Seminario meio ambiente
108 pág.

Seminario meio ambiente


DisciplinaProjeto Integrado no Ensino de Ciencias1 materiais28 seguidores
Pré-visualização21 páginas
CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE- UNIVERCIDADE
CURSO DE PEDAGOGIA
SEMINÁRIO SOBRE POLUIÇÃO E USO DE AGROTÓXICOS
Bruna Carolina da Silva Grenho.
Luciene Tavares de Souza.
 
Rio de Janeiro
Junho/ 2013
Bruna Carolina da Silva Grenho.
Luciene Tavares.
Seminário sobre poluição e uso de agrotóxicos
Seminário apresentado ao Centro Universitário da Cidade - UNIVERCIDADE - como requisito parcial à obtenção de nota na disciplina Meio Ambiente no Curso de Pedagogia.
Professor(a): Lusanir de Souza Carvalho.
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO
2.POLUIÇÃO
3.TIPOS DE POLUIÇÃO
3.1 POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA 
-3.1.1 PRINCIPAIS POLUENTES ATMOSFÉRICOS 
-3.1.2 FONTES DE POLUIÇÃO
-3.1.3 CONSEQUÊNCIAS DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA
-3.1.4 PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DA POLUIÇÃO DO AR NA SAÚDE
3.2 POLUIÇÃO AQUÁTICA	
-3.2.1 PRINCIPAIS POLUENTES DA ÁGUA
-3.2.2 CLASSIFICAÇÃO DAS FONTES POLUIDORAS
-3.2.3 CONSEQUÊNCIAS DA POLUIÇÃO DAS ÁGUAS 
-3.2.4 PRINCIPAIS CONSEQUENCIAS DA POLUIÇÃO AQUÁTICA NA SAÚDE
-3.2.5 CONTROLE DOS NÍVEIS DE POLUIÇÃO
-3.2.6 SOLUÇÕES
3.3 POLUIÇÃO SONORA
-3.3.1 PRINCIPAIS POLUENTES SONOROS E SUAS FONTES
-3.3.2 CONSEQUENCIAS DA POLUIÇÃO SONORA
-3.3.3 EFEITOS NA SAÚDE 
-3.3.4 PREVENÇÃO
-3.3.5 SOLUÇÕES POSSÍVEIS 
-3.3.6 SOLUÇÕES POSSÍVEIS PARA SALA DE 
3.4 POLUIÇÃO VISUAL
-3.4.1 EFEITOS DA POLUIÇÃO VISUAL
-3.4.2 PREJUÍZOS
3.5 POLUIÇÃO RADIOATIVA
-3.5.1 PRINCIPAIS POLUENTES RADIOATIVOS
-3.5.2 FONTES DA POLUIÇÃO RADIOATIVA
-3.5.3 DANOS CAUSADOS PELA RADIOATIVIDADE 
-3.5.4 AS POSSÍVEIS SOLUÇÕES
3.6 POLUIÇÃO DO SOLO
-3.6.1 PRINCIPAIS POLUENTES
-3.6.2 ALGUMAS FONTES POLUIDORAS DO SOLO 
-3.6.3 CONSEQUÊNCIAS
-3.6.4 DANOS À SAÚDE
-3.6.5 COMO EVITAR
-3.6.6 DESCONTAMINAÇÃO DOS SOLOS
4. USO DE AGROTÓXICOS E SUAS CONSEQUÊNCIAS
-4.1IMPACTOS DOS AGROTÓXICOS SOBRE A SAÚDE E O MEIO AMBIENTE 
-4.2 TRANGÊNICOS
-4.2.1 PONTOS POSITIVOS
-4.2.2 PONTOS NEGATIVOS
-4.2.3SEGURANÇA
-4.3.4 ROTULAGEM
-4.4 PROTOCOLOS
-4.5 FICALIZAÇÃO
5 LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
-5.1 TIPOS DE CRIMES AMBIENTAIS
-5.2 PRINCIPAIS AGRESSÕES E LEGISLAÇÃO
-5.3 PENALIDADES
-5.4 OBSERVAÇÃO E CONSIDERAÇÕES 
6. A IMPORTÂNCIA DO PEDAGOGO NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL
7. ABORDANDO POLUIÇÃO E USO DE AGROTÓXICOS NA SALA DE AULA
8. CONHEÇA ALGUNS PROJETOS INTERESSANTES 
9. ALGUNS PROJETOS PEDAGÓGICOS
ANEXOS
BIBLIOGRAFIA
1. INTRODUÇÃO
	O seminário em questão propõe analisar o que é e como a poluição e o uso de agrotóxicos nos afetam, como também a importância da ação docente ao abordar essa problemática, para o desenvolvimento de pensamentos sustentáveis nas crianças da geração atual. A pesquisa conta ainda com os seguintes objetivos específicos: reconhecer os diversos tipos de poluição, como o uso do agrotóxicos afeta nossa saúde e o meio ambiente e perceber a importância do educador em desenvolver cidadãos críticos e pensantes correlação aos problemas vividos na sociedade. 
	Determinando-se pela problemática, de que maneira as relações docentes podem contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável, e diminuir a poluição e o uso de agrotóxicos? , o estudo segue sua linha de considerações propondo-se a contribuir com a educação em seu mais elevado grau. Atualmente, o estudo sobre poluição tem se efetivado de suma importância, mas o que realmente tem sido realizado para solucionar esse problema? 
	Mediante a pesquisa é coerente afirmar que a escola é um ambiente capaz de acrescentar muito a uma criança. Muitos aspectos positivos ou negativos podem ser levados ao longo de sua vida acadêmica decorrente de acontecimentos vivenciados na mesma. A fim de exercer a função de auxiliar no processo de formação de um educando a escola deve
inquestionavelmente oferecer um ambiente favorável não só a formação intelectual, mas ainda a formação pessoal do discente.
	Nesse contexto, o seminário pretende destacar alguns elementos considerados de grande relevância que envolve teoria e ação. Principia\u2013se, em seu Capítulo 2, tratando do Referencial Teórico cuja finalidade foi a de apresentar não apenas um relatório ou descrição de fatos, mas, também o de auxiliar na compreensão e exemplificar os problemas ambientais. Nesse capítulo, relataremos o significado, consequências, e medidas de prevenção, onde se propôs identificar todos os aspectos relativos à poluição e ao uso de agrotóxicos.
	No Capítulo 3 , o estudo segue relatando as leis existentes, ações governamentais , onde procura-se clarificar as diferentes propostas políticas. 
O capítulo 4 voltou ainda seu foco para os procedimentos adotados por algumas escolas e profissionais da educação para auxiliar na resolução dessa problemática. A elaboração do seminário em questão contou ainda com a elaboração de pressupostos que pretendem nortear a educação ambiental como tarefa essencial para a vida humana. 
	O aumento da população e do consumo de alimentos e de objetos pessoais fez aumentar consequentemente a criação de novas indústrias e empresas. Devido a isso se incrementaram também os problemas ambientais, como a poluição. Tal situação obrigou aos poderes públicos a se preocuparem em promover um meio ambiente de qualidade para a população. Mas isso não é um papel apenas do poder público, mas também da sociedade, das organizações e das escolas.
	Para criar a preocupação em praticar a responsabilidade ambiental deve ser feito todo um trabalho de conscientização com a sociedade e isso deve começar na escola.
	O Artigo 9º da Lei 9.795/99 para a promoção da Educação Ambiental no Brasil aborda o âmbito da educação escolar.
	O Artigo 13 da mesma lei considera a educação ambiental não-formal como toda ação e práticas educativas voltadas à sensibilização da coletividade sobre estas questões ambientais e à sua organização e participação na defesa da qualidade do meio ambiente.
	Goodfellow (2000, p.19) afirma que:
Nos últimos anos, a sociedade tem exigido que todos nós nos tornemos mais conscientes de nossa responsabilidade em relação aos recursos naturais da Terra, para assegurar que estes recursos estejam disponíveis para futuras gerações. 
	A Constituição Federal no seu Art. 225 ampara quanto a uma maior exigência da promoção da preservação do meio ambiente, quando diz:
	Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
	§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder 	público:
	V - controlar a produção, a comercialização e o emprego de técnicas, 	métodos e substâncias que comportem risco para a vida, a qualidade de 	vida e o meio ambiente;
	VI - promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a 	conscientização pública para a preservação do meio ambiente;
	No artigo citado acima, ressalta-se a importância da preservação do meio ambiente pelas instituições privadas e públicas, inclusive da promoção da educação ambiental em todos os lugares, seja na escola ou fora dela.
2.POLUIÇÃO
	A poluição é um problema antigo e está intimamente relacionada ao progresso da civilização. Da atividade extrativista simples, em que os nossos ancestrais apenas retiravam produtos para a sua sobrevivência através de caça e da colheita daquilo que já previamente existia na natureza, o ser humano passou para uma atividade produtiva, em que a agricultura, a pecuária e a incipiente atividade artesanal para utensílios simples procuravam modificar as condições naturais para propiciar uma sobrevivência mais confortável.
	A poluição do meio ambiente começou a existir a partir daí e logo passou a galgar escala cada vez mais alarmante. Considerada como parte necessária no progresso da civilização, a poluição