A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Abordagem ao diagnóstico da síncope cardiogénica em cães e gatos

Pré-visualização | Página 35 de 35

Urografia de excreção - não
progressão do contraste em
ambos os rins.
CONCLUSÃO: A diálise peritoneal é uma opção terapêutica comprovadamente eficaz na insuficiência renal aguda quando o tratamento
convencional não resulta. Quando temos por parte dos donos uma boa complacência é possível efetuar o protocolo em casa, tendo em
conta todos os riscos e cuidados profiláticos a ter.
DIÁLISE PERITONEAL
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
102 
 
Anexo 2 – Valores para leitura e interpretação do ECG 
 
Figura 14 - Derivações do ECG (Adaptado de Côté & Ettinger, 2005) 
 
 
 
 
Tabela 7 - Dados para leitura do papel de ECG: distância horizontal (Adaptado de Ware, 
2005) 
Distância na horizontal no 
papel de ECG 
Tempo 
(pepel de velocidade 25 
mm/s) 
Tempo 
(papel de velocidade 50 
mm/s) 
 
1 milímetro 
 
 
0.04 segundos 
 
0.02 segundos 
 
10 centímetros 
 
 
4 segundos 
 
2 segundos 
 
Tabela 8 - Dados para leitura do papel de ECG : distância vertical (adaptado de Ware, 2005) 
 
Distância na vertical no papel de ECG 
 
Amplitude 
 
1 milimetro 
 
0.1 milivolts 
 
1 centímetro 
 
1 milivolt 
 
 
 
 
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
103 
 
Tabela 9 – Tabela de Tilley: derivação I e II positivas (Adaptado de Bernal, 2008) 
 
 
 
 
Tabela 10 – Tabela de Tilley: derivação I postitiva e III negativa (Adaptado de Bernal, 2008) 
 
 
 
 
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
104 
 
Tabela 11 - Tabela de Tilley: derivação I negativa e III positiva (Adaptado de Bernal, 2008) 
 
Tabela 12 - Tabela de Tilley: derivação I negativa e III negativa (Adaptado de Bernal, 2008) 
 
 
Tabela 13 – Eixo eléctrico normal no cão e no gato (Adaptado de Bernal, 2008) 
 Cão Gato 
Eixo Eléctrico normal +40º a +100º 0º a +160º 
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
105 
 
Tabela 14 – Valores normais do ECG (Adaptado de Ware, 2005) 
Ondas e 
intervalos 
Cão 
Gato 
Observações 
Duração 
(segundos) 
Amplitude 
(milivolt) 
Raças 
pequeno 
porte 
Raças 
grande 
porte 
Raças 
pequeno 
porte 
Raças 
grande 
porte 
Duração 
(segundos) 
Amplitude 
(milivolt) 
P 
 
0.04 0.4 0.04 0.2 
- Aumento da 
duração: aumento 
do átrio esquerdo. 
- Aumento da 
amplitude: 
aumento do átrio 
direito. 
 
QRS 
 
0.05 0.06 - 0.04 - 
 
R - 2.5 3 - 0.9 
- Aumento da 
amplitude: 
aumento do 
ventrículo 
esquerdo. 
T - 
Não mais do que 
25% da onda R 
- 
Não mais 
do que 
25% da 
onda R 
- 
PR 0.06 – 0.13 - 
0.05 –
0.09 
- 
- Avalia se há 
bloqueios AV 
QT 0.15 – 0.25 - 
0.12-
0.18 
- 
- Inversamente 
proporcional à 
frequência 
cardíaca 
Desvios 
de ST 
- 
Elevação 
 < 0.15 
 
Depressão 
< 0.2 
- 
Elevação 
< 0.1 
 
Depressão 
< 0.1 
- Variações e 
depressões: 
alterações 
electrolíticas e 
hipoxia do 
miocárdio. 
- Depressão ST e 
onda T anormal: 
isquémia. 
- Desvio do eixo 
eléctrico à direita 
e onda S 
profunda : 
aumento do 
ventrículo direito. 
 
 
 
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
106 
 
Anexo 3 – Valores para interpretação da ecocardiografia 
 
Tabela 15 – Dimensões ecocardiográficas normais de acordo com o peso (0.5 kg a 55 kg) 
(Boon, 2011) 
 
 
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
107 
 
Tabela 15 (continuação) 
 
 
 
 
 
Mariana de Magalhães Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, FMV-UL 
108

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.