A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
FISIOTERAPIA NA SAÚDE DO TRABALHADOR

Pré-visualização | Página 1 de 1

FISIOTERAPIA NA SAÚDE DO TRABALHADOR
Docente: João Luiz Pandolphi
Dicente: Gessymilia L C de Miranda
9° Período, Estágio III, Ciclo 2 B
FACULDADE ESTÁCIO DO RIO GRANDE DO NORTE
O que é Alongamento?
 São exercícios físicos para manter ou desenvolver a flexibilidade. O alongamento é uma das categorias de exercícios mais importantes que podem ser prescritos para manter e restaurar o equilíbrio normal em cada uma destas estruturas:
O músculo
A fáscia
O tendão
O ligamento
Esses podem exibir um grau de rigidez aumentado e restringir a amplitude de movimento disponível.
Auto-Alongamento
É um tipo de exercício de flexibilidade que o paciente realiza sozinho;
 Possibilita os pacientes manter ou aumentar independentemente a AM;
Técnicas são importantes de um programa domiciliar de exercícios e do manejo em longo prazo de muitos problemas musculoesqueléticos e neuromusculares;
Benefícios dos Alongamentos
Aumento da flexibilidade, resistência e força muscular;
Diminuição de dores e desconfortos musculares;
Boa mobilidade muscular e articular;
Melhora do alinhamento postural estático e dinâmico;
Facilitação dos processos de aquecimento/desaquecimento em atividades esportivas;
Redução de encurtamentos do sistema muscular;
Diminuição dos riscos de lesões músculo-articulares;
Aumento do relaxamento muscular;
Melhora da circulação sanguínea;
Melhora da coordenação motora;
Indicações
Adm limitada como resultado de contraturas, adesões ou tecido cicatricial, levando ao encurtamento de músculos, tecido conectivo e pele;
Quando existe fraqueza muscular e retração nos tecidos opostos;
Quando as limitações da movimentação da articulação causam deformidades esqueléticas evitáveis que podem influenciar na simetria corporal e postural;
Contra-Indicações
Bloqueio ósseo limitando a mobilidade articular;
Inflamação ou infecção nas estruturas envolvidas;
Presença de dor aguda;
Presença de hematomas ou traumatismos teciduais;
Comprometimento ou falta da estabilidade ou integridade articular;
Fratura recente;
Tipos de Alongamentos:
Alongamento estático: 
Passivo: O terapeuta aplica uma força externa e controla a direção, velocidade, intensidade e duração do alongamento dos tecidos moles, que serão alongados além de seu comprimento de repouso.
Ativo: É determinado pelo maior alcance de movimento voluntário, utilizando-se a força dos músculos agonistas e relaxamento dos músculos antagonistas.
Alongamento por inibição ativa: Refere-se a técnicas nos quais os paciente relaxa reflexamente o músculo a ser alongado antes da manobra de alongamento. Quando um músculo é inibido ocorre resistência mínima do alongamento.
Sustentar-Relaxar
O indivíduo é instruído a realizar uma contração isométrica no final da amplitude de movimento do músculo retraído antes que ele seja passivamente alongado. Após uma contração pré-alongamento do músculo retraído, ele irá relaxar por inibição autogênica, sendo mais facilmente alongado.
Contrair-Relaxar:
Variação da técnica anterior. Neste caso, após o músculo retraído ter sido alongado passivamente, o paciente faz uma contração concêntrica contra resistência do músculo retraído antes dele ser alongado.
 “Entre arrepios e espasmos tento encompridar meus músculos espichar o tempo...”
 
 Raniere Gonçalves

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.