Gestão de custos logísticos
185 pág.

Gestão de custos logísticos


Disciplina***151 materiais20 seguidores
Pré-visualização20 páginas
Gestão de Custos Logísticos
W
B
A
0
24
2
_
V
1.
0
2/185
Gestão de Custos Logísticos
Autoria: Robson Ribeiro de Azevedo
Como citar este documento: AZEVEDO, Robson Ribeiro de. Gestão de custos logísticos. Valinhos: 2016.
Sumário
Apresentação da Disciplina 04
Unidade 1: Introdução aos Custos Logísticos 05
Assista a suas aulas 19
Unidade 2: Custos de Transportes 27
Assista a suas aulas 46
Unidade 3: Custos de Armazenagem 54
Assista a suas aulas 67
Unidade 4: Custos de Estoques 75
Assista a suas aulas 89
2/185
3/1853
Unidade 5: Custos de Embalagens 97
Assista a suas aulas 110
Unidade 6: Processamento e Atendimento de Pedidos 118
Assista a suas aulas 133
Unidade 7: Tributação Inerente ao Processo Logístico 141
Assista a suas aulas 155
Unidade 8: Custeio ABC e Formação de Preços 163
Assista a suas aulas 177
Sumário
Gestão de Custos Logísticos
Autoria: Robson Ribeiro de Azevedo
Como citar este documento: AZEVEDO, Robson Ribeiro de. Gestão de custos logísticos. Valinhos: 2016.
4/185
Apresentação da Disciplina
A disciplina tem por objetivo apresentar os 
custos logísticos e seus impactos no pro-
cesso de gestão empresarial. 
Sabe-se que a logística tem por principal 
objetivo a otimização de recursos, sejam 
eles recursos materiais, humanos, tecnoló-
gicos ou financeiros. E é nesse último item 
que a gestão de custos atua.
Em função da sua natureza, a atividade lo-
gística por si só tende a promover uma re-
dução de custos nos processos empresa-
riais. No entanto, a execução dessa ativi-
dade gera também alguns custos. Cabe ao 
gestor acompanhar e gerenciar essas ativi-
dades fazendo com que a logística traga de 
fato benefícios do ponto de vista financeiro.
No que diz respeito aos custos gerados pela 
atividade logística, a disciplina visa apre-
sentar os principais itens, bem como a clas-
sificação e a divisão em categorias de cada 
um deles com suas características e seus 
potenciais de geração de benefícios espe-
cíficos. 
A disciplina está dividida em 8 (oito) temas, 
apresentando as diversas categorias de 
custos, os impactos tributários desses cus-
tos e os métodos de apuração existentes, 
com foco em um deles, o custeio ABC e seu 
impacto na formação do preço dos produ-
tos e serviços oferecidos.
Esperamos que esse conteúdo tão impor-
tante para a gestão da atividade logística 
possa trazer a você, nosso aluno, informa-
ções relevantes e úteis, contribuindo para a 
sua formação e auxiliando na execução de 
suas atividades na vida profissional.
5/185
Unidade 1
Introdução aos Custos Logísticos
Objetivos
1. Introduzir o tema custos, apresentan-
do sua função e importância para a 
gestão empresarial.
2. Apresentar os principais conceitos re-
lacionados aos custos empresariais e 
a classificação dos diversos gastos in-
corridos pelas empresas
3. Identificar as relações entre a gestão 
de custos e a logística, apresentando 
os custos gerados pelo processo lo-
gístico na atividade empresarial.
Unidade 1 \u2022 Introdução aos Custos Logísticos6/185
Introdução 
Informação. Esse é um dos principais ins-
trumentos utilizados pelas empresas para 
atingir o sucesso. Sem informação, é difícil 
imaginar a evolução de um negócio, espe-
cialmente nos últimos anos com a amplia-
ção dos canais para se obter e dissipar in-
formações. 
Nesse cenário, a análise e gestão dos custos 
empresariais é uma ferramenta indispen-
sável para as empresas. Num momento de 
competição ampliada e de margens reduzi-
das, controlar e gerir os gastos traz um ex-
pressivo aumento na sua capacidade com-
petitiva. Além disso, a gestão de custos é 
um gerador de informações imprescindível 
para a gestão do negócio como um todo, o 
que aumenta o seu nível de importância a 
cada dia.
Com a evolução do capitalismo, mais espe-
cificamente a partir do início do século XX, 
as exigências de registros e gestão de cus-
tos aumentaram. Isso por que esse trabalho 
se tornou mais profissional, o que gerou no-
vas possibilidades para as informações ge-
radas. 
Para saber mais
A gestão de custos surge na Revolução Industrial, 
no século XVIII, com objetivo de melhorar a ges-
tão dos estoques nas organizações. Teve como re-
ferência teórica os conceitos desenvolvidos pela 
contabilidade e foi evoluindo e introduzindo con-
ceitos próprios a partir de então.
Unidade 1 \u2022 Introdução aos Custos Logísticos7/185
Assim, a gestão de custos passou a ter no-
vas funções nas empresas além do simples 
controle de gastos. São elas:
Análise de viabilidade: necessária para ve-
rificar a viabilidade de uma operação. Essa 
análise e a decisão de manter ou encerrar a 
operação ou projeto é toda baseada no tra-
balho de custos.
Formação de preços: a análise dos custos 
envolvidos na produção e distribuição dos 
bens e serviços pela empresa comporá um 
conjunto de fatores essenciais para a deci-
são do preço mais adequado a ser oferecido 
aos clientes.
Enfim, o estudo e a gestão de custos estão 
muito relacionados à profissionalização dos 
processos empresariais. A evolução da com-
petição entre as empresas e da administra-
ção como ciência influenciaram a criação 
de métodos para melhor acompanhamen-
to dos gastos necessários para a criação de 
produtos e serviços.
Na sequência, serão apresentados alguns 
conceitos, relacionados aos Custos Empre-
sariais e necessários para a compreensão e 
execução das atividades de Gestão destes 
valores.
1. Conceitos Fundamentais em 
Custos
Como toda ciência, a gestão de custos tem 
os seus conceitos e termos próprios. Com-
preendê-los é fundamental para a realiza-
ção das atividades da área.
Unidade 1 \u2022 Introdução aos Custos Logísticos8/185
Alguns desses conceitos que serão apre-
sentados na sequência.
1.1. Gastos
Como gastos, definem-se os valores que a 
empresa compromete na busca pelo cum-
primento da sua missão. No entanto, os 
gastos apresentam diferenças entre si, que 
estão relacionadas à natureza de cada gas-
to. Para a realização de uma análise e gestão 
de custos, faz-se necessária a classificação 
desses gastos.
São quatro os tipos de gastos que uma em-
presa pode incorrer: custos, despesas, in-
vestimentos e perdas.
Para a realização dessa classificação, faz-
se necessária uma análise dos processos 
empresariais para identificar quais deles 
possuem relação com a atividade fim da 
empresa. Assim, nem todo gasto será 
classificado da mesma forma, diferenciando-
se entre empresas. Cabe aos responsáveis 
pela gestão de custos avaliar de forma 
criteriosa e executar tal classificação.
Na sequência, serão apresentadas as defi-
nições de cada uma das quatro categorias 
de gastos existentes.
1.2. Custo
Refere-se aos gastos relacionados de for-
ma direta ou indireta com a atividade fim da 
empresa. Conforme mencionado anterior-
mente, cada empresa classificará seus gas-
tos de acordo com a sua atividade fim, no 
Unidade 1 \u2022 Introdução aos Custos Logísticos9/185
entanto, alguns gastos são tradicionalmen-
te classificados como custos. São eles: gas-
tos com matéria-prima, gastos com mão de 
obra direta, gastos com embalagem.
1.3. Despesa
Refere-se aos gastos que não se relacio-
nam com a atividade fim da empresa, mas 
que são fundamentais para a manutenção 
do negócio. Alguns gastos tradicionalmen-
te são classificados como despesas, a saber: 
gastos com mão de obra indireta, gastos 
com honorários contábeis, gastos com en-
cargos tributários.
1.4. Investimentos
São gastos realizados com o objetivo de ge-
ração de receitas em determinado período 
de tempo, normalmente no futuro. Não es-
tão relacionados com as ocorrências roti-
neiras da empresa e necessárias para o seu 
funcionamento atual. Tratam-se da busca 
pelo crescimento ou manutenção