A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
29 pág.
Resumo exame geniturinário

Pré-visualização | Página 1 de 9

Semiologi...
SEMIOLOGIA DAS VIAS URINÁRIAS
Quando o rim não está normal, devido a tumores ou outras patologias que façam o rim 
aumentar por mais de 2 vezes o seu tamanho normal a palpação é possível, independente 
do sexo ou idade.
De forma grosseira, podemos dizer que os rins servem para filtrar o sangue, produzindo um 
líquido que cai no ducto coletor, depois cálices (menor e maior), pelve, ureter bexiga e 
uretra. Como filtro, todo o sangue passa pelo rim a cada 5 minutos. Como é um órgão vital, 
o seu não funcionamento é incompatível com a vida, sendo necessário o paciente se 
submeter a hemodiálise pelo menos 3 vezes por semana, para substituir a função renal.
O néfron é a unidade funcional dos rins, existindo milhões de néfrons em cada rim.
As vias urinárias são composta pelos RINS, URETERES, BEXIGA E URETRA○
Noções Anatômicas-
Formação da Urina�
Regulação endócrina do volume líquido do organismo�
Sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona□
Hormônios Antidiuréticos e mecanismo de concentração e diluição urinária□
Sistema Calicreína-cinina□
Prostaglandinas Renais□
Regulação da pressão arterial�
Manutenção do volume e da composição dos líquidos corporais○
Excreção de resíduos metabólicos: uréia, creatinina, ácido úrico...�
Eliminação de toxinas, drogas e seus metabólicos.�
Degradação e catabolismo de hormônios peptídios: insulina, glucagon, hormônio do 
crescimento, hormônio paratiroidiano...
�
Depuração de produtos químicos endógenos e exógenos○
Principais Funções dos Rins-
RINS: se encontram no espaço retroperitoneal, não 
está na cavidade abdominal. Anatomicamente, é 
importante saber que o rim direito é mais baixo do 
que o esquerdo, devido a presença do fígado, pois 
no exame físico da palpação é mais fácil palpar o 
rim direito do que o esquerdo devido ser mais 
baixo.
�
Todo órgão que tem uma importância vital é 
mais protegido anatomicamente, os rins como 
são órgãos vitais ficam protegidos pelas duas 
últimas costelas (11a e 12a). Como estas 
costelas protegem os rins, o exame físico dos 
rins ficam prejudicado, e geralmente não se 
consegue palpá-los em condições fisiológicas. 
Só se consegue palpar os rins em crianças e em 
mulheres magras. Além das costelas o vigor 
físico do homem dificulta esta palpação.
Aula 31/01/2013
quinta-feira, 31 de janeiro de 2013
21:20
 Página 1 de Semiologia Geniturinário 
crescimento, hormônio paratiroidiano...
Regulação da produção de hemácias pela síntese de eritropoetina○
Regulação do metabolismo mineral: cálcio, fósforo e magnésio○
Síntese de fatores do crescimento○
Funções dos Ureteres, Bexiga e Uretra-
A função do ureter é carrear a urina formada pelos rins até a bexiga urinária. A função da bexiga urinária 
é de armazenamento da urina por um determinado período de tempo, geralmente de 4 a 6 horas, 
possibilitando que a pessoa possa exercer suas funções habituais, até que se tenha a necessidade de 
esvaziar a bexiga. A função da uretra, no sistema urinário é de conduzir a urina da bexiga para o meio 
externo, tendo uma grande diferença entre a uretra masculina da feminina.
Anamnese da Função Urinária-
A produção diária de urina é em média de 800 a 2.500 ml dia, existindo vários fatores que contribuem 
para esta variação, como ingesta de água, temperatura ambiente, transpiração, etc. A produção da urina 
na criança pode ser calculada com a seguinte fórmula: 1 ml / kg / h, ou seja, 1 ml de urina por quilo da 
pessoa a cada hora. Está fórmula de cálculo da diurese é importante para monitorizar no paciente a 
hidratação de uma criança com diarréia. 
A bexiga de um adulto tem a capacidade de armazenar de 400 a 600 ml de urina. Quando a bexiga 
começa a chegar por volta dos 300ml da capacidade, a pessoa começa a sentir a necessidade de urinar, 
mas a pessoa consegue prolongar um pouco mais a vontade antes de urinar até atingir a capacidade 
total da bexiga. Também existe uma fórmula para calcular a capacidade da bexiga de uma criança, 
utilizando a seguinte: ((anos + 2) x 30ml), ou seja, a quantidade de anos da criança + 2, multiplicado por 
30 ml de urina, chegando ao total que a bexiga da criança consegue armazenar.
Disúria: é o desconforto ou dificuldade na micção.○
Polaciúria (Noctúria): a pessoa vai mais vezes ao banheiro do que o normal, sem ter aumento do 
volume miccional. A capacidade vesical fica diminuída, por isto a pessoa vai mais vezes urinar. Isto 
nada mais é do que um sistema de defesa da bexiga, tentando eliminar o que está lhe 
prejudicando. A Noctúria é uma polaciúria noturna, onde o individuo levanta-se várias as vezes a 
noite para urinar.
○
Febre: sempre pensar em problemas infecciosos (ITU´s, CA Renal, Abscesso).○
Os principais sintomas relatados da função urinária são:
Uma das principais patologias relacionadas ao sistema urinário é a infecção urinária, principalmente em 
mulheres, devido a diferença anatômica da uretra, onde 95% as infecções urinárias são adquiridas do 
 Página 2 de Semiologia Geniturinário 
mulheres, devido a diferença anatômica da uretra, onde 95% as infecções urinárias são adquiridas do 
meio externo para o meio interno (fora para dentro) através da uretra; como a uretra da mulher é bem 
menor do que a do homem, existe uma suscetibilidade a infecção urinária. 
A Idade do paciente, também, é importante porque já se pode excluir ou incluir no diagnóstico alguns 
tipos de patologias. Como em um paciente de 25 anos, dependendo de sua HDA já se pode excluir 
tumores de próstata, que são mais comuns em idosos. Uma dica para o diagnóstico é sempre pensar na 
patologia mais frequente, atrelando todos os sinais e sintomas a uma só doença, e por eliminação ir 
para as patologias menos frequentes. Desta forma, a idade ajuda a afastar ou incluir algumas patologias 
para o diagnóstico. (Glomerulopatias, CA, tumor de Wilms, ITU, HAS).
O Sexo do paciente também é importante, pois algumas patologias são mais frequentes em um sexo do 
que em outro, as vezes até exclusiva de um determinado sexo. A litíase é mais comum no homem, a 
infecção do trato urinário (ITU) são mais comuns nas mulheres. (H - Litíase, TU.. M – Nefroptose, ITU, 
Gestação).
É necessário perguntar ao paciente das enfermidades anteriores que lhe acometeram ou que ainda 
existem, como cálculo renal que pode evoluir para uma insuficiência renal. Assim, como os 
Antecedentes familiares, principalmente em relação a cálculos renais (litíase), hipertensão arterial 
(HAS), câncer de próstata.
A cor da urina pode revelar diversas patologias, como na hematúria, onde a urina vem tingida por 
sangue; pode se apresentar turva, geralmente associada a infecção urinária; ou com outras cores como 
amarelo escuro, quando o paciente tem hepatopatias; bem como alguns corantes podem alterar a cor 
da urina.
Inicial: quando sai no começo da micção e depois fica normal, geralmente é uma infecção na 
uretra ou em uma prostatite (inflamação da próstata).
○
Terminal: quando o sangramento é no final da micção, geralmente por irritação do colo vesical, é 
muito característico de infecção urinária, acontecendo muito nas mulheres.
○
Total: quando o sangramento é durante toda a micção, geralmente são de patologias altas, como 
cálculo renal, tumor renal.
○
Se o paciente referir Hematúria é necessário perguntar se ela é:
O Cheiro da urina é característico, em uma infecção urinária este cheiro fica mais forte. Geralmente 
quando se tem uma cor escura e um cheiro forte, vem acompanhado de outros sintomas como disúria, 
polaciúria. Porém, principalmente nos idosos, pode ter a bacteriúria assintomática, ou seja, tem 
presença de bactéria na urina, porém o paciente não sente nada. Isto acontece porque a grande maioria 
dos sintomas da infecção urinária é dada pela contração involuntária da bexiga, na tentativa de expulsar 
a urina contaminada, no idoso há uma pequena

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.