A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Antifúngicos - Exercícios

Pré-visualização | Página 1 de 1

Lista de exercícios
Antifúngicos
Antifúngicos
01. Antifúngico polieno macrolídeo que, preferencialmente, se liga ao ergosterol fúngico e altera a sua permeabilidade celular:
a. Cetoconazol
b. Anfotericina B
c. Flucitosina
d. Griseofulvina
e. Clotrimazol
02. Azol mais comumente utilizado para tratamento tópico de candidíase:
a. Anfotericina B
b. Clotrimazol
c. Griseofulvina
d. Flucitosina
e. Nenhuma das alternativas
03. Macrolídeo polieno utilizado apenas topicamente devido à sua toxicidade sistêmica. Ativo contra várias espécies de Candida e mais utilizado no tratamento de infecções causadas por supressão local.
a. Miconazol
b. Terbinafina
c. Nistatina
d. Fluconazol
e. Flucitosina
04. Entre cetoconazol, itraconazol e fluconazol qual deles poderia aumentar os efeitos arritmogênicos do astemizol ou terfenadina (anti-histamínicos)?
a. Cetoconazol
b. Itraconazol
c. Fluconazol
�
05. Qual dos dois causa efeitos adversos mais graves?
a. Itraconazol (azol)
b. Flucitosina (análogo de pirimidina)
06. Mais potente dos antifúngicos azóis disponíveis:
a. Fluconazol
b. Itraconazol
c. Cetoconazol
07. Azol que penetra a barreira hematoencefálica e chega ao líquido cefalorraquidiano:
a. Cetoconazol
b. Itraconazol
c. Fluconazol
08. Fármaco de escolha no tratamento de qualquer tipo de infecção fúngica. Administrado pela via endovenosa.
a. Cetoconazol
b. Itraconazol
c. Flucitosina
d. Anfotericina B
e. Nistatina
09. Usado primariamente em tratamento tópico de candidíase vaginal, TGI e de cavidade oral:
a. Nistatina
b. Flucitosina
c. Rifampicina
d. Griseofulvina
e. Cetoconazol
�
10. Combina-se com o ergosterol:
A. Anfotericina B
B. Cetoconazol
a. O item é associado ao agente A.
b. O item é associado ao agente B.
c. O item é associado tanto ao agente A quanto ao B.
d. O item não é associado nem ao agente A, nem ao B.
11. Agente com adequada biodisponibilidade oral:
A. Anfotericina B
B. Cetoconazol
a. O item é associado ao agente A.
b. O item é associado ao agente B.
c. O item é associado tanto ao agente A quanto ao B.
d. O item não é associado nem ao agente A, nem ao B.
12. Griseofulvina:
a. É utilizada no tratamento de infecções fúngicas de pele ou cabelos e se acumula nos queratinócitos.
b. Adminstrada EV para o tratamento de numerosas infecções fúngicas sistêmicas.
c. Prontamente absorvida pelo TGI, mas as concentrações plasmáticas alcançadas são inadequadas para o tratamento sistêmico.
d. Útil no tratamento de infecções intestinais causadas pelo C. difficile. Não é absorvida pela via oral.
e. Utilizada no tratamento da retinite por CMV em pacientes imunocomprometidos.
13. Anfotericina B
a. É utilizada no tratamento de infecções fúngicas de pele ou cabelos e se acumula nos queratinócitos.
b. Adminstrada EV para o tratamento de numerosas infecções fúngicas sistêmicas.
c. Prontamente absorvida pelo TGI, mas as concentrações plasmáticas alcançadas são inadequadas para o tratamento sistêmico.
d. Útil no tratamento de infecções intestinais causadas pelo C. difficile. Não é absorvida pela via oral.
e. Utilizada no tratamento da retinite por CMV em pacientes imunocomprometidos.
14. A anfotericina B pode ser utilizada no tratamento de infecções causadas por:
a. Streptococcus pneumoniae
b. Mycoplasma pneumoniae
c. Coccidiomicose
d. Herpes simplex
e. Klebsiella pneumoniae
15. Principal efeito colateral da anfotericina B:
a. Neurotoxicidade
b. Nefrotoxicidade
c. Neurite retroocular
d. Depressão da medula óssea
e. Colite pseudomembranosa
16. Cetoconazol:
a. Inibe a DNA girase
b. Inibe a biossíntese de esteróides.
c. Altera o funcionamento da subunidade ribossomal 30 S.
d. Inibe a síntese protéica por se ligar na subunidade 50 S.
e. Inibe a formação do ácido tetrahidrofólico.
Respostas: �
b
b
c
a
b
b
c
d
09. a
10. a
11. b
12. a
13. b
14. c
15. b
16. b
�
�PAGE �
�PAGE �4�
Prof. Alessandra M. Campos
Farmacologia

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.