A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
54 pág.
PRONTO saude cominitaria (2)

Pré-visualização | Página 4 de 8

Ministério da Saúde. Essa Área Técnica elabora as diretrizes políticas e técnicas para a atenção integral à saúde da criança de zero a 9 anos e apóia a sua implementação nos estados e municípios. Ela conta com coordenadores no nível estadual, para implementação das ações nos estados, e coordenadores no nível municipal, responsáveis pela implementação local das estratégias propostas.
Realizada:
- palestra voltada para as gestantes da área da abrangência da unidade tendo como tema `` A importância da amamentação´´
 orientações sobre a alimentação e cuidados pos-parto
2.15 SALA DE COLETA (PREVENTIVO)
DATA: 11/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: O nome Papanicolau; é uma homenagem ao patologista grego Georges Papanicolau, que criou o método no início do século.  Esse exame é a principal estratégia para detectar lesões precocemente e fazer o diagnóstico da doença bem no início, antes que a mulher tenha sintomas. Pode ser feito em postos ou unidades de saúde da rede pública que tenham profissionais capacitados. É fundamental que os serviços de saúde orientem sobre o que é e qual a importância do exame preventivo, pois sua realização periódica permite que o diagnóstico seja feito cedo e reduza a mortalidade por câncer do colo do útero.
Realizado:
- consultas de enfermagem
- coleta de preventivos com a supervisão da enfermeira da unidade
- prescrição de alguns medicamentos as mulheres que realizaram a coleta do preventivo, medicamentos esses de atribuição do enfermeiro, conforme o Protocolo de Prescrição de Medicamentos mediante Protocolos de saúde que atribui ao enfermeiro prescrição de tais medicações.
- foi feito encaminhamento para o ginecologista,
- feito orientações as pacientes sobre cuidados e DST (doença sexualmente transmissível)
- feito administração de contraceptivos IM (intramuscular) e VO (via oral) 
- feito anotações no prontuário das pacientes.
2.16 SALAS DE PROCEDIMENTOS (CURATIVO)
DATA: 12/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Em relação à infecção da ferida, Barbul (1993, p. 637) diz que uma ferida não está infectada quando cicatriza por primeira intenção sem secreção. Pode-se afirmar que há infecção se ocorre uma descarga de material purulento, até mesmo quando não se consegue recuperar bactérias pela cultura. Essa drenagem pode representar bactérias novas, leucócitos ou outros detritos que produzem cultura negativa. Ë clinicamente necessário incluir as feridas que estão inflamadas, mas que não drenam ou nas quais ocorre uma drenagem com cultura positiva, porém sem nenhum pus. Essas feridas são designadas como "possivelmente infectadas". Uma exceção a essas categorias é o abscesso do ponto sutura. É igualmente importante que a ferida cicatrize por primeira intenção e que os locais da sutura estejam limpos dentro de 72 horas após a retirada dos pontos. Todas as feridas, tanto eletivas quanto traumáticas, exibem certo grau de contaminação.
Realizado:
- curativos em escoriações múltiplas;
- realizado retirada de pontos de sutura (cesariana);
- realizado curativo profilático 
- feito encaminhado ao hospital;
2.17 SALAS DE TRIAGEM
DATA: 13/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Segundo Nunes ET, AL.2008. O enfermeiro é o profissional que recepciona e faz a primeira avaliação, nos serviços de urgência, determinando a prioridade na assistência e tempo de espera (BRASIL, 2009).
Realizado:
- aferição dos sinais vitais em adultos e crianças;
- realizado glicoteste;
- realizado exame físico e ouvido as principais queixas;
- realizado anotações no prontuário;
2.18 SALA DE VACINA
DATA: 14/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Abbas et alii (1995): Vacina é um tipo de imunização ativa que tem por objetivo a indução da imunidade específica, impedindo a invasão dos microrganismos, eliminando aqueles que por ventura já ingressaram no hospedeiro, e também neutralizando suas toxinas (2). Sobre as substâncias utilizadas na fabricação de vacinas, também foi utilizada a complementação de Abbas et alii (1995): A produção de vacinas utiliza os seguintes agentes infecciosos e seus produtos: - vacinas bacterianas e virais: que se utiliza de bactérias e vírus atenuados; - vacinas de antígenos purificados (subunidades): que se utiliza de toxinas tornadas inofensivas - os toxóides; - vacinas de antígenos sintéticos: que são produzidos a partir de peptídeos sintéticos; - vetores virais vivos: que se caracterizam pela introdução de genes codificadores de antígenos microbianos num vírus não patogênico e a infecção dos indivíduos com esse vírus.
Realizado:
- realizado preparo da sala de vacina;
- realizado manejo das vacinas e acondicionamento das mesmas em isopores;
- realizado climatização dos recipientes;
- realizado vistoria nas carteiras de vacinas;
- realizado administração das vacinas;
- efetuado descarte adequado dos frascos e seringas;
- realizado orientações quanto possíveis reações adversas;
2.19 PRÉ NATAL
DATA: 15/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Castro, Moura e Silva (2010) asseveram que a assistência pré-natal, quando ofertada com qualidade, poderá proporcionar melhores resultados na assistência ao parto. Portanto, a realização de ações educativas, além das assistenciais, no decorrer de todas as etapas do ciclo grávido-puerperal é muito importante, pois é no pré-natal que a mulher deverá ser mais bem orientada para que possa viver o parto de forma positiva, ter menos riscos de complicações no puerpério e mais sucesso na amamentação.
Realizado:
Realizado coleta de dados sobre antecedentes obstétricos e ginecológicos;
- realizado exame físico;
- encaminhada para realização do exame de segunda fase do IPED APAE;
-realizado interpretação de exames pertinentes ao pré natal;
-realizado orientações sobre amamentação;
- realizado teste rápido de HIV;
- orientado quanto às consultas subsequentes e agendamentos;
- realizado o preenchimento do cartão da gestante;
- realizado prescrição de medicações de rotina (ácido fólico e sulfato ferroso).
2.20 SALA DE TRIAGEM
DATA: 18/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: Estudos citados por Gatti e Leão (2004, p. 24) recomendam que a triagem seja processo dinâmico em que os pacientes sejam classificados segundo sua urgência na necessidade de tratamento, pois a condição de saúde do mesmo pode mudar durante o tempo de espera. São cinco tipos principais de triagem: a triagem básica, aquela em que o enfermeiro devidamente capacitado avalia o paciente, determina as necessidades de prioridade e encaminha-o para área de tratamento; a triagem avançada, em que se faz uma avaliação inicial e se usam técnicas diagnósticas; a triagem médica realizada por médico, sendo que o mesmo pode determinar tratamento definitivo e/ou alta da área de triagem; e a triagem por equipe, em que há atuação de enfermeiros e um médico, que trabalha como consultor para os enfermeiros atuantes.
Realizado:
- aferição de sinais vitais e pesagem de adultos e crianças;
- realizado glicoteste;
- realizado anamnese e exame físico;
- ouvido as principais queixas;
- realizado a classificação de risco;
- realizado anotações nos prontuários dos pacientes;
2.21 SALA DE COLETA (PREVENTIVO)
DATA: 19/04/2016
APRENDIZADO CRÍTICO-REFLEXIVO: A prevenção primária do câncer do colo do útero pode ser realizada através do uso de preservativos durante a relação sexual, uma vez que a prática de sexo seguro é uma das formas de evitar o contágio pelo HPV (OLIVEIRA et al., 2006), que é considerado uma doença sexualmente transmissível (DST). Segundo Buchalla (2001), o HPV é etiologicamente importante na instalação do câncer cervical4. Esta informação é preocupante, uma vez que uma em cada quatro mulheres brasileiras está contaminada por este vírus. - realizado entrevista com a paciente;
Realizado:
- coleta de dados pertinentes ao exame;
- orientado sobre os passos a serem seguidos para a coleta;
- realizado a

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.