou Inferêncial): é a aquela que partindo de uma 
amostra, estabelece hipóteses, tira conclusões sobre a população de origem e que 
formula previsões fundamentando-se na teoria das probabilidades. A estatística 
indutiva cuida da análise e interpretação dos dados. 
O processo de generalização do método indutivo está associado a uma 
margem de incerteza. Isto se deve ao fato de que a conclusão que se pretende 
obter para o conjunto de todos os indivíduos analisados quanto a determinadas 
características comuns baseia-se em uma parcela do total de observações. 
 
O significado de Bioestatística? 
 
Convencionou-se chamar de Bioestatística o conjunto de métodos estatísticos 
usados no tratamento da variabilidade nas ciências médicas e biológicas. 
 
Resumidamente, o objeto de estudo da Bioestatística é o planejamento e a 
análise de estudos médicos e biológicos. Ambas as etapas visam reduzir a 
possibilidade de vícios no estudo. 
 
Exemplo de Aplicação 
 
“Soderstrom e colaboradores (1997) estavam interessados em saber mais 
sobre a relação entre as medidas demográficas que poderiam ser úteis na 
identificação de pacientes com traumatismos apresentando altas concentrações 
sanguíneas de álcool. Eles queriam desenvolver um sistema simples de pontuação 
que pudesse ser utilizado para detectar esses pacientes ao chegaram a um 
serviço de emergência. Esses pacientes poderiam ser alvo de uma avaliação de 
uso abusivo de álcool e dependência e de potenciais abusos de outras 
substâncias. Eles escolheram a hora do dia (dia ou noite), o dia da semana (dia de 
semana ou fim de semana), a raça (branca ou não branca), a idade (40 anos ou 
mais versus menos de 40 anos). Ao utilizar essas quatro referências simples, os 
pesquisadores puderam construir quatro modelos: homens cujas lesões foram 
intencionais, homens cujas lesões não foram intencionais, mulheres cujas lesões 
foram intencionais e mulheres cujas lesões não foram intencionais”. 
 
UNIVERSIDADE DA AMAZONIA – UNAMA 
CURSOS DE SAÚDE 
 
1.1 Planejamento de Experimentos 
 
 Os estudos que requerem métodos estatísticos decorrem tipicamente de 
duas fontes comuns: 
 
 Estudo observacional: verificamos e medimos características específicas, 
mas não tentamos manipular ou modificar os elementos a serem 
estudados. 
 
Por exemplo, um estudo observacional pode envolver uma pesquisa de 
cidadãos para determinar que percentagem da população é a favor do registro 
de armas de fogo. 
 
 Em um experimento, aplicamos determinado tratamento e passamos então 
a observar seus efeitos sobre os elementos a serem pesquisados. Os 
experimentos bem planejados costumam envolver um grupo a quem é dado 
um tratamento particular (chamado grupo de tratamento) e um segundo 
grupo de controle ao qual não se administra o tratamento. 
 
Por exemplo: o experimento sobre pólio realizado em 1954 envolveu um grupo de 
tratamento de crianças em quem foi injetada a vacina Salk, e um grupo de controle 
de crianças que recebeu um remédio neutro (placebo). 
 
Em experimentos deste tipo, ocorre um efeito placebo quando um indivíduo 
não tratado acredita estar recebendo o tratamento e alega uma melhora nos 
sintomas. 
 
Exercícios: 
1- Crie um exemplo que envolva um estudo de Bioestatística (área da saúde)? 
 
 
2- Determine se a descrição dada corresponde a um estudo observacional ou a 
um experimental? 
 
a) A pesquisa da Literary Digest, na qual os respondentes deviam dizer em quem 
votariam na eleição presidencial. 
b) Um estudo da eficácia da equinácea envolveu infecções do trato respiratório 
superior. Um grupo foi tratado com equinácea e outro foi tratado com placebo. 
c) Estuda-se a relação entre os pesos de ursos e seus comprimentos, tomando-
se as medidas em ursos anestesiados. 
 
3- “Um estudo sobre doenças respiratórias com base em uma comunidade 
durante o primeiro ano de vida foi conduzido na Carolina do Norte. Como parte 
desse estudo, em grupo de crianças foi classificado de acordo com o nível 
socioeconômico da família”. Este exemplo representa um estudo observacional 
ou experimental?

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes