A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
54 pág.
PRONTO saude cominitaria (2)

Pré-visualização | Página 3 de 8

da Mulher (PAISM), para desenvolver atividades de assistência clínica, ginecológica, assistência ao pré-natal e assistência ao parto e puerpério imediato, envolvendo assim as várias fases do ciclo reprodutivo humano. (PEREIRA et al., 20
Realizado:
- coleta de dados sobre antecedentes obstétricos e ginecológicos;
- realizado exame físico;
- solicitado exames de rotina;
- realizado teste rápido HIV
- realizado anotações no prontuário e carteirinha da gestante
- realizado pedido de exames
- realizado prescrição de ácido fólico e sulfato ferroso via oral
2.8 SALA DE TRIAGEM
DATA: 31/03/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: em 2004 o Ministério da Saúde lançou, , a Cartilha da Política Nacional de Humanização – PNH, na qual aponta o acolhimento com avaliação e classificação de risco como dispositivo de mudança no trabalho da atenção e produção de saúde, em especial nos serviços de urgência (4), o qual vê a classificação de risco como um processo dinâmico de identificação de pacientes que necessitam de tratamento imediato, de acordo com o potencial de risco, os agravos à saúde ou o grau de sofrimento, devendo o atendimento ser priorizado de acordo com a gravidade clínica do paciente, e não com a ordem de chegada ao serviço (4).
Realizado:
- aferição de sinais vitais em adultos, crianças e idosos;
- realizado glicoteste;
- realizado entrevista para saber as principias queixas do paciente;
- realizado exame físico;
- realizado anotações no prontuário dos pacientes;
- realizado classificação de risco;
2.9 SALA DE COLETA (PREVENTIVO)
DATA: 01/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Segundo Gerk (2002) e Silva et al. (2006), no Brasil, o Ministério da Saúde aconselha que o exame de Papanicolau (citologia oncótica) em mulheres de 25 a 60 anos ou nas sexualmente ativas seja realizado a cada três anos, após a obtenção de dois exames com resultados negativos com intervalo de um ano entre eles. É fundamental que os serviços de saúde orientem o que é e qual a importância do exame preventivo, pois a sua realização periódica permite reduzir a mortalidade por câncer do colo do útero na população de risco (INCA, 2006, p.1). De acordo com o manual de Procedimentos Técnicos e Administrativos (2004), o teste de Papanicolau, também conhecido como citologia oncótica, citologia ontológica, citologia esfoliativa, Pap. Test, é um método desenvolvido pelo médico George Papanicolau para a identificação, ao microscópio, de células esfoliadas do colo uterino, atípicas, malignas ou pré-malignas. As células são colhidas na região do orifício externo do colo e canal endocervical, colocadas em uma lâmina transparente de vidro, coradas e levadas a exame ao microscópio, no qual, pessoal treinado poderá distinguir entre o que são células normais, as que se apresentam como evidentemente malignas e as que apresentam alterações de lesões pré-malignas. 
Realizado:
- entrevista com a paciente;
- realizado coleta de dados pertinentes ao exame;
- orientado sobre os passos a serem seguidos para a coleta;
- realizado a coleta do preventivo;
- realizado anotações no prontuário;
- realizado anotações nos livros de controle da unidade;
2.10 SALA DE PROCEDIMENTOS (CURATIVO)
DATA: 04/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: A utilização de curativos passivos é descrita na literatura desde 1962, quando Winter11 demonstrou, em trabalhos experimentais, que a reepitelização ocorria mais rapidamente em feridas ocluídas que naquelas expostas ao ar. O autor atribuiu esse fenômeno ao ambiente úmido que o curativo proporcionava. Posteriormente, Hinman & Maibach12 demonstraram resultados semelhantes em humanos. 
Realizado:
- curativo oclusivo no joelho de uma criança
- feito orientações à mãe da criança segundo a higiene a ser seguida
- prescrito ibuprofeno 100mg de 8/8 horas para alivio da dor, e paracetamol de 6/6 horas caso o paciente fique afebril 
- feito anotações no prontuário do mesmo
2.11 SALA DE TRIAGEM
DATA: 05/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Segundo "Sherlock Holmes" (1859 - I930 ) É da maior importância na técnica de detecção de reconhecer de uma série de fatos , que são incidental e que são vitais ou seja, Anamnese é uma entrevista realizada pelo profissional de saúde ao seu doente, que tem a intenção de ser um ponto inicial no diagnóstico de uma doença ou patologia. Em outras palavras, é uma entrevista que busca relembrar todos os fatos que se relacionam com a doença e à pessoa doente.
Realizado:
- realizado glicoteste;
- realizado aferição de sinais vitais;
- realizado anamnese e exame físico;
- realizado anotações no prontuário do paciente;
2.12 SALA DE VACINA
DATA: 06/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Relata Grossman et al (2004, p. 611) que a persistência da imunidade a muitas infecções virais pode ser explicada através da exposição natural repetida a novos casos na comunidade, em consequência do estímulo antigênico geralmente acentuado proporcionado pela infecção por um agente vivo ou através de outros mecanismos, como a persistência de vírus latente. Todos os materiais de imunização microrganismos vivos, em particular devem ser adequadamente conservados para que mantenham sua eficácia. As falhas graves na imunização contra varíola e o sarampo resultaram de refrigeração inadequada das vacinas antes de seu uso. Desta forma a imunização ativa primária produz um nível de anticorpos protetores mais lentamente do que o período de incubação da maioria das infecções e por conseguinte, deve ser afetada antes da exposição ao agente etiológico. Por outro lado. A reimunização de “reforço” num indivíduo previamente imune produz um rápido aumento secundário (anamnético) na imunidade.
Realizado:
- preparo da sala de vacina;
- realizado manejo das vacinas e acondicionamento das mesmas em isopores;
- realizado climatização dos recipientes;
- realizado vistoria nas carteiras de vacinas;
- realizado administração das vacinas;
- efetuado descarte adequado dos frascos e seringas;
- realizado orientações quanto possíveis reações adversas;
2.13 PRÉ NATAL
DATA: 07/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Ximenes Neto et al, (2008), relatam que para alcançar destaque em relação aos cuidados durante a gestação, são desenvolvidas ações assistenciais e educativas que devem assegurar o acompanhamento, a continuidade no atendimento e a avaliação. Os objetivos são de prevenir, de identificar ou de corrigir as intercorrências maternas e fetais, bem como instruir a gestante, no que diz respeito à gravidez. Sendo assim, a assistência pré-natal pressupõe avaliação dinâmica das situações de risco e prontidão para identificar problemas e poder atuar, de maneira a impedir um resultado desfavorável. A ausência de controle pré-natal, por si mesma, pode incrementar o risco para a gestante ou para o recém-nascido. Desse modo, de acordo com as suas finalidades, a assistência pré-natal é um procedimento técnico imprescindível para a redução da morte materna, fetal e neonatal.
Realizado:
- identificação da paciente;
- - realizado coleta de dados sobre antecedentes obstétricos e ginecológicos;
- realizado exame físico;
- orientado quanto as consultas subseqüentes e agendamentos;
- realizado o preenchimento do cartão da gestante;
- realizado orientações sobre o pré natal e a gestação;
- encaminhado para sala de vacina para medidas profiláticas;
- realizado prescrição de medicações de rotina (ácido fólico e sulfato ferroso).
2.14 PALESTRA SOBRE AMAMENTAÇÃO
DATA: 08/04/2016
APRENDIZADO CRITICO-REFLEXIVO Desde o início da década de 1980, mesmo antes da criação do SUS, o Brasil tem incluído na sua agenda de prioridades em saúde a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. Esta linha de cuidado está sob a responsabilidade da Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas da Secretaria de Atenção à Saúde do

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.