A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Análise de dados em pesquisa qualitativa   Aula 07

Pré-visualização | Página 1 de 1

1 
 
Análise de dados em pesquisa qualitativa 
 
O quarto capítulo do livro é sobre a análise de dados em pesquisa qualitativa. 
 
Análise de dados não significa que estamos no final da pesquisa. Este momento é 
crucial para reconhecer necessidades de aperfeiçoar lacunas provenientes da pesquisa 
propriamente dita. 
 
Por exemplo: o pesquisador pode chegar a conclusões precipitadas, sem considerar 
todos os envolvidos em uma determinada realidade social, ou achando que num 
primeiro momento é possível encontrar respostas. 
 
Chegando ao final, ele verifica que será necessário refazer alguma atividade da 
pesquisa para obter dados e informações confiáveis. 
 
Ainda utilizando o exemplo da pesquisa sobre adolescentes grávidas, ao pegarmos o 
dado veiculado que nos dias atuais (que uma adolescente tem acesso às informações 
sobre métodos contraceptivos), e por isso ficar grávida é inteira responsabilidade 
dela, se desdobram questionamentos atrelados ao senso comum, tais como: para que 
estudar, se essas adolescentes engravidam porque querem? 
 
Uma pesquisa séria sobre o assunto é um salto do imediatismo à investigação 
científica, explorando o tema em seus diversos ângulos e dando voz aos atores 
envolvidos – e desta forma, superando o senso comum e os preconceitos. 
 
Outro obstáculo se refere ao cuidado para não valorizar em demasia os métodos e 
técnicas em detrimento aos significados presentes em seus dados. O pesquisador fica 
tão preocupado em como coletá-los que pouco se preocupa com sua análise. 
 
 
 
 
 2 
Outro ponto delicado é a dificuldade que o pesquisador pode apresentar em articular 
as conclusões que surgem dos dados concretos com conhecimentos mais amplos ou 
abstratos. 
 
A pesquisa é uma forma de produzir conhecimento. No entanto, a prática profissional 
é uma das possibilidades de se produzir conhecimento.