A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
226 pág.
HISTÓRIA DO BRASIL COLÔNIA Livro

Pré-visualização | Página 1 de 37

História do Brasil 
Colônia
História do Brasil 
Colônia
Organizado por Universidade Luterana do Brasil
Universidade Luterana do Brasil – ULBRA
Canoas, RS
2015
Maria Angélica Zubaran
Juliane Maria Puhl Gomes
Arilson dos Santos Gomes
Conselho Editorial EAD
Andréa de Azevedo Eick
Astomiro Romais,
Claudiane Ramos Furtado
Dóris Cristina Gedrat
Kauana Rodrigues Amaral
Luiz Carlos Specht Filho
Mara Lúcia Salazar Machado
Maria Cleidia Klein Oliveira
Thomas Heimann
Obra organizada pela Universidade Luterana do Brasil. 
Informamos que é de inteira responsabilidade dos autores 
a emissão de conceitos.
Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida 
por qualquer meio ou forma sem prévia autorização da 
ULBRA.
A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei 
nº 9.610/98 e punido pelo Artigo 184 do Código Penal.
ISBN: 978-85-5639-206-0
Dados técnicos do livro
Diagramação: Jonatan Souza
Revisão: Marcela Machado
Este livro apresenta a História do Brasil Colônia tendo como recorte o período que se estende da expansão comercial portuguesa (século XV), 
da conquista e da colonização do Brasil, até o processo de independência 
no início do século XIX.
Os dez capítulos deste livro apresentam um conjunto de informações 
que permite entendermos algumas das questões que elaboram a identi-
dade histórica do nosso país. No primeiro capítulo será apresentado o 
contexto histórico que levou à expansão marítima portuguesa, viabilizando 
a chegada dos portugueses ao Brasil em 1500. No entanto, estas novas 
terras que estavam fora do conhecimento europeu não estavam vazias, 
desta forma no capítulo dois se coloca a discussão sobre a ocupação do 
território anterior a presença portuguesa no Brasil. Será apresentada a His-
tória Pré-Colonial que se torna enriquecida através de estudos de casos 
regionais. Os regionalismos, superdimensionados pela extensão das novas 
terras, canaliza a abordagem sobre o contato entre povos e culturas com 
diferenças significantes, produzindo como resultado uma diversidade ímpar 
em termos de conhecimento histórico.
No terceiro capítulo será apresentado o processo de conquista, colo-
nização e estabelecimento das estruturas coloniais portuguesas, que inseri-
ram o Brasil no cenário da História Geral, conhecida pelas suas caracterís-
ticas eurocêntricas. A empreitada colonial portuguesa no Novo Mundo não 
foi um esforço solitário, pois contou com a parceria da Igreja Católica, o 
que significava uma sociedade invejável. O quarto capítulo irá abordar as 
religiosidades no Brasil colônia, ou seja, como a diversidade de nossa for-
mação construiu características religiosas que se manifestaram na herança 
de um país plural e complexo religiosamente.
Apresentação
Apresentação v
O quinto e o sexto capítulos abordam o trabalho compulsório e a es-
cravização no Brasil colonial. Será apresentado o processo de implantação 
das estruturas produtivas, os problemas com a mão de obra local (indí-
genas) e a necessidade de trazer africanos escravizados para dar suporte 
à base econômica e social brasileira. O conhecimento habitual sobre o 
período colonial coloca a organização das formas de trabalho compulsório 
como uma ação de imposição dos senhores e de aceitação calada dos 
escravizados, porém tal escravização não ocorreu sem resistência, tanto 
por parte dos índios quanto dos negros, o que deixou marcas históricas 
profundas em nossa História.
No capítulo sete, o centro da análise será a organização do sistema 
e o cotidiano da vida colonial, no aspecto da constituição dos fundamen-
tos que alicerçam a sociedade brasileira. No processo de formação inicial 
deste senso do ser vinculado a um Estado ou a um tipo de administração, 
serão abordadas as invasões estrangeiras nas terras “portuguesas”, no sen-
tido da construção de alianças e negociações mediadas pelo quadro de 
diversidade da colônia. O oitavo capítulo discute sobre o achamento do 
ouro nas Minas Gerais, sobre a expansão das fronteiras coloniais, assim 
como a reestruturação econômica e social que a movimentação em torno 
da mineração pode produzir na formação de um novo contexto político, 
social e econômico.
Os capítulos 9 e 10 abordam a influência das ideias iluministas no 
Brasil e as articulações políticas com o intuito de atacar a manutenção 
do sistema colonial no Brasil, o conjunto de ações contestatórias que se 
espalhou no país neste período foi denominado de revoltas coloniais. O 
ambiente político que se implantou no país, questionando os princípios da 
organização colonial, levou ao surgimento de novas possibilidades para os 
rumos da presença impositiva dos portugueses no Brasil; somado a isso, 
um quadro de perda de soberania em território português provocado pela 
expansão napoleônica e a hegemonia inglesa na Europa fez com que a 
vinda da família real ao Brasil passasse a ser uma realidade em 1808. 
O contexto de presença da casa real portuguesa no Brasil precipitou a 
reestruturação dos poderes, a urbanização, o crescimento de atividades 
vi Apresentação
econômicas alternativas à economia de exportação. Tais características, 
em conjunto, serão fundamentais para o entendimento da crise do sistema 
colonial e consequentemente do processo de independência do Brasil.
Esperamos que ao findar a leitura deste livro, construído por várias 
mãos, você seja capaz de reconhecer a importância da História do Brasil 
Colonial para entendermos, um pouco mais, quem somos nós como país 
e como povo diverso. Também, incrementar o volume de informações que 
possa atuar na autonomia do conhecimento que todo professor de História 
deve ter sobre o conjunto de dados que perfaz as características do que 
chamamos de conteúdo a ser trabalhado no exercício da docência. Estudar 
sobre a História do Brasil Colonial é um começo para elaborarmos uma 
ideia sobre a análise histórica do nosso país. Então, seja bem vindo ao 
começo da História do Brasil!
Seja bem-vindo ao início da História de nosso país!
 1 A Expansão Marítima Portuguesa e a “Descoberta” 
do Brasil ...............................................................................1
 2 Os Indígenas na Colônia ....................................................20
 3 A Colonização da América Portuguesa ................................47
 4 Religiosidades na Colônia ...................................................66
 5 O Trabalho na Colônia: Escravização de Índios e Negros ....84
 6 Tráfico Transatlântico e Resistências Escravas .....................108
 7 Engenhos, Casa-Grande e Senzala, União Ibérica, 
Invasões Holandesas e Restauração Pernambucana ..........134
 8 O Ouro e as Minas Gerais ................................................152
 9 As Revoltas Coloniais ........................................................173
 10 A Crise do Sistema Colonial: Quadro Internacional 
e Nacional (Inconfidência Mineira e Inconfidência Baiana) ..197
Sumário
A Expansão Marítima 
Portuguesa e a 
“Descoberta” do Brasil1
A Expansão Marítima 
Portuguesa e a 
“Descoberta”...
1 Doutora em História, professora adjunta do Curso de História e do Mestrado em 
Educação da Universidade Luterana do Brasil, membro do NEABI/ULBRA. 
Maria Angélica Zubaran1
Capítulo 1
2 História do Brasil Colônia
Introdução
O “descobrimento” ou “achamento” das terras que seriam cha-
madas Brasil em princípios do século XV se insere no contexto 
histórico das mudanças ocorridas na Europa Ocidental durante 
o final da idade média e início da idade moderna e se constitui 
em uma etapa da Expansão Marítima de Portugal. Neste capí-
tulo, estudaremos a expansão marítima portuguesa no Ocenao 
Atlântico, os fatores que determinaram o pioneirismo português 
nas grandes navegações, a expedição de Pedro Álvares Cabral 
em 1500 e os primeiros registros sobre