A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
02 - Territorialização em Saúde

Pré-visualização | Página 1 de 1

TERRITORIALIZAÇÃO EM SAÚDE 
Elaborado por: Edwallace Amorim 
 
A territorialização é um dos pressupostos básicos do trabalho do PSF. Essa tarefa adquire, no 
entanto, ao menos três sentidos diferentes e complementares: de demarcação de limites das áreas 
de atuação dos serviços; de reconhecimento do ambiente, população e dinâmica social existente 
nessas áreas; e de estabelecimento de relações horizontais com outros serviços adjacentes e verticais 
com centros de referência. Para habitar um território é necessário explorá-lo, torná-lo seu, ser 
sensível às suas questões, ser capaz de movimentar-se por ele com alegria e descoberta, detectando 
as alterações de paisagem e colocando em relação fluxos diversos - não só cognitivos, não só 
técnicos, não só racionais - mas políticos, comunicativos, afetivos e interativos no sentido concreto, 
detectável na realidade. Territorialização significa Localizar significa mostrar o lugar, repara-lo, 
organizá-lo. Em relação ao setor saúde, destaca-se. Sendo de suma importância definir um “espaço 
geográfico” para a estruturação e organização de serviços de saúde compatíveis com as necessidades 
e os problemas demandados pela população. A Estratégia Saúde da Família/SUS define e é 
responsável por um recorte territorial, que corresponde à área de atuação das equipes de saúde da 
família, sua importância no cenário atual da reorganização da atenção, da rede de serviços e das 
práticas sanitárias locais. É grande importância a territorialização em uma área para saber quais são 
as reais necessidades de uma comunidade. Para realizar esse feito a cartografia consiste em uma 
ferramenta utilizada, antes de tudo, para o diagnóstico e planejamento de atividades de campo, pois 
a visualização espacial de informações traz subsídios ao processo de vigilância e atenção à saúde 
através dos mapeamentos das áreas de riscos e dos serviços de saúde. Através de mapas, podem-se 
sobrepor dados sócios ambientais e sanitários que permitam uma melhor focalização de problemas, 
facilitando assim o planejamento de ações por parte tanto do poder público quanto da população 
local. Os Sistemas de Saúde também se organizam sobre uma base territorial, o que significa que a 
distribuição dos serviços de saúde segue a uma lógica de delimitação de áreas de abrangência. O 
território da saúde não é só físico ou geográfico: é o trabalho ou a localidade onde as equipes 
multiprofissionais em uma UBS são responsáveis pelo acompanhamento de uma população adscrita, 
localizada em uma área delimitada, através de ações de promoção de saúde, prevenção, 
recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes. A territorialização permite 
espacializar e analisar os principais elementos e relações existentes em uma população, os quais 
determinam em maior ou menor escala seu gradiente de qualidade de vida. 
 
Referencia Bibliográfica: 
GONDIM G. M. M.; MONKEN M.. Dicionário da Educação Profissional em Saúde. Territorialização em Saúde. Em 
<http://www.epsjv.fiocruz.br/dicionario/verbetes/tersau.html>. Acesso em 24 set. 2012.